Car.blog.br

Pesquisar este blog

Peugeot 308 e 408: produção encerrada por baixas vendas

Categorias: , , , , , 67 Comentários

O Grupo PSA (Peugeot-Citroen) confirmou o fim de linha para os modelos Peugeot 308 e 408 no Brasil. Os dois médios estavam com vendas baixíssimas (menos de 1.000 unidades na soma dos dois em 2018), o que delineou o encerramento de produção.

Peugeot 308 2018 - fim de linha

Com o fim do Peugeot 308, o segmento de hatchs médios perde mais um representante - visto que o Ford Focus também tem morte já decretada para este ano. Sendo assim, permanecem no mercado apenas o VW Golf (produzido atualmente apenas na versão GTI), Chevrolet Cruze Sport6 e VW Polo.


Peugeot 308 2018 - fim de linha

O Peugeot 408, sedã médio, nunca chegou a se consolidar em um mercado que ostenta modelos com vendas expressivas, como Toyota Corolla, VW Virtus, Honda Civic e até Chevrolet Cruze.

Peugeot 408 2018 - fim de linha

Entretanto, o sedã francês sempre se frequentou o ranking dos carros menos vendidos do Brasil - algo que também foi determinante para a retirada de linha.

Peugeot 408 2018 - fim de linha

O foco da Peugeot, no momento, é o segmento de SUV´s, no qual está representada por mpdelos como 2008, 3008 e 5008 e no compacto 208.

67 comentários:

  1. achei q já tivessem saído faz tempo.....

    ResponderExcluir
  2. Virtus é Polo não são médios. Só aqui neste blog que é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. W Polo definido oficialmente pelo INMETRO como hatch médio, veja:

      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      O Polo é um hatch médio, assim definido pelo INMETRO.

      E ele se mostra uma opção superior ao Cruze Sport6. O Polo tem melhor custo x benefício, mesmo espaço interno, e melhor acabamento, vejam o comparativo Cruze x Polo:

      https://www.youtube.com/watch?v=20m70D3DxCc

      O grande trunfo do Polo é o de ser um hatch médio com preço de compacto. Ele tem o porte, status e refinamento de um hatch médio, mas tem preço de compacto. Ele pode ser o menor dos hatchs médios, mas ainda assim é um médio. Ele se destaca nas ruas, e no espaço interno ele é médio, no refinamento de passeio e no padrão de acabamento.

      Mas o preço é de compacto. Porque isso. Porque a VW tem o motor 200 TSI (que faz o carro pagar quase 50% menos imposto IPI que os concorrentes) e a carroceria é feita com base na plataforma MQB, que mesmo usando menos aço (o Polo é mais leve que os concorrentes), ele é muito mais sólido.

      A VW consegue isso usando uma tecnologia insana de construção estrutural, que as outras não conseguem fazer. Então eles conseguem fazer uma estrutura que leva menos material (e o carro fica mais barato por isso), mas ao mesmo tempo é muito mais sólido.

      Eles usam um software de cálculo estrutural que elimina todos os desperdícios de material. As vigas e elementos estruturais têm formas complexas, e com seções igualmente complexas para só ter o material na geometria estrutural necessária. Isso reduz muito o peso, sem comprometer a solidez! Aliás, aumenta, pois eles deslocam uma parte do material desperdiçado para a geometria efetivamente estrutural da peça.

      Isso é tecnologia automotiva na veia, de altíssimo nível, que os concorrentes nem sonham em ter. E nem vão ter por muitos anos.

      Então o Polo é tudo isso que ele é pois ele é fruto de uma alta tecnologia automotiva. Que muitos não vêem, pois está aplicada aos meandros e peças. Mas o resultado final está aí. Um carro grande, amplo, médio, com preço e peso de compacto.

      Excluir
    2. Tanto o Virtus concorre com o Corolla que ele vem sendo comparado com o Corolla por diversos sites, e o Virtus vence, vejam:

      https://www.car.blog.br/2017/11/toyota-corolla-x-volkswagen-virtus.html

      https://www.youtube.com/watch?v=DPSSvT9wR78

      Virtus é o mais bem acabado sedã médio do mercado, com padrão superior ao do Corolla.

      Veja o acabamento boqueta do Corolla

      https://youtu.be/CcAPtpdDBRA?t=6m43s

      Agora veja o acabamento primoroso do Virtus

      https://www.youtube.com/watch?v=5Pbza4IDLj8

      No Corolla há parafusos a mostra e plástico duro

      https://youtu.be/CcAPtpdDBRA?t=10m26s

      Enquanto no Virtus não se vê isso.

      O Virtus tem mais porta-malas (521 litros) que o Corolla (apenas 470 litros), tem melhor acabamento, desempenho equivalente, consumo 25% menor, e ainda é R$ 15 mil mais barato, e tem painel digital e central de 8 polegadas com espalhamento de tela (ausente no Corolla).

