Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático: preço e consumo

Categorias: , , , 49 Comentários

O Volkswagen T-Cross chega ao mercado em quatro versões, com preços começando em R$ 84.990 reais, todas equipadas com motores TSI. Neste artigo relacionamos os detalhes da versão topo de gama, Highline, precificada em R$ 109.990 reais, com dados de consumo e desempenho.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

As três versões inciais do T-Cross (200 TSI M/T - R$ 84.990; 200 TSI Automático - R$ 94.490; Comfortline 200 TSI Automático - R$ 99.990) adotam o motor 200 TSI Flex (o mesmo do Polo e Virtus 200 TSI), que desenvolve potência de 128 cv com etanol e de 116 cv com gasolina. Seu nome faz referência ao torque de 200 Nm (20,4 kgfm). Já esta versão Highline 250 TSI Automático, é equipada com o motor 250 TSI Flex, com potência de até 150 cv, com gasolina ou etanol. O torque é de 250 Nm (25,5 kgfm).



Desempenho

Esse propulsor é capaz de acelerar os 1.292 Kg do SUV de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos, tanto abastecido com etanol quanto gasolina. A velocidade máxima é de 198 km/h, enquanto a retomada de 80 a 120 Km/h é executada em 6,1 segundos.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

O consumo, segundo o INMETRO, com etanol e gasolina, segundo o INMETRO, está relacionado na tabela abaixo, comparados aos dados de seus concorrentes - Honda HR-V 1.8 CV, Hyundai Creta 2.0 Prestige Automático e Jeep Renegade 1.8 Automático.


Modelo
Consumo EtanolConsumo Gasolina
Média Gasolina
CidadeEstradaCidadeEstrada
VW T-Cross 250 TSI A/T7,79,311,013,212,0
Honda HR-V 1.8 CVT7,78,611,012,311,6
Citroen C4 Cactus 1.6 THP A/T7,28,910,412,611,4
Jeep Renegade 1.8 A/T6,98,610,012,010,9
Caoa Chery Tiggo 5X 1.5T A/T6,78,09,811,710,7
Hyundai Creta 2.0 A/T6,98,210,011,410,6

Dimensões e capacidades

Em termos dimensionais, o T-Cross mede 4,2 metros de comprimento, 1,76 metros de largura e 1,57 metros de altura. A distância entre-eixos é de 2,65 metros. O porta-malas comporta entre 373L e 420L (dependendo do ajuste do encosto traseiro), e o tanque de combustível abriga até 52 Litros.

Pacote First Editon

No lançamento, a Volkswagen está oferecendo um pacote limitado a 1.000 unidades da versão Highline 250 TSI Automático (R$ 109.990), com três opções de cores para a carroceria – bronze namíbia, branco puro e laranja energético.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

Denominado First Edition, estará disponível para o período de pré-venda e tem preço de R$ 7.500. Inclui teto, colunas centrais (“B”) e retrovisores pintados na cor preto ninja, rodas de liga leve de 17 polegadas na cor preta com superfície diamantada, painel totalmente digital (Active Info Display), seletor de modo de condução e sistema de infotainment Discover Media, com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central, além do sistema de som Beats.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

Ao adquirir o pacote First Edition, poder-se-á complementá-lo com o pacote Tech for First Edition (R$ 4.200), com o sistema Park Assist 3.0 e faróis full-LED; e com o teto solar panorâmico Sky View (R$ 4.800).

Itens de série

O T-Cross Highline 250 TSI vem de série com Controle de Estabilidade (ESC), seis airbags, freios a disco nas quatro rodas, bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), direção elétrica e ajuste de altura e distância para o volante, assistente para partida em rampas (Hill Hold), sensores traseiros de estacionamento, sistema ISOFIX para fixação de cadeirinhas infantis, faróis com função “Coming & Leaving home”, faróis de neblina com função “cornering”, luzes de condução diurna em LED, lanternas traseiras em LED, banco dianteiro do passageiro com encosto rebatível, suporte para smartphone com entrada USB para carregamento, travas e vidros elétricos.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático - interior

O modelo traz ainda controle automático de velocidade, apoio de braço central com porta-objetos, volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles”, duas entradas USB para o banco traseiro, saída traseira de ar-condicionado, ar-condicionado digital Climatronic, banco do motorista com ajuste lombar, câmera de ré para auxílio no estacionamento, indicador de pressão dos pneus (RKA), manopla da alavanca de câmbio revestida de couro, porta-luvas refrigerado, sistema “save” de variação do espaço do porta-malas, rodas de liga leve de 17” com pneus 205/55 R17, sensores dianteiros de estacionamento (além dos traseiros) e sistema de frenagem automática pós-colisão.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático - espaço interno

