Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen T-Cross Automático: o preço está competitivo?

Categorias: , , , 67 Comentários

O Volkswagen T-Cross foi lançado no Brasil com preços variando, nas versões com transmissão automática, entre R$ 84.990 reais e R$ 109.990 reais. Esses preços logo suscitaram uma série de comentários em sites de redes sociais que seriam "excessivos". Neste artigo analisamos os preços do T-Cross 200 TSI Automático, seus itens de série de conforto e segurança, e os comparamos com seus principais concorrentes para saber se o que está sendo pedido pelo SUV é competitivo.

VW T-Cross 200 TSI Automático

Preliminarmente é necessário ponderar que o T-Cross 250 TSI A/T tem um desempenho bem acima dos principais concorrentes, de modo que ele praticamente não tem concorrentes (exceto o Citroen C4 Cactus 1.6 THP Flex). O quadro abaixo traz um comparativo de desempenho do T-Cross comparado a seus principais concorrentes.

Modelo0 a 100 Km/hVel. Máxima
Citroen C4 Cactus 1.6 THP A/T7,3212
VW T-Cross 250 TSI A/T8,7198
Chevrolet Tracker 1.4T A/T9,4198
VW T-Cross 200 TSI A/T (estim.)10,5187
Caoa Chery Tiggo 5X 1.5T A/T11,0180
Jeep Renegade 1.8 A/T11,1182
Honda HR-V 1.8 CVT11,2175
Ford EcoSport 1.5 AT11,8180
Nissan Kicks 1.6 CVT12,4175

Os dados do T-Cross 200 TSI, com o motor 1.0 TSI Turbo Flex, de 128 cv e 200 Nm de torque, são estimados com base nos dados do Golf 1.0 TSI Automático. Como podemos observar, o T-Cross 200 TSI AT terá, com tal powertrain (1.0 TSI + câmbio automático), desempenho para rivalizar com o Creta 2.0 Automático, ficando acima de HR-V 1.8 CVT, Kicks 1.6 CVT, Renegade 1.8 Automático e EcoSport 1.5 Automático.

VW T-Cross 250 TSI Automático Highline - Interior

Nesse contexto, o T-Cross 200 TSI Automático deve ter desempenho abaixo apenas do C4 Cactus e do próprio T-Cross 250 TSI, ficando acima de todos os demais modelos do mercado com motor aspirado e também do Caoa Chery Tiggo 5X que adota um moderno motor 1.5 Turbo com câmbio DCT-6.

Consumo

Novamente há dados oficiais de consumo do T-Cross 250 TSI Automático. Entretanto, para efeito de estimativa, o Golf Comfortline Automático adota o mesmo powertrain do T-Cross, e não temos dados oficiais de consumo do T-Cross 200 TSI Automático, mas novamente podemos estimá-los com base nos dados do Golf 1.0 TSI Automático.

Modelo
Consumo EtanolConsumo Gasolina
Média Gasolina
CidadeEstradaCidadeEstrada
VW T-Cross 200 TSI A/T (estimativa)8,210,111,013,612,2
VW T-Cross 250 TSI A/T7,79,311,013,212,0
Nissan Kicks 1.6 CVT7,89,011,113,012,0
Honda HR-V 1.8 CVT7,78,611,012,311,6
Citroen C4 Cactus 1.6 THP A/T7,28,910,412,611,4
Ford EcoSport 1.5 AT7,18,610,012,611,2
Chevrolet Tracker 1.4 T A/T7,38,210,611,711,1
Jeep Renegade 1.8 A/T6,98,610,012,010,9
Caoa Chery Tiggo 5X 1.5T A/T6,78,09,811,710,7

Assim como o T-Cross 250 TSI Automático já é o SUV mais econômico do mercado, o T-Cross 200 TSI deverá ser ainda mais econômico, ficando com o primeiro lugar nesse comparativo.

VW T-Cross 200 TSI Automático Comfortline

Dessa forma, em termos de consumo x desempenho, o Volkswagen T-Cross tem os melhores indicadores de eficiência do segmento, pois é p mais econômico, e oferta os níveis mais altos de performance.

