Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf 1.0 TSI: é factível esperar pela versão automática?

Categorias: , , , 64 Comentários

A Volkswagen do Brasil finalmente lançou a aguardadíssima versão do Golf MK7 brasileiro equipado com o motor de três cilindros 1.0 TSI (Turbo / Injeção Direta) que estreou no Up! TSI no ano passado. Entretanto, se houve surpresas positivas no motor - que ficou 20 cavalos mais potente que o do sub-compacto -, preço - R$ 74.900 reais -, e desempenho - próximo ao do modelo 1.4 TSI, a grande decepção resultou da ausência de uma opção com transmissão automática. É razoável esperar por um Golf 1.0 TSI Automático no Brasil?

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

A primeira questão a ponderar é que dentro do mix de vendas da linha Golf no Brasil, os modelos com transmissão manual respondem por apenas 20% do total - uma parcela absolutamente minoritária. Além disso, esses modelos com câmbio manual só são vendidos com descontos expressivos, bem mais elevados que os aplicados nos modelos automáticos. Isso deixa claro duas coisas: que o consumidor dessa faixa de preço exige transmissão automática, algo perfeitamente compreensível, já que os carros automáticos são muito mais confortáveis em uso urbano.

VW Golf 1.0 TSI Comfortline 2017 - Automático

A segunda é que é óbvio que o departamento de marketing da VW Brasil sabe disso muito melhor do que todos nós, e eles provavelmente desejam contar com uma versão automática do Golf 1.0 TSI em seu portfólio mais do que nós em nossa garagem. A questão é que um Golf 1.0 TSI Automático no Brasil exige um desenvolvimento específico para nosso mercado - o que é um complicador.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

É fato que, no mercado europeu, a VW já vende o Golf 1.0 TSI sem pedal de embreagem, porém lá ele adota a transmissão automatizada de dupla embreagem e sete marchas com embreagens secas, DSG-7, a mesma transmissão que estreou nos Golf 7 vendidos no Brasil de 2013 a 2015 importados da Alemanha e posteriormente do México. E essa transmissão DSG, que ficou caracterizada por produzir ruídos indesejáveis em pisos de baixa qualidade (muito comuns no Brasil), foi extirpada do Golf 7 e do Audi A3 Sedã Flex produzidos no Brasil.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

Os modelos nacionais passaram a adotar uma caixa automática convencional (conversor de torque) de seis marchas da japonesa AISIN - uma das melhores e mais robustas transmissões automáticas do mundo, já amplamente testada e usada em uma vasta gama de modelos no mercado brasileiro, desde os Golf GTI 4,5, passando pelos Jetta 2.0 e 1.4 TSI Automáticos, e chegando à Fiat Toro, Jeep Renegade, Citroen C4 Lounge Turbo, entre muitos outros modelos.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

O câmbio DSG-7 ainda sobrevivia no line-up da VW Brasil no Golf Variant, importado do México. Agora, porém, com o lançamento da linha 2017 do Golf Variant (veja aqui), a montadora deu mais uma inequívoca demonstração que sua engenharia local rejeita a caixa DSG-7 nos modelos vendidos no mercado nacional, já que a versão station wagon do Golf agora vem também com a transmissão automática convencional de seis marchas AISIN, e também com a ótima e robusta suspensão traseira semi-independente por eixo de torção.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

E é exatamente esse aparente "veto" da engenharia local ao câmbio DSG-7 que coloca uma incógnita sobre uma versão automática do Golf 1.0 TSI, já que em todos os mercados e modelos do Grupo VW onde esse motor 1.0 TSI está associado com uma transmissão automática, essa caixa é a DSG-7. É o caso do Golf 1.0 TSI Europeu, do Audi A3 Sportback 1.0 TSI com o câmbio S-Tronic 7 marchas (nome da Audi para a caixa DSG), dos modelos da Skoda com o motor 1.0 TSI e até mesmo do futuro Up! GTI, que está sendo testado com o câmbio DSG-7 (veja aqui).

Jabuticaba

O Golf é um carro mundial, e há especificações diferenciadas para cada mercado. O Golf 1.6 MSI Automático AISIN (o 1.4 TSI Automático AISIN também) não é uma "jabuticaba", pois um modelo similar é vendido na China, enquanto modelos com suspensão traseira semi-independente são mais de 50% do mix de venda na Europa, e amplamente majoritários na China. E nunca é demais lembrar que o Golf vendido nos Estados Unidos adota exatamente o mesmo câmbio automático de seis marchas AISIN do modelo vendido no Brasil.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

A questão é que não há nenhum modelo do Grupo VW em âmbito mundial equipado com esse motor 1.0 TSI associado com a transmissão automática convencional (conversor de torque) AISIN de seis marchas. Assim, para que venha à luz um Golf 1.0 TSI Automático no Brasil, há duas opções, ambas improváveis: a adoção da caixa DSG-7, ou o desenvolvimento local do Golf 1.0 TSI com câmbio automático convencional AISIN de seis marchas.

VW Golf Comfortline 2017 TSI 1.0 Automático

Se o câmbio DSG-7 já foi retirado de todo o line-up da VW Brasil, é improvável que venha a surgir exatamente no modelo mais barato e com maior apelo de vendas e volume do Golf, que é o 1.0 TSI. Por outro lado, a VW Brasil teria que investir uma considerável quantia de capital no desenvolvimento da aplicação do câmbio automático (conversor de torque) no motor 1.0 TSI. E mais: esse investimento teria que se pagar em um horizonte razoável - algo incompatível com os números de vendas que o Golf vem obtendo no Brasil.



