Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen Golf Variant deixa de ser vendida no Brasil

Categorias: , , , 52 Comentários

A Volkswagen do Brasil não importa mais o Golf Variant para o mercado brasileiro. O modelo é sucedido pelo T-Cross, lançado oficialmente no dia 19/02/2019.

VW Golf Variant 2019

O motivo da interrupção é a queda de vendas. Em 2019 só foram emplacadas 62 unidades do Golf Variant, enquanto em 2018 inteiro foram emplacadas 503 unidades. O mercado brasileiro absorve cada vez mais SUV´s em detrimento de peruas, o que é um fator que explica também o fim de importação da station para o Brasil. O modelo permanecerá no site até que os estoques sejam finalizados.

VW Golf Variant 2019

O Golf Variant chegava ao Brasil importada do México, onde é produzida para atender prioritariamente o mercado norte-americano.

VW Golf Comfortline e Highline

No dia 08/02 de 2019 (veja aqui) publicamos que a VW Brasil tinha encerrado a produção das versões Comfortline e Highline do Golf.

VW Golf Comfortline 2019

A montadora, porém, informa que não se trata de um encerramento, mas de uma parada programada. Até o momento, porém, o único modelo em produção é o Golf GTI.

VW Golf GTI 2019

Apesar das negativas, é provável que o Golf deixe de ser produzido no Brasil, mas não deixará de ser ofertado, já que a marca pode manter o abastecimento com importação.

52 comentários:

  1. Respostas
    1. porque triste? vc iria comprar? Não. Então é uma decisão racional e correta da marca. Não tem lógica ficar torrando recursos em um produto que o consumidor não quer.

      O brasileiro já mostrou suas preferências. Não gosta de station, não gosta de carros com soft touch. Pode observar que todos os carros que tem soft touch são os menos vendidos do segmento.

      O Renegade tem soft touch e é um mico, só vende para locadora. Já o HR-V e o Creta têm plástico duro, e lideram o mercado.

      O Citroen C4 Lounge tem soft touch e não vende nada. O Peugeot 408 também tem soft touch e saiu de linha. Já o Corolla e o Virtus têm plástico duro, e os dois são líderes entre os hatchs médios.

      No caso dos hatchs médios, o Peugeot 308 tem soft touch, e não vende nada. Já o Cruze Sport com plástico duro vende bem mais. E o Polo, também com plástico duro, vende mais de 6.000 unidades por mês.

      Ou seja, tem que faz o que o consumidor quer, e não o que esses mimimizeiros de Internet falam, que esse povo não entende nada de mercado.

      Excluir
    2. A Peugeot também parou de importar o 308. Sábia decisão. Deixar de queimar dinheiro.

      Excluir
    3. Meu Deus quanta cretinice sobre plástico duro. Vc é um doente mental!

      Excluir
    4. Não adianta xingar e espernear. Se vc não tem argumento para contrapor à minha tese, coloque-se em silêncio sepulcral.
      Os fatos estão aí: os carros com soft touch são os maiores micos do mercado (Renegade, C4 Lounge, Peugeot 408, Peugeot 308 e etc), enquanto os concorrentes com plástico duro são os líderes (Virtus, Polo, Corolla e etc).
      Isso demonstra que o consumidor brasileiro odeia soft tocuh, e quer plástico rígido no painel. Essa é a preferência do consumidor atestada pelas vendas. Sem mimimi, sem mumumu. Números e fatos, apenas números e fatos.

      Excluir
    5. O brasileiro não gosta de station, isso é verdade. No que se refere ao Soft touch, os carros que usam esse recurso são caros, brasileiro da massa não tem dinheiro pra comprar carros acima de 100k, o povo gosta de carro alto e suspensão macia por causa da buraqueira, e de subterfúgios, telinha, adesivos, luzes, enfeites e por ai vai. Quando se fala em itens de segurança o povo ignora, sequer pergunta quando vai comprar o carro, o que vale são os subterfúgios, imagina soft touch, o povo ta cagando pra isso.

