Car.blog.br

Pesquisar este blog

Golf 2018 Comfortline e Highline têm produção encerrada

Categorias: , , 86 Comentários

A Volkswagen do Brasil não está mais produzindo o VW Golf 2018 nas versões Comfortline (com motor 1.0 TSI Turbo Flex + câmbio automático) e Highline (1.4 TSI Turbo Flex + Automático). A linha 2019 do hatch médio, por enquanto, conta apenas com a versão GTI - que continua em produção.

VW Golf 2018 Comfortline Automático

Não há informações ainda se essas versões serão produzidas como linha 2019, e quando isso ocorrerá, tampouco se haverá alterações nos equipamentos dessas versões de acesso do Golf.

VW Golf 2018 Comfortline Automático

O Golf nacional é produzido em São José dos Pinhais (PR) - mesma unidade de onde sai o novo SUV da marca, o T-Cross, além do VW Fox, assim como modelos da Audi, como o Audi A3 Sedan e Q3.

VW Golf 2018 Comfortline Automático

A unidade vinha operando com capacidade abaixo do potencial máximo, mas com a chegada de modelos como o T-Cross, que entra em um segmento de grande volume, a fábrica passará a produzir em ritmo mais acelerado.

VW Golf 2018 Comfortline Automático

Sendo assim, como é uma unidade que está passando por grandes transformações, não podemos precisar no momento se o Golf Comfortline e HIghline deixarão de ser produzidos, ou teremos as versões 2019 de tais modelos.



De qualquer forma, novidades sobre essa questão publicaremos aqui.

86 comentários:

  1. Segundo a mãe Dinah a VW vai produzir 6000 unidades por mês e vender tudo pra Argentina... SQN

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Argentina tá mais quebrada que Venezuela

      Excluir
    2. América do sul toda tá quebrada.Brasil Colômbia Argentina e principalmente Venezuela etc

      Excluir
    3. Raffa, isso não tem nada a ver com a América Latina, isso é uma tendência mundial, os hatchs, sedans e peruas estão sendo trocados por SUVs.
      Agora, de fato, paises que adotam modelos neo-liberais na economia fracassam mesmo.

      Excluir
  2. Esse carro já tá morto, só falta enterrar.
    A versão SW de carregar caixão vende menos que o Prius

    ResponderExcluir
  3. Que pena que não atingiu o esperado pela fábrica

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente mais uma perda para o consumidor brasileiro porem quem matou o Golf foi a própria VW... isso é DAS AUTO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Realmente Zenon...se a VWB continuasse importando a versao mexicana original Dsg mais Multilink talvez ainda tivessemos Golf por algum tempo. Mas até os mexicanos alteraram o spec original do carro. Parabéns pra incompetência do marketing da VWB. O A3 vai no mesmo caminho.

      Excluir
    3. Nada, nao foi a mudança que afogou o golf e o segmento que mudou. As pessoas acham caro o golf mas barato um compass vai entender. Rip, se foi um dos melhores veiculos janoroduzidos no Brasil

      Excluir
  5. Pena que o Golf venha penando em nosso mercado.

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Nem mesmo a Argentina salvou a produção de 6000 unidades mensais do Golf. O profeta das hecatombes erra mais uma.

      Excluir
  7. Deve ser só adaptação para a produção do t-cross. Mas a vw tem que tirar de linha com urgencia a versão 1.0, pode ser até eficiente e tal mas as pessoas ainda tem preconceito ainda mais em um Golf. Deixa a versão 1.0 para o polo e o t-cross.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Quem veio aqui ver o que o Carlos vai falar, deixa um joinha!

    ResponderExcluir
  10. Pena mas ne o fim do golf no Brasil. Talvez ele venha somente importado

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Eu sempre me pergunto o seguinte: é mais lucrativo pra fábrica criar uma nova linha de montagem, desenvolver todo um produto como Polo/Virtus, ou baratear um produto como o Golf numa linha de montagem já existente? Realmente fico com essa dúvida. Se o Golf fosse barateado, venderia quase como o Polo, pois é muito superior aos concorrentes e não demandaria todo o investimento numa linha de produção nova.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc tem razão em parte. O provlema é que brasileiro nao ve Golf como o europeu vê, pau pra toda obra, carro que aguenta 100 até 300mil km sem qqr intervençao grande. Brasileiro ve Golf como carro pra azarar alegam seguro e manutençao caros o que é mentira. Daí a necessidade duma linha mais familia ou menos dinâmica. A VWB acertou na mosca com Polo Virtus. O Polo Gts vai substituir o Golf muito bem.