De qualquer forma, caso todos os esses obstáculos venham a ser superados e a VW Brasil lance uma versão automática do Golf 1.0 TSI, seria um modelo altamente desejável, que ofereceria um desempenho razoável (0 a 100 km/h em torno de 11 segundos, com gasolina), consumo 20% menor que o 1.6 Automático, preço competitivo (abaixo de R$ 80 mil reais) e um nível de robustez, especialmente de drivetrain e suspensão, muito adequado à realidade braseira.

Comparativo: desempenho e consumo - Golf 1.0 TSI x Golf 1.6 MSI (MT e Automático)

Dado
Golf 1.0 TSI MT-6Golf 1.6 MSI MT-5Golf 1.6 MSI Auto-6
EtanolGasolinaEtanolGasolinaEtanolGasolina
MotorEA211 3-cilindrosEA211 4-cilindrosEA211 4-cilindros
Cilindrada (cm³)99915961596
0-100 km/h (s)9,79,910,410,411,612,3
Velocidade máxima (km/h)194190186182184179
Retomada 80-120 km/h (s)10,510,518,118,611,912,3
Consumo cidade (km/l)8,411,9710,16,810
Consumo estrada (km/l)10,114,39,2138,912,6
Potência (cv/rpm)116 cv @ 5.500rpm125cv@5.500rpm120 cv@5.750rpm110 cv@5.750rpm120cv@5.750rpm110@ 5.750 rpm
Torque (m·kgf/rpm)20,4 @2.000-3.50016,9 @ 4000 RPM15,5 @ 4.000 rpm16,9 @ 4000 RPM15,5 @ 4.000 rpm
Peso (kg)122312131244
Preço (R$)R$ 74.990R$ 78.130R$ 83.530

Conclusão

VW Golf 1.0 TSI Comfortline 2017 - Vermelho

O Golf 1.0 TSI chegou impressionando pelo motor com potência 20 cv acima do motor do Up! TSI, e preço competitivo, mas, em face do exposto acima, é pouco provável que, ao menos no curto prazo, chegue ao mercado a versão mais desejável desse modelo: a automática. Esperamos estar errados.

Postagens relacionadas:

64 comentários:

  1. Tudo isso e culpa da propria VW que queima seus proprios produtos aqui no Brasil. Com esse lance de mudar suspensao e caixa virou uma confusao na linha, inclusive rebaixando os primos ricos com o AUDI sendo menos refinado mecanicamento ao Jetta nacional. Na minha opiniao, a VW poderia da mais ouvidos a seus fans, pq o golf quem compra e um publico informado e nao qualquer pessoa, entao niguem vai gostar de saber que o golf foi depenado em relacao ao original.

    A VW Brasil poderia ter colocado a caixa DSG6 do GTi ao golf highline, trazer de volta o freio de mao eletrico e reforcar a suspensao trazeira independente como ja acontece com o Jetta e tambem associar o DSG ao 1.0 Tsi.

    golf 1.6 trend line - air bag duplo cambio manual - 63 mil
    golf tsi comfortline MT - 69 mil/ DSG6 75 mil
    golf tsi 1.4 highline DSG6 - 90 mil
    golf GTI 2.0 - 110 mil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fio, a sua capacidade de proferir bobagens é imensa. Só pede suspensão multilink gente idiota que não entende nada de engenharia.

      A suspensão do Golf nacional não foi "mudada". A suspensão usada no Brasil é a melhor para o mercado brasileiro. E isso fica claro quando gastou dinheiro para colocar essa suspensão na Variant.

      Colocar um multink no Golf nacional sujeitaria o consumidor a um custo mais elevado sem que haja qualquer benefício, já que multilink é mais dura, mais firme, exige uma cara e dispensiosa e constante manunteção para alinhamento na traseira (enquanto o Golf nacional jamais terá que alinhar na traseira).

      E sobre o câmbio mesma coisa. O DSG-7 não funciona no Brasil, por causa do piso muito irregular (aliás, mesmo motivo da suspensão).

      Então, quem pede câmbio DSG-7 e suspensão multilink nos Golf nacionais são pessoas que sofrem de um doença bastante comum: IDIOTIA, cuja causa (incurável) é o baixo QI.

      Esse pessoal é igual papagaio: sai repetindo como um macaco amestrado o que outros que sofrem do mesmo mal ensinaram eles a repetir.

      Então, se vc faz parte desse indesejável grupo de pessoas de baixo QI, melhor ficar quieto para não queimar o seu filme.

      Excluir
    2. Na minha opiniao, a VW poderia da mais ouvidos a seus fans

      É verdade. A adoção da suspensão semi-independente na traseira e o câmbio TipTronic no Golf Variant 2017 que é fabricado no México e vendido no Brasil mostra bem o nível de importância que a VW Brasil dá a essas opiniões de "fans" sem cérebro.

      Excluir
    3. Carlos, veja so com vc esta falando bobagens e repetindo tudo o que a VW disse.

      Em primeiro lugar a suspensao trazeira NAO apresenta esse custo elevado como vc disse, isso e conversa pra boi dormir, pq existe diversos carros com esse tipo de suspensao inclusive o Jetta e ele nao sofre desses transtornos.

