Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mercedes Classe A ganha suspensão por eixo de torção

Categorias: , , 43 Comentários

A Mercedes-Benz apresentou no dia 2 de fevereiro de 2018 a nova geração do seu modelo de acesso, o Classe A (veja aqui), que ficou maior, mais sofisticado e com um interior novidades tecnológicas. Na parte mecânica, a Daimler trocou a suspensão traseira multilink por uma arquitetura por eixo de torção - o mesmo sistema que usado nos VW Golf no Brasil e Europa com potência até 150 cv.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2019

A suspensão traseira por eixo de torção será usada nos modelos Mercedes-Benz Classe A com tração dianteira, ou seja, nos A200 e A180d, enquanto a suspensão dianteira permanece o esquema independente McPherson - mesma arquitetura usada no VW Golf e Audi A3 fabricados no Brasil.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2019

O Mercedes A200 tem também novidade no propulsor - passa a adotar um motor Renault 1.4 Turbo de 163 cavalos e 250 Nm de torque, associado com transmissão manual de seis marchas, ou automática de dupla embreagem 7G-DCT.

Mercedes-Benz A200

Os modelos mais potentes do Classe A, com o A250, assim como os equipados com tração integral opcional 4Matic, mantêm a suspensão traseira multilink.

Mercedes-Benz A200 - interior

O motor do Mercedes-Benz A250 permanece de origem Mercedes, quatro cilindros 2.0 Turbo com 225 cv e 350 Nm de torque.

Mimimi

O uso da suspensão por eixo de torção no VW Golf fabricado no Brasil foi um tema de infindável mimimi em sites e redes sociais - fenômeno que só a completa ignorância em sistemas de suspensão é capaz de proporcionar.

Mercedes-Benz A200

Esse "mimimi" é um fenômeno tão ruidoso e disseminado quanto sem fundamentação, já que é evidente que o uso do sistema de suspensão traseiro por eixo de torção é mais indicado para carros que não têm proposta esportiva -como é o caso dos Mercedes A200/A180d, Golf 1.0 TSI/1.4 TSI e Audi A3 Sedan 1.4 TSI.

Mercedes-Benz A200

O eixo de torção é um esquema mais simples, mais robusto e de manutenção bem mais barata - tão ou mais competente que o multlink para carros convencionais que tem velocidade máxima por volta de 200 Km/h - algo que nos levou a comemorar a decisão da VW de adotar tal sistema na suspensão traseira dos Golf TSI fabricados no Brasil (veja aqui).


Situação similar verifica-se com o novo Jetta 2019, a Volkswagen novamente aplicou em seu sedã de nova geração a suspensão traseira por eixo de torção para os modelos com motor 1.4 TSI.



Agora, a Mercedes-Benz vai na mesma linha de racionalidade, e troca a suspensão traseira do Classe A, de multilink para eixo de torção, nos modelos com potência menor - ou no caso de tração integral (que não permite o uso de eixo de torção).

Conclusão

Mercedes-Benz A200

A suspensão traseira por eixo de torção é a solução de engenharia correta e racional para carros sem proposta esportiva, já que proporciona maior robustez e maciez, manutenção mais barata, sem prejuízo de qualidades dinâmicas em velocidades permitidas legalmente no Brasil.

43 comentários:

  1. Belíssimo carro com certeza será líder em sua categoria não vejo a3 nem bmw 118 chegar aos pés desse Mercedes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Golf continuará muito superior à essa Mercedes A200, assim como a todos os concorrentes (BMW série 1, Volvo V40, Lexus Ct200, etc).
      O melhor hatch Premium da atualidade é o VW Golf Mk 7.5.

      Excluir
  2. Ótima decisão. Mercedes sempre aprendendo com a Volks!
    Agora finalmente colocou a suspensão correta no Classe A.
    Agora falta a Ford fazer o mesmo com o Focus, e a Honda com o Civic. Não tem lógica Ford e Honda obrigarem seus consumidores usar multilink no Brasil sem benefício algum, e ainda um esquema mais caro e de manutenção mais frenquente e cara.

