Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf nacional eleito o melhor carro do Brasil de 2016

Categorias: , , 38 Comentários

O Volkswagen Golf foi o grande vencedor da pesquisa "Os Eleitos" 2016 da Revista Quatro Rodas, feita com base nas opiniões de proprietários. Esta é a segunda vez que esta geração do Golf é considerado o melhor carro do Brasil, agora com o modelo nacional, já que, em 2014 triunfou o modelo importado da Alemanha.

Volkswagen Golf - melhor carro do Brasil 2016

O VW Golf nacional teve pontuação maior que o alemão. O Golf nacional obteve 102,5 pontos na pesquisa de 2016, enquanto o Golf 7 alemão obteve 101,6 pontos na pesquisa de 2014, mas os principais pontos positivos apontados são os mesmos: desempenho (anda como 2.0 e consome como 1.4), ergonomia (acesso aos comandos), espaço interno e baixo consumo. As críticas recaem sobre o preço de compra e o preço das peças.

Volkswagen Golf - melhor carro do Brasil 2016

É importante considerar que notas acima de 100 indica que o modelo superou as expectativas do proprietário, ou seja, o carro se mostra, na prática, melhor que o comprador esperava.

VW Golf 2017 - espaço interno

O Golf, além da pontuação global acima de 100, também teve diversas dimensões de avaliação com notas acima de 100: 104,5 em consumo, 106,2 (ergonomia), espaço na cabine (106,2), tamanho da rede autorizada (105,5), preço de revenda (104,6), design (103,4), estabilidade (101,5).

Golf nacional: melhor que o importado

Desde que passou a ser fabricado no Brasil, em São José dos Pinhais, o Golf 7 recebeu uma série de melhorias que o deixaram mais prático, robusto e adequado para enfrentar as desafiadoras condições de pisos e combustíveis no Brasil, além de ter ficado com custo de manutenção mais baixo.

VW Golf 2017 1.0 TSI

A suspensão traseira do Golf nacional, por exemplo, é do tipo semi-independente por eixo de torção, que é um esquema mais robusto que o multilink adotado no Golf importado (e que só apresenta vantagens acima de 200 km/h - o Golf GTI nacional manteve essa suspensão por esse motivo).

VW Golf 2017 - espaço interno

Como resultado, o Golf nacional ficou mais macio, com suspensão mais elevada, e ficou isento de fazer alinhamento na traseira (o que reduz em muito o custo de manutenção e o desgaste dos pneus).


Outra alteração importante foi o câmbio automático. O automatizado de dupla embreagem do Golf importado foi trocado por um câmbio automático epicíclico com conversor de torque e de seis marchas, que tem funcionamento mais suave e silencioso, além de não exigir manutenção ao longo de toda a vida útil do modelo, aumentando o conforto e reduzindo os custos de manutenção.



Ainda na parte mecânica, o Golf nacional ganhou motores flex. Primeiro um 1.4 TSI, que ganhou 10 cv, e fez com que o Golf nacional tenha se tornado mais rápido, veloz e mais econômico que o importado, além de um motor 1.6 aspirado flex na versão de acesso (Comfortline). Agora, na linha 2017, recebeu o fabuloso motor 1.0 TSI de 125 cavalos e 20,4 kgfm de torque, que é o melhor motor turbo flex do mercado no quesito performance/consumo.

Design atual


É interessante observar que esta geração do Golf, mesmo passados 4 anos de seu lançamento, mantém-se com um design atual, moderno e contemporâneo, o que é resultado de suas linhas leves, sóbrias e elegantes provenientes da adoção, em sua concepção, dos princípios do design funcionalista.

Conclusão


O Golf, agora nacional, mostra sua competência, ao vencer pela segunda vez o prêmio "Os Eleitos" da Revista Quatro Rodas. O modelo, que foi o melhor carro já testado pela revista em teste de Longa Duração, chega à linha 2017 com a novidade do motor 1.0 TSI, um novo plano de revisões com periodicidade anual e um preço mais competitivo (a partir de R$ 74.900 reais).

Postagens relacionadas:

38 comentários:

  1. Bastante gente fica inconformada com o fanatismo do carlos4carros pela VW e pelo Golf, mas não tem jeito... esse carro é sensacional em todos os quesitos. Até parece que foi o próprio carlos que escreveu a matéria, porque tudo o que foi dito, eu li em comentários do carlos em outras matérias!!! Existem sim outros carros de qualidade excepcional no Brasil, mas vai do gosto de cada um.

    Pra mim, os carros da VW são referência em qualidade de todos os aspectos. E cá entre nós, não conheço nada mais eficiente que engenheiro alemão.

    ResponderExcluir
  2. Quem tem um Volkswagen Golf (não importa se é alemão, mexicano ou brasileiro) se apaixona pelo carro, pois ele é simplesmente fantastico e delicioso de dirigir.
    Você conta as horas até a próxima volta com o carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza (rrss). O meu Golfão está na garagem, estou rodando de Up (muito bom também, 14 km/l na cidade trancada), não vejo a hora de guiar o Das Auto.

