O Mercedes-Benz Classe S tem sido o modelo principal da linha da Mercedes-Benz por décadas, mas na mudança para carros elétricos, ele irá compartilhar, e eventualmente ceder, essa posição para o EQS.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Na semana passada, a Daimler revelou o interior do sedã elétrico Mercedes-Benz EQS. Na sexta-feira, a Mercedes divulgou mais informações sobre o trem de força elétrico, autonomia, aerodinâmica, capacidades de carregamento e funções de navegação do EQS.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O EQS com seu interior pretende estabelecer um novo benchmark pelo qual os interiores dos veículos serão julgados, mas não é apenas neste aspecto quer ser referência. O EQS será alimentado por duas opções de baterias modulares de íons de lítio, resfriadas por líquido e funcionando em uma arquitetura de 400 volts; a maior bateria de 108 kwh já está em produção na Alemanha. A Mercedes-Benz não informou a capacidade da versão menor, mas com a versão de 108 Kwh a montadora disse que o EQS terá um alcance de até 770 quilômetros (pouco menos de 478 milhas) no ciclo de testes WLTP europeu. Isso deve se traduzir em uma classificação de alcance da EPA (EUA) de mais de 400 milhas (640 km).
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O EQS oferecerá tração nas rodas traseiras ou uma opção de motor duplo (dianteiro e traseiro) para tração nas quatro rodas. A Mercedes-Benz disse que a potência vai variar de 329 a 516 cv e pelo menos 550 Nm (406 lb-ft) de torque, embora uma versão "Performance" mais potente esteja em estudo. A velocidade máxima será limitada a 208 km/h. Ele também virá com três níveis de frenagem regenerativa escolhidos por meio de seletores no volante.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Os Mercedes-Benz EQS serão capazes de taxas de carregamento rápido DC de até 200 kw, o que permitirá o ganho de cerca de 150 milhas (240 Km) de carga em 15 minutos. O carregador opcional integrado terá até 9,6 kw de capacidade de carga, embora a Mercedes-Benz ainda não tenha informado a taxa do carregador padrão.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Comparado com o Tesla Model S e outros carros elétricos, o EQS apresentará um porta-malas menor, já que parte dessa área é ocupada pelos componentes do ar condicionado. Os proprietários de EQS poderão escolher como seu sedan elétrico de luxo irá soar. Duas paisagens sonoras padrão denominadas Silver Waves e Vivid Flux virão como padrão no EQS; o primeiro é considerado sensual e limpo, enquanto o último é voltado para entusiastas de carros elétricos com um som sintético e cristalino. Um terceiro som, chamado Roaring Pulse, será uma atualização over-the-air que pode ser baixada e é considerada uma reminiscência de máquinas poderosas.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O Mercedes-Benz EQS será lançado oficialmente em 15 de abril, mas a Mercedes-Benz já divulgou fotos camufladas onde se pode ver linha de teo semelhante a um cupê e um design limpo e uniforme, sem linhas nítidas e vincos. Um capô em forma de concha se sobreporá aos para-lamas, e a frente terá um painel em vez de uma grade tradicional para dar ao EQS uma "face".
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
A Mercedes-Benz confirmou que o design dianteiro da cabine do carro elétrico é extremamente aerodinâmico, com um coeficiente de resistência de 0,20. Os detalhes também ajudam o carro a enfrentar o vento, incluindo os spoilers das rodas dianteiras e traseiras em forma de seta e um spoiler traseiro otimizado para levantamento e arrasto. Três tamanhos de rodas aerodinâmicas, variando de 19 a 21 polegadas, serão oferecidas e provavelmente serão embaladas em pneus de baixa resistência ao rolamento. A Mercedes também oferecerá 22s sem esse design focado no aero. O coeficiente de resistência de 0,20 torna o EQS mais escorregadio do que o Tesla Model S e o Lucid Air, dando-lhe o título de carro de produção regular mais escorregadio do mundo.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Em janeiro, a Mercedes-Benz revelou o sistema de infoentretenimento EQS Hyperscreen , que consiste em uma tela de 56 polegadas de largura com três zonas de controle, incluindo uma apenas para o passageiro da frente com sete perfis. O interior do EQS parecerá familiar, embora novo, para aqueles que passaram um tempo em um Mercedes-Benz recente.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O painel do EQS flui para os painéis das portas como se fosse uma peça perfeita, com uma fina faixa de iluminação LED. As aberturas de ventilação de metal tipo turbina intrincadamente detalhadas ficam em ambos os lados do painel, enquanto as aberturas de ar centrais acima da tela de toque se misturam ao acabamento. O painel tem uma sensação minimalista, mas ao contrário de um Tesla ou outros modelos recentes da Mercedes-Benz , tudo parece integrado em vez de anexado.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Sem túnel central ou caixa de transmissão para empacotar, o EQS emprega algumas soluções criativas de embalagem, incluindo um grande compartimento aberto sob o console central para uma bolsa.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Assentos esportivos acolchoados de couro, plástico preto brilhante de piano, madeira real, grades de alto-falantes de metal e iluminação LED suficiente para fazer uma rave para cinco, tudo isso soma o que se espera de um veículo de luxo carro-chefe em 2021.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
Certos bits, incluindo as telas de entretenimento do banco traseiro, maçanetas das portas e controles dos bancos montados nas portas, parecem ser compartilhados com o novo Class S. Isso também significa carregar o cluster de medida digital de 12,3 polegadas e a tela sensível ao toque central de 12,8 polegadas em sedans EQS sem Hyperscreen, mas isso não é uma coisa ruim. Flagships podem compartilhar.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O sistema de infoentretenimento Hyperscreen opera com 8 núcleos de CPU, 24 GB de RAM e 12 atuadores sob a tela sensível ao toque para disparar vibrações tangíveis quando um dedo toca a tela. Até 350 sensores dentro do EQS monitoram suas funções, os arredores do veículo e os passageiros, incluindo o movimento corporal e a linguagem falada. A inteligência artificial também está integrada. A Mercedes-Benz disse que o EQS é capaz de atualizações de software pelo ar durante a vida útil do veículo.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O sistema de navegação é inteligente o suficiente para planejar a rota mais rápida e conveniente, incluindo paradas de carregamento, enquanto leva em conta a demanda de energia com base na topografia, rota, temperatura ambiente, velocidade e demandas do sistema do veículo. O sistema utilizará dados de bordo juntamente com computação em nuvem para fazer cálculos e responder a situações, incluindo, mas não se limitando a, tráfego, mudanças na demanda de energia e o número de estações de recarga disponíveis, sua capacidade de recarga e funções de pagamento.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O sistema de som surround Burmester disponível no EQS contará com 15 alto-falantes e 710 watts de potência. O 2021 S-Class pode ser encomendado com um sistema de áudio Burmester com o dobro do número de alto-falantes (30) e mais do dobro da potência de saída (1.750 watts), mas funciona com gás.
Mercedes-Benz EQS: Classe S elétrico tem mais detalhes revelados
O sedã Mercedes-Benz EQS será lançado em 15 de abril.