    Então, parabéns à Mercedes que aprendeu bem a lição ministrada pela VW e Audi. Torcer agora para Ford e Honda e BMW seguirem as instruções da VW!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se chama instrução e sim corte de custos.
      O corolla já usa a muitos anos o sistema por eixo de torção ao contrário de jetta e golf que usavam a independente e voltaram atrás logo não acredito que seja a vw a instrutora.

      Excluir
    2. Esse carro tá copiando o Golf em tudo. Coluna C larga, lanterna traseira é a do Golf MK7 piorada. Suspensão e motor...tudo igual. Até o painel digital e sistema semi-autônomo que a VW colocou no Golf 7,5.

      Excluir
    3. O corolla já usa a muitos anos o sistema por eixo de torção

      Procure se alfabetizar antes tentar se comunicar de forma escrita. Aprenda que o verbo "haver" na indicação de tempo passando se usa grafado como "há", e não "a". Esse é um erro típico de pessoas de baixa escolaridade que desconhecem as normas de escrita, e, portanto, usam um dialeto que é uma repercussão escrita da fala.

      ao contrário de jetta e golf que usavam a independente e voltaram atrás logo não acredito que seja a vw a instrutora.

      Não relinche. O Golf Mk7 SEMPRE usou, em todos os mercados, inclusive Europa e EUA, eixo de torção em versões com menos de 150 cv. Todos os Golf 1.5 TSI com 122 cv e 130 cv vendidos na Europa,
      todos os Golf 1.0 TSI vendidos na Europa, e todos os Golf com motor diesel vendidos na Europa, TODOS, usam eixo de torção.

      Pesquise antes de relinchar.

      Excluir
    4. "Esse carro tá copiando o Golf em tudo. Coluna C larga, lanterna traseira é a do Golf MK7 piorada. Suspensão e motor...tudo igual. Até o painel digital e sistema semi-autônomo que a VW colocou no Golf 7,5."

      Certo, agora pode contar a piada do português.

      Excluir
    5. Mimimi português mimimi
      Kkkkk Você é julgador de escrita agora tbm??
      Chupa meio metro de rola vai.

      Excluir
    6. “Não relinche. O Golf Mk7 SEMPRE usou, em todos os mercados, inclusive Europa e EUA, eixo de torção em versões com menos de 150 cv. Todos os Golf 1.5 TSI com 122 cv e 130 cv vendidos na Europa,
      todos os Golf 1.0 TSI vendidos na Europa, e todos os Golf com motor diesel vendidos na Europa, TODOS, usam eixo de torção.

      Pesquise antes de relinchar.“


      Óbvio, o Golf nada mais é que um carro de classe média e menor poder aquisitivo, juntamente com o polo figuram entres carros de entrada da marca.
      Se fosse assim o celta era um primor por usar o mesmo sistema em 2001 e tantas outros carros muito mais antigos.
      Por favor para de falar asneiras como se a VW fosse a inventora de tal sistema.

      Excluir
    7. Errado. Redução de custo é usar 1 único sistema de suspensão, no lugar de 2. É a imbecilidade que a Ford faz com o Focus, e a Honda com o Civic.
      O correto, e mais caro, é projetar e manter 2 sistemas de suspensão para colocar em diferentes versões do mesmo carro.
      Isso reduz esconomias de escala, e aumenta os custos, mas é muito melhor para o consumidor.
      VW faz isso. Agora a Mercedes aprendeu.
      Mas vc tem que primeiro se alfabetizar, depois vai discutir sobre aspectos técnicos de carros.

