Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chevrolet Cobalt 2017: preços, consumo e desempenho

Categorias: , , 40 Comentários

A Chevrolet do Brasil lança o Cobalt 2017 - veículo que adota melhorias mecânicas e tecnológicas que visam melhores índices de eficiência energética, conforto e emissões. Os preços são os seguintes: Cobalt LTZ - R$ 62.190 reais; Cobalt LTZ AT - R$ 66.990 reais; Cobalt Elite: R$ 68.990 reais.

Chevrolet Cobalt 2017

Uma das novidades é o motor 1.8 de nova geração, que entrega mais potência e força numa rotação mais baixa, resultado em melhores acelerações e retomadas. O câmbio manual agora é de seis marchas, enquanto a caixa automática ganhou funcionamento mais suave e linear nas trocas de marcha.

Chevrolet Cobalt 2017

O Cobalt perdeu peso e ainda recebeu melhorias para ficar até 21% mais econômico. Com isso, passa a ser o modelo 1.8 Flex mais eficiente do mercado nacional, de acordo com dados do Inmetro.

Chevrolet Cobalt 2017

O Cobalt 2017 ganhou também mudanças na suspensão e a adoção da direção com assistência elétrica progressiva, que resultaram em melhorias de dirigibilidade e prazer ao conduzir.

Chevrolet Cobalt 2017 - interior

Outra novidade é o que Cobalt 2017 passa a incorporar novas funções para o sistema OnStar, como navegação por setas projetada na tela do multimídia MyLink e aplicativo para smartphone com dispositivo de diagnóstico – informa a pressão de cada um dos pneus e a quilometragem total percorrida pelo automóvel.

Chevrolet Cobalt 2017 - interior - painel

A partir da linha 2017, o Cobalt oferece como item de série o OnStar também nas configurações equipadas com transmissão manual.

Chevrolet Cobalt 2017

O painel com velocímetro digital incorpora bússola e alerta de baixa pressão dos pneus, enquanto o multimídia MyLink conta com Android Auto e Apple CarPlay para integração com smartphones.

Câmera de ré com guias auxiliares, sensor de estacionamento com gráficos, sensor de chuva, sistema de acendimento automático dos faróis, volante com controle das funções do rádio e telefone e acionamento das travas e vidros por controle remoto são alguns dos itens disponíveis para o carro.

Chevrolet Cobalt 2017

O sedã da Chevrolet ganha ainda duas novas opções de cores para a carroceria: o Azul Blue Eyes e o Preto Ouro Negro, ambas metálicas. Elas se juntam ao Cinza Grafite, ao Bege Peper Dust, ao Branco Summit, ao Prata Switchblade e ao Marrom Mogno Brown. A garantia do veículo é de três anos.

Motor de nova geração - consumo (INMETRO)

O motor 1.8 SPE/4 ECO substitui o anterior EconoFlex. O novo desenvolve até 111 cavalos de potência e 17,7 mkgf de força com etanol. O pico de torque agora é atingido a apenas 2.600 rpm, ante 3.200 rpm do modelo anterior.

Segundo dados do INMETRO, o Cobalt 2017, com um litro gasolina, percorre até 15,1 quilômetros na estrada e 12,1 quilômetros na cidade. Com etanol, são 10,4 quilômetros e 8,3 quilômetros, respectivamente.

A transmissão também é de nova geração. A manual passa a ser de seis velocidades. A marcha extra ajuda a poupar combustível e aumenta o silêncio a bordo em ritmo de cruzeiro. A 120 km/h, por exemplo, a rotação cai de 3.300 rpm para 2.650 rpm.
Para auxiliar o motorista a dirigir de forma mais econômica, o carro incorpora um alerta de mudança de marcha no quadro de instrumento. Um ícone indica o momento ideal para trocas.

A transmissão automática continua sendo de seis marchas, porém ganhou comportamento mais suave e inteligente em diversas situações de tráfego, isso mesmo no modo Active Select, que permite fazer as trocas manualmente.

O carro ficou até 36 kg mais leve, o que resultou também em melhora de desempenho. Segundo dados da GM, o modelo chega a 170 km/h de máxima e é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 10,5s.

Direção com assistência elétrica

O Cobalt 2017 ganha direção com assistência elétrica. Esse sistema elétrico é mais eficiente por não “roubar” potência do motor e por filtrar melhor as vibrações em pisos irregulares. Transmite ainda maior sensação de integração entre o motorista e o veículo.