Custo x Benefício

A análise de custo benefício leva em consideração que todos os modelos comparados contam com ar-condicionado (digital ou manual), direção com assistência elétrica, vidros e travas elétricas, além de controle eletrônico de estabilidade e tração. A partir daí relacionamos na tabela abaixo itens que consideramos diferenciais, como freios a disco nas quatro rodas (presentes apenas no T-Cross, HR-V e Caoa Chery Tiggo 5X), 6 airbags (HR-V EXL, T-Cross e Ecosport Titanium) e central de informação e entretenimento compatível com Apple CarPlay e Android Auto.




O quadro abaixo relaciona os preços do T-Cross comparados com seus concorrentes, e a presença desses itens de série que consideramos diferenciais.

Modelo
Preço
Itens de série
AirbagsSensor de EstacionamentoPiloto AutomáticoFreios a disco nas 4 RodasCentral Mutimídia
Nissan Kicks 1.6 S CVTR$83.4902NÃONÃONÃONÃO
Hyundai Creta 1.6 SmartR$84.4902SIMSIMNÃONÃO
Ford EcoSport SE 1.5 A/TR$84.9902NÃOSIMNÃOSIM
Caoa Chery Tiggo 5X TR$86.9902SIMSIMSIMSIM
Ford EcoSport FreeStyle 1.5 A/TR$91.8902SIMSIMNÃOSIM
Honda HR-V LX 1.8 CVTR$92.5002NÃOSIMSIMNÃO
Hyundai Creta 1.6 Pulse PlusR$92.9902SIMSIMNÃOSIM
VW T-Cross 200 TSI A/TR$94.4906OpcionalSIMSIMSIM
Caoa Chery Tiggo 5X TXSR$96.9906SIMSIMSIMSIM
Honda HR-V EX 1.8 CVTR$98.7002SIMSIMSIMSIM
VW T-Cross 200 TSI Comfortline A/TR$99.9906SIMSIMSIMSIM
Nissan Kicks 1.6 SL Pack TechR$102.3906SIMSIMNÃOSIM
Ford EcoSport Titanium 1.5 A/TR$103.9907SIMSIMNÃOSIM
Honda HR-V EXL 1.8 CVTR$108.5006SIMSIMSIMSIM
VW T-Cross 250 TSI Highline A/TR$109.9906SIMSIMSIMSIM

Os dados mostram que o T-Cross 200 TSI Automático é o SUV mais acessível do mercado brasileiro com 6 airbgas, o que é um ponto positivo. Entretanto, o modelo do T-Cross mais acessível com transmissão automática parte de R$ 94.990 reais - um valor certamente elevado.

Volkswagen T-Cross 200 TSI Automático

Entretanto, considerando seu nível de desempenho e itens de série, o T-Cross 200 TSI de R$ 94.900 reais é um concorrente direto do Honda HR-V EX, Caoa Chery Tiggo T e do Creta Sport 2.0 Automático. Já o T-Cross 200 TSI Comfortline, desde que equipado com o pacote Design (R$ 1.950 reais - bancos em couro), ele tem uma lista de itens de série que o coloca em competição direta com o Honda HR-V EXL e o Creta Prestige.


VW T-Cross 200 TSI Automático - Itens de série

Controle de Estabilidade (ESC), seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos e volante multifuncional, câmbio automático de seis marchas, controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles”, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, sistema de som Composition Touch com tela colorida sensível ao toque (“touchscreen”) de 6,5 polegadas e App-Connect.

VW T-Cross 200 TSI Automático - Opcionais
  • Interactive II: câmera de ré para auxílio em manobras e sensores dianteiros de estacionamento e espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico.
VW T-Cross 200 TSI Comfortline Automático - Itens de série

Todos os itens do 200 TSI Automático e acrescenta ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus (RKA), manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento (além dos traseiros) e sistema de frenagem automática pós-colisão.

VW T-Cross 200 TSI Comfortline Automático - Opcionais
  • Pacote Exclusive & Interactive (R$ 3.950): sistema de infotainment “Discover Media” com navegador via satélite, tela de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central; iluminação ambiente em LED; seletor do modo de condução; sistema KESSY de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão; espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e tapetes adicionais de carpete.
  • Pacote Sky View II (R$ 4.800): teto solar panorâmico, espelho retrovisor interno eletrocrômico e sensores de chuva e crepuscular.
  • Pacote Design View (R$ 1.950): bancos de couro com detalhes na cor “Marrakesh Brown” e apliques decorativos no painel com detalhes na cor bronze namíbia.
  • Pacote Premium (R$ 6.050): sistema Park Assist 3.0, faróis full-LED com luz de condução diurna em LED e sistema de som “Beats” com subwoofer.
Conclusão

Os preços de lançamento do Volkswagen T-Cross não vieram tão agressivamente competitivos quanto os observados no lançamento do Polo/Virtus. Entretanto, os dados de desempenho e consumo (estimados) da versão 200 TSI AT indicam que essas versões são concorrentes de HR-V 1.8 e Creta 2.0 Automático, porém o T-Cross terá consumo significativamente melhor.