      Excluir
  3. “Não vejo nenhum Audi ou BMW chegar aos pés de qq Mercedes”
    É até covardia querer comparar Audi e BMW com Mercedes.
    Mercedes sempre esteve é sempre estará acima das demais.
    Nos quesitos status e prestígio a distância é ainda maior. Mercedes atingiu um nível inalcançável nesse ponto, seguido da BMW e depois a Audi.
    A Audi teria q se distanciar mais da VW para conseguir ter um status maior. Mas, infelizmente, o q ela tem feito é se aproximar mais da marca subsidiária.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, claro, deve ser por isso que a Mercedes tá usando soluções da VW e Audi, como tração dianteira e suspensão por eixo de torção.

      Além disso, em todos os comparativos, os VW Golf e Audi A3 espancam os Mercedes, veja:

      https://www.car.blog.br/2013/05/golf-gti-7-supera-bmw-125i-focus-st.html

      https://www.car.blog.br/2014/01/golf-vence-comparativo-com-bmw-audi-e.html

      https://www.car.blog.br/2013/03/golf-vii-vence-comparativo-contra-os.html

      E o Audi A3 supera com facilidade o A45 AMG:
      https://www.car.blog.br/2014/05/audi-s3-x-bmw-m135i-x-mercedes-a45-amg.html

      Excluir
    2. BMW, Audi e Mercedes apesar de serem premium, possuem propostas diferentes, uma buscando dinâmica e esportividade, a outra luxo e conforto e a outra buscando um meio termo. Como vc mesmo disse, BMW e Audi não chega aos pés da Mercedes, isso considerando luxo e conforto, já no mundo dos amantes por dinâmica, desempenho, esportividade, retos de track days, os BMW são os melhores indiscutivelmente, e nesse quesito Mercedes não chegar aos pés do BMW. Temos q analisar cada proposta andes de crucificar uma marca ou outra por ser inferior ou superior em um quesito, pois, no outro quesito os papeis se invertem.

      Excluir
    3. perfeita colocação Carlos Henrique. enfim um Carlos Racional.

      Excluir
    4. O VW Golf continuará muito superior à essa Mercedes A200, assim como a todos os concorrentes (BMW série 1, Volvo V40, Lexus Ct200, etc).
      O melhor hatch Premium da atualidade é o VW Golf Mk 7.5.

      Excluir
  4. A escolha de suspensão traseira por eixo de torção, visa apenas economia de fabricação e manutenção. É apenas uma escolha mais racional, que se ajusta bem a carros sem proposta esportiva. Ou seja, visa otimizar o custo x benefício. Apenas isso !.
    Parabéns a Mercedes que continua empregando motores de última geração, e bem afinados à proposta do carro, como os motores Renault.

    ResponderExcluir
  5. MARAVILHOSO,A MERCEDES SABE REALMENTE TRAZER UM DESIGNER LIMPO E SEXY EM SEUS CARROS,OUTRO NÍVEL UMA OBRA DE ARTE SOBRE RODAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vc gosta do designer limpinho e sexy....

      Excluir
    2. Ele gosta do designer limpinho e sexy. Cheiroso também?

      Excluir
    3. huaauhuauhauha me fino com esse Carlos hahaha

      Excluir
  6. Mercedes fazendo jus a sua fama de carros para velhos kkkkkk Brincadeira. Espero que a BMW não siga o mesmo caminho como fez ao adotar tração dianteira em alguns modelos. É inegável que a Mercedes faz carros mais confortáveis e com melhor acabamento em relação aos BMW, porem apesar das duas serem marcas premiuns, o foco principal de cada uma é o oposto, uma preza por conforto e a outra por esportividade, mas ainda sim prefiro um BMW. Uma ótima comparação para exemplificar o que acontece é a Toyota e a Honda, onde são super concorrentes, porem uma foca em dinâmica e esportividade e a outra em conforto. Não devemos crucificar um carro ou outro por ter uma proposta diferente, até pq existem públicos que curtem o carro de maneiras diferentes. Como o blog mesmo disse sobre o mustang ter um modo para ajudar a queimar borracha desnecessariamente, se o carro tem essa tecnologia, que seja bem vinda, se o cara não quiser queimar borracha e não vai usar, mas de repente um outro consumidos já queira um sistema assim para auxiliar no aquecimento dos pneus durante uma prova de arrancada ele vai achar o sistema divino.
    Eu a primeiro momento achei uma vergonha o q a VW fez com o Golf, porem a proposta do carro não justifica a suspensão q tinha, já no GTi tal suspensão independente já faz mais sentido. A Unica cosia em relação a isso que ainda não concordo é a simplificação de um componente, e mesmo custando menos, o preço do automóvel não baixar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu a primeiro momento achei uma vergonha o q a VW fez com o Golf,