      Excluir
    2. O problema não é o produto e sim sua demanda. Nada justifica um produto que não se paga, como é o caso. O Golf ainda é referência nesse segmento, podem até dizer que não, mas quem tem, sabe o que digo, entretanto, uma empresa precisa no seu portfólio de produtos que possuam demanda e hoje, com a "suvlização" da frota, o Golf se torna uma vítima e mais virão...

      Excluir
  13. que triste!
    vamos ver se o polo gts vai vender bem para substituir o golf!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vender bem, talvez, mas substituir jamais. o Golf está há anos luz a frente do Polo, mesmo com toda tecnologia embarcada nos dois modelos é só dirigir os dois que Vc vai me entender, não estou dizendo que o Polo seja ruim, mas não há comparação...

      Excluir
    2. Podem fazer essa comparação com os modelos produzidos aqui nos anos 2000. O Polo e o Golf de quarta geração. O Polo é bom, mas o Golf é superior!!!

      Excluir
  14. Vixi, como tem moçoilas doidas pelo Golf aqui.
    Fiquem calmas. É o 2018 que terminou. Em breve o 2019.
    Inclusive, se as moças não sabem ler, o GTI 2019 já está firme e forte e em produção.
    É que a linha 2019 do Golf terá novidades, versão híbrida e elétrica e etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que agora venderá 6.000 unidades mês no Brasil ou ainda ficará pra 2020?

      Excluir
    2. Normal.
      O Golf é um mito, e desperta paixões... Bagunça a concorrência e sempre foi referência. Nem leram que foi a linha 2018, e não o modelo Golf...

      Excluir
    3. Nem leram que foi a linha 2018, e não o modelo Golf...

      Coitados. Esse é o povo burro. E eles vivem em um ciclo vicioso. O sujeito é burro, tem baixo QI. Então é um incompetente. Como tal é um duro, não tem dinheiro. Mas ele sonha com um Golf, e nunca poderá comprar. Então ele vira um hater idiota de Internet como tem vários neste post comentando.

      Excluir
    4. Sistema límbico frontal defeituoso. Kkkkkkkkkk

      Excluir
    5. muita gente que comenta aqui parecem ser haters por serem haters...
      Mesmo SE ( um enorme se ) o Golf fosse descontinuado, o que o povo que gosta do Argo ganharia com isso?
      O Golf é e sempre foi referência no mercado, o carro a ser batido.
      Perder essa referência é nos acomodar em termos de tecnologia e parar no tempo.
      Salvo engano o Golf que trouxe motores turbo em uma versão normal ( antes tínhamos Punto / Bravo em versões pseudo esportivas que afastavam parcela de compradores )
      ACC e Park assist, hoje disponivel em Compass, 3008 etc..
      o golf que "popularizou"

      Excluir
  15. A VW vai se dar muito bem com o fim de linha do Focus na Argentina. O Focus vendeu 11.744 em 2018, e o Golf (importado do México, e muito mais caro), 5.619, quase no nível do Peugeot 308 (geração antiga e fabricado localmente).

    O Golf no Brasil em 2018 vendeu, sem produzir 11 meses no ano, mais de 3.000 unidades.

    Então observem o que vai acontecer agora. O Focus deixa de ser produzido e o Golf vendido na Argentina será o brasileiro.

    Ou seja, o Golf fabricado no Brasil ganha, de cara, um mercado de quase 18 mil unidades por ano. Some mais 3.000 no Brasil temos mais de 20.000 unidades.

    Mas, pera, Golf vendeu 3.000 no Brasil sem produzir. PRoduzindo normalmente teria como vender tranquilamente 700 a 800 carros. Vamos colocar 750 por mês, daria 9 mil no ano no Brasil.