Além disso, o volante do sedã fica extremamente leve em manobras de estacionamento, mesmo quando carregado.

Outra novidade está na recalibração das molas, amortecedores e batente da suspensão. O conjunto recebeu novos cubo de roda e barra estabilizadora e ficou 10 mm mais baixo. Com esse ajuste, o motorista irá sentir uma melhora no comportamento dinâmico em altas velocidades.

Itens de série

O Cobalt 2017 chega com ar-condicionado; direção elétrica; conjunto elétrico das travas, portas e vidros; chave tipo canivete com controle remoto de abertura inclusive da tampa do porta-malas; bancos e volante com regulagem de altura; freios ABS com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e airbag duplo.

As versões LTZ (MT6 - R$ 62.190 reais/AT6 - R$ 66.990 reais) e Elite (R$ 68.990 reais) oferecem painel com velocímetro digital, faróis de neblina com moldura cromada, sensor de estacionamento, computador de bordo, volante multifuncional, bancos com revestimento premium, encosto de braço em material “soft touch”, controle de cruzeiro, multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, sistema OnStar e rodas de alumínio aro 16.

Já a versão topo de linha Elite inclui bancos com revestimento premium exclusivo, volante e encosto de braços com costura pespontada, frisos cromados nas saias laterais, sensores de chuva e crepuscular, além de rodas de alumínio especialmente desenvolvidas para o modelo.

Chevrolet Cobalt 2017

A linha 2017 do Cobalt começa a chegar às concessionárias ainda na primeira quinzena de agosto.

Postagens relacionadas:

40 comentários:

  1. GM ta fazendo milagre com esses motores pré-históricos dela... Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabens?AHUAHUHUAHAAH
      parabens é pro povo brasileiro pagar 60000 em um carro com motor pré histórico huahuahaha
      A gm devia ganhar vergonha na cara e trocar os motores como fez no cruze

      Excluir
    2. Milagre só se você acreditar em teste do INMETRO
      Esse carro fazia 6km/litro com álcool na cidade, se agora melhorou 20% então pode esperar 7,2 ou 7,3 no máximo.

      Excluir
    3. Milagre só se você acreditar em teste do INMETRO
      Esse carro fazia 6km/litro com álcool na cidade, se agora melhorou 20% então pode esperar 7,2 ou 7,3 no máximo.

      Excluir
    4. Todos carros que já tive o consumo bateu com os teste do Inmetro.

      Excluir
  2. Rodas 16 em alumínio...??? Onde, como??
    Faltou muito um apoio de braço central...! Cobalt por 70.000,00...??? Se fizer crash-test não sobra lata sobra lata...!

    ResponderExcluir
  3. Cobalt Elite é lindo e agora ficou mais econômico...

    Jé tive um LTZ é um ótimo carro.

    ResponderExcluir
  4. Melhorou e ficou mais caro..., por 70.000,00 acho q faltaram..., apoio de braço central, volante com regulagem de profundidade, controle de tração e estabilidade, airbags laterais e de cortina...! Ae sim até valeria...digo, até valeria...! E ele não vem com rodas 16 em alumínio, vem com rodas 15 d liga leve...!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A LTZ AT6 é a melhor opção na tabela é 66.9K mas nas CSS é vendida por 63~64K, um Voyage Highline é vendido por 60K.

      Excluir
    2. Não tem piloto automático, então não tem apoio de braço. Apesar de, não necessariamente, uma coisa levar a outra.

      Excluir
    3. Realmente não necessariamente..., porém muitos carros até sem câmbio automático ou piloto automático tem apoio de braço central, economia de palito em um carro desse segmento e preço..! Trata-se de uma comodidade e praticidade, muito comum em carros automáticos...!

      Excluir
    4. Vcs estão enganado o carro conta com piloto automático, direto no volante.

      Excluir
    5. Vcs estão enganado o carro conta com piloto automático, direto no volante.

      Excluir
  5. Concordo. Mas realmente ficou mais bonito, principalmente interiormente, mylink nao deve nada a nenhuma central... Ficou bem económico, porém, poderia estar mais em conta.

    ResponderExcluir
  6. Preço e qualidade = vendas, é simples de entender.