      Em segundo lugar, se a suspensao multilink fosse idiota, ela nao existiria na linha como existe na Europa. E mais, nem venha com o papinho barato que essa suspensao e so pra quem anda acima de 200 km/h que e uma mentira sem tamanho, existem outros beneficios mesmo em baixa velocidade.

      Terceiro me responda so essa que fico satisfeito: Se o DSG 7 nao funciona pq o DSG 6 funciona?

      Ate posso concordar que o carro pode ter um bom comportamento dinamico como o novo cruze que e eixo de torcao, mas isso nao justifica sua retirada. Deveria deixar isso pro 1.0 e 1.6, mas nao o 1.4 nacional.

      Aguardando suas respostas

      Excluir
    4. Em primeiro lugar a suspensao trazeira NAO apresenta esse custo elevado como vc disse, isso e conversa pra boi dormir, pq existe diversos carros com esse tipo de suspensao inclusive o Jetta e ele nao sofre desses transtornos.

      Suspensão traseira multilink exige alinhamentos constantes do eixo traseiro. Tem muito mais peças móveis e é bem mais pesada que a suspensão por eixo de torção usada no Golf nacional e no Corolla nacional.

      E o pior de tudo: quando desalinha o eixo dianteiro o motorista percebe, pois o carro fica pendendo para um dos lados. Já quando desalinha o eixo traseiro não dá para perceber, pois a direção elétrica corrige. E aí os pneus começam a ser comidos aceleradamente. Não é por outro motivo que está cheio de proprietário de A3 e Golf importados tendo que trocar pneus com menos de 20.000 km.

      Em segundo lugar, se a suspensao multilink fosse idiota, ela nao existiria na linha como existe na Europa.

      A suspensão multilink não é "idiota". Mas ela é feita para carro que anda acima de 200 km/h em curvas de alta velocidade. Até essa velocidade não há benefício algum nessa suspensão. Então, idiota é quem pede suspensão multilink (mais cara, mais pesada, menos robusta e de manuteção mais cara e frente para um carro que não passa de 200 km/h e anda em piso esburacado como o brasileiro).

      E mais, nem venha com o papinho barato que essa suspensao e so pra quem anda acima de 200 km/h que e uma mentira sem tamanho, existem outros beneficios mesmo em baixa velocidade.

      Não é "papinho barato". É fato. Todos os Golf europeus que andam a menos de 200 km/h, todos, inclusive os 1.4 TSI de 122 cv, não vem com suspensão multilink. Nenhum. ZERO. Todos eles adotam a mesma suspensão do Golf nacional.
      Multilink apenas nos Golf 1.4 TSI com mais de 150 cv vendidos na Europa. Eu sei q vc vai relinchar: "mimimi o Golf 1.4 TSI nacional é de 150 cv". Eu sei, só que o nacional tem câmbio AISIN de 6 marchas, fazendo com que ele tenha desempenho inferior ao DSG-7, logo, ele cai na especificação lógica de suspensão por semi-independente.

      Repito: o Golf 1.0 TSI na Europa usa suspensão por eixo de torção semi-independente idêntica à usada no Brasil. O Golf 1.4 TSI e o Audi A3 1.4 TSI com motor de 122 cv vendidos na Europa usam suspensão semi-independente idêntica a usada no Brasil. Todos os Golf TDI vendidos no planeta usam suspensão semi-independente idêntica a usada no Brasil.

      O sujeito que pede suspensão multilink no Golf 1.0 TSI brasileiro é IDIOTA. Simples assim.



      Terceiro me responda so essa que fico satisfeito: Se o DSG 7 nao funciona pq o DSG 6 funciona?

      Ele funciona muito bem, mas não no Brasil, por conta de piso muito irregular. O DSG-6 é um cãmbio de projeto muito mais robusto, feito para usar motores de alta potência e torque, como o GTI. E ele tem engrenagens banhadas a óleo.


      Ate posso concordar que o carro pode ter um bom comportamento dinamico como o novo cruze que e eixo de torcao, mas isso nao justifica sua retirada. Deveria deixar isso pro 1.0 e 1.6, mas nao o 1.4 nacional.

      O que vc acha ou deixa de achar e um monte de estrume tem o mesmo valor. Vc deveria ficar quieto, pois só fala besteira.

      Excluir
    5. Só quero comentar o fato da suspensão traseira. Carlos, como já disse aqui algumas veze, sou dono de um GTI exclusive com molas Eibach. Meu carro nunca teve problema na suspensão traseira. Ela é muito confortável, muito bem ajustada e faz curva como ninguém. Outra questao: não existe essa de a suspensão multi-link só servir acima de 200km/h. Curvas de 90 graus, ou acima de 90 graus em muitas das vezes são muito mais desafiadoras que uma curva de alta que vc pode fazer acima de 200km/h. Eu já dirigi o golf nacional e digo que a suspensão caiu muito de nível, quem compra golf não tá preocupado com carro altinho para passar em lombadinha, não tá preocupado em possivelmente fazer manutenção mais cara da suspensão traseira( o meu, mesmo rebaixado, nunca deu problema). Quem compra Golf sabe ler ficha técnica e quer algo mais técnico. Desde que essas mudanças aconteceram, o golf vem ficando mais distante do Focus em vendas. Só mostra que o consumidor, não curtiu a idéia de golf altinho para passar em lombadinha.