Finalmente, o T-Cross Highline 250 TSI conta ainda com bancos revestidos de couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED, detector de fadiga, sistema Kessy, sistema start&stop (que desliga/liga o motor quando parado em semáforos, por exemplo) e sensores de chuva e crepuscular.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático - painel digital

Essa versão se diferencia visualmente pelo rack de teto na cor “prata anodizada”, moldura cromada para os faróis de neblina e para a grade dianteira e frisos laterais na região inferior dos vidros. Por dentro, destacam-se a iluminação ambiente em LED, manopla da alavanca de freio de estacionamento revestida de couro e cobertura dos pedais de alumínio.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

Há três pacotes opcionais para essa versão: o Innovation traz o painel totalmente digital (Active Info Display); sistema de som “Discover Media” com navegador via satélite, tela colorida de 8 polegadas, comando por voz e entrada USB no console central e o seletor de modo de condução.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

O opcional Sky View inclui o teto solar pano+râmico. E o pacote Tech&Beats engloba o sistema Park Assist 3.0 de auxílio ao estacionamento; faróis full-LED com luz de condução diurna em LED; e o sistema de som “Beats” com subwoofer.

Conclusão

O Volkswagen T-Cross Highline tem um preço competitivo em face do refinamento mecânico e recursos de segurança e de assistência que até então só eram vistos em modelos premium (como o sistema de estacionamento automático e o painel digital). O desempenho é digno de modelos esportivos, e, apesar disso, o consumo é o mais baixo do segmento.

VW T-Cross Highline 250 TSI Automático

Some-se a isso dimensões externas que tornam seu uso prático em ambiente urbano; entre-eixos que lhe rende um ótimo espaço interno e de bagagens; posição de condução elevada; suspensão com bom compromisso entre conforto e estabilidade, e o resultado é um SUV compacto moderno, com desempenho esportivo, disposição para encarar off-road e vias urbanas deterioradas, com conforto e tecnologia. O T-Cross é o novo referencial do segmento.

49 comentários:

  1. Parabéns a VW, mais uma vez HUMILHANDO a concorrência!

    ResponderExcluir
  2. O Consumo do Cactus C4 THP na verdade está contendo o consumo do Cactus C4 1.6 aspirado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não está não, está corrento, veja:

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2019.pdf

      Excluir
  3. Faltou falar que é o mais caro do seguimento

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Ficou com a preço acima dos concorrentes e a VW continua a insistir nos pacotes de opcionais. Quem já foi concessionário sabe o quanto é difícil definir o Line UP da linha, em função da quantidade de modelos e seus pacotes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Errado. Está abaixo dos concorrentes. O T-Cross 250 TSI não tem concorrentes ainda. O concorrente dele será o HR-V 1.5 Turbo, que virá a mais de R$ 125 mil reais, sem teto solar, sem painel digital, com uma central multimídia inferior, câmbio CVT, acabamento interno inferior.

      A versão do T-Cross que concorre em desempenho com os Creta 2.0 e HRV 1.8 é o Comfortline 200 TSI AT, que custa R$ 99.900 reais, e é R$ 9 mil mais barato que o HR-V e R$ 5 mil mais barato que o Creta.

      E mesmo assim o T-Cross é mais equipado, tendo 6 airbags, contra 2 do Creta. Cental multimídia superior, e bebenendo muito menos e andando mais.

      Em relação aos pacotes, é uma questão de oferecer escolhas ao consumidor. E fazer escolha demanda um certo raciocínio. E pessoas de baixo QI não conseguem fazer escolhas, têm imensa dificuldade. Então o sujeito que reclama de o carro ter mais escolhas, esse sujeito assina atestado de que tem baixo QI e é limitado intelectualmente, e não consegue nem ao menos decidir sobre um pacote de opcionais. È complicado ser burro....

      Excluir
    2. Carlota para de relincho o HRV EXL e Creta PRESTGE nestas versões que concorre com T-CROSS HIGHLINE possui também 06 Air Bag, em termo de motor não tem concorrente o T-CROSS 250 TSI é o melhor. Somente a VW no lançamento erra mais uma vez no preço. Aqui em BH o Jetta COMFORTLINE já esta na promoção R$ 91.900,00 e R-line R$ 104.900,00 daqui a pouco o T-CROSS esta na promoção tambem.

