Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf Comfortline flex nacional fica mais barato e robusto

Categorias: , , 77 Comentários

O Golf 1.6 MSI Nacional já foi objeto de vários teste-drives aqui no Car Blog e neste artigo vamos expor nossa opinião sobre o modelo.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Golf Comfortline nacional ficou mais barato que o mexicano

O Golf 1.6 MSI nacionalizado ficou mais barato que o Comfortline 1.4 TSI Mexicano (importado). O modelo com câmbio manual ficou R$ 1.840 reais mais em conta, enquanto o Automático ficou R$ 3.300 reais mais barato, conforme mostramos na tabela abaixo.

Golf Comfortline Nacional FlexGolf Comfortline MexicanoRedução de preço do Golf nacional
ManualR$ 74.950R$ 76.790-R$ 1.840
AutomáticoR$ 79.990R$ 83.290-R$ 3.300

Além disso, é preciso considerar que esses preços do Golf mexicano não sofrem alterações desde novembro de 2015, enquanto todos os demais carros da VW subiram. Dessa forma, caso o Golf não tivesse passado pela nacionalização, os preços do mexicano teriam subido adicionalmente em janeiro. Assim, caso se aplique os mesmos reajustes que foram incorporados ao Jetta mexicano - de 3,8% - os preços do  Golf 1.4 TSI Comfortline ficariam em R$ 79.7 (MT) e R$ 86.4 (DSG), conforme a tabela abaixo.

Golf Comfortline Nacional FlexGolf Comfortline Mexicano (com o reajuste do Jetta)Redução de preço do Golf nacional
ManualR$ 74.950R$ 79.708-R$ 4.758
AutomáticoR$ 79.990R$ 86.455-R$ 6.465

Isso mostra que, na prática, o Comfortline flex nacional teve uma redução de preço de R$ 4.700 reais na versão com câmbio manual, e de R$ 6.400 reais na Automática.

Vídeo - Análise das alterações mecânicas do Golf nacional



Golf com motor 1.6 MSI e câmbio automático – desempenho não empolga, mas correto

Nós já andamos no Golf 1.6 MSI com gasolina (1º teste) e com etanol (último teste), e podemos verificar que há uma melhora de repostas quando o carro está abastecido com o combustível derivado de cana - e é uma opção interessante também quando o carro for usado em rodovias, para oferecer mais disposição em ultrapassagens,

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Consumidores conservadores - preconceito contra motores turbinados

Entretanto, é preciso pontuar que esta versão 1.6 aspirada do Golf vem atender a uma demanda de consumidores brasileiros que ainda têm muito preconceito com motores turbo. Essa configuração 1.6 MSI, não turbo, sugere manutenção mais simples e mais barata. E tem tudo para agradar a um público mais amplo - o mesmo que compra Corolla, Civic, Fit - e não só entusiastas de comportamento dinâmico.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Sobre o desempenho, a questão é de referencial. Se a pessoa que for testar este Golf 1.6 MSI Automático está acostumada com Golf 1.4 TSI DSG ou o Up! TSI (carros de desempenho excepcional), vai achar o Golf 1.6 MSI Automático pouco empolgante. Segundo dados oficiais da VW, o Golf 1.6 MSI, com etanol, faz de 0 a 100 Km/h em 10,3 segundos, com câmbio manual, e em 11,6 segundos com cambio automático. Em teste da Revista Carro (veja aqui), o Golf 1.6 MSI Automático obteve o mesmo desempenho do Focus 1.6 manual - o que não deixa de ser um bom resultado para o Volkswagen, pois estava com transmissão automática.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Portanto, quem estiver acostumado com desempenho de Focus 1.6, Cruze Automático, Jetta 2.0 AT6, Hyundai i30, vai considerar o desempenho do Golf correto e adequado à sua proposta, de ser uma opção mais segura, menos tecnológica e sofisticada (e, portanto, menos assustadora para consumidores conservadores menos propensos a novidades).

