Car.blog.br

Pesquisar este blog

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

Categorias: , , , , 23 Comentários

A Fiat Chrysler postergou para 2021, em decorrência da pandemia da COVID-19, o lançamento das versões híbridas plug-in do Renagade e do Compass no Brasil.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

O Jeep Renegade 4xe Híbrido Plug-In chegará ao Brasil importado da Itália, e a promessa da FCA era - antes recente desvalorização do Real = que o preço ficaria abaixo de R$ 200 mil.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

Obviamente, se o novo patamar do dólar próximo a R$ 6 se mantiver, os preços no mercado brasileiro previstos em janeiro de 2020 certamente serão alterados.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

O Jeep Renegade 4xe Híbrido Plug-In adota um conjunto drivetrain composto por um motor a combustão quatro cilindros 1.3 turbo de 180 cv, associado a um outro elétrico, de 60 cv, que traciona as rodas traseiras.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

A potência total combinada é de 240 cv, e o consumo de combustível na norma europeia divulgado oficialmente pela FCA é de 52 km/l. A autonomia em modo exclusivamente elétrico é de 50 km.

A unidade elétrica é alimentada por uma bateria recarregável enquanto dirige ou por uma tomada externa: em casa, por uma tomada doméstica e pelo cabo fornecido, usando o Wallbox, ou em um ponto de carregamento público por meio de um cabo específico.

A combinação do motor de combustão interna e do motor elétrico permite acelerar o Renegade 4xe de 0 a 100 km / h em cerca de sete segundos. A velocidade máxima é de 130 km / h no modo somente elétrico e 200 km / h no modo híbrido.

O Jeep Renegade 4xe Híbrido Plug-In conta ainda com novidades como um conjunto completo de tecnologia e segurança, e novos recursos específicos dedicados ao sistema eletrificado, como o sistema de carregamento doméstico via Wallbox, bem como o cabo específico para carregamento público.

O sistema de carregamento doméstico Hybrid Wallbox é uma solução "plug & play", permitindo uma potência de carga de até 3 kW e um tempo de carga de 3,5 horas. Essa solução também permite aumentar a velocidade de carregamento em até 7,4 kW com o mesmo hardware, com uma diminuição no tempo de carregamento em até 100 minutos.

O modelo traz ainda novos modos de direção: Hybrid, Full Electric, E-save; funções específicas para direção eletrificada, como Sport Mode, Eco coaching e Smart Charging, graças às quais será possível gerenciar os modos de carregamento no rádio Uconnect do veículo e no smartphone.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

O modelos 4xe também tem características específicas e elementos de design, incluindo novas rodas de 19 polegadas (para versões Limited), faróis de alta visibilidade (LED completo), sistema Uconnect NAV de 8,4 polegadas com tela sensível ao toque, integração com smartphone e conectividade avançada a bordo (como gerenciamento de cobrança pelo rádio e também pelo smartphone).

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

O painel traz tela TFT de 7 polegadas com informações sobre o nível de carga da bateria, autonomia (no modo elétrico e híbrido). Entre os sistemas de segurança destaca-se alerta de ponto cego, câmera de visão traseira, Park Assist, sensores de estacionamento, Keyless com entrada passiva; espelhos retrovisores elétricos;

No mercado europeu, a garantia do veículo é de 5 anos, e da bateria de 8 anos.

Jeep Renegade 4xe Plug-in Hybrid chega ao Brasil em 2021

O Jeep Renegade 4xe Híbrido Plug-In já está à venda no mercado europeu por EUR 40.900 (R$ 248 mil, ao câmbio de abril de 2020).

23 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. até lá, se o bozo não cair, o dólar vai estar a mais de 7, segundo a UBS, e olha que a previsão foi antes da saída do marreco. Totalmente inviável qualquer importação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para você, seria bem melhor se o LulaLadrão encantador de jumentos estivesse na presidência, ou os seus postes DilmAnta ou o demolidor de Enen.

      Excluir
    2. Se a dilma for anta. Por falar e fazer besteiras. Essa equipe que esta no governo ai podemos chamar de cavalaria, composta de cavalos, jumentos e principalmende burros.

      Excluir
  3. A quem a Fiat Chrysler pediu ajuda para desenvolver esse powertrain PHEV? Sozinha não foi. A engenharia da FCA tá no século XX ainda, eles não tem capacidade de desenvolver um sistema híbrido. Isso aí é sofisticado demais para eles. E precisa de muita grana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahah vc esquece que a FCA é dona de uma marca chamada Ferrari o que não precisa nem comentar sobre tecnologia híbrida de F1.

      Excluir
    2. Com certeza não foi aos chineses que prestam consultoria para no grupo vw desenvolver os seus elétricos que não funcionam com o id3.

      Excluir
    3. Aqui fica bem claro que você é um recalcado e daqueles que enxergam uma realidade, mas preferem manter uma fachada de arrogância e orgulho.

      Excluir
    4. Se tem o bobo da corte chorando, é porque ficou bom.

      Excluir
    5. Quem diria o fraco Renegade, vai andar junto do Golf Gti, e o melhor podendo andar no off road coisa que o Golf não faz!

      Excluir
    6. A VW tá pra lançar o ID.4 que é 100% elétrico e a Jeep não sabe quando vai lançar seu SUV elétrico que vai ser o Wrangler.

      Excluir
    7. Se o id3 não sai do lugar, o id4 der uma volta no quarteirão é motivo de fogos

      Excluir
  4. Show de mecânica com o excelente motor 1.3 Firefly turbo de 180cv + sistema híbrido 60cv que combinados tem desempenho semelhante ao esportivo Golf Gti, mas a esse preço no mercado Brasileiro ficaria puxado demais para o poder de compra neste país, talvez o Compass ficaria mais justificável com essa mecânica a esse preço.

    ResponderExcluir
  5. Interessante. Se a Jeep conseguir superar a questão do custo por conta do dólar, será um carro bacana de se ter.

    ResponderExcluir
  6. Melhor acabamento da categoria.

    ResponderExcluir
  7. Esse motor 1.3 turbo deveria estar no renegade há muito tempo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse motor é mais caro do que o e-torq 1.8, a Fiat vai ter que suar a camisa pro preço ainda ficar competitivo.

      Excluir
  8. Desculpem a ignorância, mas como fica o consumo do carro quando a carga da bateria acaba? Por quanto tempo essa recarga da bateria ajuda a "segurar" o consumo de gasolina? Só curiosidade mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do modo de condução. Se vc colocar em modo EV, ela vai durar 50 km e fim. Mas se colocar em modo híbrido, o sistema vai gerenciando para usar o máximo. E tem que lembrar que dificilmente a bateria "acaba", porque sempre que vc freia o carro, o sistema usa a frenagem para recarregar uma parte da bateria. Se estiver em um declive, o freio motor irá recarregar a bateria. Então a bateria carrega e descarrega a todo momento.

      Excluir
    2. Obrigado pela explicação. Mas usando em estrada o sistema elétrico não deve ajudar muito. Acho muito legal essas bocas tecnologias. Para o Brasil os motores híbridos, usando etanol, são bem mmais interessantes que os elétricos.

      Excluir
  9. Renegade Diesel 4X4, disponivel ai nas lojas melhor e mais barato!....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda mais agora com o Diesel S10 a menos de 3 reais. Sucesso a versão Diesel...

      Excluir
  10. 248 mil na EUR... Tenho até dó do preço no BR...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.