      Excluir
    6. Desde quando o Corolla e o Virtus são hatches médios? Mais uma vítima do sistema educacional brasileiro.

      Excluir
    7. corolla tem soft touch e couro no painel.. para de relinchar...
      essa q plastico duro vende mais.... é bizarro... é APENAS questão de custo e DURABILIDADE para o nosso clima!

      Excluir
    8. Corolla é plástico duro de demolição no painel inteiro. Só tem uma capinha em cima de borracha para dar uma disfarçada. O âmago, a alma, a estrutura do painel é de plástico duro, que é a preferência do brasileiro. Se fosse de material macio, certamente o Corolla venderia muito menos. O Peugeot 408, 308 e o Citroen C4 Lounge têm painel inteiramente em material macio e não vendem nada.

      Excluir
    9. Quanta bobeira... quantos anos você tem Carlos ? 14 ?! Ja parou pra ler o que você ta escrevendo. Corolla não vende mais que 408, 308 e C4 Lounge porque tem plastico no painel, ele vende mais por ser toyota. Brasileiro sempre teve e sempre terá preconceito com os carros franceses por mais que os mesmos sejam melhores em quesito acabamento que muito carro vendido atualmente. Agora vamos falar sobre SUVS que você tanto falou merda. Compass atualmente é lider de Segmento e o Painel dele é Soft Touch. Mas isso não é o motivo dele vender bem e sim porque o mesmo era o melhor custo beneficio da categoria pelo mesmo preço de um HR-V, mais espaço, melhor acabamento, etc... não que o HR-V seja ruim, longe disso. Mas devido ao preço praticado pela Honda, ele acaba entrando na categoria do Compass e pela logica obvia o consumidor acaba pegando um SUV de porte medio ao inves de um SUV compacto. Pra fechar com chave de ouro e cala a sua boca, o Peugeot 2008 é um SUV compacto com o painel inteiramente de plastico rígido e nem aparece no top 5 de SUV mais vendido, mostrando de uma vez por toda que ele carro frances não vende por ser frances e não pelo acabamento. Então para de ser puxa saco de montadora e leigo nos assuntos que você não domina, pois ser fã de uma montadora é uma coisa mas ser ignorante é outra completamente diferente.

      Excluir
    10. ETIOS , YARS E camry são toyota e não vendem ..amigo eu gosto de carro e sei q toyota é marca generalista igual a vw,gm,ford e etc ..o corolla vende pq hoje é o santana e monza de tempos passados ,super valorizados na revenda..o povo compra pela marca corolla e não toyota. ACORDE

      Excluir
    11. Renegade mico... e a FCA enchendo o bolso no Brasil, enquanto a VW.... só prejuízo, assim como GM e Ford!

      Excluir
    12. Esse Carlos é um doente sem argumento

      Excluir
  2. Excelente decisão para VW. Só posso dar os parabéns. Não faz sentido ficar gastando dinheiro importado algo que o consumidor não quer. Isso prejudica a empresa, e os recursos gastos nisso podem ser direcionados a atender o que o mercado efetivamente deseja, que é o SUV. Um resultado disso já vimos com o lançamento do T-Cross, que é hoje o melhor do mercado.

    A VW não pode ficar dando murro em ponta de faca. O consumidor quer SUV, então virá uma chuva de SUV´s por aí. Começou com o T-Cross, depois Tarek e logo mais o T-Track.

    ResponderExcluir
  3. Uma pena ne? Um carrão, para mim superior ao civic, cruze, Corolla e até ao jetta....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tecnicamente é muito superior ao Corolla e ao Civic, mas em relação ao Jetta está no mesmo nível.

      O Jetta, por outro lado, está vendendo relativamente bem. Como ele compete em cota com a Variant, não faz sentido importar o Variant sendo que a VW tem cotas limitadas. Melhor aplicar as cotas no Jetta, e ampliar a oferta do sedã, que é o que o consumidor quer.