      Excluir
    6. Carlos, como já disse aqui algumas veze, sou dono de um GTI exclusive com molas Eibach.

      Só por aí já dá para ver que vc é minoria da minoria. O consumidor comum não troca molas de seus carros, e quer suspensão macia e elevada, para passar em lombada e não bater seco.

      Meu carro nunca teve problema na suspensão traseira. Ela é muito confortável, muito bem ajustada e faz curva como ninguém.

      A suspensão traseira do Golf GTI continua multilink, pois ele é um carro que chega a 240 km/h.

      Outra questao: não existe essa de a suspensão multi-link só servir acima de 200km/h.

      Curvas de 90 graus, ou acima de 90 graus em muitas das vezes são muito mais desafiadoras que uma curva de alta que vc pode fazer acima de 200km/h.


      Então está na hora de vc ensinar seus magníficos conhecimentos de engenharia para a VW da Alemanha. Lá, TODOS os Golf que não chegam a 200 km/h (o 1.0 TSI, e os 1.4 TSI com 122 cv e todos os TSI) vem de série com suspensão interdependente por eixo de torção, exatamente a mesma usada nos Golf TSI e MSI nacionais. O que é lógico, já que não se pode obrigar o consumidor pagar mais e gastar mais de manutenção em um recurso que ele não irá usar.

      Eu já dirigi o golf nacional e digo que a suspensão caiu muito de nível

      Pode ser no seu caso que anda com o carro em autódromo. Para 99,9% dos consumidores do Golf, que anda com o carro na rua, a suspensão do nacional é muito superior, pois é mais macia, mais silenciosa, mais confortável e mais robusta.

      quem compra golf não tá preocupado com carro altinho para passar em lombadinha, não tá preocupado em possivelmente fazer manutenção mais cara da suspensão traseira( o meu, mesmo rebaixado, nunca deu problema).

      Isso é vc e uma minoria de gente que mexe em carro. A VW para vcs tem o GTI. Mas a VW precisa vender carro para todo mundo, o consumidor amplo, e esse consumidor quer a suspensão como a do Corolla: com ótimo comportamento dinâmico, robusta e confortável, que é também a do Golf nacional e de mais de 70% dos Golf´s vendidos na Europa.

      Excluir
    7. Thyago Moraes se qualquer pessoa tiver um olhar "lúcido" para o seu comentário, qualquer um diria que está perfeito. Parabéns.

      PS: Custo do alinhamento R$25 por roda !

      Excluir
    8. PS2: Onde que um Golf 1.4 não chega a 200 km/h ?! Quer dar uma volta no meu ? Vamos passar disso... é emocionante... kkkkkk

      Excluir
    9. Penso o mesmo argumento de Carlos, esse sabe muita coisa e manja viu? principalmente na área de administração e engenharia!

      Excluir
    10. Carlos fala assim pq ele e muito fanboy ai fica criando caca na cabeca do povo. Pra a VW Brasil era so fazer o seguinte:

      -Adequar a suspensão traseira multibracos pra ela ser mais resistente ao solo Brasiliero assim como fez ao polo e fox reforcando as buxas
      - Colocar o DSG6 que e um cambio confiavel e rapido no 1.4 e 1.0
      - trazer o freio de mao eletronico de volta pelo menos como OPC.
      - fazer uma politica de precos pa que as pessoas possam comprar entre 65 mil e 100 mil e zefini.

      Pronto, o golf estara no topo novamente, agora enquanto ficar chutando gato morto com essa conversinha de que roda desalinha e o cambio e inadequado pronto, vai perder muitos fans

      Excluir
    11. Atmos excelente comentário, um dos melhores que já li até hoje sobre o golf...

      Excluir
    12. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    13. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    14. “ Carlos fala assim pq ele e muito fanboy ai fica criando caca na cabeca do povo. Pra a VW Brasil era so fazer o seguinte:

      -Adequar a suspensão traseira multibracos pra ela ser mais resistente ao solo Brasiliero assim como fez ao polo e fox reforcando as buxas
      - Colocar o DSG6 que e um cambio confiavel e rapido no 1.4 e 1.0
      - trazer o freio de mao eletronico de volta pelo menos como OPC.
      - fazer uma politica de precos pa que as pessoas possam comprar entre 65 mil e 100 mil e zefini.

      Pronto, o golf estara no topo novamente, agora enquanto ficar chutando gato morto com essa conversinha de que roda desalinha e o cambio e inadequado pronto, vai perder muitos fans. “

      Como é que é? Fox e polo, tem suspensão traseira multibraços é? (kkkkkk) pelo que saiba os dois são de eixo de torção. Não sei se sua afirmação é verdadeira enfim, se for me corrige né? rs

      Se fosse isso, VW deveria lançar assim né? (kkkkk vw sabe o que fazer) acontece que o eixo de torção é melhor e eficiente do que multilink que possui vários tipos de componentes o que pode sair mais caro, vide o focus, civic que não são adequado para rua brasileira e é fato, pq qq pancada forte, desalinha facilmente e ai o consumidor vai ter que levar para realinhar, e já vi varias que a maioria que q é no caso de civic.

      Vw faz o que quiser com o objetivo de ter o bom produto para conquistar seu consumidor, o freio de mao eletrônico até que é bom, mas embarcado eletronicamente? Hum... com um passar do tempo será um saco para reparar manutenção mas não acho freio de mão é mil vez melhor, eu como consumidor não acho e ponto e prefiro freio de mao, Com freio de mão é melhor que dá menos dor de cabeça.