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Mas, apesar do desempenho menos "empolgante", este Golf 1.6 MSI Automático mantém o mesmo elevadíssimo nível de segurança que caracteriza esta geração do Golf (7 airbags, Top Safety Pick+ no IIHS (detalhes aqui), 5 estrelas/5 estrelas no Latin NCAP, sistema pos colision brake, ESP - Controle de Estabilidade, ASR - Controle de Tração, diferencial XDS, entre outros itens.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

E também o excepcional padrão de acabamento interno, onde se destacam requintes típicos de carros premium, como porta-objetos revestidos de camurça, porta-luvas revestido desse material e com refrigeração, materiais de alta qualidade, padrão de montagem excepcional - tanto interno quanto externamente.


Outro ponto:  o Golf 1.6 MSI é R$ 17 mil mais barato que o Golf Highline 1.4 TSI Flex Nacional (veja detalhes desta versão aqui). Dessa forma, cabe aos potenciais compradores avaliar se o desempenho adicional propiciado pelo motor 1.4 TSI Flex é algo que será usado, e se vale a pena pagar a mais por ele.

Novo Golf 2016 Flex

Caso seja uma pessoa que dirige tranquilamente, e que considera que o desempenho propiciado por um Focus 1.6, Cruze Automático, Jetta 2.0, Civic  1.8 Automático são adequados e suficientes para sua utilização, então esta pessoa considerará este Golf correto.

Suspensão traseira - semi-independente

Nos testes que fizemos com o Golf nacional flex, fica claro que é impossível ver diferença entre o esquema de suspensão traseiro multilink (adotado no modelo importado) e eixo de torção andando no carro - mesmo se for abusar em curvas. O ajuste encontrado no Golf nacional ficou excelente, ligeiramente mais confortável (macio) que o importado, mas muito estável e muito silencioso.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Ressalte-se que essa suspensão adotada no Golf nacional é a mesma que foi usada no Golf GTI de 193 cavalos até 2010 - carro que sempre foi considerado referência em comportamento dinâmico. E continua a ser - este Golf 1.6 MSI é um "Golf " mesmo em comportamento dinâmico.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Entretanto, esta suspensão semi-independente do Golf nacional tem vantagens sobre a multilink do importado. Começa que ela não desalinha nunca as rodas traseiras. No caso da multilink, com pancadas na suspensão - em valetas, buracos e lombadas -, ocorria o desalinhamento das rodas traseiras, e, em muitos casos, as pessoas não percebiam. Assim, o carro passava a andar com geometria fora de projeto, causando desgaste acentuado dos pneus e piora do comportamento do carro.

Nesse contexto de piso de baixa qualidade observado no Brasil, a suspensão adotada no Golf nacional, por eixo de torção, mais robusta e muito menos susceptível a alterações de geometria, torna, na prática, o comportamento do carro melhor, pois fica-se com o chassi operando muito mais tempo dentro das especificações de projeto - com reflexos no menor consumo de pneus, manutenções menos frequentes e mais baratas.



Essa suspensão do Golf nacional é também mais silenciosa. Mais que isso. A suspensão traseira do Golf nacional é a a mesma usada na maior parte dos Golf 7 vendidos na Europa (todos os Golf TDI, GTD e todos os Golf TSI com motor abaixo de 150 cv usam tal esquema de suspensão). É também o mesmo esquema usado no Golf vendido na China.

Transmissão do Golf brasileiro = transmissão do Golf vendido nos EUA/Canadá/China

A Volkswagen do Brasil optou por usar no Golf brasileiro a mesma solução adotada no Golf vendido nos EUA ( maior mercado do mundo) e na China (2º maior mercado- veja aqui), que é a excelente transmissão automática de seis marchas "TipTronic" AISIN.

No uso normal, o TipTronic é mais suave que a transmissão DSG-7 adotada anteriormente nos Golf importados. O conversor de torque neutraliza o lag de baixa do motor turbo (no caso do Highline), e torna o modelo mais ágil em baixos regimes.

As trocas desta transmissão TipTronic 6 marchas são rápidas, suaves e imperceptíveis. Só dá para perceber que não é o DSG-7 pois a manopla do câmbio não tem o emblema "DSG", já que, em termos de funcionamento, não tem como perceber no uso se é um ou outro tipo de cambio.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Os dois são ótimos, mas o AISIN TipTronic é mais robusto, e não faz o tradicional e incômodo “ruído do DSG” que tantas reclamações causam nas concessionárias. Além disso, a transmissão automática DSG-7 teve muitos casos de travamentos, trocas de mecatrônica, evidenciando que ela não se adaptou muito bem à realidade das vias brasileira, o que evidencia o acerto da decisão de troca da transmissão automática no Golf nacional.