      Excluir
  4. Que Pena, gosto mais dela do que a T Cross

    ResponderExcluir
  5. Golf, Focus, Fiesta só carros bons deixando de ser produzidos.
    Os SUVs vão fazer a festa durante os próximos anos, mas até quando?
    Também houve a febre da minivans e hoje elas praticamente foram extintas (exceto a Spin).
    E depois o que virá?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Golf não estão deixando de ser produzido. O Golf GTI continua em produção.
      Outro ponto é que uma coisa é deixar de ser produzido no Brasil, outra é o fim de linha.
      O Focus chegou ao fim no Brasil e Argentina, e não será mais ofertado.
      O Golf, mesmo que venha só importado, continuará sendo vendido no Brasil.
      Então, onde o carro é produzido é irrelevante. O importante é que seja ofertado aqui.
      Até mesmo o Golf Comfortline 200 TSI AT eventualmente pode ser produzido no México. O motor 1.4 TSI é enviado para lá para ser equipado no Golf Variant e no Jetta, então não há motivo para que o 200 TSI também o seja, e chegue ao Brasil com isenção de II (cotas) e com IPI de 7%.

      Excluir
    2. Jamais houve "febre" de minivans no Brasil.

      Excluir
    3. Excelente seus comentários. Parabéns!

      Excluir
    4. Não existe mais cotas para modelos importados. Isso era do Inovar Auto. O rota 2030 não prevê sobretaxa.

      Excluir
    5. Não existe mais cotas para modelos importados. Isso era do Inovar Auto. O rota 2030 não prevê sobretaxa.

      Relincho puro. As cotas em questão são do acordo Brasil-México. Nem o INOVAR Auto e muito menos o Rota 2030 tratam do acordo Brasil-México.

      Excluir
    6. O acordo Brasil-México, que vigora desde 2002, foi renovado em 2015 com cláusula automática de comércio livre a partir de 2019.

      Excluir
  6. Pergunta q nao quer calar para a Carlotinha. O Golf CONFORTLINE/HIGHLINE nao continuaria a produção no Brasil, como vc vem repetindo igual a um papagaio????

    ResponderExcluir
  7. O mercado não quer mais perua. Isso é fato. Eu, por exemplo, sinto muita falta de meu Megane Grand Tour. Excelente carro. Mas, com esse nível de vendas, não dá para manter a importação. Peruas, principalmente de carros médios, são muito mais caras que SUVs baseados em carros compactos. Então não dá para competir. Até porque o povo acha que SUV compacto é maior que perua média. Isso sem entrar no carro.
    Mas a VW, na minha opinião, está certa em parar de importar esse carro. Assim como a Peugeot está certa quando parou de importar o 308. Nesse ritmo, o próximo será o Golf.

    ResponderExcluir
  8. Carlotesca carnavalesca chega chorar!

    ResponderExcluir
  9. Um ótimo carro para família. Melhor que esses SUVs.

    ResponderExcluir
  10. Desde 2015 eu sou um feliz proprietário de um Golf Highline x-tudo, só quem tem condições de ter um sabe que é um carro fora de sério...

    Essa papinho de "dar uma parada" na produção do Golf em 2019 é balela, já era, parada definitiva...

    Brasileiro deve ter o que merece, prefere central multimídia descolada, rodas lindas, câmera de ré...

    Depois de 1 ano reclama que o carro parece uma escolha de samba de tanto barulho, pois não adianta, plástico vai fazer barulho mesmo.
    Ou então reclama que após um acidente o carro foi ineficiente...
    Sequer usa todos os recursos da central multimídia...

    Eu, assim como uma minoria, valorizo o carro pela ergonomia, itens de segurança ESP/TC/6AB e qualidade de acabamento interno...

    A VW está certa, tira o Golf de linha, um carro caro de produzir com lucro bem menor, e oferece ao povo o que é do povo, T-Bosta com acabamento tosco cheio de firulas...