      Enfim, observe comentários de carlos e verá que tem razão ou seja vc quer gastar mais dinheiro com manutenção? Gosta de gastar à tôa né? Corolla é um líder, e não é vc tem que falar e sim quem responde é o mercado, basta observar a resposta no mercado. Se vc analisar friamente o que Carlos esta falando verá que ele tá certo, mas esquece um puxa saco dele, e reveja geral o que eu digo mercado.

      É assim que funciona, tá certo que ele é fan boy e talz, mas tira ele no puxa saco pegue alguns comentários que faz sentido... realmente ele esta aqui pra dizer a verdade e cortar os papagaios de vez que sai repetindo, pq qd chega outra pessoa Lê, e fala a mesma coisa o que leu no comentário.. não pode deixar solto assim, tem que ter fato!

      Não sou contra e nem favor, apenas quero que seja fato e não falso teórico que sai repetindo como papagaio, como carlos disse! E o resto pessoal fala besteira, nem dou ousadia pq sei o que não tem noção o que fala. Pra vc entender o que ele disse, basta estudar administração que vc vai entender. Quem é engenheiro e administrador vão compreender tranquilo pq estudaram para isso!!

      Excluir
  2. A volks deveria ter mantido o DSG nas versões mais baratas do Golf, pois é um belo cambio, e assim como qualquer projeto pode ter tido alguns problemas mas com certeza isso não é nem 1% do que foi produzido e por causa de alguns mimimi de proprietários que reclamam de tudo, o restante dos futuros proprietários ficam sem essa bela opção!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não tem a menor noção do que fala. A VW está tendo que dar carro 0KM (Jetta com câmbio TipTronic) para proprietário de Golf DSG-7 que teve problema não resolvido.
      O DSG-7 não tem a menor adequação à realidade brasileira. A melhor coisa que a VW fez foi colocar o câmbio AISIN de 6 marchas (o mesmo usado no Golf americano e no chinês). E a segunda melhor foi a suspensão semi-independente.

      Excluir
    2. Carlos. Quando a gente nao sabe nao tem experiencia a gente pode até emitir opinião maa reapeitando os outros. Pergunte a qualquer um que tem GOLF com DSG7 se nao está contente com o carro e aprova 100% o cambio dupla embreagem. Eu sou um deles o DSG7 está perfeito. Nao vou nem comentar sobre a suapensao traseira independente. Quem tem Golf alemão com eu e Golf mexicano aptovam também a Multilink. Assim Carlos vc nesta parada nao tem razão alguma e nao tem meu apoio e por favor respeito com os colegas. Um Blog com nivel tão bom e vc querendo estragar. Menos...

      Excluir
    3. Pergunte a qualquer um que tem GOLF com DSG7 se nao está contente com o carro e aprova 100% o cambio dupla embreagem.

      Eu conheço muita gente que tem o Golf DSG-7 e está satisfeitíssmo. E não deu problema algum. Mas conheço gente também que está ficou com o carro parado mais de metade do tempo em concessionária resolvendo problema no câmbio, e que, agora, depois de muito custo, conseguiu que a VW lhe desse um carro zero KM no lugar do Golf DSG.

      O fato é que há casos de problemas com o câmbio DSG. É uma parcela relativamente pequena quando comparado a quantidade vendida (a maior parte não dá problema), diferentemente do que acontece com a Ford, que 100% dos Powershift tem problemas.

      A questão é que esses carros tem que dar problema ZERO no câmbio. Não pode nem dar "poucos problemas". Tem que dar NENHUM problema. E isso, no Brasil, só com o câmbio do Golf nacional, AISIN, convencional, com conversor de torque.

      Sobre suspensão multilink: Todos os Golf 1.0 TSI vendidos no planeta, incluindo aí os vendidos na Europa, usam exatamente a mesma suspensão traseira do modelo brasileiro. Ponto.

      Excluir
    4. Geralmente quem teve problemas com o DSG mexeu no carro para aumentar a potência. Já rodei mais de 50 mil km com o meu e o carro está perfeito. Não vou vendê-lo tão cedo. O câmbio é um obra prima!

      Excluir
    5. Geralmente quem teve problemas com o DSG mexeu no carro para aumentar a potência. Já rodei mais de 50 mil km com o meu e o carro está perfeito. Não vou vendê-lo tão cedo. O câmbio é um obra prima!

      Vc está chutando sem base alguma. Primeiro. O sujeito que está tendo seu carro substituído pela VW que conheço tem quase 70 anos, e não mexeu em nada em seu carro. E o DSG-7 dele deu muito problema, tanto que a VW está trocando o carro.
      Segundo que o problema do DSG-7 no Brasil não tem nada a ver com aumento de potência. Tem a ver com o piso lunar brasileiro.
      E terceiro. O câmbio precisa estar preparado para aumento de potência.
      Os donos de Golf GTI 4,5 com AISIN 6 AT também aumentavam a potência, e o câmbio nunca deu problema algum.

      Excluir
    6. O DSG7 foi projetado para até 25,5 kgfm de torque.

      Excluir
    7. Carlos, VWB trocar um carro por causa duma transmissão defeituosa? Por favor, memos...
      Dos problemas com DSG7 eu sei da troca de 3 jogos de embreagens apenas.

