Car.blog.br

Pesquisar este blog

Toyota RAV4 Plug-in Hybrid: autonomia elétrica de 98 km

Categorias: , , , , , 30 Comentários

A Toyota lança no mercado europeu a nova versão Plug-in Hybrid do SUV RAV4.

Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O modelo é o novo topo de gama da híbrida da Toyota no Velho Continente.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O Toyota RAV4 Plug-in Hybrid é ainda a configuração mais potende, com 306 cv (225 Kw) advindos de um conjunto híbrido incluindo o motor híbrido Dynamic Force de 2,5 litros - permitindo aceleração de 0-100 km / h em 6,0 segundos. A dirigibilidade é melhorada, por exemplo, com 50% a mais de potência disponível a 60 km / h.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O motor ICE (Internal Combustion Engine) produz 185 cv. O sistema híbrido conta ainda com dois motores elétricos: o motor elétrico frontal produz 134 kW; a saída do motor traseiro permanece inalterada em 40 kW.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O novo sistema híbrido plug-in oferece potência e eficiência líderes na classe. Também é único em sua classe por oferecer um drive EV autêntico.
oyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Na verdade, o modo EV é o padrão: o motor híbrido não intervém, dando ao motorista a liberdade de percorrer cerca de 75 km (ciclo WLTP) e até 98 km (cilo WLTP cidade) e atingir velocidades de até 135 km / h - adequado para condução em rodovias - com consumo zero de combustível e zero emissões do tubo de escape.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Dependendo do estado de carga da bateria (SOC), o veículo mudará automaticamente para operação híbrida. Este é um benefício chave derivado de basear o sistema plug-in na tecnologia híbrida altamente eficiente da Toyota.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Por falar em bateria, há uma nova de íon-lítio, com capacidade de energia aumentada para 18,1 kWh. Ele contém 96 células e tem uma tensão nominal de 355,2 V.
oyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Uma corrente aumentada permite mais potência: a saída máxima é, portanto, significativamente mais alta do que a unidade no RAV4 Hybrid.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Segundo a Toyota, o consumo é de 1 litro de gasolina a cada 100 Km, ou seja, 100 Km/l, no ciclo WLTP combinado.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Enquanto as emissões de CO2 ficam em de 22 g / km, segundo a norma WLTP.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
A autonomia de condução de até 75 km no modo EV (WLTP, combinado) com a carga total da bateria - o que é 50% maior que a autonomia elétrica do Tiguan GTE.
oyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Entretanto, em uso urbano, a autonomia em modo 100% elétrico do RAV4 é de até 98 km em direção urbana (ciclo WLTP City) com uma carga completa da bateria, confortavelmente mais do que o deslocamento diário médio europeu.
oyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
Operando em modo exclusivamente elétrico, o RAV4 Hybrid Plug-in tem velocidade máxima de 135 km / h, sem intervenção do trem de força híbrido. No modo EV, o desempenho da aceleração de 0 a 100 km/h é comparável ao de um modelo a gasolina de 2.0 litros, com 0-100 km / h em 10 segundos.
oyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O carregamento da bateria é pode ser realizado em 2,5 horas usando uma conexão de 230 V / 32 A. Como padrão, os proprietários podem usar o aplicativo MyT para programar e monitorar o carregamento da bateria remotamente e também operar o sistema de ar condicionado para aquecer ou resfriar a cabine antes de partir.
O sistema plug-in também oferece todos os benefícios de um verdadeiro Toyota Hybrid, sempre que os limites de desempenho EV são atingidos.
Toyota RAV4 Plug-In Hybrid - consumo e performance
O RAV4 Plug-in Hybrid vem com tração nas quatro rodas inteligente de série.

30 comentários:

  1. A Toyota sempre copiando. VW lançou Tiguan GTE, vem a Toyota e lança a RAV4 plug-in hybrid depois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só um detalhe

      No primeiro semestre de 2020 o corolla foi o carro mais vendido do MUNDO e o Rav4 ficou em terceiro lugar do MUNDO tmb

      https://www.terra.com.br/parceiros/guia-do-carro/toyota-coloca-dois-carros-entre-os-3-primeiros-do-mundo,81de729bab7369933b470389ba4a26c44nr9lhfe.html


      Acho que a Toyota não tá preocupada com o Tiguan não ein... kkkkkk

      Excluir
    2. Toyota tem carro híbrido desde 1997. Em 1997 a VW ainda usava o velho AP.

      Excluir
    3. nada ..tiguan só é um dos mais vendidos do mundo.a toyota já senti no cangote o tiguan novo.

      Excluir
    4. Fonte: meu achismo.

      Vamos aos fatos.

      Rav4 é o terceiro carro mais vendido do mundo há anos. Tiguan mesmo com dois tamanhos de carroceria anda longe, vendendo praticamente a metade e está quase saindo do TOP 10 igual ao Jetta

      https://www.google.com/amp/s/garagem360.com.br/10-carros-mais-vendidos-no-mundo-em-2020/amp/

      Excluir
    5. hahahahahaha
      Thieng bostanejando pelos dedos novamente.
      Quanta novidade!