Conclusão

Depois de vários test-drives com o Golf 1.6 MSI Automático podemos dizer que o desempenho não empolga, mas é adequado à proposta do carro. Cabe aos interessados fazer um test-drive e avaliar se, no seu caso específico, é vantajoso pagar R$ 17 mil a mais para pegar um Golf 1.4 TSI Flex (versão intermediária), com motor de 150 cavalos.

VW Golf 2016 Flex Automático nacional

Por outro lado, o acabamento interno, prazer ao conduzir, rigidez estrutural, sensação de solidez, silêncio, ergonomia notável, direção bem calibrada - elétrica, estão todos lá, que são os elementos que dão ao Golf um passeio típico de carro premium. Nós gostamos do Golf 1.6 MSI Automático, especialmente porque ele ficou mais barato que o importado, ganhou suspensão e transmissão mais robustos e motor flex.

Postagens relacionadas:

77 comentários:

  1. E o nacional 1.6 ainda perdeu o start-stop...

    ResponderExcluir
  2. OLha o Golzão..kkkk Eu nunca compraria essa versão... Apesar que as pessoas que andam em circuito urbano e não são entusiastas da velocidade,irão gostar do veículo, mas quando forem viajar com 5 ocupantes e porta - malas cheio...xiiiiii..aí sim, vão xingar até não querer mais.... Jamais esse carro irá andar igual ou parecido com gol e fox com esse motor MSI... Duvido! Aliás os motores 8v não devem grandes coisas pra esse 16V se comparado ao desempenho do Golf e seus irmãos, a não ser no consumo que é muito bom... O Golf é um carro pesado e o melhor motor é com certeza o 1.4 TSI.... Agora se esse Tiptronic não tiver os ruídos o DSG, não ter altos gastos de manutenção, ter um redução de marcha adequada em retomadas e favorecer o consumo, não vejo problemas nesse sistema... Então vamos ficar atentos as reclamações no povo e ver se realmente Valeu a pena a troca da Caixa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade em estrada esse golf 1.6 fica melhor. O torque do 1.6 16v vem em alta e melhora. Em rstrada nao e ruim nao. Mesmo nivel de fox 1.6 16v que eatamos testando.

      Excluir
    2. Em estrada, o Golf 1.4TSi gira em 2100rpm aos 110km/h, em sétima marcha. É bem econômico, e bem disposto, pois é possível fazer ultrapassagens sem nem mesmo reduzir para a 6a marcha, pois aos 2100rpm o carro já tem todos os 25,5kgfm de torque disponíveis. Se baixar para a 5a marcha, o carro vai aos 3000rpm, e faz ultrapassagens muito seguras, sem nenhum sofrimento. Não tem nenhuma chance do 1.6 ser melhor que o 1.4 na estrada, nem em economia, nem em potência.

      Excluir
    3. Ele quis dizer que o 1.6 fica melhor em estrada do que em cidade. Não comparou com o TSI.

      Excluir
    4. Fabio,

      gosto muito do Blog, tanto que estou aqui há mais de dois anos, mas desta vez vocês passaram da conta, o motor TSI é muito superior ao MSI em todos os quesitos, o TSI anda muito e é muito econômico e tem retomadas fantásticas. Nem vou falar na suspensão traseira e cambio automatizado do TSI mexicano pra não me chatear.

      Por favor, não exagere, não queira fazer os seus fieis leitores de bobos, menos Fabio, menos...O TSI mexicano 2015 está é barato, se comparado ao MSI nacional 2016.

      O Golf MSI é um excelente carro sem duvida alguma, robusto concordo, mas é um veiculo tecnologicamente inferior ao extinto TSI mexicano, então ao alemão nem preciso comentar.