      Excluir
  3. É nítido que para se achar algo melhor que o Golf no mercado, só mesmo em carros mais caros de marcas Premium.

    ResponderExcluir
  4. O melhor de tudo é que agora ele é robusto, com suspensão e câmbio melhores que o importado e preço menor... SQN

    ResponderExcluir
  5. Gente, cuidado para não elogiar demais senão a VW vai aumentar o preço a cada 15 dias, ao invés de mensalmente. De fato, é um carro muito bom mas caríssimo!

    ResponderExcluir
  6. Para ficar melhor ainda só falta um preço melhor! Essa politica de valorização esta dificil.

    ResponderExcluir
  7. Está certo que nem sempre o melhor produto é o mais vendido.
    Mas no caso do Golf a VWB tem tropeçado demais nos valores de suas versões.
    Focus, mesmo sendo inferior em diversos aspectos, principalmente em termos de equipamentos, conquista a preferência porque o Golf não se mostra competitivo.

    Cruze é outro que deve chegar e compor o trio. A depender do preço que chegar se tornará um produto bastante atraente.
    O 1.0 TSI chegou. Até que enfim, mas se a VWB não colocar um AT ou retornar o DSG urgente, vai queimar a largada ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema do Focus é o câmbio bomba que queimou o filme e desvaloriza o carro monstruosamente.
      Tem 3.000 proprietários reclamando do powershit só nesse abaixo assinado aqui:

      http://www.peticaopublica.com.br/viewsignatures.aspx?pi=P2013N44036

      Excluir
    2. A Ford está fazendo alguma coisa de bom. Recebemos esta semana uma carta da Ford dando garantia de 5 e 10 anos para o retentor e central eletrônica da transmissão powershift. carros fabricados até junho 15. Demorou mais saíram da toca. Muito bom. O carro Focus 2014 2.0 Powershift SE foi vendido e substituído pelo Das Auto Golf Comfort TSI DSG, só alegria.

      Excluir
    3. E as embreagens? Não receberam garantia estendida? Porque o que mais vejo é gente trocando o kit de embreagens do powershift.
      Deviam aumentar a garantia dos mais novos também (os Focus 2016 estão dando problemas demais no câmbio), e não apenas dos até 2015. Se o câmbio inteiro passasse a ter garantia de 10 anos nos carros mais novos, daria confiança para mais gente comprar, apesar de ser cronicamente problemático.

      Excluir
    4. A carta de extensão da garantia que chegou limita-se ao retentor que dá passagem de oleo para as embreagens, penso que o dano nas embreagens a causa é o retentor então por consequência troca-se tudo em garantia estendida de 5 anos. Acredito que foi um boa iniciativa. A central de comando que é dez anos.

      Excluir
  8. Se fosse automático este 1.0 eu compraria. Mas manual não dá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá sim, vc acostuma Samuel. tenho um TSI DSG na garagem e rodo com Up manual, as vezes esqueço da embreagem e arranho marcha, no fim a gente se adapta.

      Excluir
    2. Eddie e eu temos um gosto semelhante para carros. Eu e minha mulher temos um DSG e um Move UP mpi manual... rsrsrs
      Uma bela combinação, amigo.

      Excluir
    3. Com certeza Abdalla uma dupla de peso na garagem. Muita segurança com pouca gaaolina e raras visitas na oficina exceto a falada revisao semestral. Só alegria.Abraço

      Excluir
  9. Charles sempre ponderado e imparcial na análise, melhor comentário

    ResponderExcluir
  10. O golf é o melhor de sua categoria.
    Porém, o que é pesa é simplesmente o preço. Ai uns, vocês sabem quem, vai dizer que produto melhor tem que ser mais caro que o concorrente.
    Mas o que acontece é que o golf não tão infinitamente superior ao focus por exemplo, daí mesmo sabendo disso a pessoa opta pelo ford, pelo simples fato deste ser uns 10 mil mais barato e equivalentes em acessórios.
    Outro fator muito considerado pelo golf é o seguro, que normalmente é mais caro.

    ResponderExcluir
  11. O Golf 1.0 TSI AT6 ou DSG7, por 79.990,00 seria um preço show! Venderia de novo 600 unidades/mês.

    ResponderExcluir
  12. Acho que sem querer ajudei a eleger o Golf. Participei da pesquisa e pude externar minha opinião sobre o carro. Realmente é um carro que dá um prazer imenso de dirigir. Minhas poucas viagens ficaram muito mais agradáveis.

    ResponderExcluir
  13. Sem querer ajudei a eleger o Golf. Participei da pesquisa e pude externar minha opinião sobre o carro. Realmente guiá-lo é um grande prazer.

    ResponderExcluir
  14. Um carro nacional acima da média em tecnologia e construção que até hoje a VW Brasil não soube explorar nas campanhas de marketing e vendas. Até os anúncios nas revistas e internet revelam pouco dos vários predicados dessa geração do Golf. Para minar a própria trajetória dessa geração no país, a marca continuamente boicota o custo-benefício do modelo em relação ao que era visto na época do lançamento do alemão. Logo, não é de se estranhar as vendas insignificantes mês após mês. Vamos ver se haverá um redenção do Golf VII com a estratégia adotada para o lançamento do 1.0 TSI em terras tupiniquins. Até agora, a VW Brasil mostrou-se incompetente ao lidar com essa geração do carro. Até o GTI caiu no anonimato! Um carro que todo fabricante gostaria de ter. Vexame mercadológico isso.