      Excluir
  6. O Volkswagen T-Cross é hoje disparado o melhor SUV compacto do mercado. O que apresenta o melhor acabamento interno e externo. O que apresenta o maior padrão de segurança. O único com painel digital, multimídia de 9" com GPS integrado, o único com Park Assist. O único com pós-colision brake. O que oferece disparadamente o melhor desempenho e o menor consumo. O que tem mais espaço para passageiros (com o maior entre-eixos). O mais completo pelo preço sugerido.

    Não tem comparação. Este é o SUV até R$ 130 mil. Qualquer outra compra de SUV até R$ 130 mil que não seja uma versão do T-Cross é uma compra errada. Simples assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto de SUV por questões particulares, porém, se fosse comprar um, o T-Cross seria a primeira alternativa, e provavelmente a única...
      Aquela Tiguan AllSpace de 5 lugares saiu de produção?

      Excluir
    2. Quanta agressividade! No se trata de equipes de futebol. O T-Cross e bom e bom. O HR-V Turing e uma pintura também. O Tiggo 7 não desmerece por sua procedera. Pero os preços também tem alto patamar. E para a sofrida classe media e classe media baja 100, 125 e 141 mil reais e bastante dinheiro. Amem.

      Excluir
  7. genti....amei o designer do tcross...lindo. amei a traseira, a dianteira.
    o interior muito tecnológico com painel digital...e o porta malas cabe muitas coisas!!!!!
    t-cross>>>>>>>>>>>>>hr-v>>>>>>>>>>creta!!!??????????

    ResponderExcluir
  8. As 400 unidades do highline da pré-venda ja foi. Achava que o 200tsi seria o mais vendido..mas a versão comfortline ficou com preço salgado.

    ResponderExcluir
  9. E a câmera 360 graus do Kicks? Ninguém tem?

    ResponderExcluir
  10. Essa faixa preta na tampa do porta malas ficou feia. Imaginando a tampa sem a faixa eu consigo ver um melhor desenho.

    Até 100 mil reais, em se tratando de carro zero, a versão 200 tsi automática é a melhor opção no mercado.

    Agora quando o preço chega na casa dos 120 mil, definitivamente não vale a pena, pois existe Jeep Renegade DIESEL Longitude com acabamento superior (o que já é nas versões flex).

    Digo isso pois todos os aparatos tecnológicos (incluo também o teto solar, que não tem no Jeep), existentes no T-Cross, não são suficientes para superar os seguintes ítens do Renegade Longitude Diesel:

    1-Motor DIESEL 2.0 Turbo de 170 cv e 35 kg de torque (10 kg a mais que o Tcross)

    2- Câmbio automático de 9 marchas (mesmo usado em carros de luxo)

    3- Consumo rodoviário de 16km/L, no diesel, que por ser no minimo 1 real mais barato que a gasolina, proporciona 50 reais de economia por tanque, em comparação ao Tcross (que já é muito econômico)

    4-Tração 4x4

    5- 4 modos de seleção de terreno para off road

    6- Revenda de carro a Diesel é bem mais fácil de se conseguir, pois mesmo com alta quilometragem tem boa aceitação no mercado de usados. Tente vender dois carros com 200 mil km rodados, um diesel e um a gasolina e perceberão qual terá menor rejeição.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa faixa preta na tampa do porta malas ficou feia. Imaginando a tampa sem a faixa eu consigo ver um melhor desenho.

      vc gosta de ecosport e vem falar de t-cross. vc tem Ecosport Powershift, aquele que a Ford diz que é uma Bomba, e vc acha bom.

      E, pior, vc vem dizer que esse Renegade? Esse Renegade é a coisa mais feia que tem no mercado. Carro sem forma, todo quadrado. com um porta-malas ridículo de 250 litros, acabamento de Fiat, uma boquetagem sem fim.

      O Renegade é um carro para manés. O Diesel, então, é caso de internação em manicômio, pois pagar R$ 128 mil reais em um Jeep Renegade pelado, com 2 airbags, com acabamento fiat, só pode ser louco.

      Até 100 mil reais, em se tratando de carro zero, a versão 200 tsi automática é a melhor opção no mercado.