    Eu pretendo trocar de carro este ano, mas está difícil achar um que me atenda tanto que o meu atual... Agora que saiu de linha então, FU@$%.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica tranquila. O Golf não deixará de ser vendido no Brasil. Não importa se importado ou produzido aqui, o que importa é que será ofertado.
      O volume do Golf no Brasil justifica a importação. O Passat vende menos que o Golf e está aí sendo vendido. O Golf pode seguir a mesma linha.

      O T-Cross o povo quer. Está aí. Quem quiser Golf, terá Golf também.

      Não precisa sair relinchando e tendo chiliques.

      Excluir
    2. como vc teve capacidade de ter um highline, junta mais $$$ por alguns anos e compra o gti ou gte !!!

      Excluir
    3. que triste! comparando o variant com o tcross ambos tem preços equivalentes, motores e cambios iguais, mas a tcross tem painel digital , parkassist 3 e som beats e maior entreixos

      agora o golf variant tem acc, fla, e o parkassist 2 e grande porta-malas e raspa bem em obstaculos e valetas e softtouch

      na minha opiniao vale a pena a compra do variant!



      Excluir
    4. Hoje se tivesse 90-100k pra queimar num carro 0km iria sem duvida alguma de Jetta 250Tsi mesmo equipado com Aisin.

      Excluir
  11. É uma pena. Golf Variant para alguns consumidores poderia ser melhor que o recém lançado T-Cross. A VW poderia criar uma SW do Virtus, seria uma opção interessante já que também Spacefox deixou o mercado.

    ResponderExcluir
  12. O Jetta 250Tsi substitui a linha Golf muito bem. A idéia de importar o Golf mexicano parece a mais viável.

    ResponderExcluir
  13. Desde que lançou esse carro nunca vi um pessoalmente , viajei os 4 cantos desse Brasil e não vi 1 . Vai Tarde. Esse já nasceu morto .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui em SP CAPITAL tem, vivo aqui no momento e já vi vários!

      Excluir
    2. Aqui em SP CAPITAL tem, vivo aqui no momento e já vi vários!

      Excluir
  14. Troca-se um carro verdadeiramente com vocação familiar e de excelente dirigibilidade por um Polo altinho. Não é culpa da Volks, é culpa do brasileiro que não entende de carro.

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que é semvergonhice... as fábricas optam por ofertar carros inferiores tecnicamente no Brasil porque o brasileiro não sabe o que é bom. Se ofertasse essa Variant abaixo de 100 mil venderia muito. Se oferece Jetta pode oferecer isso... mas prefere desenvolver uma linha de montagem da nteira de um carro inferior (Tcross) do que facilmente importar e ganhar dinheiro num excelente projeto que dá mais benefício ao consumidor. Vai entender 🙄

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao venderia.... outras marcas tentaram e nao tiveram sucesso. a vw e fiat viverem de parati, space, palio week... mas o mercado mudou... tanto pelo consumidor qto pelas montadoras que investem mais em mkt para suv ou pseudo aventureiro! é o revés ao carro autonomo! quem viver verá!

      Excluir
  16. A VW tem uma perua no portfólio. Chama-se Tiguan Allspace. Tem comprimento, espaço e altura de perua.

    ResponderExcluir
  17. pera aí.. como que tão parando de vender um carro q nunca vendeu nada aqui?
    kkkkkkkkkk só no catalogo da vwb ele existe né....

    ResponderExcluir
  18. Mais um bom carro que fracassa por causa da péssima política de preços da VW Brasil.

    ResponderExcluir
  19. Não é só a procura que determina a oferta. Quantas vezes fui na CSS e nem tinha Variant para exposição. Quando lançaram, tinha uma branca... Enfim, o poder e os recursos de negociação dos vendedores sempre foi muito limitado. Some isso a retirada de recursos da linha Golf desde o lançamento.