Caoa Chery Tiggo 5X

Já em termos de preço x equipamentos, o SUV que se destaca é o Tiggo TXS. Entretanto, a lista de itens do T-Cross 200 TSI AT o coloca como competidor do Creta 2.0 Sport e do Honda HR-V EX - ambos com preço superior ao dele. Já a lista de itens de série do T-Cross 200 TSI Comfortline indica que é um competidor do Creta 2.0 Prestige e do Honda HR-V EXL, novamente, ambos mais caros que o VW.

VW T-Cross 200 TSI Automático Comfortline

Concluindo, o Volkswagen T-Cross pode não ser o SUV compacto mais acessível do mercado, mas seus preços estão competitivos. Em uma análise de custo benefício, em versões com igual nível de equipamentos, o T-Cross Comfortline é R$ 6.850 reais mais barato que o Honda HR-V EXL e R$ 3.050 reais mais acessível que o Hyundai Creta Prestige 2.0.

67 comentários:

  1. Pena que não divulgaram a versão PCD com isenção completa. Seria um bom competidor para Creta, Renegade e Kicks que por enquanto continuarão a dominar esse mwercado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que vai ter uma versão PcD, pelo menos não existe menor sinalização que o Confaz vá alterar o limite!

      Excluir
    2. Tem que rir com o desempenho divulgado do Renegade 1.8 E.Porq automático. NUNCA que ele faz 0 a 100 em 11,1 segundos. Ele faz na casa de 14 segundos. É bem mais lento que Ecosport 1.5 automático.
      Outra coisa, o consumo padrão Inmetro do Ecosport está errado na tabela pblicada, com gasolina é 10,3 na cidade e 12,6 km/ na estrada, média de 11,45 km/l.

      Para conferir dados de consumo pelo padrão Inmetro:

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2019.pdf

      Excluir
  2. Respostas
    1. Realmente ficou estranho a falta do preço, mas segue a informação que peguei no site da citroen esta versão top C4 CACTUS SHINE 1.6 THP PACK automático por R$ 99.990,00 - também tem 6 airbags e central multimídia 7 polegadas.

      Excluir
  3. A versão Highline é competitiva. A Comfortline ao meu ver não é muito. Chega ao mercado com desempenho na média e os equipamentos de destaque estão todos em pacotes caros de opcionais (e que não são levados em conta pela FIPE na hora da revenda). Além disso, a VW sabe que Honda e Hyundai tem melhor imagem de pós-venda e revenda (principalmente nesse segmento). Apostaria nesse carro como terceiro lugar de vendas no segmento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A versão Highline é competitiva. A Comfortline ao meu ver não é muito. Chega ao mercado com desempenho na média e os equipamentos de destaque estão todos em pacotes caros de opcionais (e que não são levados em conta pela FIPE na hora da revenda).

      Na verdade, a Highline não tem competidores.

      Já a Comfortline é extremamente competitiva. Observe que a Comfortline 200 TSI com o Pacote Design ficar em R$ 102 mil reais. E nesse preço ela anda mais, bebe menos e já é mais equipada que o Creta Prestige 2.0 e que o Honda HR-V EXL.

      Além disso, a VW sabe que Honda e Hyundai tem melhor imagem de pós-venda e revenda (principalmente nesse segmento).

      Na verdade, a VW tem o melhor pós-venda do Brasil, superior a Toyota e Honda, como demonstrou a revista Quatro Rodas:


      https://www.car.blog.br/2018/11/pos-venda-vw-no-nivel-toyota-e-honda.html


      Então, vemos que o T-Cross Comfortline com o Pacote Design é R$ 7 mil mais barato que o HR-V EXL, é mais equipado que o Honda, anda mais que o Honda e bebe menos que o Honda.