      O T-Cross de 100 mil reais já é infinitamente melhor equipado que essa boquetagem de Renagade de R$ 128 mil.

      Agora quando o preço chega na casa dos 120 mil, definitivamente não vale a pena, pois existe Jeep Renegade DIESEL Longitude com acabamento superior (o que já é nas versões flex).


      O T-Cross Highline custa R$ 109.990 reais e já é infinitamente mais completo que o Renegade Diesel, que só vem com 2 airbags e não tem faróis de LED. A central multimídia do Renegade é boqueta, e o Renegade tem porta-malas de 250 litros (na verdade um porta-luvas).

      Se vc falar em R$ 125k para o T-Cross, ele tem itens que o Renegade nem sonha, como Teto Solar Panorâmico, Park Assist 3.0, Painel Digital, Multimídia de 9,2". Fora que o T-Cross anda muito mais e bebe muito menos.

      Além disso, o T-Cross tem acabamento INFINITAMENTE superior ao do Renegade, já que o Renegade tem padrão de acabamento Fiat, que todos sabemos que é boqueta.

      Então, na verdade, o T-Cross Highline é R$ 17 mil mais barato que o Renegade Diesel e mais equipado.

      Digo isso pois todos os aparatos tecnológicos (incluo também o teto solar, que não tem no Jeep), existentes no T-Cross, não são suficientes para superar os seguintes ítens do Renegade Longitude Diesel:

      vc diz isso porque vc é um zero a esquerda em análise automotiva, não entende nada de carro, compra EcoSport Powershift e acha lindo. E pior, acha que pagar R$ 128 mil reais em um Renegade pelado (longitude diesel) a coisa melhor do planeta. O Renegade de 128 mil que vc acha lindo tem 2 airbags, central multimídia boqueta, bancos boquetas, e porta-malas menor que o porta-luvas do T-Cross.

      A única coisa que vc sabe fazer é relinchar sobre design (feio/bonito) e preço (caro/barato), sem fundamento algum. Por isso, relicho, já que vc não tem capacidade de argumentar.

      1-Motor DIESEL 2.0 Turbo de 170 cv e 35 kg de torque (10 kg a mais que o Tcross)

      Que é 4 segundos mais lento que o T-Cross 250 TSI. O Renagade Diesel anda menos que o T-Cross 200 TSI. é uma piada isso.


      2- Câmbio automático de 9 marchas (mesmo usado em carros de luxo)

      MENTIRA. Não tem nem 1 carro de luxo com esse câmbio boqueta do Renagade, que é um câmbio que só dá tranco. Vc não tem a menor idéia de que câmbio é esse. Apenas está repetindo o relincho de vendedor.

      3- Consumo rodoviário de 16km/L, no diesel

      MENTIRA.

      O Renegade Diesel tem consumo segundo o INMETRO, em ESTRADA, de 11,5 Km/l de diesel, e, na cidade, de 9,4 Km/l de diesel.

      Fonte: INMETRO:

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2019.pdf

      O T-Cross 250 TSI faz 13,2 Km/l de gasolina na estrada, e 11,5 Km/l em cidade, segundo o mesmo INMETRO.

      Ou seja, o T-Cross, que HUMILHA o Renegade em performance, consome MENOS em cidade que o Renegade Diesel em estrada.

      Excluir


    2. Diesel, que por ser no minimo 1 real mais barato que a gasolina,

      MENTIRA. Segundo a ANP, pesquisa de 2019, Fevereiro, https://preco.anp.gov.br/include/Resumo_Mensal_Combustiveis.asp, o preço médio do Diesel no Brasil é R$ 3,6 / L, enquanto da gasolina R$ 4,1 / L. Ou seja, não é R$ 1 a diferença, mas R$ 0,5.

      O custo de rodar com o T-Cross 250 TSI é o mesmo do Renegade Diesel, pois o T-Cross é mais econômico.

      Custo para rodar 1000 km com o Renegade Diesel:

      1000 km / (11,6 Km/l) = 86,2 litros de diesel. 86,2 x 4,1 = R$ 310,3 reais

      Custo para rodar 1000 Km com o T-Cross 250 TSI

      1000 km / 13,2 = 75,7 litros. 75,7 * 4,1 = R$ 310 reais.

      Ou seja, o sujeito que compra o Renegade Diesel, paga R$ 17 mil a mais que o T-Cross Highline, gasta a mesma coisa com combustível, e tem um carro infinitamente pior equipado, com menos espaço interno e porta-malas ridículo de 250 litros, e que anda ridiculamente menos.