      Como se não bastasse, o Virtus tem diferencial XDS+, com bloqueio eletrônico, motor turbo e de injeção direta - coisas inexistentes no Corolla.

      Virtus superior ao Corolla em tudo.

      VW Virtus tem maior porte que sedã médio, mais porta-malas. E visualmente ele é um médio, veja:

      https://4.bp.blogspot.com/-EGiCdC5aOQM/WndSTdX4rdI/AAAAAAAACFI/LWN1bmtf9Ekndn8GmfOWyd0tbfn7aChywCLcBGAs/s1600/Virtus-x-Jetta%2B%252822%2529.jpg

      Excluir
    3. Polo/ Virtus é medio sim colega, compare as dimensões com Onix, prisma, HB20...

      Excluir
    4. Segundo o Inmetro o Kwid é um SUV...

      Excluir
    5. Segundo o INMETRO Cruze, Focus, Corolla, 408, 308 e Civic são grandes. Logo, não há correlação do INMETRO com a concorrência.

      Excluir
    6. Mentira. Peugeot 308 é médio, assim como o VW Golf, VW Polo, Hyundai i30, Mercedes Classe A, todos médios, assim como o VW Polo.

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2018.pdf

      Excluir
    7. Mas você não fala que os outros são médios grandes e o polo é médio compacto né.

      Excluir
    8. Ok, me desculpe, errei no 308. Mas e os outros? Vai continuar afirmando que são médios e concorrem com o Polo?

      E os sedãs grandes? Vai continuar afirmando que concorrem com o Virtus?

      Excluir
  3. Respostas
    1. O que vc acha ou deixa de achar sobre o Polo e qual a sua categoria, e um monte de estrume tem o mesmo valor (na verdade o estrume vale mais, pois serve como adubo).

      Quem determina o que é médio é o INMETRO, e, neste órgão, VW Polo definido oficialmente como hatch médio, veja:

      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      Excluir
    2. VC por exemplo tem o mesmo valor de um monte de estrume e mesmo assim estamos aqui respondendo vc.
      #POLO NUNCA SERA

      Excluir
    3. Não adianta ficar brava. Polo é oficialmente um médio pelo INMETRO.

      Inclusive tem mais espaço e porta-malas que o Cruze. E ainda vende mais de 6.000 unidades por mês. Veja que o VW Polo é um médio, veja:


      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      Na categoria de hatch médio do Polo temos também: Golf, Audi A3, Peugeot 308, Hyundai i30, Mercedes-Benz Classe A, BMW 120i, entre outros.

      Excluir
    4. gente, o polo e virtus são médios. Cruze, corolla, civic, focus são grandes segundo o mesmo inmetro.
      Só conferir!

      Excluir
  4. Claro, Polo é médio.
    Kwid e SUV.
    INMETRO DEFINIU ASSIM, ENERGÚMENO.

    ResponderExcluir
  5. Golf rumo aos 6 mil / mensais.


    https://www.car.blog.br/2019/02/golf-2018-comfortline-e-highline-tem.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Golf atual terá vida longa no Brasil por conta da Argentina. O Golf vende quase 500 unidades por mês na Argentina, um mercado que é 4 vezes menor que o Brasileiro. Corresponde a 1.600 a 2000 unidades por mês no Brasil.

      Então o Golf brasileiro será direcionado à Argentina. Detalhes, a Argentina, em crise, compra 500 unidades do Golf por mês. Se sair da crise, tende a ir para 700. O Golf pode muito bem subir a 600 ou 700 no Brasil, e aí ele é totalmente viável. Um carro nacionalizado, com motor 200 TSI, paga menos impostos.

      Tem grande futuro no Brasil, mas ficaremos com o Mk7. E será vendido no Brasil e na Argentina e em outros mercados da América do Sul, talvez até no próprio México.

      Então, o Golf produzido no Brasil passará a ser vendido na Argentina.

      Excluir
  6. Façam suas apostas para qual será o próximo hatch médio a morrer no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gOLF, ALIAS JA MORREU. NÃO TEM MODELO 2019

      Excluir
    2. A VW vai se dar muito bem com o fim de linha do Peugeot 308 e do Focus na Argentina. O Focus vendeu 11.744 em 2018, e o Golf (importado do México, e muito mais caro), 5.619, quase no nível do Peugeot 308 (geração antiga e fabricado localmente).

      O Golf no Brasil em 2018 vendeu, sem produzir 11 meses no ano, mais de 3.000 unidades.

      Então observem o que vai acontecer agora. O Focus deixa de ser produzido e o Golf vendido na Argentina será o brasileiro.