    Ou seja, entre Brasil e Argentina, o Golf poderá vender mais de 26.000 carros em 2019, que dá uma produção de quase 2.200 unidades por mês em São José dos Pinhais.

    Estratégia de mestre da VW. Deixou a Ford quebrar, e pular fora na Argentina, e agora ela vai dominar. O próximo a cair será o Cruze

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A produção do golf vai ser encerrada amigo... assim que o t-cross começar a ser vendido, ele vai ser importado do México pra cá... Informação concreta trabalho na planta de sao Bernardo do campo se quiserem pode checar com as fontes de vcs do site.

      Excluir
    2. Baita spoiler do Renan 👍🏻

      Excluir
    3. importado do Mexico????? nao foi noticiado que o golf mexicano tb foi ou vai ser encerrado?

      Excluir
    4. Carlos, quando suas previsões sobre a produção do Golf se concretizarão? Penso em comprar um mas como confiar que o produto permanecerná no mercado com a VWB não sendo transparente quanto ao futuro do Golf?

      Excluir
    5. Amigo fã da marca ai acima polo veio para pegar lugar do golf assim que lançar o gts acredito golf ficará somente com a gti dando assim lugar na linha de produção ao mercado de suv mais lucrativo e que vende bem mais hoje em dia....

      Excluir
    6. carlota falando a galera só ouve... bla bla bla bla bla vw bla bla vw bla vw

      Excluir
  16. EU DEIXE DE COMPRAR UM GOLF, QUANDO DESCOBRI QUE QUANDO SE COLOCA NO MODO SPORT, O CARRO MUNDA O COMPORTAMENTO, E FAZ UM RONCO DE ESPORTIVO....QUE E FALSO, VOLKS COLOCOU UMA SONORIZAÇÃO PARA SIMULAR UM ESPORTIVO.. ESSE SOM FOI RETIRADO DE UM MOTOR FIAT..PARA SIMULAR UM SOM ESPORTIVO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu comprei um Golf básico com teto e, não tendo o modo sport, quando meto o pé o carro só falta voar graças aos seus 220cv.

      Excluir
    2. Tem cada um por aqui, no modo Sport o Golf só falta voar. O ronco que vc ouve é o turbo, colega.

      Excluir
  17. E nós leitores temos que ler tantas besteiras,apesar de ler só pra ver as desculpas que o cara arruma. Sabemos que esse carro já morreu no Brasil e agora só resta ascender as velas.

    ResponderExcluir
  18. Cara tou com um golf 1.0 comfortline 2017 “manual”, porr# , o carro me surpreendeu, comprei de um conhecido com 15000 km.. c ta louco fiko imaginando como sera o gti .. q o meu 1.0 ja voaa.. a vw nem poderia fazer isso, tirar o golf de linha, puta sacanagem com o consumidor .. eu msm nem penso muito.. o proximo vai ser outro golf , espero q seja o gti�❤️

    ResponderExcluir
  19. Nada de novo, somente a VW sendo a VW, sem surpresas.

    ResponderExcluir
  20. Gosto mais do golf Variant do que Tiguan. Acho a tiguan linda, mais a frente Só a R LINE eu gosto , acho a frente do golf Variant mais bonita do que a tiguan normal !!

    ResponderExcluir
  21. Pra que compra Audi. Se tem Volkswagen ( que é a mesma coisa ) por um valor menor

    ResponderExcluir
  22. A verdade é uma só , o golf assim como todo o seu seguimento está em estado terminal,apesar de ainda ser uns dos carros com maior número de vendas,é fato que a cada ano vem caindo inclusive em seu próprio país. Parece já saturado e sem apresentar novidade,como sempre são os carros da VW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico com pena dessas vítimas do sistema educacional brasileiro que não sabem ler. O que parou de produzir foi o 2018. O 2019 GTI está em linha, e logo logo chega o 2019 nas outras versões.;

      Excluir
    2. Em breve o Tiguan passa o Golf, tanto na Alemanha, quanto no restante do mundo.

      Excluir
  23. Respostas
    1. A VW vai se dar muito bem com o fim de linha do Focus na Argentina. O Focus vendeu 11.744 em 2018, e o Golf (importado do México, e muito mais caro), 5.619, quase no nível do Peugeot 308 (geração antiga e fabricado localmente).