    Se a "oferta" da VW fosse condizente, trazendo um bom mix de carros, mantendo o freio eletrônico e preços competitivos para competir com os best-sellers no segmento familiar (sedans e determinados SUVs/Crossovers), a Variant teria tido melhores resultados.

    A venda é um processo que envolve diversos fatores, não só a "procura". Isso explica um pouco o sucesso do Onix, do Corolla, dos Jeeps... Você chega em uma CSS Jeep, pequena, tem uma variedade de Renegade e Compass, com mais opções no pátio. Os vendedores tem margem de negociação, oferta de cores, modelos... Passa toda uma segurança de compra para o cliente. E a marca vendeu praticamente 50 mil unidades de cada um em 2018.

    Enfim, a VW poderia ter vendido muito mais Golf Variant, se tivesse com versão um pouco mais agradável e uma boa oferta de modelos, cores e preços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho interessante essas moçoilas dando gritinhos e pulinhos de alegria e abanando o rabinho para o fato de a Jeep vender 70% de sua produção para locadoras.

      Os manezitos ficam de mimimi com o Compass, que é um carro piada. É enorme por fora, e tem menos espaço que o T-Cross, inclusive de porta-malas (420 L no T-Cross, contra 410 L no Compass).

      Como se não bastasse, o Compass 2.0 pega 300 Kg a mais, e tem um motor com menos torque que o T-Cross 1.0 TSI (20,4 no T-Cross, contra 19.6 Kgfm no Compass).

      O resultado é que o carro é uma LESMA, veja a mulher comprou, ficou 1 mês, e vendeu. Não aguentou.

      A mulher disse que o Compass é uma "tartaruguinha" kkkk

      O carro faz de 0 a 100 em tempo infinito e nunca passou de 5 km/l na cidade, de etanol, e 7 de gasolina. O Compass enxuga como o Lula e não anda nada.

      Fora acabamento boqueta. No vídeo mostram peças de Fiat.

      https://www.youtube.com/watch?v=2d2xYwxD7mg

      Pior: o Compass não tem estabilidade alguma, não freia na chuva, pesado e lerdo. Está com milhões de recalls. O Start-stop está deixando as pessoas paradas na rua, de tão mal projetado que é, não funciona.

      É para esse tipo de boquetagem que esse povo fica abanando o rabinho. Vai lá, mané, compra um Compass que vc acha lindo, paga R$ 145k nisso, e vende 1 mês depois por R$ 95k, de tão entuxado de Compass nas concessionárias que existe.

      O Compass e o Renegade o povo compra, fica 1 mês, e vende, de tão ruim que é o carro.

      https://www.car.blog.br/2019/01/jeep-compass-flex-2018-vendi-e-troquei.html

      Quem compra isso é um desavisado. E o sujeito que defende uma boquetagem é uma piada.

      De mais a mais, o Compass é tão bom, que no Brasil vende só para locadora, e no mundo não aparece nem entre os top 20. O Tiguan vende 3 vezes mais.

      https://www.car.blog.br/2018/03/ranking-100-carros-mais-vendidos-do.html

      Mas, enfim, esses espécimes que ficam aí de alegre abanando rabinho para o Compass, induzindo incautos a comprarem essa boquetagem, deveriam partir para a prática e comprar o Compass. Apenas abanar o rabinho não adianta nada.


      Excluir
    2. Vai tomar sua medicação, depois volte aqui...

      Excluir
    3. Bem por aí. Pensa em um carro que nunca estava nas CSS. Fica difícil vender assim.

      Excluir
  20. minha mira era essa sw...mas agora vou de jetta 250 que é um senhor carro o golf é carrão mas acho pequeno para minhas necessidades, mas a vw está certa o t-cross mata de vez uns 4 carros:(fox,golf variante,golf e up!) certa? sim ..pq é oq merecemos.parabens aos envolvidos!

    ResponderExcluir
  21. Esta é uma das maiores bolas fora da VW, não vi este carro nem nas CSS.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.