      Excluir
    8. Não vejo nenhum problema em usar a caixa AISIN não só no Golf como em qualquer carro que venha a ser produzido no Brasil.
      Esse câmbio é simplesmente ÓTIMO para um mortal que usa um veículo com necessidades normais de uso, sem nenhum propósito de competição ou coisas do gênero.
      Eu tenho esse câmbio no meu C4 Lounge THP, é um ótimo câmbio: durável, resistente, rápido o suficiente para todas as necessidades de uso em cidade e estrada e sem aporrinhações futuras.
      Junto com um "ótimo motor turbo", como é o caso do C4 lounge THP e, como exemplo também, o Golf 1.4 TSI, Jetta 1.4 TSI, penso que não há necessidade de mais.

      Excluir
    9. Pois é Vidigal, dirigi o MSI Tiptronic e gostei, mas o DSG7 no TSI é muito melhor, é outro mundo. Ñão é por nada que no mundo só é DSG.

      Excluir
    10. Mas o MSI é manco com qualquer câmbio usado.
      Estou me referindo aos turbinados, o AISIN cumpre muito bem sua função e com resistência.
      O DSG do Jetta 2.0 TSI (tive dois por sinal)trabalha a óleo é diferente desse problemático DSG a seco.
      Reitero...para uso normal satisfaz plenamente...agora se quer levar o carro pro autódromo pra ficar cronometrando quem é mais rápido pra levar o troféu, ai cada um tem suas necessidades...

      Excluir
  3. N vejo mal nenhum eu colocarem um Aisin AT6 , nesse motor 1.0 , quer quiser desempenho pegue o 1.4 ou o gti !
    Até pq o preço nem é tanto diferente kk

    ResponderExcluir
  4. Pelo que li a Tiguan 1.4 Tsi foi lançada com a caixa DSG7 então a informação de que nenhum modelo atual usa esta transmissão está errada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado: a Tiguan 1.4 TSI foi lançada com o câmbio DSG-6, o mesmo do Golf GTi, banhado a óleo.

      Excluir
    2. Então porquê não adotaram o DSG6 no GOLF e JETTA??? Esse caso esta parecendo com a história da Kombi clipper que temos ( 1976 à 1997 ), que só foi fabricada no Brasil, uma espécie de T1,5, ao invés de terem trasido a T2 de uma vez! Utilizaram uma "conversa fiada" de que a porta lateral corrediça ( adotada nos modelos apartir de 1997 ), apresentaria muitos problemas devido ao "piso irregular"!!!

      Excluir
  5. Adequação é uma ótima palavra para problemas de margem de contribuição para um produto.
    Tenho um dsg maldito e é maravilhoso o câmbio.
    O golf dsg pode ser barulhento em piso irregular de vidro aberto. Pelo conforto sonoro (conversar baixo na cabine sem que o barulho da moto ao lado invada a cabine e ouvir musica) e segurança, fecho o vidro é o problema terrível do câmbio desaparece...
    Sair de um semáforo e em poucos segundos estar em quinta à 60 sem forçar nem notar, fazer 11 km/l na cidade, ter o freio elétrico, descer a serra em dia de chuva com um carro em cima de trilhos, freiar de emergência e desviar ao mesmo tempo e o carro obedecer totalmente...Todas estas vivências prejudicam a margem de contribuição. A Vw tinha de ter feito algo e fez, pelo nosso conforto e bem-estar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém na VWB resolveu cortar custos retirando a DSG7 e a Multilink. Grande erro pois, nunca se vendeu tanto Golf (mexicano) quando foi anunciada a montagem no Brasil com Ainsin e eixo de torção. Foi uma reação logica do Mercado, que comprava Golf com cambio dupla embreagem e Multilink. Hoje para ter um Golf com DSG e Multilink vc é obrigado a partir pro GTI 0km a 123k. Simplesmente um idiota cost driven na VWB com aprovação de outro resolveu matar o TSI Highline. Agora numa jogada desesperada (que vai funcionar) lançam o TSI Comfort 1 litro para alavancar as vendas do Golf e não perder o investimento no Paraná, pois, o Highline está morto, acabou. Vão existir dois tipos de clientes de Golf a partir de hoje, a turma doa andar de cima que sobra dinheiro no GTI e os mortais aqui de TSI 1 litro MT ou MSI Auto.

      Excluir
    2. Alguém na VWB resolveu cortar custos retirando a DSG7 e a Multilink.

      Vc queria o que? Que estivesse trabalhando para aumentar custos?

      Grande erro pois, nunca se vendeu tanto Golf (mexicano) quando foi anunciada a montagem no Brasil com Ainsin e eixo de torção.

      Besteira. O Golf mexicano foi desovado com descontos bem agressivos. O Highline foi vendido a 85k. Essa é a razão. E os mesmos manés que repetem como papagaios sobre multilink e DSG (esquecendo-se que mais de 70% dos Golf vendidos na Europa adotam a mesma suspensão do Brasil e 100% dos americanos o mesmo câmbio do brasileiro) também repetem como papagaios que o motor 1.6 é ruim, e, hoje, vende-se muito mais Golf 1.6 que o 1.4 TSI.

      Excluir
    3. Descontos sempre há eventualmente, como neste momento há para o MSI, a corrida às lojas foi mesmo para ter um carro com cambio DSG e claro um Highline a 82k que eu me lembre. Quem comprou se deu bem. Eu fiz o alerta aqui que era o momento de comprar um Golf muito melhor que o tupiniquim a ser lançado.