      Ou seja, o sujeito que compra o Renegade Diesel, tendo o T-Cross no mercado, quem compra o Renegade assina atestado que é fraco intelctualmente e não sabe fazer conta e nem analisar carros, pois está comprando um produto muito pior e mais caro.

      Detalhe. Como o Renegade é vendido aos borbotões para locadoras, a desvalorização dele é imensa. O coitado paga R$ 128 mil em um Renegade pelado, e vende 1 mês depois por menos de R$ 80 mil.

      Renegade Flex: carro para manés. Renegade diesel: carro para manés que precisam ser internados.

      Excluir
    3. "vc gosta de ecosport e vem falar de t-cross. vc tem Ecosport Powershift, aquele que a Ford diz que é uma Bomba, e vc acha bom."

      Não tenho mais ecosport, agora tenho um Renegade TH diesel 2016, já tem 1 ano.
      Ecosport nunca me deu problema, vendi por dois mil abaixo da FIPE, o que está ótimno.
      Nunca ví em lugar algum, uma publicação oficial da oficial da Ford, afirmando que um produto dela é uma bomba.

      "O Renegade é um carro para manés. O Diesel, então, é caso de internação em manicômio, pois pagar R$ 128 mil reais em um Jeep Renegade pelado, com 2 airbags, com acabamento fiat, só pode ser louco."

      Pode ser acabamento fiat, pode ser o que for, mas é infinitamente mais bem acabado acabado que o t-CROSS, pois tem painel totalmente emborrachado e couro nas portas além de revestimento em macio no fundo de todos os porta trecos do carro.

      "O T-Cross de 100 mil reais já é infinitamente melhor equipado que essa boquetagem de Renagade de R$ 128 mil."

      Se vc soubesse ler sem paixão retardada, entenderia que eu reconheço que o t-cross tem mais equipamentos, mas isso se perde no maior benefício dos ítens mecânicos do renegade diesel, veja isso no meu comentário inicial: "Digo isso pois todos os aparatos tecnológicos (incluo também o teto solar, que não tem no Jeep), existentes no T-Cross, não são suficientes para superar os seguintes ítens do Renegade Longitude Diesel"

      "Que é 4 segundos mais lento que o T-Cross 250 TSI. O Renagade Diesel anda menos que o T-Cross 200 TSI. é uma piada isso."

      Mentira. Renegade a diesel faz 0 a 100 em 10 segundos, veja: https://revistaautoesporte.globo.com/Analises/noticia/2015/03/testamos-o-jeep-renegade-20-turbodiesel-4x4.html

      Ou seja, 10 segundos do renegade - 8,7 segundos do t-cross, dá 1,3 segundos e não 4 como vc relinchou.

      "Não tem nem 1 carro de luxo com esse câmbio boqueta do Renagade, que é um câmbio que só dá tranco. Vc não tem a menor idéia de que câmbio é esse. Apenas está repetindo o relincho de vendedor."

      O câmbio automático do renegade é um 9 marchas fabricado pela ZF (alemã) e equipa o Land Rover Evoque, se este carro não for de luxo, realmente não sei o que é.
      https://www.google.com/search?rlz=1C1AOHY_pt-BRBR737BR737&ei=8DRwXJeeFemc5OUP07C66A4&q=cambio+do+renegade+diesel+%C3%A9+o+mesmo+do+land+rover&oq=cambio+do+renegade+diesel+%C3%A9+o+mesmo+do+land+rover&gs_l=psy-ab.3..33i160l2.1491.13497..13634...0.0..0.224.7534.0j45j3......0....1..gws-wiz.......0i71j35i39j0i67j0i131j0j0i22i30j33i22i29i30j0i13i5i30.rlPqstFQ5Ck

      "O Renegade Diesel tem consumo segundo o INMETRO, em ESTRADA, de 11,5 Km/l de diesel, e, na cidade, de 9,4 Km/l de diesel."

      vc é tão insignificante que não tem carro e se baseia em número tabelados de inmetro, pois não tem conhecimento prático para relatar o mundo real.
      Eu, como proprietario de renegade diesel afirmo que eu já fiz várias vezes 16 até 18 km/l, como claro que vc não vai acreditar em mim, vai mais um link como prova:
      https://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2016/01/blogs/estilo_de_vida/motores/261265-jeep-renegade-a-diesel-teste-revela-consumo-de-15-2-km-l.html

      "MENTIRA. Segundo a ANP, pesquisa de 2019, Fevereiro, https://preco.anp.gov.br/include/Resumo_Mensal_Combustiveis.asp, o preço médio do Diesel no Brasil é R$ 3,6 / L, enquanto da gasolina R$ 4,1 / L. Ou seja, não é R$ 1 a diferença, mas R$ 0,5."