      O Golf no Brasil em 2018 vendeu, sem produzir 11 meses no ano, mais de 3.000 unidades.

      Então observem o que vai acontecer agora. O Focus deixa de ser produzido e o Golf vendido na Argentina será o brasileiro.

      Ou seja, o Golf fabricado no Brasil ganha, de cara, um mercado de quase 18 mil unidades por ano. Some mais 3.000 no Brasil temos mais de 20.000 unidades.

      Mas, pera, Golf vendeu 3.000 no Brasil sem produzir. PRoduzindo normalmente teria como vender tranquilamente 700 a 800 carros. Vamos colocar 750 por mês, daria 9 mil no ano no Brasil.

      Ou seja, entre Brasil e Argentina, o Golf poderá vender mais de 26.000 carros em 2019, que dá uma produção de quase 2.200 unidades por mês em São José dos Pinhais.

      Estratégia de mestre da VW. Deixou a Ford quebrar, e pular fora na Argentina, e agora ela vai dominar. O próximo a cair será o Cruze .

      Excluir
  24. Corola manda lembranças em 2019, 2018, 2017, 2016, 2015....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra quem não entende de carro ...
      Ja tive os dois e o Golf anos luz a frente deste vovorolla ultrapassado em tudo....
      Golfao manda lembranças pra esse carrinho....

      Excluir
    2. Seja honesto na sua comparação. Também já tive os dois e ainda estou com um Highline 2016 mas são propostas diferentes. Golf tem mais tecnologia e desempenho mas perde por exemplo em conforto pra quem senta atrás e porta malas.

      Excluir
    3. Cacete, mas quem compra GOLF sabe que o porta-malas é menor, que argumento sem sentido. É evidente que o Golf como produto é muito melhor que o Corolla, Corolla é carro de gente atrasada e conservadora.

      Excluir
    4. Quem comparou com o Corolla foi o João acima. E unknown, acho o Golf um ótimo carro tanto é que tenho um mas como disse acima pra quem quer conforto na parte de trás e porta malas maior comprar um Corolla não o faz atrasado e conservador.

      Excluir
  25. O melhor e mais vendido hatch do mundo vai ser fabricado só na Alemanha a partir de 2020.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em breve chega a linha 2019 nacional. Começou com o GTI, e logo chega os demais.

      Excluir
  26. Deveriam aproveitar a ocasião para fazer promoções mais generosas e esvaziar o estoque!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo assim vc não conseguirá comprar. Golf não é para qualquer mané. É um carro premium, e carro premium é caro.

      Excluir
  27. Fico com pena dessas vítimas do sistema educacional brasileiro que não sabem ler. O que parou de produzir foi o 2018. O 2019 GTI está em linha, e logo logo chega o 2019 nas outras versões.

    ResponderExcluir
  28. Eu vivi até aqui pra ver o Carlos justificando a VW ter deixado só o GTI na linha 2019.
    Só não explicou os outros modelos da VW cuja linha 201 chegou em meados de 2018...
    O Virtus 2019 chegou em julho de 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. infelizmente o virtus na linha 2019 perdeu a rede e os 2 niveis no porta malas.

      tendo q para tê-los para o caro pacote beats

      Excluir
  29. Problema deste carro foi sempre o preço independente se entrega ou entregava mais que os concorrentes diretos ou não....a humanidade so quer saber de vovorolla ou suv de shopps

    ResponderExcluir
  30. Será q a VW fará uma queima de estoque?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem mais nenhum para vender. Golf 2018 Comfortline e Highline já era. Quem comprou, comprou. Quem não comprou, agora só GTI. Ou espera pelo 2019.

      Excluir
  31. Duvido muito que as versões Highline e Comfortline voltem a ser produzidas no Brasil. Acredito que até o fim de 2019 até o GTI nacional deve ser descontinuado.

    Não acho que a VW vá tirar o Golf de linha no Brasil, como a Ford fez com o Focus, mas vai trazer apenas as versões mais caras da Alemanha, já que a produção no México também deixará de existir.

    Eu acho ainda que a nova geração do Golf, que estreia esse ano na Europa, nunca será produzida por aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que vc é desinformado sobre o Golf e VW em geral, então só resta as orelhadas sem fundamento.