      E o T-Cross 200 TSi Comfortline + Pacote Design, é R$ 3.000 mais barato que o Creta 2.0 Prestige, mais equipado que o Creta, anda mais que o Creta e bebe menos.

      Apostaria nesse carro como terceiro lugar de vendas no segmento.

      A questão de se estiver em 1º, 2º ou 3º é irrelevante. Se ele for o 3º, já venderá mais de 3.000 unidades, e isso é suficiente para dar à VW a liderança de mercado.

      E tem mais. O T-Cross não será vendido só no brasil Será vendido na América Latina inteira, inclusive no México. OU seja, o T-Cross será sem sobra de dúvida o SUV compacto fabricado no Brasil mais vendido do mercado, e o mais produzido. ou seja, terá produção alta, e, consequentemente, custos menores de produção.

      Excluir
    2. "é o mais produzido, ou seja, terá produção alta,e, consequentemente, custos menores de produção" esse é o ponto: porque não repassar esse custo menor de produção ao consumidor?
      Os preços deveriam ser menores!Nem precisaríamos estar discutindo competitividade....

      Excluir
  4. Acredito que o T-Cross será competitivo nas versões intermediárias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele será. Mas será ainda mais competitivo na Highline, que não tem competidores. tanto é assim, que a VW vendeu 400 unidades da Highline em 1 dia de pré-venda. Esgotou no primeiro dia.

      Excluir
    2. Tiguan tbm se esgotou em algumas horas , menos !

      Excluir
    3. Na versão Highline começa a brigar com os SUVs médios de entrada. Não sei se continua competitivo.

      Excluir
    4. "Mas será ainda mais competitivo na Highline, que não tem competidores."

      Tá "serto".

      Excluir
    5. pré venda é pra isso mesmo....

      Excluir
  5. A empresa tem a liberdade de pedir o que quiser pelo seu produto e nós escolhermos se compramos ou nao, eu por exemplo fiquei fora, esperava a versão de entrada por volta de 73 mil e estão cobrando 85 mil.
    Estamos voltando a década de 80, dificuldade para comprar um automóvel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por 73k vc pode pegar o Kicks ou o Creta pelados.

      Excluir
    2. Concordo... pede o que quer, paga quem quer... e a geladeira só água...

      Excluir
    3. Acho que dá para comprar o C4 Cactus de entrada.

      Excluir
    4. estamos falando de carros e nao de carroças francesas!

      Excluir
  6. Em uma análise rácional o T-CROS e a melhor compra

    ResponderExcluir
  7. Minha opinião é que está pouco acima do competitivo, fora o highline que pelo deaempenho está bem melhor.

    O problema é que logo os preços sobem e aí a coisa complica.

    A VW vai esperar a honda lancar a Touting pra saber quanto pode aumentar o preço e o resto vai aumentar o quanto puder depous.

    ResponderExcluir
  8. As versões 200 tsi valem cada centavo. E valem mais a pena que qualquer concorrente.
    A 250 tsi também vale a pena na casa de 110 mil. Por este preço não se acha nada melhor.

    Mas a 250 tsi por 126 com todos opcionais definitivamente não vale a pena, pois já se pode entrar em segmentos de SUVs 4x4 diesel.
    Fora seminovos aos montes na casa dos 126 mil, como Tiguan (já a nova), Amarok, Equinox, Q3, X1, todos bem comprados como semi novos, são superiores ao T-Cross de 126 mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se tivesse acc e fla, freio de mão eletronico e autohold a versãode 125mil ficaria competitiva!

      pacote premium não é tão bom.

      Excluir
  9. Faltou versão automática mais barata. Para o consumidor médio, que é quek comora esses carros, tanto faz a lista de equipamentos ou números de desempenho. Esse tipo de consumidor quer um csrro qur chame atenção e passe alguma imponência. T-Cross é o melhor da categoria, tecnicamente, sem duvida. Mas por menos a concorrência oferece opções que já atendem esses clientes. Deve vender bem e ser 3° ou 4° na categoria. Mad não é esse carro que fará a VW ser líder ainda.

    ResponderExcluir
  10. Troco 0-a-100Km/h e velocidade máxima do T-Cross por melhoras no consumo, mesmo que fique no mesmo patamar de desempenho dos concorrentes, afinal SUV não é esportivo de pista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além do desempenho superior a todos concorrentes exceto cactus, é o mais economico amigo

      Excluir
  11. Na tabela dos ítens opcionais faltou colocar o Jeep Renegade 1.8 Sport AT que custa 10 mil a menos que o T-cross e só não tem os 6 airbags... fica a dica.