      Vc achou isso pq não entende nada de carros e de suspensão, e fica repetindo baboseira que outros te falaram.

      A "vergonha" na realidade foi a VW ter trazido para o Brasil o Golf alemão com suspensão multilink, quando na mesma Alemanha tinha a versão com eixo de torção muito mais adequada ao Brasil. Outra "vergonha" foi usar DSG-7, que eles sabiam que dava problema (pelo histórico do A1) e não ter trazido o Golf com cambio AISIN (como fizeram nos EUA) logo de cara.

      Depois corrigiu tudo, mas esses erros de trazer multilink e dsg meio que deram uma queimada no Golf. Até hoje tem mané que acha que o câmbio do Golf é dsg..

      Excluir
    2. Caro amigo, meu gosto pra carro sempre sera para modelos com propostas mais esportivas, prefiro o Civic em relação a Corolla, prefiro BMW em relação aos Mercedes, e Prefiro Golf com multilink em relação ao de eixo de torção. Moro no interior, só pego carro na Rondon, Castelo Branco e vicinais cheias de curvas em ótimo estado de conservação, por conta disso um carro com multilink não vai me incomodar em relação a conforto e ainda ganho muita estabilidade possibilitando fazer qualquer curva com muita segurança, sem diminuir o ritmo do carro. Lembre-se que cada carro tem uma proposta e cada pessoa tem um gosto, então não desrespeite ninguém e nenhuma marca.

      Excluir
    3. Carlos Henrique, parabéns pelos seus comentários isentos e racionais! Continue assim que dá gosto de ler!

      Excluir
  7. Claro, assim como o Polo fabricado no Brasil - e só o Polo fabricado no Brasil - ficou "sensacional" com o câmbio automático pré-histórico de 6 marchas e conversor de torque, que é muito "melhor" e "mais caro" que o dsg de 7 que foi originalmente projetado para ele. O legal é que quase não se ouve barulho de suspensão e freios manobrando o Polo, e o comportamento do câmbio é muito "suave" em manobras de estacionamento, pois o carro desliza "lentamente". Hj tenho certeza que a VW testou "meses" essa configuração brasileira com câmbio de conversor de torque, porque ficou "muito" melhor que a européia...

    ResponderExcluir
  8. Claro, assim como o Polo fabricado no Brasil - e só o Polo fabricado no Brasil - ficou "sensacional" com o câmbio automático pré-histórico de 6 marchas e conversor de torque, que é muito "melhor" e "mais caro" que o dsg de 7 que foi originalmente projetado para ele. O legal é que quase não se ouve barulho de suspensão e freios manobrando o Polo, e o comportamento do câmbio é muito "suave" em manobras de estacionamento, pois o carro desliza "lentamente". Hj tenho certeza que a VW testou "meses" essa configuração brasileira com câmbio de conversor de torque, porque ficou "muito" melhor que a européia...

    ResponderExcluir
  9. Realmente a Mercedes Benz é um outro nível de carro, daqui a pouco vão dizer que o Polo/GOL é o concorrente direto da Classe A.

    ResponderExcluir
  10. A mente do povo anda em alta depravação, que agora associam o carro a um estilo sexy, é muita mulher na cabeça.