      Menos companheiro, tá parecendo PTralha querendo tapar o sol com a peneira, a casa já caiu e eles insistem em nos convencer dum mundo melhor com eles no Poder. Vocês aqui fazem o mesmo com esse Golf (caro) MSI.

      Excluir
    5. Vc não entendeu. Ele não disse que o MSI é melhor que o TSI. Ele disse que o MSI, por ter torque em alta, fica melhor em estrada que em cidade.

      Excluir
    6. Óbvio que o 1.4 TSI é infinitamente melhor que o 1.6 aspirado em todo e qualquer aspecto, isso até uma criança sabe.
      Mas acho que o Fábio quis dizer que o 1.6 é melhor na estrada do que na cidade, onde ele é meio lerdo. Foi uma comparação do 1.6 na cidade com o próprio 1.6 na estrada.

      Excluir
    7. Compreender o português, hoje em dia, é tarefa para poucos.

      Excluir
  3. Acertaram em colocar o câmbio Tiptronic, haja visto que os câmbios de dupla embreagem estão queimados no mercado (graças ao powershift que anda travando muito). Agora, trocar a suspensão por eixo de torção e adotar um motor 1.6 com preço similar ao do excelente 1.4 TSI foi um grande erro.
    Vamos ver como isso irá refletir nas vendas.

    ResponderExcluir
  4. O título deveria ser: Golf confortline nacional perde potência, torque, prazer ao dirigir, segurança (eixo de torção vs multilink), praticidade (freio eletrohidraulico que tinha no Alemão), esportividade, turbo, injeção direta, mas fica em média dois mil reais mais barato. Venha comprar o seu, antes que tirem os cintos de três pontos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa eu melhorar um pouquinho: perdeu o start stop, perdeu a economia da injeção direta, perdeu o excelente câmbio DSG, perdeu o excelente console central sem a alavanca do freio de mão, perdeu roda de liga no estepe. Só a roda de liga custa R$2300,00 cada. Corram e comprem logo antes que retirem o banco trazeiro e só o disponibilizem na versão highline.

      Excluir
  5. Com relação a adoção do cambio TipTronic , acho uma boa , até pq quando c fala em câmbios automazidos no Brasil , logo c penssam em imotion e dualogic e powershift ,ou seja, uma bosta ! Então achei q a volks fez uma boa escolha nesse quesito. Já a troca de motor 1.4 tsi pelo o 1.6 MSI foi murro na ponta de faca, levando em consideração ser " não e só um carro, é um GOLF", antes ter sido o antiquado 2.0 8v do.jetta , q no caso.por ser hatch teria um desempenho mais adequado .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O presente e futuro dos automóveis são os câmbios automatizados, a VWB perdeu uma excelente oportunidade de evoluir seus produtos preferindo voltar pro ultrapassado conversor de torque.

      Excluir
    2. E também não houve substituição de motor, afinal de contas o 1.4 TSI continua disponível para venda. Se está caro, aí já é outra história.

      Excluir
    3. Só por que i-motion, dualogic e powerShit são uma porcaria (e são mesmo!), o DSG seria também? Só existem câmbios com convesor de torque (automáticos) bons? O DSG da VW é uma maravilha, um dos melhores câmbios do mercado, principalmente o AT6. Vamos pensar?

      Excluir
    4. Claro que ouve substituição, antes a versão comfortline também era 1.4 tsi , agora n mais . DSG sem dúvidas e um dos melhores câmbios do mundo , mas c e vdd os ruídos do câmbio causado pelo nosso asfalto , acho q s foi feita um boa troca de câmbio , n axho q foi um "regrecao" até pq esse câmbio e sinônimo de qualidade. Agora o mais importante no nosso país e que devemos olhar a revendo e s com câmbio de CT e muito melhor pra isso

      Excluir
  6. Gostaria de saber se os nacionais já estão sendo faturados/emplacados?

    ResponderExcluir
  7. SE custasse os hipotéticos R$ 86 mil, seria mais correto do que fazer a versão 1.6 ocupar toda a faixa de R$ 80 mil. Na prática de verdade tanto Up TSi quanto o Jetta 1.4 TSi não custam muito mais do que R$ 3 mil em relação às suas versões aspiradas. Então este Golf 1.4 Comfortline deveria ficar mais ou menos onde está em termos de preço e esse 1.6 deveria custar um pouco menos.