      Vamos aos fatos. Este ano o Golf terá no Brasil a versão GTE Plug In (Mk7). E GTI continua firme e forte, até porque é um dos mais vendidos da gama Golf (e dá muito lucro).

      Excluir
    2. Orelhadas são as suas que se baseiam apenas em paixão cega, não em dados reais do mercado.

      A sua amada VW não vai manter a produção do Golf no Brasil em detrimento de um veículo de maior volume como o T Cross, que sairá da mesma fábrica, simples assim. O Golf só fica se o T Cross não vender o esperado.

      Sim, o GTE virá ao Brasil, IMPORTADO, como eu disse. O mk8 virá ao Brasil? Com certeza, mas provavelmente só importado também.

      No mais, o cara que disse que o Golf venderia NO BRASIL 6.000 unidades ao mês com o motor 1.0 Turbo falar em "orelhada" é muito engraçado!

      Excluir
    3. O VW Golf vende 6.000 unidades por mês, demonstro abaixo:

      Lembrando que o Polo hoje faz as vezes do Golf no Brasil, já que o Polo é um hatch médio definido oficialmente pelo INMETRO como hatch médio, veja:

      https://1.bp.blogspot.com/-6maOIQpBu4Y/WZL1Lzm6YWI/AAAAAAACn4Q/IqO7Qyxr8j4c5nGTWkO-f25T_i3Gw-2tACLcBGAs/s1600/novo-polo-2018%2B%25281%2529.jpg

      O que faz todo sentido, pois o Polo, hoje, é maior e mais espaçoso que o Golf mk3 e mk4.

      Além disso, a VW chama o Polo de "Mini-Golf". "Mini" em relação ao MK7, pois em relação ao Mk4, é um "macro-Golf", já que ele é maior e mais espaçoso que os dois.

      Sendo assim, como o "nome" Polo vende 6.000 unidades por mês, no Brasil, podemos dizer que o mini GOLF vende 6.000 unidades por mês. cqd.

      VW Golf vende 6.000 unidades por mês

      Excluir
    4. Meu Deus, quanta bobeira!

      É caso de internação. (risos)

      Não, o Polo não é o Golf. Não tem o mesmo nível de refinação e acabamento, não oferece os mesmo equipamentos e a dirigibilidade exemplar do Golf. Além do fato do preço não ser o mesmo. Não tem nem lógica você querer somas as vendas do Polo com o Golf.

      Você fica com esse mimimi INMETRO em todos os posts. Só esquece que pelo INMETRO, O Cruze e o Focus são hatches grandes. O Corolla é sedã grande e, veja só, o Kwid é um SUV!

      Então, meu amigo... Fica aí no seu mundo da fantasia e tenta contar essa mesma mentira mil vezes que quem sabe você se convence que é verdade e alguém acredita em você.

      Abraço.

      Excluir
  32. Isso vw, encarece o gti em 30 k com relação ao golf alemão vendido aqui em 2014... Já já morre o gti tbem

    ResponderExcluir
  33. Quem vai se dar bem é a GM dom o Cruze.

    ResponderExcluir
  34. Quem matou o Golf foi a própria VW... Em 2014 um Golf Highline alemão custava R$ 67990,00, um valor super competitivo, perto dos mais de R$ 112.000,00 que estava custando agora... E como o brasileiro é burro, a VW colocou o Polo nesta faixa de preço e está vendendo que nem água, não que o Polo seja ruim, pelo contrario, considero um carro muito bom, mas não chega nem aos pés de um Golf alemão...

    ResponderExcluir
  35. Peugeot 308 e 408 deixarão de ser vendidos no Brasil. Isso abrirá um enorme nincho para o Golf, de mais de 100 veículos mensais. Rumo aos 6.000 / mês !

    ResponderExcluir
  36. Infelizmente esse segmento foi engolido pelos SUVs e agora com o POLO que está sendo um sucesso! Não faz mais sentido mesmo manter sua produção, principalmente com o lançamento do T-CROSS. Um bom carro, mas com a preços competindo com os SUVs, não tem mais como alavancar suas vendas.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.