Car.blog.br

Pesquisar este blog

Consumidor ignora dieselgate e dá à VW liderança global

Categorias: , , , 3 Comentários

Menos de um ano e meio depois de a Volkswagen ter enfrentado a questão das emissões de diesel nos EUA, que provocou a queda do então CEO, Martin Winterkorn, o fim da comercialização dos carros diesel da empresa nos EUA, o conglomerado alemão emerge como o maior do planeta em 2016, com crescimento de 3,2% e mais de 10,3 milhões de veículos vendidos (veja detalhes aqui).

Consumidor ignora dieselgate e dá a VW liderança global

Muitos podem se perguntar: como isso é possível? No segundo semestre de 2015 não faltaram previsões catastrofistas, até mesmo com alguns veículos mais exaltados dizendo que o escândalo do diesel poderia resultar na extinção da empresa. Aqui no CarBlog, em 26/09/2015, publicamos um artigo "VW Dieselgate: consequências temporárias e localizadas" (veja aqui), onde apontávamos os motivos pelos quais considerávamos que as consequências para a empresa seriam facilmente gerenciadas e suas perspectivas continuavam excelentes, inclusive nos EUA.

De fato, no final de 2016 a Volkswagen já experimentava uma disparada de vendas nos EUA (veja aqui), mesmo sem vender modelos diesel, que representavam cerca de 25% do portfólio. No último trimestre de 2016 a Volkswagen foi a empresa que mais cresceu nos EUA, com avanço de 20,3% em suas vendas (veja aqui), enquanto a Audi registrava o 7º ano e 76º mês consecutivo de crescimento de vendas em terras norte-americanas. Para completar, uma alta autoridade alemã recomendou aos EUA procurarem fazer carros de melhor qualidade (veja aqui).

O fato é que a Volkswagen é pouco exposta aos EUA, o que faz que mesmo uma crise lá afete pouco o desempenho global da empresa. E, em termos globais, o consumidor praticamente ignorou o dieselgate e continua a comprar os carros do conglomerado alemão como nunca, especialmente na China - onde os consumidores são muito favoráveis à VW. A Toyota, por outro lado, depende muito dos EUA, onde o mercado está estagnado.

VW Golf - carro mais vendido da Suécia

Nem mesmo na Europa, onde há um recall em curso de 11 milhões de carros, a VW teve sua liderança ameaçada. A marca, ou uma de suas subsidiárias continua a liderar em diversos países, como Espanha, e até mesmo na Suécia o VW Golf se tornou o carro mais vendido do país - um feito inédito na história.

Constata-se portanto que o consumidor não deu importância ao escândalo, ignorando solenemente estridência, frequência e tons catastrofistas de algumas notícias e alguns veículos de comunicação.



É fato também que a questão com os motores TDI que provocou o dieselgate nos EUA tem impacto zero sobre os propulsores diesel atuais da empresa. Há estudos, inclusive, mostrando que os motores TDI diesel usados atualmente nos modelos da marca apresentam os mais baixos níveis de emissões do mercado. Em resumo: nem mesmo acusado de ser "poluidor" um proprietário de modelo VW pode ser, pois os modelos da marca estão entre os mais limpos do mercado.

Conclusão

A Volkswagen tinha como meta ser a número 1 do mundo em 2018. A meta foi cumprida dois anos antes. As políticas do novo presidente dos EUA devem afetar montadoras estrangeiras nos EUA de alguma forma, mas certamente impactar mais a Toyota que a Volkswagen, já que os EUA tem pouca importância para o resultado global do grupo alemão.

VW Golf - carro mais vendido da Suécia

Assim, a tendência é que a liderança mundial do Grupo VW, que começou em 2016, amplie-se ainda mais já a partir de 2017.

Postagens relacionadas:

3 comentários:

  1. Eu fiz a minha parte para ajudar a VW lucrar bastante para superar a crise e ter dinheiro para pagar as multas. Comprei um Up! TSI 0KM no segundo semestre de 2015, e no segundo semestre de 2016 comprei um Golf 1.6 MSI Automático zero. Este último, o Golf, por sinal, o melhor carro que já tive na vida. Fantástico. Como é bom poder ajudar uma empresa comprando carros como o Golf!

    ResponderExcluir
  2. Estou esperando minhas cartas de isenção saírem para emplacar meu High up!. Mesmo com opções mais CxB (March e Sandero completos saem por 41k), vejo no UP! um veículo que não me dará dor de cabeça a longo-prazo, mantendo as revisões preventivas e corretivas, além de entregar um carro honesto e seguro do ponto de vista torcional e mesmo de impacto.

    ResponderExcluir
  3. Faz tempo que não comento por aqui, mas em dezembro passado troquei meu Move Up! MPi 14/15 por um Move Up! TSi 16/17 azul lagoon.

    Quem critica esse carro certamente nunca andou em um, especialmente se for o TSi. Carrinho supreendente, com excelente desempenho e ainda mais econômico que o MPi.

    Também tenho um Golf 1.4 TSi Comfortline 14/15 alemão e pretendo trocá-lo neste ano sim, mas por outro Golf. Provavelmente por um Highline com pacote Elegance.

    Up! e Golf são os melhores produtos que a VW oferece atualmente no pais, sem dúvidas.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.