    Em termos de preço sugeriria algo do tipo:

    Golf 1.6 MSI Aut. R$ 78 mil.
    Golf 1.4 TSI Comfortline Man. R$ 81 mil.
    Golf 1.4 TSI Comfortline Aut. R$ 85 mil.

    Quanto à suspensão, só uma viagem com condução mais afiada (que não é possível com este Golf 1.6) vai entregar o real status da mesma. Só em manobras rápidas de ultrapassagens é que se poderá dizer realmente se o carro balança mais ou permanece neutro da mesma forma.

    O acabamento continua excepcional sim. Felizmente os detalhes foram preservados como os diversos isolamentos acústicos internos e externos e etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO PLENAMENTE COM VOCÊ!!!
      ASSIM TERÍAMOS O MOTOR 1.4TSI NO COMFORTLINE , SEM OS PREÇOS ABSURDOS DO HIGHLINE.

      Excluir
    2. Nao entendi, se hj o comfortline 1.4tsi manual custa 76 mil, vide site da vw, too mundo reclamando que o bagulho ta caro e vc ta pedindo pra passar pra 81mil ... vai entender

      Excluir
  8. Se quer desempenho é só pagar 97 mil, mole mole!
    Caso não faça questão, é só pagar 80 mil!

    ResponderExcluir
  9. Fico mais feliz ainda, meu TSi alemão vai valorizar muuuuito...!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei a mesma coisa aqui! Fiquei feliz de ter comprado na época certa.

      Excluir
    2. E pagamos bem menos. Cada dia mais feliz.

      Excluir
    3. E o carro continua maravilhoso de dirigir. Não sei de onde tiraram que a suspensão multilink não é apropriada para nosso país. Acho o ajuste da suspensão do meu Highline alemão formidável.

      Excluir
  10. Poxa, adoro o golf tsi e o up tsi, aliás tenho um de cada, o segundo inclusive comprado em um leilão noticiado pelo blog, mas vocês estão forçando demais a barra.
    Este 1.6 é uma lástima para quem já possui em produção no Brasil o 1.0 tsi.

    ResponderExcluir
  11. Esse Golf MSI nacional e o TSI nacional eles têm todo o direito de existir no mercado e certamente são superiores a concorrência, mas a verdade é que não ocuparam a faixa de preço que se estava esperando, mesmo pela crítica especializada, mesmo por este blog. Estão mais caros do que deviam, estão mais caros do que a vw podia cobrar. Se estivessem 5000,00 mais baratos cada ainda haveria um baita lucro. É isso desanima. Um puta carro, puta caro!

    ResponderExcluir
  12. Ficou mais barato mas perdeu o motor TSi ne bro!! Esse motor poderia ter ficado pro Trendline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este motor é uma opção a mais.
      Todas as montadoras sabem que o consumidor médio brasileiro tem preconceito e receio de motor turbo.
      Tanto é assim que a GM tinha motor 1.4 Turbo e lançou o Cruze com 1.8 aspirado.
      A Honda mesmo, tem o motor 1.5 turbo do Civic, mas vai colocar também o motor 2.0 aspirado nas versões de mais venda.
      Elas sabem que motor turbo afasta muitos compradores.
      Quando o Golf era importado, não tinha jeito, tinha que ser turbo, pois na Alemanha só tem esse motor.
      Mas no Brasil, para um carro de massa, tem que ter uma opção aspirada convencional, com opção de câmbio manual e automático.
      E é isso que este Golf é: um carro para ser vendido de monte para os consumidores mais conservadores do Brasil, e que são os mais numerosos.
      A VW tem que oferecer o que o consumidor quer. E ele quer um carro 1.6, flex, automático, de manutenção barata, seguro barato.
      Sim, este G|olf terá seguro barato, pois os filhinhos de papapi não vao querer este Golf, pois este carro não é adequado para tracks days e rachas.
      Este é um Golf de família.