10 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Com bateria de 108 Kwh não vai dar nem 400 milhas no EPA. Podem apostar. A Mercedes não tem tecnologia para isso. A Audi tá perto da Tesla, que é a única que consegue com bateria de 100 Kqh oferecer mais de 470 milhas de autonomia.
    A mercedes sem chance.

    Esse interior aí que parece um cabaré de tão empiriquitado, é um claro sinal para desviar a atençaõ das limitações técnicas desse Mercedes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kenga da VW: interior parece um cabaré.
      Vendas globais: surra de pau mole da Mercedes na chinesa JACaudi.

      Excluir
  2. O suprassumo dos sedãs, agora elétrico. Da mesma forma que a Classe S fez e vem fazendo história a cada geração, esse EQS será um ícone premium.

    ResponderExcluir
  3. Bota gasolina nisto aí que vai muito mais longe, e quando precisar, encontra um posto em cada esquina para reabastecer. Ainda tem muito petróleo nas entranhas do planeta esperando para ser queimado e o mundo não vai acabar por causa disso, não mesmo, não importa o que aquela histérica da Greta Chethumberg berre, he, he!

    ResponderExcluir
  4. Muito emperiquitado, prefiro um Virtus GTS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ter dinheiro é fácil, difícil é ter bom gosto. E a fanzete de JW aí provou que não tem nenhum dos dois.

      Excluir
  5. genti...se o mercedes é tão bom pq vendi menos que audi?

    ResponderExcluir
  6. genti...amei esse painel cheio de botões para apertar e luzes!!! super-tecnológico!! ameio!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem