Car.blog.br

Pesquisar este blog

Investidor francês recomenda rejeição da fusão com FCA

Categorias: , , , 18 Comentários

A investidor Phitrust da Peugeot enviou comunicado ao grupo diretor da montadora francesa para que se reavalie os termos da fusão com a Fiat Chrysler, a qual estaria muito vantajosa para a FCA. A casa de investimentos recomenda aos acionistas que rejeitem os termos iniciais da fusão na assembleia extraordinária, que ocorrerá no dia 25 de julho.

Investidor da Peugeot recomenda rejeição da fusão com FCA

Os termos atuais indicam que a Peugeot pagará 5,5 bilhões de euros aos acionistas da Fiat Chrysler, mas a Phitrust considera que esse valor é excessivo, dizendo que uma fusão com 50% para cada empresa já não fazia sentido em 2019, e agora menos ainda, já que a FCA está em situação relativamente pior que a Peugeot.

Investidor da Peugeot recomenda rejeição da fusão com FCA

A Phitrust ainda aponta que não faz muito mais sentido uma fusão da Peugeot com uma outra empresa automotiva, já que estas não tem mais tecnologias inovadoras. Condução autônoma, por exemplo, é dominada pelo Google. Portanto a Phitrust questiona qual a finalidade de uma fusão como essa.

Fonte: Lesechos

18 comentários:

  1. Esses Franceses se acham a última bolacha do pacote.

    ResponderExcluir
  2. Se essa fusão for trazer algum benefício para nós, legal, se não tanto faz....pois para o submundo global, as novidades demoram para chegar, quando chegam...

    ResponderExcluir
  3. FCA tem q agradecer de joelhos essa reviravolta... Saiu da latada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem tem que agradecer é a Peugeot, a FCA seria uma sangue-suga.

      Excluir
    2. Semelhante ao que a Volks fará com a Ford. ...
      A Volks será um carrapato...

      Excluir
    3. Só no seu planeta e na sua cabecinha acéfala.

      Excluir
  4. Com certeza o 4patas, influenciado pela filial de Brasília (o lunático que filma para o YouTube), irá afirmar que a Volksvelhagen está aguardando a fusão da FCA/PSA, para absorver ao grupo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta besteira.
      O Grupo VW não precisa da Fordinha.
      Será mais uma no portifólio da VW.

      Excluir
  5. A fca respira por conta da jeep...nunca vou desejar o fim da italiana fiat,ela sempre foi uma rival de volkswagen e chevrolet ...de coraçao ..espero que a fiat volte a ser a ousada que sempre foi,tirando muito o sono da vw..e sim ,essa é a graça....uma querendo superar a outra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thieng,
      A FIAT sim depende da JEEP, e também da Strada...
      Agora ela continua com muitas decisões sofríveis, num passado recente como a criação do Mobi, sem nenhuma necessidade, pois já havia o Uno, nome fortíssimo em seu portfólio, ter abandonado o nome Pálio, também por sua vez, ao invés de colocar o nome ARGO, e por último, criou a nova versão da Strada, com painel do Mobi, erro drástico, já que ela possui o painel do ARGO já pronto e bem mais atraente.
      Então a administração da Fiat é ridícula, pois cometem erros infantis....

      Excluir
  6. A FCA não tem como sobreviver se não tiver uma fusão com a PSA ou outra marca. A FCA nao tem tecnologia elétrica. Está começando agora com híbrido plug-in nos Jeep, e o Fiat 500 elétrico, mas não tem um programa amplo e nem grana para investir no desenvolvimento dessa tecnologia.

    Então entrar nessa marca, para a PSA, só se quiser acesso ao mercado norte-americano, mas mesmo assim não tem muito sentido. A marca é preju na certa, vai ter que colocar muito dinheiro. E fazer 50% 50% então é uma piada.

    Quem aceitou isso tem que ser internado. A FCA se se doasse para a PSA já estaria de bom tamanho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza 4patas....
      É só seguir o exemplo da Volks, fica escondida atrás de marcas de renome, para não sumir na sua própria insignificância.

      Excluir
    2. VW insignificância? Maior grupo de automóveis do mundo cara hahahaha

      Fufucarros, tu é muito doido mano

      Excluir
  7. São duas marcas em estado de putrefação mercadológica e tecnológica. A Fiat mais ainda. A falência já está batendo na porta do grupo FCA, pois não possuem dinheiro nem know how para a produção de avançados veículos elétricos. Estão relinchosos e desesperados.

    É melhor ambas as marcas fecharem as portas enquanto é tempo, para não acumularem ainda mais prejuízos. A única saída seria a venda de suas fábricas para o grupo VW, pois este sim, não dá conta de sua enorme demanda, estando também com as tecnologias mais avançadas no que concerne a eletrificação de seus carros.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.