      Excluir
    2. Golf de família para andar de boa sim, mas com todo respeito, se a família for de gordinhos, esqueça rss

      Excluir
    3. Não é mais uma opção, tirou-se o 1.4 tsi e colocou-se o 1.6 msi, pelo menos tivessem deixado a opção com 1.4 tsi, agora tem que partir pra highline se quiser o motor turbo.

      Excluir
    4. Seria opção se eu pudesse optar pelo TSI pelo mesmo preço, o que era praticado antes da substituição do motor 1.4 pelo 1.6.

      Excluir
  13. Impressionante o tanto que esse blog puxa o saco da VW, mas esse vai ser meu próximo carro....

    ResponderExcluir
  14. Off: https://www.youtube.com/watch?v=jyTjggB2S5M

    ResponderExcluir
  15. E como ficará os preços do JETTA? Quem arrisca um palpite?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.car.blog.br/2016/01/vw-jetta-2015-14-tsi-comeca-ser.html

      Excluir
  16. O Golf é um carrão. Meu sonho de consumo. Claro que o melhor de todos é o GTI, mas nem todos podem comprar. Já quem não pode comprar o GTI, agora vai ter outras 2 opções, o TSI e o MSI. O Golf na versão MSI é mais barato, claro, mas é um bom carro também. "Quem não tem cão, caça com gato". Mas se nem assim dá para comprar, o negócio é montar num Gol MSI ou num UP TSI. É mais barato que o Golf? Sim, é, mas não tem o refinamento do Golf. Agora, se não der para comprar nenhum desses novo, é esperar uns 2 anos para comprar um usado.

    ResponderExcluir
  17. Esse Golf 1.6 automático venderia muito bem se tivesse bancos em couro e fosse uns 75 mil no máximo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse 30 mil venderia mais ainda.
      Pensando bem, se a VW desse ele de grátis venderia muito!!!

      Excluir
  18. Quando lançaram o Golf MK VII, eu era um dos que aqui no blog lançava dúvida sobre o DSG7, no sentido de "será que se adaptará às nossas ruas". Acabei não comprando e, hoje, a VW faz um mea-culpa encabulado e coloca o confiável AT6 no carro. Quanto ao multilink, o eixo de torção dá conta do recado, a não ser que você ande em alta velocidade. Portanto, na minha opinião, a VW agora fez o certo (tirando o fato da transmissão auto amarrar qualquer carro 1.6 aspirado). E quem quer a rapidez do DSG e o mlutilink tá aí o GTi. Podem comprar.
    Só não entendo que me parece que as mesmas pessoas que criticavam o barulho do DSG, agora criticam que se tirou o DSG!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não é essa a queixa, companheiro, e sim por terem trocado por sistemas mais baratos MAS terem mantido os preços.

      Excluir
    2. O preço não foi mantido. como explicado corretamente na matéria, teve redução nominal de R$ 3.300 reais no preço do automático.
      E na real, o preço do Golf mexicano não foi alterado desde novembro.
      Se o preço do Golf subisse como o Jetta, e subiria, isso implica uma redução de preço de R$ 6.400 reais no Golf Comfortline Automático. Tá muito bom, tanto que o preço dele agora está bem competitivo.
      Basta ver que o Golf 1.6 MSI tem muito mais itens que Focus SE Plus e Cruze LT, e é mais brato que os dois.

      Excluir
    3. Unknow, as reclamações na grande maioria era de quem não tinha o DSG. O Golf foi campeão de satisfação na pesquisa "Os eleitos" da revista Quatro Rodas. Óbvio que o ruído existe e alguns proprietários se incomodaram, mas o funcionamento do câmbio é sublime e elogiadíssimo pela crítica especializada, inclusive no desmonte de 60 mil Km da mesma revista, também não houve um "senão" a respeito do câmbio.

      Excluir
    4. Os donos de Golf DSG não precisam se preocupar, que a VW continuará a dar assistência a essa transmissão, pois o Variant usa esse câmbio, e nos casos que deu problema de travamento, a VW resolve o problema (ao contrário da Ford), trocando embreagem e mecatrônica do DSG-7.
      Agora, querer dizer que o problema do DSG-7 é só o ruído, é querer tapar o sol com a peneira. O DSG-7 é um câmbio excelente, eficiente, muito mais confiável que o Powershift, mas ele está longe de ter a mesma robustez do AISIN Epicíclico 6 marchas do Golf nacional. Não tem como. O câmbio do Golf nacional e do americano é a melhor transmissão at de 6 marchas do mundo, e a mais confiável.

