Car.blog.br

Pesquisar este blog

Volkswagen em luto com morte de Ferdinand Piëch, aos 82

Categorias: 10 Comentários

O Grupo Volkswagen anuncia por seus canais institucionais que "lamenta a morte do seu antigo CEO e Presidente do Conselho de Supervisão, Prof. Dr. Ferdinand Piëch".

Volkswagen em luto com morte de Ferdinand Piëch, aos 82

Segundo Hans-Dieter Pötsch, Presidente do Conselho de Supervisão da Volkswagen Aktiengesellschaft, "Ferdinand Piëch escreveu história automotiva - como um gerente apaixonado, engenheiro engenhoso e um empresário visionário. Desde os anos 1960, ele moldou significativamente o desenvolvimento do automóvel, impulsionando o avanço de toda a indústria e acima de tudo da Volkswagen, transformando a empresa em um grupo de mobilidade global. Nossa empresa e seu povo deve muito ao Prof. Piëch. Com profundo respeito, nós nos curvamos ao trabalho de sua vida. Nós choramos com sua família e parentes. Nós sempre manteremos o trabalho dele e de sua vida em memória honrosa ”.


 Ferdinand Piëch

Dr. Herbert Diess, CEO da Volkswagen Aktiengesellschaft, disse que " ele e as equipes de desenvolvimento foram repetidamente além dos limites do possível: do primeiro carro de um litro no mundo para o Bugatti Veyron com 1,001 cv. Acima de tudo, Ferdinand Piëch trouxe qualidade e perfeição até o último detalhe na indústria automotiva, ancorando-a profundamente no DNA da Volkswagen. Eu olho com gratidão e grande respeito pelo trabalho de sua vida.

 Ferdinand Piëch

Piëch era neto de Ferdinand Porsche, filho de Louise Piëch e irmão de Ferry Porsche, e era um dos acionistas da Porsche. Piëch se graduou em engenharia mecânica na ETH Zurich, em 1962, e fez mestrado em desenvolvimento de um motor de Fórmula 1.

 Ferdinand Piëch

Prof. Dr. Piëch começou sua carreira em 1972 na Audi AG. Desde 1988, ele foi CEO da Audi AG, antes de assumir o cargo de CEO da Volkswagen Aktiengesellschaft em 1993. Em 2002, Piëch foi eleito presidente do Conselho de Supervisão da Volkswagen Aktiengesellschaft. Em 2015, ele se demitiu de seus mandatos no Grupo Volkswagen.

 Ferdinand Piëch

Em comemoração a Ferdinand Piëch, as bandeiras estão a meio mastro em vários locais da Volkswagen, incluindo Wolfsburg e Dresden.

10 comentários:

  1. Imagino o que um ícone desses deve ter sentido ao ver a volks envolvida em fraude como o dieselgate.

    ResponderExcluir
  2. Filhim, o camarada citado é simplesmente o grande engenheiro do setor automobilístico 😈

    ResponderExcluir
  3. Grande perda. O cara era um gênio da administração e da engenharia.

    ResponderExcluir
  4. Piëch foi um dos maiores gênios da indústria automotiva, tanto em termos técnicos quanto empresariais. Neto do criador da Porsche, família que comanda a Volkswagen, pois detém o controle acionário (lembrando que apenas 12% do Grupo é negociado em Bolsa). Além exímio engenheiro, é o cara que transformou o Grupo VW no maior do planeta. Nos últimos tempos envolveu-se em uma briga de poder com o Winterkorn, e este último perdeu, e ele ganhou.
    Ele morreu sem realizar um de seus objetivos estratégicos, que era comprar a Fiat para recriar a Auto Union. Não foi por falta de dinheiro, já que a disponibilidade líquida do Grupo é umaas 4 vezes o valor de mercado da FCA.
    vamos ver como será a VW sem a visão estratégica e ambiciosa de Piëch.

    ResponderExcluir
  5. Grande perda...!!!! Uma referência para a indústria automobilística.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.