      Tiguan no cangote da RAV4???
      Tiguan nunca vai bater as vendas do RAV4. NUNCA!!!
      Assim como Jetta nunca baterá o Corolla.
      Amarok nunca baterá a Hilux.
      Atlas nunca baterá SW4.

      Fatos! Apenas fatos!!!

      Excluir
    6. Na verdade o concorrente do Atlas é o Highlander que surra o pobre Tcross XGG. Primeiro porque é o suv mid size (grande pra nós) mais vendido dos Eua. Enquanto o Atlas é um mero figurante. Segundo, Highlander é híbrido, Atlas é apenas movido à combustão, um carro que já nasceu desfasado.

      VW não tem capacidade de fazer um concorrente pra SW4.

      Excluir
  2. Quero ver a Toyota copiar a VW com o ID4, 100% elétrico, e não essa coisa já ultrapassada de Plug-in Hybrid.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser invejosa minha filha...a Toyota está no mundo dos híbridos, desde quando a vw nem sabia ainda limpar o bunda direito.

      Excluir
    2. Realmente, Carlos. Concordo

      Igual à Lamborghini que apresentou um modelo híbrido em julho tmb. Coisa arcaica, defasada, obsoleta, ultrapassada. Vergonha da Lamborghini né, parceiro?

      https://www.car.blog.br/2020/07/lamborghini-sian-hibrido-de-808-cv-em.html

      Excluir
    3. Quero ver a VW fazer um Tarek com essa autonomia no modo elétrico e desempenho de esportivo... O carro lançado em 2020 movido completamente à combustão... Patético!

      A pobre Tiguan só foi ser híbrida esse ano é arcaica comparada a Rav4, tem autonomia e desempenho de híbridos da década passada.

      Excluir
    4. Tiguan híbrida foi lançada ano passado na China,só passou a ser oferecida na Europa há pouco tempo.

      Excluir
    5. Rav4 tem opção híbrida desde 2015 nos principais mercados (Europa, Eua e Ásia). Em 2018 isso foi ampliado, passando a ter no restante do globo.

      VW sempre está atrás.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. KKK essa Carlos acha que a VW inventou a roda... Vai pro Japão ver a maior frota de elétricos do planeta e vê se tem VW lá... kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem e bastante,a VW já fabricou carros lá.

      Excluir
    2. Pode ter alguns mas domínio de eltétricos da Toyota e da Honda muito antes da VW pensar em fazer carro elétrico.

      Excluir
    3. Como falei acima, o Prius existe desde 1997. Nesse época a VW fazia uso ostensivo da famosa linha de motores AP.

      Excluir
  5. Muito legal! Não seria o meu carro, mas é um belo exemplar.
    Pelo preço ficaria com outros modelos...

    ResponderExcluir
  6. Imbatível!! Autonomia no modo elétrico incomparável, desempenho de esportivo mesmo sendo um suv imenso, tração integral completamente elétrica e carregamento em tempo módico.

    Eis o suv elétrico de 2020/2021. A nova Tiguan, coitada, só foi lançada agora é já nasceu inferior à Rav. Tarek sequer tem opção híbrida.

    ResponderExcluir
  7. podem pintar a toyota de ouro...não curto , acho marca de coroão...vw/ pug/honda/citroen/ ...são marcas jovens ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vwelhagem joven??? só tem porcaria, nao tem mais Golf nem Passat

      Excluir
    2. Não é pro seu bico Thieng... vc já teve um Toyota? com certeza não pra estar desdenhando.

      Excluir
  8. Gostaria de sugerir mais zelo do editor, principalmente com matérias traduzidas.

    ResponderExcluir
  9. Vai em qualquer oficina e tente achar um Toyota...só encontra VW....
    KKKKKKKK

    ResponderExcluir
  10. O tempo de carregamento vem caindo cada vez mais, 2,5h já entrou na faixa do aceitável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o mesmo tempo de carregamento de um smartphone... As outras marcas que se virem pra conseguir tamanha autonomia e capacidade de carregamento.

      Excluir
    2. 220 volts × 32A = 7kw. Esse tempo é conseguido com uma wallbox de 7 Kw. Não existe tomada comum com 32A de corrente.

      Excluir
    3. Já o Golf GTE recarrega em 3h30 em tomada de 220V e 20A.

      Excluir
    4. Rav4 surra o Golf GTE. Tem 18,1 kWh de capacidade de baterias, enquanto Golf só tem 13, uma diferença de 30%, sendo que o Rav4 tem uma recarga proporcionalmente mais rápida. Ademais, Rav4 tem quase 100 km de autonomia no modo elétrico. Já o Golf tem só 60. Rav4 tem quase 1000 km de autonomia total, GTE não chega a 700. Rav4 mesmo sendo um suv sem proposta esportiva faz 0-100 quase 1s mais rápido que o "esportivo" GTE.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.