      Agora, o DSG-7 tem muitos casos de travamento sim, de carros que ficam parados em concessionárias aguardando peças. Veja um relato aqui mesmo no blog de um cara que teve uma |Golf Variant com 50 Km com o cãmbio travado:

      http://www.car.blog.br/2016/01/vw-golf-com-facelift-lancamento-e.html?showComment=1453675598050#c3713150417423622995

      " O dsg também tem problemas dd travamento, meu padrinho teve Q levar o Golf variant dele de guincho por causa do câmbio, isso aconteceu depois de 25 horas com o carro na mão e 51 km rodados, sendo ele um cara muito tranquilo e cuidadoso com o carro"

      Não adianta. O DSG-7 é mais avançado tecnologiamente, mais eficiente, só que é ruidoso e muito mais frágil e susceptível a problemas que o AISIN 6 marchas do Golf nacional.

      Excluir
    5. Quantos Golf foram vendidos desde o lançamento no Brasil? uns 30mil? E quantos tiveram problemas no cambio?
      Percentualmente o numero de defeitos é igual a qualquer outros sistema do carro, o que assustou foi a divulgação do preço para o conserto nas notas fiscais emitidas pelas CCS para cobrança da VW, em garantia.

      Excluir
  19. É evidente que a troca do DSG7 para o Aisin foi por economia e, consequentemente, maximização dos lucros. Se fosse pelo ruído característico dos DSG a seco, a VW teria aplicado era o DSG a óleo do Jetta e Gti, o que elimina 95 % desse problema mas preserva o excelente comportamento/eficiência dessa tecnologia. E esse pessoal do blog ainda fica tentando argumentar… até o fato do carro ter ficado bastante lento foi colocado quase como uma vantagem no outro artigo, ao poupar o motorista do risco de multas. Pessoal sem noção demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade, câmbio AISIN TipTronic é mais caro que o DSG-7. O DSG-7 é feito pela VW internamente, e usado nos seus modelos mais simples.
      O câmbio do Golf nacional é o mesmo usado no Golf dos EUA, epicíclico, fabricado pela AISIN (subsidiária da Toyota). É claro que comprar de fora é mais caro que uma peça produzida internamente.
      Mas a VW não penseu em custo, e sim na excelência técnica do produto. E o Golf nacional é um carro perfeitamente adaptado ao Brasil.

      Excluir
    2. Quanto custa uma transmissão automática AQ250-6F, conhecida como Aisin TipTronic, e tbem uma DSG6 ou DSG7 ??? Falar que é mais isso é até legal, mas duvidoso...

      Excluir
    3. Estranho que a opção com dsg era mais cara do que a opção com aisin.

      Excluir
  20. Pra mim q sou solteiro e gosto da volks está otimo ... Já estou no aguardo do meu "golzao" pretao!!! ... O povo só reclama ..vai andar de celta e fiat então .

    ResponderExcluir
  21. Quem sabe a VWB lança o 1.4TSI com o Aisin Tip-tronic, aí sim é o The Very Best!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas já lançou. É o Golf Highline 1.4 TSI Flex Automático. É exatamente o 1.4 TSI Flex com o AISIN Tip-Tronic.

      Excluir
    2. Agora temos um câmbio consagrado e um motor decente, esse sim deve ser o mais vendido...

      Excluir
  22. Nao sai o 1.4 tsi confort? E o seguro ta saindo qto?