    Ou alguém vai dizer que voyage e grand siena top é mais carro q cobalt?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sao tao ruim qnto o cobalt,e o hb20s e o etios sedan sao melhores q todos esses ai

      Excluir
    2. Em q o cobalt perde para etios e hb20s?

      Excluir
    3. Desempenho, garantia, revenda, modernidade, e particularmente beleza no caso do hb20

      Excluir
    4. Adicionando o que o Murilo falou tem consumo,preço,desempenho nem se fala toma um coro,revenda(hb20)...

      Excluir
    5. Perdia em consumo e só! Sempre ganhou em acabamento e espaço. Mas bom mesmo é o Fox kkkkkk

      Excluir
    6. Em q o cobalt perde para etios e hb20s?

      Excluir
    7. Aposto em aumento de preços em 3000 reaus até o fim do ano. Dois aumentos 2000 e um aument9 de 1000

      Excluir
    8. Aposto em aumento de preços em 3000 reaus até o fim do ano. Dois aumentos 2000 e um aument9 de 1000

      Excluir
  7. Simpatia por esse carro, porém o preço está bem doido. Uns 5 a 7k a menos na versão inicial, e aí sim estaria bem posicionado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha irmã comprou um agr por 65k e ainda ganhou câmera de ré.

      Excluir
  8. Boas médias de consumo, sendo que os dados foram fornecidos pelo INMETRO podemos esperar mais.Agora o preço....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou menos pois com o motor atual faz 6 km/l na cidade.

      Excluir
  9. eu compraria, se o valor fosse no máximo 50 mmil.

    ResponderExcluir
  10. Daqui a pouco ele chega a casa dos 90k, preste atenção, isso mesmo, o salário continuará regredindo.

    ResponderExcluir
  11. Isso sim é tirar água de pedra.
    Um motor que até ontem era chamado de beberrão e fraco, hoje já não cabe mais essa afirmações, não virou o suprassumo da indústria, mas temos que admitir que melhorou e muito.
    Bom, o braço a torcer eu tenho que dar, a recauchutada foi tão pesada que conseguiram 15 km/l na estrada com gasolina.
    Well done, Chevrolet.

    ResponderExcluir
  12. Muita coisa automatica, que lindo! Cadê o piloto automático?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, controle de cruzeiro.

      Excluir
    2. Nossa, esse carro veio pra comer o corolla com farinha. Come o etios em tudo inclusive. Eu dava 62 brincando. Pena que seja manual.

      Excluir
  13. Não existe comparação entre um corolla e um cobalt.

    ResponderExcluir
  14. ´corolla só vendeu 45 milhões de carros até o momento no mundo. por favor sem comparação. Corolla outra categoria e bem mais caro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corolla ralmente e outro patamar mas só tem motor e lartária prefiro o cruze 2017.

      Excluir
  15. Cobalt por quase R$ 70.000,00, parece piada. Tudo bem que carro por aqui nunca foi barato, mas as montadoras estão enlouquecendo. Apesar do motor 1.8, e um facelift, ainda deixa a desejar. Eu prefiro o Corolla Gli 1.8.

    ResponderExcluir
  16. comprei Cobalt 2015/2016 em maio/2016-manual 5 marchas- rodei 8.800 km. troquei por Cobalt 2016/2017 - manual 6 marchas(manual porque motor é fraco para câmbio automático), é caro?? sim.Custo: 60.290, - de brinde: câmera de ré, protetor de carter, frisos laterais com inscrição cobalt, película e 4 tapetes de carpet, (+-/ 1.400),estavam com pneus bridgestone,(?) pedi pneus Michelan e colocaram( Tudo o que a CAR.BLOG - escreveu acima, é verdadeiro. Começei a usar etanol-cidade 8km/L e estrada 12km/L. Etanol só louco para usar atualmente, diferença está +/- R$ 0,60. Produzido nesta porra de país, e, não podemos abastecer, bando de usineiros e governo f.......: Estou usando gasolina: cidade 11km/L e estrada 14km/L.(em velocidade normal), Já fiz 16km/L na velocidade de cruzeiro 100K/H.(podem acreditar) e na velocidade cruzeiro 80KM/H 18km/L, mas como nossas rodovias são uma bsta, é dificil manter velocidade.... mas é caro....mas também é melhor que Etios, HB20,

    ResponderExcluir
  17. HB20 tem tamanho interno de celta, Etios é feio demais, City caro e "pelado", então o Cobalt seria o menos pior?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.