    ResponderExcluir
  12. Fizeram um baita comparativo, mas cadê o Chevrolet tracker? Tem motor muito bom para o segmento e começa em 92 mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chevrolet Tracker é a MELHOR da categoria Sem dúvidas!

      Excluir
  13. Faltou comparar com o Renegade Longitude diesel que e 4X4 e muito economico...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É e que começa acima da highline com todos os opicionais

      Excluir
    2. O Renegade é um carro para manés. O Flex é uma lesma, anda menos que o up! 1.0 MPI, e o Diesel é caso de internação, pois pagar R$ 128 mil reais em um Jeep Renegade pelado, com 2 airbags, com acabamento fiat, só pode ser louco.

      https://www.car.blog.br/2015/04/renegade-18-flex-at-desempenho-e.html

      O Renegade 1.8 faz de 0 a 100 km/h em 15,3 segundos, 1,1 segundo mais lento que o Up! MPI.

      O T-Cross de 100 mil reais já é infinitamente melhor equipado que essa boquetagem de Renagade de R$ 128 mil. O T-Cross Highline custa R$ 109.990 reais e já é infinitamente mais completo que o Renegade Diesel, que só vem com 2 airbags e não tem faróis de LED. A central multimídia do Renegade é boqueta, e o Renegade tem porta-malas de 250 litros (na verdade um porta-luvas).

      Então, na verdade, o T-Cross Highline é R$ 17 mil mais barato que o Renegade Longitude Diesel e mais equipado.

      Fora que o O Renegade Diesel tem consumo segundo o INMETRO, em ESTRADA, de 11,5 Km/l de diesel, e, na cidade, de 9,4 Km/l de diesel.

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2019.pdf

      O T-Cross 250 TSI faz 13,2 Km/l de gasolina na estrada, e 11,5 Km/l em cidade, segundo o mesmo INMETRO.

      Ou seja, o T-Cross, que HUMILHA o Renegade em performance, consome MENOS em cidade que o Renegade Diesel em estrada.

      O T-Cross acelera de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos, enquanto o Renegade Diesel é 4 segundos mais lento.

      Pior, o Renegade Diesel na pista foi ridiculamente lento, sendo mais lento que Jac J2, Gol rallye, HB20 1.6. O Renegade Diesel deu um vexame na pista, com 1:16.651, andando muito menos que carros lentíssimos. Uma piada, veja:

      https://youtu.be/wYQNolIumxk?t=385

      Nem como consumo o Renegade Diesel vale a pena, vejamos:

      Segundo a ANP, pesquisa de 2019, Fevereiro,
      https://preco.anp.gov.br/include/Resumo_Mensal_Combustiveis.asp, o preço médio do Diesel no Brasil é R$ 3,6 / L, enquanto da gasolina R$ 4,1 / L. Ou seja, não é R$ 1 a diferença, mas R$ 0,5.

      O custo de rodar com o T-Cross 250 TSI é o mesmo do Renegade Diesel, pois o T-Cross é mais econômico.

      Custo para rodar 1000 km com o Renegade Diesel:

      1000 km / (11,6 Km/l) = 86,2 litros de diesel. 86,2 x 4,1 = R$ 310,3 reais

      Custo para rodar 1000 Km com o T-Cross 250 TSI

      1000 km / 13,2 = 75,7 litros. 75,7 * 4,1 = R$ 310 reais.

      Ou seja, o sujeito que compra o Renegade Diesel, paga R$ 17 mil a mais que o T-Cross Highline, gasta a mesma coisa com combustível, e tem um carro infinitamente pior equipado, com menos espaço interno e porta-malas ridículo de 250 litros, e que anda ridiculamente menos.

      Ou seja, o sujeito que compra o Renegade Diesel, tendo o T-Cross no mercado, quem compra o Renegade assina atestado que é fraco intelctualmente e não sabe fazer conta e nem analisar carros, pois está comprando um produto muito pior e mais caro.

      Detalhe. Como o Renegade é vendido aos borbotões para locadoras, a desvalorização dele é imensa. O coitado paga R$ 128 mil em um Renegade pelado, e vende 1 mês depois por menos de R$ 80 mil.