      Ou seja, o Golf fabricado no Brasil ganha, de cara, um mercado de quase 18 mil unidades por ano. Some mais 3.000 no Brasil temos mais de 20.000 unidades.

      Mas, pera, Golf vendeu 3.000 no Brasil sem produzir. PRoduzindo normalmente teria como vender tranquilamente 700 a 800 carros. Vamos colocar 750 por mês, daria 9 mil no ano no Brasil.

      Ou seja, entre Brasil e Argentina, o Golf poderá vender mais de 26.000 carros em 2019, que dá uma produção de quase 2.200 unidades por mês em São José dos Pinhais.

      Estratégia de mestre da VW. Deixou a Ford quebrar, e pular fora na Argentina, e agora ela vai dominar. O próximo a cair será o Cruze .

      Excluir
    3. Detalhe que o Golf vendeu meras 299 unidades na argentina em Janeiro. E assim se vai mais uma das previsões...

      Fonte: https://autoblog.com.ar/2019/02/01/asi-fueron-las-ventas-en-enero-2019/

      Excluir
    4. GOLF 6mil/MÊS, a carlota profetiza

      Excluir
    5. Lembrando que o Polo hoje faz as vezes do Golf no Brasil, já que o Polo é um hatch médio definido oficialmente pelo INMETRO como hatch médio, veja:

      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      O que faz todo sentido, pois o Polo, hoje, é maior e mais espaçoso que o Golf mk3 e mk4.

      Além disso, a VW chama o Polo de "Mini-Golf". "Mini" em relação ao MK7, pois em relação ao Mk4, é um "macro-Golf", já que ele é maior e mais espaçoso que os dois.

      Sendo assim, como o "nome" Polo vende 6.000 unidades por mês, no Brasil, podemos dizer que o mini GOLF vende 6.000 unidades por mês. cqd.

      VW Golf vende 6.000 unidades por mês

      Excluir
  7. Fica até feio forçar colocar Polo/Virtus como médio, eles apanham de tudo quanto é jeito. É a mesma coisa de colocar um peso pena pra brigar com um peso médio, só vai levar ferro, a começar pelo motorzinho 1.0 de 128 cv contras os outros de 153 e 173cv como do c4 por ex.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vem aí Polo e Virtus GTS com motor TSI 1.4 Turbão e 25.5kgmf de torque.

      Se não é médio por conta do TSI 1.0, como vai ser agora? já tem porte e tamanho de médio também já anda igual médio, e dá coro em alguns maiores.

      GTS tá vindo aí, vai ser o que???

      Excluir
    2. Anta, Virtus 448mm
      COROLLA 462
      SENTRA 463
      CIVIC 464
      JETTA 465
      CRUZE 466
      sao iguais né???

      Excluir
  8. 308, GOLF, FOCUS, SIM, OS HATCHS MEDIOS MORRERAM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Focus e Peugeot 308 já morreram.

      Golf já é produzido na linha 2019 como GTI, e ainda terá a versão GTE, veja:

      https://www.car.blog.br/2018/11/vw-golf-gte-chega-ao-brasil-em-2019.html

      E sobre as versões Comfortline e Highline, observe que foram suspensas para acelerar a produção do T-Cross, veja:

      https://autopapo.com.br/noticia/vw-paralisa-producao-golf-lancamento-t-cross/

      De acordo com a fabricante, paralisação foi planejada e será temporária; um volume maior de unidades do hatch médio foi produzido para suprir demanda.

      A Volkswagen paralisou a produção do Golf na fábrica de São José de Pinhais (PR) para acelerar a produção do próximo lançamento da marca, o utilitário esportivo (SUV) T-Cross.

      Segundo a assessoria de imprensa da marca, foi uma parada técnica temporária e planejada. Para assegurar o abastecimento do modelo na América Latina, um volume maior de unidades do Golf foi produzido entre o final de 2018 e o início de 2019.

      O segmento dos hatches médios tem se mostrado pouco expressivo em vendas no Brasil, enquanto o de SUVs está em crescimento. Em 2018, por exemplo, o VW Golf foi apenas o 88º modelo mais vendido no país, com 3.070 unidades.

      Excluir
  9. Estes VW concorre com Lifan e versa Siena.

    ResponderExcluir
  10. Respostas
    1. Não fará falta. Francês sabe fazer queijo. Carros não é com eles.

      Excluir
    2. sabe fazer queijos, vinhos, pneus, software, motos, carros, VLT, trem-bala, aviões, foguetes, bomba atômica, etc..

      Excluir
  11. triste que a PSA esteja largando mão do Brasil, menos concorrentes isso nunca será bom em um mercado. diferente da opinião de uns colegas acima , já tive um 206(1999) e foi um ótimo carro. que vinha da fabrica da argentina, na época era um carro acima da média tinha abs/airbarg/banco aquecido etc. hoje vc chega em um concessionaria da marca ta vazia, não tem mais/ou não querem concorrer com as outra marca. triste.

