Car.blog.br

Pesquisar este blog

Nova BMW S 1000 RR 2020 chega ao Brasil: preço R$ 91.950

Categorias: , 7 Comentários

A BMW Motorrad lança a nova geração da BMW S 1000 RR no mercado brasileiro, com preços a partir de R$ 91.950. A moto já pode ser reservada nas concessionárias autorizadas da marca.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Originalmente lançada em 2009, a BMW S 1000 RR adentra à sua terceira geração completamente renovada. Todos os componentes foram individualmente reprojetados. E o resultado é : 11 quilos mais leve (197 kg) em comparação ao modelo anterior; um motor completamente novo, com 207 cavalos de potência – 8cv mais potente que a antecessora.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Contudo, apesar de mais potente, a nova BMW S 1000 RR está mais dócil e precisa de pilotar graças aos aprimoramentos aplicados ao quadro, ao conjunto da suspensão e aos sistemas eletrônicos de assistência à pilotagem.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Com o lema ‘Nose down, tail up’ – ‘Nariz para baixo e traseira para cima’, em tradução livre –, a nova RR ostenta como destaques visuais as luzes de LED presentes nos faróis – com desenho mais dinâmico e agressivo –, na lanterna traseira, as luzes de mudança de direção (pisca) e de freio estão integradas em uma única unidade de LED.

Nova BMW S 1000 RR 2020

O tanque de combustível está mais estreito e a área que acomoda os joelhos mais delgada, para um fechamento ergonomicamente perfeito das pernas, além de uma posição de assento ideal. A angulação mais ampla do guidão, por sua vez, proporciona uma condução mais confortável, reduzindo o cansaço. Já a traseira foi completamente revisada e passa a exibir uma aparência mais leve e dinâmica.

Nova BMW S 1000 RR 2020

A nova BMW S 1000 RR supera a barreira dos 200cv. Quatro quilos mais leve, o novo motor de quatro cilindros em linha e alto desempenho oferece 207cv, a 13.500 rpm, e 113 Nm de torque máximo, com oferta superior a 100Nm, disponíveis entre 5.500 e 14.500 rpm. E o segredo para este desempenho irretocável é a versatilidade da nova tecnologia BMW ShiftCam, que permite extrair máxima potência e torque, não apenas em faixas altas de rotação – e isso a antecessora já oferecia de sobra –, mas principalmente em faixas baixas/médias de giro.

Nova BMW S 1000 RR 2020

 Dessa forma, a entrega de potência e torque é mais uniforme, linear, tornando a motocicleta mais fácil de controlar e ideal para quem a utiliza no dia a dia, quanto para aqueles que desejam obter desempenho extremo nas pistas. A tecnologia BMW ShiftCam proporciona uma aceleração mais uniforme em saídas de curva fechadas, prolongando a vida útil dos pneus e possibilitando que o piloto use melhor o chassi.

Nova BMW S 1000 RR 2020

O novo chassi da BMW S 1000 RR contribuiu em quase 50% na redução total do peso da motocicleta. Isso tudo com rigidez aprimorada do quadro. Os avanços também foram possíveis por meio da adoção de um novo braço oscilante, mais leve e capaz de aplicar a força de forma otimizada; melhorando as respostas durante as acelerações e proporcionando mais aderência. Além disso, o chassi foi concebido de forma a permitir ao piloto uma pilotagem mais concentrada e mais precisa em distâncias mais longas de deslocamento.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Outra tecnologia de destaque da nova S 1000 RR é o novo layout do quadro (Flex-Frame), visivelmente mais leve e que também oferece mais liberdade de movimento devido ao melhor fechamento dos joelhos. E a nova combinação do amortecedor da suspensão traseira Full Floater Pro e do braço oscilante resulta em uma estrutura ainda mais leve, precisa e fácil de controlar. Resumindo: a nova RR eleva notavelmente o patamar dos recursos de suspensão, oferecendo ao mesmo tempo maior facilidade de pilotagem e precisão.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Estrada ou pista? Esta é uma pergunta crucial quando se trata dos novos recursos à disposição nos modos de pilotagem da nova S 1000 RR, que é pioneira em oferecer este tipo de tecnologia dentro da BMW Motorrad.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Os modos de pilotagem no ‘mundo da estrada’ são RAIN, ROAD, DYNAMIC e RACE. Para aqueles que desejam explorar as possibilidades da superesportiva nas pistas, a opção Modo Pro, que oferece três modos adicionais de pilotagem (Race Pro 1-3) que são altamente programáveis. Isso permite um ajuste individual das mais diversas funções de gerenciamento dos sistemas, como controle dinâmico de tração DTC, ABS e deslizamento das rodas, bem como a curva do acelerador (ajuste de torque) e o freio do motor para se adequar ao nível de habilidade e estilo de pilotagem do cliente.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Outros recursos do Modo Pro são o Launch Control (Controle de Tração) para arrancadas perfeitas e o Limitador de Pit Lane configurável para aderência ideal às velocidades no pit lane. As mudanças ultra-rápidas de marcha, sem a necessidade de acionamento da embreagem é ativada pelo HP Shift Assistant Pro, que vem como item de série.

Nova BMW S 1000 RR 2020

Graças ao novo sensor de inclinação de seis eixos é possível configurar tanto a regulagem do ABS quanto as funções DTC. A regulagem do DTC é tão rápida e precisa, que permite transmitir exatamente a força necessária para empinar a roda dianteira em linha reta, sem que ela fuja ao controle – ou seja, estabilidade de condução perfeita sem interferências abruptas e aceleração máxima.

Nova BMW S 1000 RR 2020


O painel de instrumentos da nova S 1000 RR também foi completamente revisado para proporcionar, de forma ainda mais consistente, uso em competições. Além de uma ampla gama de informações, os engenheiros e desenvolvedores da BMW Motorrad dedicaram atenção especial para possibilitar que a tela TFT de 6,5 polegadas ofereça excelente visualização – mesmo em condições de pouca luminosidade.

Nova BMW S 1000 RR 2020

O objetivo é oferecer ao motociclista telas personalizadas para diferentes utilizações e necessidades. A tela Pure Ride mostra todas as informações necessárias para o uso regular na estrada, enquanto as três telas Core são projetadas para uso nas pistas de corrida, com o conta-rotações exibido em forma analógica (Core 1 e 2) ou então como um gráfico de barras (Core 3), por exemplo.

7 comentários:

  1. Bela machina!...o problema é ser roubado em uma esquina qualquer das grandes cidades brasileiras...e amargar um grande prejuízo, pois o seguro é bem salgado!...

    ResponderExcluir
  2. Essa tela TFT matou a moto, prefiro o analógico mil vezes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idem. A leitura do ponteiro analógico é instantânea. Andando de moto nao dá pra desviar a atencao pro painel.

      Excluir
  3. Cadê a xaropinha pra falar que a Ducati é melhor?

    ResponderExcluir
  4. Não sou fã de superesportivas, prefiro as nakeds e trails mas pago um pau pra essa e a R1

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.