      Mais uma vez vc se prende a teoria de uma tabela, o que normalmente é feito por insignificantes pilotos de teclado. No mundo real, onde eu vivo, hoje, o diesel S10 está a 3,77 e a gasolina a 4,83, ou seja, 1,06 de diferença.

      "Renegade Flex: carro para manés. Renegade diesel: carro para manés que precisam ser internados."

      Renegade diesel: carro para homem de 3 bolas
      T cross de 125 mil, bom carro, mas tem opões melhores no zero km, no mercado de seminovos, aí não tem nem graça começar a citar.






      Excluir
    4. Eu, como proprietario de renegade diesel afirmo que eu já fiz várias vezes 16 até 18 km/l,

      MENTIRA.

      O Renegade Diesel tem consumo segundo o INMETRO, em ESTRADA, de 11,5 Km/l de diesel, e, na cidade, de 9,4 Km/l de diesel.

      Fonte: INMETRO:

      http://www.inmetro.gov.br/consumidor/pbe/veiculos_leves_2019.pdf

      O T-Cross 250 TSI faz 13,2 Km/l de gasolina na estrada, e 11,5 Km/l em cidade, segundo o mesmo INMETRO.

      Ou seja, o T-Cross, que HUMILHA o Renegade em performance, consome MENOS em cidade que o Renegade Diesel em estrada.

      vivo, hoje, o diesel S10 está a 3,77 e a gasolina a 4,83, ou seja, 1,06 de diferença.


      MENTIRA. Segundo a ANP, pesquisa de 2019, Fevereiro, https://preco.anp.gov.br/include/Resumo_Mensal_Combustiveis.asp, o preço médio do Diesel no Brasil é R$ 3,6 / L, enquanto da gasolina R$ 4,1 / L. Ou seja, não é R$ 1 a diferença, mas R$ 0,5.

      O que vc diz ou deixa de dizer e um monte de estrume tem o mesmo valor. Na verdade o estrume vale mais, pois serve como adubo.

      Dados de consumo comparáveis são os INMETRO, medidos nas mesmas condições para todos os carros. Detalhe: os dados de consumo do INMETRO são medidos PELAS MONTADORAS, seguindo norma do INMETRO. Então quem diz que o Renegade Dissel faz 11,5 Km/l na estrada é a própria Jeep.

      E o T-Cross é 20% mais econômico.

      Quando ao custo de combustíveis, a fonte oficial e científica de preços é a ANP.

      Vc só se perde nisso pois só sabe falar de estilo. Não sabe nada de carro. Aliás, os carros que vc compra dizem bem o quão péssimo vc é para escolher carro. O sujeito que compra EcoSport, e acha bom, e depois comete um crime de pagar R$ 128 mil em uma boquetagem como o Renegade Diesel pelado, essa pessoa não tem solução.


      Excluir
    5. Quanto ao desempenho do Renegade Diesel, segundo a Quatro Rodas: 11 segundos no 0 a 100 km/h.

      Ou seja, perde até do T-Cross 200 TSI AT. O T-Cross 250 TSI AT, com 8,7 segundos no 0 a 100 km/h HUMILHA o Renegade Diesel. Detalhe: HUMILHA e consome 25% menos.

      Renegade Flex: carro para manés. Renegade diesel: carro para manés que precisam ser internados.

      Excluir
    6. teste da quatro rodas

      https://quatrorodas.abril.com.br/testes/jeep-renegade/

      Excluir
    7. Renegade TraiLhawk: 139.990,00 mil.
      Desconto PJ ou PR: 12%
      Valor final: 123.191,20 mil.
      Nesse valor faltam acrescentar o teto e a pintura.
      Na realidade é o único SUV da categoria.
      O Renegade diesel é top! Dá sim 16 km/l na estrada, mas pisando macio.
      Não faz sentido depreciar um ótimo carro. Fundamental é avaliar bem as necessidades no momento da escolha. Quem adquirir o T-CROSS ou o Renegade Diesel, estará muito bem servido.