    ResponderExcluir
  12. genti..se esse Peugeot 308 tem soft touchi pq não vendi e é mico?

    ResponderExcluir
  13. Segundo inmetro, o línea da fiat era médio, portanto concorria com jeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linea é um carro boqueta com acabamento boqueta, é médio, más foi feito nas coxas e sempre teve gosto muito duvidoso.
      Dessa forma não consegue concorrer com o primor do Jetta, nem com os plásticos do Cruze, também não é pareo para o antigão 2.0 do Civic e nem para o carro do Vovô.

      Excluir
  14. Outras marcas tbm estão finalizando, enfim pq Peugeot é mico?

    ResponderExcluir
  15. UMA PENA, TENHO UM 308 2015, CARRO MUITO BONITO E MAIS BARATO QUE A CONCORRÊNCIA. PORTA MALAS PRA UM HATCH É ENORME

    ResponderExcluir
  16. Peugeot largou todo mundo com abacaxizão na mão.

    ResponderExcluir
  17. Ao contrário do enunciado, a produção não foi encerrada. Pelo que consta, o 308 e 408 continuarão sendo fabricados na Argentina. A Matriz Brasileira é que optou por não importar mais esses veículos.

    ResponderExcluir
  18. A Matriz Brasileira desistiu de importar o 308 e 408 da Argentina. por outro lado, assim como o 3008 e 5008, o 308 poderia ser importado da Europa. Assim teríamos a opção de comprar a versão atual, baseada na nova plataforma EMP2.
    Certamente o volume de vendas seria pequeno, mas a margem de lucro seria bem melhor. Além disso, compartilha peças com o 3008/ 5008, facilitando a manutenção.

    ResponderExcluir
  19. Segundo o Inmetro o Kwid é: SUV. Segundo quem o fabrica é: Mini SUV. Segundo quem o compra: "fui enganado pelos comerciais da TV......" SUV do inglês Sport Utility Vehicle. O Kwid não é um utilitário (robusto), muito menos é esportivo. Só dá para aproveitar o "Vehicle" da sigla, e olhe lá...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso do Kwid. SUV significa "Small Urban Vehicle"

      Excluir
  20. Não vendiam muito mesmo, além de estarem desatualizados em vários aspectos. Não eram carros ruins, longe disso.
    A concorrência nesses dois segmentos está implacável, exigindo carros atualizados, com bom pós-vendas e pouca desvalorização, tudo o que esses dois Peugeot não tinham. Por outro lado, daqui a pouco o mercado vai se resumir somente a compactos ou SUVs e caminhonetes. Sedãs terão vida difícil, assim como os hatches médios e as peruas (wagons).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente são bons carros Marcos, mas o mercado está implacável e exigindo sempre uma atualização,no entanto a PSA tem melhorado bastante a pós venda.

      Excluir
  21. Recentemente estive no Chile lá o pug 308 é mais atualizado que o nosso.

    ResponderExcluir
  22. A Peugeot encerra temporariamente as vendas do 308 é 408 no brasil,que continua a ser fabricado na argentina e com vendas acima do golf que é o caso do 308 é que a VW insisti em arcar com um enorme prejuízo .

    ResponderExcluir
  23. Ótimos carros mas infelizmente não reconhecidos e esquecidos ...... pena perdermos esses carros !!

    ResponderExcluir
  24. O CEO da PSA deixa bem claro os quatros pilares : Qualidade,não perder dinheiro,estoque controlado e por último market share,isso é que é uma empresa e com isso garante lucro em suas operações.

    ResponderExcluir
  25. Respostas
    1. O Golf atual terá vida longa no Brasil por conta da Argentina. O Golf vende quase 500 unidades por mês na Argentina, um mercado que é 4 vezes menor que o Brasileiro. Corresponde a 1.600 a 2000 unidades por mês no Brasil.

      Então o Golf brasileiro será direcionado à Argentina. Detalhes, a Argentina, em crise, compra 500 unidades do Golf por mês. Se sair da crise, tende a ir para 700. O Golf pode muito bem subir a 600 ou 700 no Brasil, e aí ele é totalmente viável. Um carro nacionalizado, com motor 200 TSI, paga menos impostos.

      Tem grande futuro no Brasil, mas ficaremos com o Mk7. E será vendido no Brasil e na Argentina e em outros mercados da América do Sul, talvez até no próprio México.

      Então, o Golf produzido no Brasil passará a ser vendido na Argentina.

      Excluir
  26. Poderia a montadora ter aprendido com a Renault! Em dez anos a Peugeot caiu e a Renault subiu.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.