    ResponderExcluir
  11. Tomara que a Ford com o Focus 4 não siga a boiada e caia nesse retrocesso!

    ResponderExcluir
  12. esse carlota rola fala bosta , quem sempre usou essa suspensão foi o grupo PSA , e depois a volks e não estão copiando só o GOLF estão tbm copiando o Renault Megane 1998 as formas são praticamente idênticas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante ver os haters. Agora que a Mercedes copiou a VW com o eixo de torção, esse esquema virou o supra-sumo da tecnologia, e ficam brigando e discutindo para ver quem fez primeiro, quem inventou...etc.

      Bom, eu sei que esse sistema de eixo de torção é bom, e sempre considerei correto uso por parte da VW e da Toyota.

      Mas os idiotas enganados pelo maketing, que não têm capacidade de analisar as características técnicas por sua própria conta, ficavam de mimimi. Agora que a Mercedes Benz usa no Classe A, eles passam a achar bom.

      Mas eles são assim mesmo. Não são capazes de formar sua própria opinão. São apenas repetidores de jargões criados pelo marketing para fazer manés de baixo QI repetirem e multiplicarem, em um coro de papagaios, a baboseira.

      E assim caminha a humanidade...

      Excluir
  13. Golf continuará muito superior à essa Mercedes A200, assim como a todos os concorrentes (BMW série 1, Volvo V40, Lexus Ct200, etc).
    O melhor hatch Premium da atualidade é o VW Golf Mk 7.5.

    ResponderExcluir
  14. Pelo que entendo, montadoras trocam uma suspensão multilink muito competente por um eixo de torção (curiosamente qusndo o carro muda de importado para fabricado no Brasil) em função das péssimas estradas que degradariam esse tipo multilink muito mais que os eixos de torção. Foi o mesmo motivo que o golf parou de vir com o dsg... pela buraqueira fazia barulho aqui, o que não ocorre nas ótimas estradas europeias.

    ResponderExcluir
  15. Onde tá a rataiada que criticou a VW quando colocou essa suspensão no Golf. Critiquem a Mercedes agora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que a Mercedes colocou a suspensão do Golf no Classe A, aquele aquela rataiada agora acha que esse esquema virou o supra-sumo da tecnologia, e ficam brigando e discutindo para ver quem fez primeiro, quem inventou...etc.

      Agora eles descobriram que o eixo de torção é bom. Mas, como sempre, a VW chegou primeiro e fez escola, colocando esse sistema no Golf e no Novo Jetta. A Mercedes seguiu. É sempre assim.

      Excluir
  16. A Citroën, com seu inovador modelo 7A (1933/1934), desenvolveu o conceito de motor dianteiro e tração dianteira, com o objetivo de reduzir ao máximo o espaço ocupado pelo "powertrain". Dessa forma, eliminou-se um pesado diferencial, e otimizou-se o espaço interno do carro, com uma suspensão capaz de proporcionar um nível de conforto e dinâmica adequados ao tipo do projeto, mas que também liberasse espaço interno no assoalho do veículo, pela eliminação de vários mecanismos. Nascia o Eixo de Torção, um sistema composto por uma barra transversal conectada através de soldas aos braços de suspensão. Mas, diferente do eixo rígido, essa barra transversal possui determinado nível de elasticidade permitindo a sua torção, permitindo conferir certo grau de independência entre as rodas.

    É uma solução simples, elegante, de fácil manutenção e de baixo custo, ideal para veículos que não possuam uma proposta esportiva.

    ResponderExcluir
  17. Continua o mimimi deste blog. Nada contra essa suspensão de torção como vcs a chamam, entretanto a multilink é muito superior a tudo que já foi lançado. 40 mil km rodados e sem problema algum no Golf7 apenas um alinhamento certa vez e nada mais. Por outro lado a multilink ja me livrou de algumas situações nas estradas. Quem tem Golf7 com multilink que o conserve bem, outro igual hoje nem Gti lamentavelmente.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.