    ResponderExcluir
  15. DSG7 é um ótimo câmbio. Apenas faz um barulho, devido nosso piso lunar e o fato de não ser banhado a óleo, com que o proprietário deve se acostumar... O meu apareceu o barulho a primeira vez com 20.000km. Agora é assim, às vezes faz, às vezes não faz. Muitas vezes tá fazendo o barulho e eu nem escuto, pois é difícil ouvir se vidro fechado e eu não ando de vidro aberto... agora fora isso o funcionamento é perfeito. Pela qualidade do câmbio, por não impor perdas ao motor e ser econômico, eu tolero o barulho.
    Mas entendo perfeitamente as críticas... se o DSG6 faz tudo isso sem barulho, lógico que é melhor.

    ResponderExcluir
  16. Golf, melhor carro, mas com vendas que deixam a desejar. Pelo menos no Brasil, a vw não está preocupada em vender muitos golfs. Já as orientais toyota e honda, vendem e lucram muito bem, mesmo tendo carros caríssimos pelo que oferecem.

    ResponderExcluir
  17. Nao interessa se eh mexicano,alemao ou nacional. GOLF eh o melhor da sua categoria e ponto final. Eh caro?eh sim.carissimo. mas eh um T pra guiar. O dsg faz barulho metalico?faz sim mas tbm eh rapido e muito eficiente. Ou seja, simplesmente o THE VERY BEST.

    ResponderExcluir
  18. Pessoal, o que acham?
    Golf 1.0TSI ou Golf 1.4TSI automático, completo, inclusive com teto solar, só que 16/16, por 123k?
    O vendedor que me vendeu o 1.0TSI, me telefonou e me ofereceu esse 1.4, azul metálico, só que 16/16 para pronta-entrega, enquanto o meu 1.0 só deve chegar início de novembro? Tenho o dinheiro da diferença, mas teria que me apertar um pouco! A tentação é grande! O que acham?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa victor, é muito dinheiro envolvido na troca cara. Vc pode olhar oaea as boletas depois e pensar: nossa, o q eu fiz?
      Tenta achar um 1,4 tsi dsg usado 15/15. Vc vai acgar. Nesque vc ande uns 1000km.

      Excluir
    2. Na boa, 126k no Golf Highline para ficar sem o principal e mais importante recurso, que é o ACC, não rola.
      Vc não vai pegar mais que 90k nesse carro usado. Se vc não liga para cambio at, deveria ficar com o 1.0 TSI, pois é 50 mil mais barato.
      Se quer o at, o ideal seria encontrar um 1.6 msi at por menos de 80 mil (tem vários) ou um 1.4 tsi at por menos de 100k.

      Excluir
    3. Realmente, a diferença é muito grande mesmo! Como o Carlos falou, com ACC ainda valeria, apesar do desconto de quase 8 mil, em relação ao 2017.
      O 1.0 me serviria muito bem, apesar de ser sem opcionais e ficaria mais tranquilo, financeiramente falando.
      Esse carro mexe com o nosso lado racional e te faz entrar no lado emocional! Impressionante!
      Carlos, não penso em carro 0km para revenda, até porque há a depreciação normal com o tempo. Mas valeu a dica.
      Vou ficar com o 1.0 mesmo, principalmente por ser manual.
      Obrigado também ao Rafael pelas dicas.

      Excluir
  19. Ambos carrões! Vai das suas prioridades.
    Eu como dono de Golf (Comfort 1.4TSI DSG 14/15) posso te garantir uma coisa: com qualquer um dos dois você vai ficar muito satisfeito!

    ResponderExcluir
  20. E isso de tesão por dirigir o Golf é a mais pura verdade. Moro no RJ, essa semana vim a SP fazer um curso. É mais barato vir de avião do que vir de carro, mas preferi encarar os 550km dentro do golfão mandando ver do que dormindo no avião.
    Claro que não é sempre que temos tempo e disposição pra tanto tempo de estrada, mas deu vontade, curti muito!
    Amanhã tem mais, no retorno!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que penso! Prefiro o manual, mas esse 1 4 tá coçando a minha mão!
      E é completissimo, com pacote premium e teto, couro bege, só não tem o ACC!
      Vou pensar bem esse fim de semana! Obrigado

      Excluir
  21. Victor eu acho que vale sim!! O completo que você diz é com pacote premium?
    Eu liguei hoje pro gerente que fiz o pedido do meu 1.4 16/17 desde começo de agosto, eles estão sem previsão pra entrega! Nem sequer entrou pra linha de produção Ainda! Tá osso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, o meu seria o 16/16, com pacote premium e teto, azul metálico, que está na cegonheira, conforme me informou o vendedor!
      Modelo 16/17, sem previsão mesmo!
      Obrigado

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.