    ResponderExcluir
  23. Não, não, não, é interessante pagar 17mil a mais na versão highline para se ter o 1.4TSI...o certo era continuar a ter esse motor na versão comfortline como opcional e, pagar a mais por ela se caso o comprador assim desejar...eu quero um Golf que me de prazer em dirigir com toda a sua performance que o fez um carro desejado por todos...e não comprar um carro JUSTINHO...LIMITADINHO...mi,mi,mi,...que não é o objetivo real de quem quer um GOLF...e, só a adição do motor 1.4 TSI na versão comfortline, não iria acrescentar tanto no preço como na versão Highline e, iria satisfazer à quem desejasse ter esse belo motor no Golf e ponto.
    ''FOI A MAIOR MERDA QUE A VW PODERIA TER FEITO COM A VERSÃO COMFORTLINE,FOI TER TIRADO ,MESMO COMO OPCIONAL O MOTOR 1.4TSI DO GOLF
    Quanto à suspensão e câmbio, para mim não fez a maior diferença,que para rodar no Brasil até que não foi mal assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho da mesma ideologia !
      Ate pq Todo mundo quando c pensa em um GOLF logo vem , conforto , qualidade e POTÊNCIA!

      Excluir
    2. Agora pensar em Golf é Robustez e Evitar Multas...

      Excluir
  24. Realmente não acho que o AT6 da Aisin custe mais que uma caixa DSG a óleo. Gostaria de ver alguma informação concreta acerca disso. Até porque, se isso for verdade, não há sentido em usa-la, visto que o DSG é superior em todo e qualquer aspecto. E não há absolutamente nada que desabone o DSG a óleo em robustez… nada.

    ResponderExcluir
  25. Como exemplo da menor eficiência desse câmbio com relação ao DSG (a seco, no caso desse exemplo), no teste da Quatro Rodas o Audi A3 sedan, mesmo apresentando agora 28 cv e 20 % de torque máximo mais, apresentou os mesmos números de desempenho da versão anterior. Ou seja, o substancial incremento de desempenho do motor foi anulado pela menor eficiência do câmbio. Mas isso já era de se esperar, pois a operação do conversor de torque equivale a uma carga mecânica permanente, ou seja, perda de energia. Câmbios automáticos mais modernos, como o ZF 8, são mais eficientes, provavelmente por utilizarem melhores estratégias de bloqueio do conversor de torque. Esse câmbio da Aisin é antigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso e vdd , talvez a VW poderia adotar um câmbio automático mais atualizado , mas n vejo a troca como um regreço. Seria um regreço c a volks equipace ele com imotion ,mas esse TipTronic da conta do recado .

      Excluir
    2. O I-motion no Golf seria aberração!

      Excluir
  26. Eu estou quase quebrando o computador lendo essa matéria!!! Haja visto que sou apaixonado pelo GOLF (ALEMÃO), e ainda estou pagando um consórcio para um Golf Comfortline, que é obvio que vou optar por um usado Highline de 13/14 até 15/15, mas isso que a VW está fazendo é desrespeito com o consumidor!!! A dica que eu dou é a seguinte: Não comprem Golf 1.6!!! É a unica maneira da VW ter um pouco de respeito por nós!

    ResponderExcluir
  27. Nao entendi pq nao colocaram um 1.0tsi, motor melhor, menos imposto ...
    Se vem um 1.0 tsi por 69mil eu compraria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também preferiria ele com o motor 1.0 tsi , ficaria muito mais moderno , veloz e econômico.

      Excluir
    2. Qual motor custa menos, 1,6 MSI ou 1.0 TSI?

      Excluir
    3. O 1.0 paga 4% menos imposto que o 1.6 So nessa brincadeira sao menos 3 a 3,2 mil reais.
      E se no up eles cobram 3mil a mais pelo 1.0tsi do que pelo 1.0 , é pq a diferença pra fabricar é no maximo uns mil reais pro 1.0 , logo duvido que custe mais do que um 1.6.

      Excluir
  28. Será q o seguro agora fica mais barato também, pois não pode ser considerado mais esportivo né! E multas já não toma mais. Concordo q na estrada até consegue desenvolver, mas para cidade o motor está subdimencionado para o peso do carro além de beber muito e com combustível nas alturas, perde-se a atratividade. Na verdade a gde decepção de todos é a comparação com o very best alemão de verdade. A volks deu o doce e depois tirou do povo. Qdo esse carro voltar com o 1.0 TSI voltará a ser um bom negócio. Acho q logo virá tb o ecoboost da ford, além de outros carros turbos com injeção direta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais barato é difícil, para o meu perfil ficou no mesmo valor que eu havia cotado para uma HRV, R$ 1900,00.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.