      Excluir
    8. O inmetro afirma que o up tsi faz 16,1 km/l, e eu, dirigindo o carro ja fiz 21,3 km/l.
      Carlota, saia do mundo virtual, do mundo de tabelas, e trabalhe, junte dinheiro para comprar um carro ou para limpar o seu nome e financie um.
      Viva o mundo real, eu te garanto que é bem melhor.

      Excluir
    9. Eu tenho uma Ducato e faço 9 por litro.

      Excluir
    10. O inmetro afirma que o up tsi faz 16,1 km/l, e eu, dirigindo o carro ja fiz 21,3 km/l.

      Fio, desenhando para você. O que vale para o Renegade, e para o Up!, vale também para o T-Cross. Se na prática vc consegue 17 km/l no Renegade, e 21 no Up!, no T-Cross vc conseguirá 20,7 km/l. A proporção não muda, pois a base de comparação é a mesma.

      Então vc pode relinchar a vontade, a proporção relativa de consumo se mantém constante com base no INMETRO. Então SEMPRE o T-Cross será mais vantajoso.

      Como vc tem dificuldades de comprrensão básicas, vc fica relinchando esse tipo de platitude.

      Excluir
    11. Renegade TraiLhawk: 139.990,00 mil.
      Desconto PJ ou PR: 12%
      Valor final: 123.191,20 mil.



      isso é argumento? O T-Cross tem 12% para PJ do mesmo jeito. então o

      VW T-Cross Highline: 109.990,00 mil.
      Desconto PJ ou PR: 12%
      Valor final: 96.774 mil.

      Diferença: R$ 27 mil reais a favor do T-Cross.

      O Renegade diesel é top! Dá sim 16 km/l na estrada, mas pisando macio.

      O T-Cross, pisando macio, consegue 21 Km/l. O próprio teste do Carblog, os caras sentando a bota, conseguiram 14,5 km/l.

      https://www.car.blog.br/2019/02/volkswagen-t-cross-impressoes-ao.html

      Quem adquirir o T-CROSS ou o Renegade Diesel, estará muito bem servido.

      Errado. Quem adquirir o Renegade vai pagar R$ 27 mil, não terá vantagem alguma de consumo, terá um carro mais apertado, com porta-malas ridículo de 250 litros, pouco espaço e acabameno boqueta. E na hora de vender arcará com uma desvalorização absurda, pois esse carro é colocado de monte em locadoras.

      Então, quem comprar o T-Cross estará muito melhor servido.;

      Excluir
    12. Na pista de testes, o Renegade Sport a diesel fez 11,9 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada, além de ir de 0 a 100 km/h em 11 segundos.

      Copiei esse texto do link da Quatro Rodas que está ali em cima.

      É pouco usual no mercado um modelo novo ser ofertado com descontos para PJ ou PR, acredito que o T-Cross deve demorar uns meses ainda para ser ofertado nessas modalidades.

      O porta malas do Renegade tem capacidade de 273L na versão diesel e 320L na versão flex (em virtude do uso de estepe temporário).

      Excluir
    13. No teste da Quatro Rodas, o Voyage 1.6 Automático fez 17,8 Km/l. O T-Cross 250 TSI é mais eficiente que o Voyage, então ele fará mais que 17,8 Km/l na Quatro Rodas, ou seja será muito mais econômico que o Renegade Diesel.

      Excluir
  11. Particularmente, estou a espera dos resultados do Latin NCap.
    T-Cross irá gabaritar e mostrará para que a plataforma MQB é mais competente que a do Renegade.

    Qtos Fiateiros compraram a falácia do Renegade ser pesado porque a célula de sobrevivência é parruda.
    Mais pura balela para esconder a obsolescência da plataforma ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos combinar que falácia é Yaris com plataforma de Etios, duas bombas!

      Excluir
    2. Nem precisamos combinar muitos detalhes.
      Yaris é um Etios maquiado ...

      Excluir
  12. Farol Full-led poderia vir de serie... ou opcional avulso

    ResponderExcluir
  13. Com gasolina o mais econômico dessa categoria é o S-Cross da Suzuki, seu 1.4 turbo, pela tabela do Inmetro faz 12,2 na cidade e 14 na estrada.
    Nos testes além de ser o mais econômico é o mais rápido também.
    No teste do Rubinho ele foi mais rápido que o Golf 1.4 turbo no "Volta Rápida".

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.