      Excluir
  6. A VW tá vendendo Golf 1.6 manual por 71 mil, com juros zero em 18 prestações. Se vender esse Golf 1.0 por 68 mil com juros zero vai vender bem. Pelo preço da etiqueta, vai encalhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade está vendendo a 67k. basta procurar que vai achar.

      Excluir
  7. Nao sei mas para o Golf TSI 1 litro manTer se competitivo ta cheirando IMOTION de terceira geração a 2k de acréscimo sobre o MT.

    ResponderExcluir
  8. Só colocar DSG-6 em todas as versões já resolve o problema!

    ResponderExcluir
  9. Seria uma boa desenvolverem a caixa automática AISIN para o motor 1.0 TSI. Acho que essa configuração se aplicaria não somente ao Golf mas aos demais carros da VW como Up e o futuro Fox

    ResponderExcluir
  10. Caras, ainda estou procurando esse barulho no meu carro... E depois de 2 anos, ainda estou esperando algum problema na suspensão traseira... Que papo estranho... Não estou dizendo nenhum carro não teve problema, mas tenho certeza que nada comparado aos excessos de diversos outros carros no Brasil... Alemão faz bons carros! O Golf ganhou tudo o que é prêmio possível... Eu confiaria em um Golf 1.0 DSG imediatamente... Até o mecânico eu toparia fácil... Conheço diariamente os benefícios da estabilidade, o conforto, o desempenho e a sensação de segurança do carro. Não trocaria câmbio at por tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procurar defeito no DSG7 e na Multilink do Golf 7 é procurar cabelo em ovo. Tudo conversa, a VWB reduziu custo no Golf paranaense que não foi repassado aos clientes e deu no que deu, o Highline aumentou de preço, sem DSG e sem multilink...encalhou!

      Excluir
    2. Essa é a mesma situação de a Volkswagen AG não ter trago para o Brasil o Fusca 1303 e 1303S ( com suspensão McPherson, ar condicionado, teto solar, etc.. ) e terem trago a Kombi T2 só em 1997 ( enquanto nos EUA e Europa, foi lançada em 1967 ). As desculpas foram as mesmas: "apresentaria problemas devido ao piso irregular"

      Excluir
  11. Golf 1.0 TSI
    Números do teste de pista(abastecido com etanol):
    Aceleração
    0 - 100 km/h: 10,0 s
    0 - 400 m: 17,1 s
    0 - 1.000 m: 31,0 s
    Vel. a 1.000 m: 171,1 km/h
    Vel. real a 100 km/h: 95
    Retomada
    40-80 km/h (3ª m): 5,3 s
    60-100 km/h (4ª m): 7,0 s
    80-120 km/h (5ª m): 9,4 s
    Frenagem
    100 - 0 km/h: 36,5 m
    80 - 0 km/h: 23,4 m
    60 - 0 km/h: 13,3 m
    Consumo
    Urbano: 8,2 km/l
    Rodoviário: 13,9 km/l
    Média: 11 km/l
    Autonomia em estrada: 709 km

    Fonte: Auto esporte

    ResponderExcluir
  12. Queria saber do carlos4carros: 1-essa versão 1.0 vai matar a 1.6 MT? 2-se ele acha que o 1.0 será bem recebido pelo mercado? 3-há esperança para o segmento dos hatch médios ou ruma para a extinção no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1. O Golf 1.6 MT não tem mais o menor sentido de existir.
      2. Sim, será muito bem recebido pelo mercado. Até mesmo porque não há qualquer alusão a motor 1.0 no carro, apenas a TSI.
      3. O Segmento de hatchs médios vai voltar especialmente com o Golf e esse motor 1.0 TSI, fará muita diferença e o fato de os preços agora estarem muito abaixo dos SUVs.

      Excluir
    2. De acordo Carlos exceto a necessidade do MSI Auto continuar a existir por falta do TSI Auto. O Highline Auto está muito caro.

      Excluir
    3. De acordo Carlos exceto a necessidade do MSI Auto continuar a existir por falta do TSI Auto. O Highline Auto está muito caro.

      Excluir
  13. Já passou da hora da VW ter um câmbio automático na linha pois o I-Motion é um desastre pra quem já teve carro automático de verdade e com certeza limita demais as vendas dos carros como Fox , Gol etc. Eu mesmo não considero a compra destes carros enquanto estes carros não receberem um câmbio automático de qualidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, um vendedor da VW disse que o Fox at vem ainda esse ano... Não senti muita confiança, mas seria uma boa...

      Excluir
    2. Tenho Up imotion e é excelente. Custo benefício muito bom. Claro que o Golf TSI merece um cambio automatico e nao robotizado mas dizer que imotion é um desastre nao dá um exagero.

      Excluir
    3. Ai, eu concordo com você...tive Fox imotion, sabendo trabalhar com esse câmbio, fica muito bom!
      Joga no manual, usa as PS no volante e nas trocas de marchas dá uma aliviada no acelerador como se trocasse as marchas em um carro mecânico, fica show de bola.

      Excluir
    4. Exatamente. Foi um Polo e agora o Up imotion. Em ambos carros nenhuma reclamação é só pegar a jeito. Alivia o acelerador na troca de marcha. Pra quem roda 80% na cidade o imotion atende muito bem.