      Renegade Flex: carro para manés. Renegade diesel: carro para manés que precisam ser internados.

      Excluir
  14. Queria que tivessem colocado o C4 Cactus no comparativo de custo x benefícios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só entra no comparativo de desempenho... nesse mesmo blog.

      Excluir
    2. Francês não sabe fazer carro. Negócio deles é fazer queijo. Portanto, Cactus é irrelevante.

      Excluir
  15. E corrigindo, o Renegade 1.8 at, faz 0-100 em 14 segundos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tartaruguinha que "todo mundo" quer huehueuehuehueh

      Excluir
    2. Os fatos são claros. O desempenho do Renegade 1.8 é de uma lesma, sendo mais lento que de um Up! 1.0 MPI, conforme apurado pela Quatro Rodas:

      https://www.car.blog.br/2015/04/renegade-18-flex-at-desempenho-e.html

      O Renegade 1.8 faz de 0 a 100 km/h em 15,3 segundos, 1,1 segundo mais lento que o Up! MPI.

      Excluir
  16. A competitividade do T-cross no mercado, só poderá ser analisada após a chegada dos já consagrados no mercado: Renegade e HRV, ambos receberão motores turbinados ainda em 2019...sem falar em Creta,Kicks e Tracker,que com certeza irão se mexer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato é que o T-Cross 200 TSI AT está R$ 7 mil mais barato que o HR-V e R$ 4.000 mais barato que o Creta. Anda mais que os dois, bebe menos que os dois, e tem mais espaço para passageiros, e porta-malas praticamente idêntico. E é mais seguro, com 6 airbags, e diferencial XDS+ (não deixa o carro desgarrar em curvas molhadas) e pós collision brake. Fora que tem melhor acabamento também.

      Então, o T-Cross é melhor, anda mais e bebe menos, e ainda é mais barato. isso é competitividade. Vc não sabe disso porque pagou R$ 78 k em um Corolla com calota, banco de tecido, com buraco no painel no lugar do som. E acha que fez ótimo negócio ainda,.

      Excluir
    2. Kkkkk cada um que aparece...

      Excluir

    3. Carlos4Carros26 de fevereiro de 2019 08:26
      O fato é que o T-Cross 200 TSI AT está R$ 7 mil mais barato que o HR-V e R$ 4.000 mais barato que o Creta. Anda mais que os dois, bebe menos que os dois, e tem mais espaço para passageiros, e porta-malas praticamente idêntico. E é mais seguro, com 6 airbags, e diferencial XDS+ (não deixa o carro desgarrar em curvas molhadas) e pós collision brake. Fora que tem melhor acabamento também.

      Então, o T-Cross é melhor, anda mais e bebe menos, e ainda é mais barato. isso é competitividade. Vc não sabe disso porque pagou R$ 78 k em um Corolla com calota, banco de tecido, com buraco no painel no lugar do som. E acha que fez ótimo negócio ainda.

      CARLOTINHA do meu coração,anota aí!Com esse "APLIQUE,PRA-TI-FOI-FEITO,SEGURA QUE TE PEGA, CHEGUEI" na traseira(logo a VW, que prima pela sobriedade,temperança e equilíbrio em design)não cairá no gosto da maioria que opta por esse tipo de carro(são exigentes no visual) mesmo sendo um ótimo carro ...eu ainda tinha esperança que esse aplique não viria em todas as versões...ledo engano!!!Infelizmente virá em todas as versões...não venderá o suficiente para alcançar os três primeiros colocados da categoria...anota aí, depois me cobra!!!








      moderação, temperança, equilíbrio

      Excluir
  17. C4 thp shine Pack por 100000.00 com equipamentos iguais ou melhor e desempenho melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francês não sabe fazer carro. Negócio deles é fazer queijo. Portanto, Cactus é irrelevante.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  18. Faltou o preço da Tracker no comparativo. De novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tracker é uma boquetagem. Porta-malas ridículo de menos de 300 litros. Bebe muito e anda menos que o T-Cross 200 TSI.

      Excluir
    2. nunca andou numa 1.4T e está relinchando ai

      Excluir
  19. Resta saber o valor di seguro desse carro agora.

    ResponderExcluir
  20. TCross, é um VW, portanto é mais caro, é um carro melhor em todos os aspectos e mais completo que os da concorrência. É caro porque é um SUV, um modismo sem sentido pratico algum, mas tem gente que paga. Tem-se a opção do Polo e Vitus mais baratos e que dão praticamente o mesmo retorno do SUV da marca. O mercado hoje, e principalmente a VW tem muitas opções, eu particularmente não pensaria duas vezes em pegar um Jetta 250TSi, a melhor relação custo-benefício da marca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então aproveita... Pq devido ao alto número de vendas... A VW decidiu comemorar concedendo um desconto de 10 mil no recém lançado Jetta 18/18

      Excluir
  21. 10.000,00 a mais que um Creta Automático atual líder da categoria. Sem contar que o Creta paga mais imposto que o T-Cross, pois para carros 1.0 o imposto é no mínimo 5% menor. A VW jogou lá encima o preço pra ver se o burro do Brasileiro paga. Eu achei um ótimo carro, se o preço fosse perto do Creta compraria com certeza, mas por este valor sem condições.

    Comparem com um Virtus Comforline que usa a mesma plataforma, motorização, air bag e acessórios, dá mais de 20.000 de diferença. Sem noção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Creta automático de R$ 85 mil só tem 2 airbags (contra 6 do T-Cross). O Creta não tem multimídia (o T-Cross de 94k tem). O Creta nao tem piloto automático (o T-Cross de R$ 94 tem). O Creta de R$ 84k é o 1.6 lesma, que bebe muito mais que o T-Cross 200 TSI. Detalhe, o T-Cross de 94k anda mais que o Creta 2.0, e bebe muito menos que o Creta 1.6. O T-Cross de 94 tem volante em couro, central multimídia com apple carplay e android auto, tem sensores dianteiros e traseiros, anda muito mais e bebe muito menos. Não tem comparação.

      O Creta para se comparar ao T-Cross de 94 k é o Creta Sport, de R$ 98 mil, e mesmo assim é inferior.

      Excluir
    2. O Virtus tem tudo isso também e não justifica a diferença de mais de 20k.

      Excluir
    3. Gostei falou uma verdade para se pensar.

      Excluir
    4. Na verdade as diferenças na VW estão menores que nas outras marcas. O Fit na Honda custa R$ 60 mil, e o HR-V sai de R$ 93 mil, ou seja, R$ 33 mil a mais. O Fiesta custa R$ 55 mil na Ford, e o EcoSport começa em R$ 85 mil. O March custa R$ 40k na Nissan, e o Kicks começa em R$ 80 mil, diferença de R$ 40 mil. Esse é mais um exemplo que só mostra como o T-Cross está barato.

      Excluir
  22. Realmente o Virtus é muito mais varato e tem o mesmo conjunto. Mas acredito que o Tcross vai roubar bastante comprador de polo/virtus nas versões mais caras, além do jetta, que já vende pouco.

    Meu chute é TCross em torno de 3 a 4 mil unidades brigando pela liderança, mas terá canibalização interna também.

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Como sempre o preço pode ser até competitivo, mas com os opcionais ficam quase proibitivos.

    ResponderExcluir
  26. O Cactus é um aviãozinho, nossa senhora. Melhor custo benefício da categoria.

    ResponderExcluir
  27. Comparação com os principais concorrentes... e assim o excelente Jac T50 recheado de itens de conforto e segurança fica de fora. E o preconceito continua...

    ResponderExcluir
  28. Eu me detive a observar esse carro pormenorizadamente ao Salão de São Paulo e atesto que o "size impression" dele é o de um SUV quase que intermediário. Ele passa a impressão de ser maior que seus concorrentes, a saber, Honda HR-V e Creta, externamente. Ao interior, no espaço para passageiros traseiros, T-Cross é claramente maior.

    Penso que a Volkswagen sendo uma marca consolidada de mercado, dispondo de uma extensa rede de concessionárias, chegou com o T-Cross com preços R$ 6 mil a R$ 8 mil abaixo dos concorrentes igualmente equipados, o que me parece uma estratégia correta, similar à adotada no Virtus e Polo, que se mostram um sucesso.

    Com preços assim, abaixo dos concorrentes, penso que T-Cross pode chegar a vender 4.000 ou 5.000 unidades mês.

    ResponderExcluir
  29. É caro sim, mas é superior a maioria dos concorrentes. Agora os preço dos opcionais poderiam ser mais baratos.

    Agora não sei como o povão vai reagir ao ver 100 mil num suv "1.0"

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.