      Excluir
  14. Na minha opinião a vw precisa desenvolver uma nova Caixa pra modelos mais baratos. Talvez uma dupla embreagem nova ou quem sabe um cvt pra colocar nesse golfi 1.0, gol, fox, voyage, saveiro. Deixar o imotion somente para o up e a aisin com conversor de torque pra motores maiores.

    ResponderExcluir
  15. Quem sabe esse motor chegue aos gol e voyage, pois se chegar acho que as vendas voltam a subir, mas quando?

    ResponderExcluir
  16. Que cobrem a mais e coloquem dsg 6 em toda linha, seria o correto, tanto audi quanto VW

    ResponderExcluir
  17. Pode ser que estejam elaborando/adaptando uma nova caixa para este motor no Brasil pois é evidente que independente da configuração ele vai chegar na linha gol e fox (e Santana) e eles também vão pedir uma versão automática e gol e fox tem limitação de espaço, seria interessante uma caixa compacta (o cofre do Golf com o 1.4 já é engraçado este 1.0 então devem caber uns 4 blocos 1.0 ali dentro) e seria ótimo abandonar o tranquinho imotion que custa bem próximo de um cambio automático de verdade e sem manutenções caras previstas como ocorre no imotion com a troca da embreagem que sai uma boa grana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O custo do imotion e metade dum automatico convencional. No UP que os acionadores sao eletricos apenas o cambio é muito bom e nao dá oficina.

      Excluir
  18. Creio que se há gente inteligente na VWB virá até ao final do ano! Explico, a VWB possui três motores com três cilindros e 1.0 L; são como irmãos gêmeos criados em casas diferentes; o primeiro em casa popular, outro é classe C, e o outro na criado na classe Média média ou Classe B, assim, baseado até no que já se divulgou através da própria VW AG de que a regionalização faz mais sentido, então, um Golf Tiptronic MQB não está tão distante, pois este powertrain poderá ser utilizado em Voyage, Gol, Golf, Saveiro, Na Nova Paraty(Poderia ser o provável nome do Crossover a ser lançado derivado do Gol e baseado na MQB A0. E investimentos em motores e câmbios, não são para um único veiculo e sim para atuais e futuras configurações e plataformas! Então, que venha Golf 1.0 TSI Tiptronic; pode lançar sem medo, pois nem na carroceria e nem na dinâmica, estes carro parecerá um 1.0 Popular!

    ResponderExcluir
  19. Se colocar o dsg7 no 1.0 tsi vai andar quase igual o 1.4 aisim

    ResponderExcluir
  20. Carlos, a vwb trocou a caixa e as duas embreagens do meu tsi,não tenho mais retenção e barrulho, meu cambio as vezes travava, quando peguei o caro com o cambio novo fiquei surpreso e muito feliz, era outro carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber Aquiles. Sabia da troca de embreagens e apenas uma troca de cambio reportada aqui no Blog há quase tres anos. Qual a quilometragem do teu Golf?

      Excluir
  21. Não vejo desestímulo à VW a produzir uma versão automática Aisin para o 1.0 TSI no Brasil. Há vários projetos no seu quartel general que poderiam usufruir dessa combinação a médio prazo, como o Novo Fox, família Gol 2018, novo SUV compacto... No caso do Golf, deve ter rolado um problema de timing entre o pessoal do marketing e o da engenharia. De imediato, querem captar a percepção do mercado quanto ao uso do motor 1.0 num médio. A aprovação dessa motorização pelo consumidor será um termômetro para investir numa futura versão automática. A VW Brasil deve ter estudado a cartilha das marcas japonesas.

    ResponderExcluir
  22. Poxa esse DSG / Multi link da mesmo o que falar, aqui vai minha opinião:

    DSG pode ter tido seus problemas mas é infinitamente melhor! Esse papo das ruas ruins, me desculpe Carlos porem eu morei na Europa por mais de 10 anos e as ruas por la não são um tapete. As estradas até são melhores que as nossas mas nas cidades de modo geral é a mesma merda, no Mexico então acho que nem preciso comentar....

    Mult Link é infinitamente mais confortável!!! Eu dirijo muito entre Rio e São Paulo, viagem que pode levar 6 horas dependendo do transito, com a MultLink eu me cansava muito menos. E também temos no Brasil muitos carros de outras marcas com essa suspensão. Detalhe eu nunca cheguei nos 200 km/h. Nem aqui e nem na Europa... na Alemanha é o unico lugar permitido (autoban), os demais limites de velocidade são parecidos aos nossos.

    Sendo assim a desculpa do piso ruim para o DSG e alta velocidade para a Multilink, na minha humilde opinião não conta.

    Não sou engenheiro mas já tive o Golf Mexicano (nemhum problem). Comprei o Nacional a dois meses e ele já esta na concessionaria a 2 semanas por problemas na injeção eletrônica e bomba de água. Detalhe que a Volks me ofereceu um carro reserva por 3 dias.... e os resto do tempo estou tendo que alugar um carro e vou pedir na justiça a restituição.

    A verdade é simples, eles tinham que baratear o carro, ai vai do consumidor querer ou não comprar. Eu decidi comprar mesmo sabendo das involuções....

    Sou apaixonado pelo Golf desde criança e espero que a Volks não me decepcione. Vamos ver quanto tempo a mais vão levar pra me devolver o carro

    Como diz o ditado aceita que doi menos !!! kkkkk


    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.