Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mercado automotivo brasileiro avançou 10,8% no primeiro semestre - Caoa Chery é a marca que mais cresceu

Categorias: 25 Comentários

O mercado de carros e comerciais leves brasileiro registrou 1.248.187 emplacamentos no primeiro semestre de 2019 - o que corresponde a um crescimento de 10,8% sobre 2018. A média diária de vendas neste primeiro semestre ficou em 9.985 unidades - avanço de 11,6% sobre o mesmo período de ano anterior.

Mercado automotivo brasileiro avançou 10,8% no primeiro semestre

Nesse mercado, a marca líder de crescimento foi a Caoa-Chery. A montadora de Anápolis e Jacareí avançou espantosos 275,8% em 2019 quando comparado a 2018. A marca pulou de 2.266 unidades vendidas no primeiro semestre de 2018 para 8.516 emplacamentos em 2018.

Caoa Chery Tiggo 5X

Em termos de participação de mercado, a Caoa Chery passou de 0,2% em 2018 para 0,7% no período de Janeiro a Junho de 2019.

Citroen C4 Cactus

Entre as marcas de volume, outro destaque fica para a Citroen, crescendo 43,4%, passando de 9.382 emplacamentos em 2018, para 13.450 em 2019. A participação de mercado da Citroen passou de 0,8% em 2018, para 1,1% em 2019.

Jeep Compass

Outra evolução notável foi da Jeep, que cresceu 23,1%, passando de 49.762 vendas no primeiro semestre de 2018 para 61.269 em 2019. A participação de mercado subiu 0,5%, passando de 4,4% no ano passado, para 4,9% em 2019.

Ranking - Maiores crescimento de mercado - Jan-Jun de 2019 / Jan-Jun de 2018

Marca
1º Semestre de 20191º Semestre de 2018
Δ Vendas
δ Maket Share
VendasMarket ShareVendasMarket Share
Caoa-Chery8.516 0,7%2.266 0,2%275,8%0,5%
Jaguar921 0,1%588 0,1%56,6%0,0%
Citroen13.450 1,1%9.382 0,8%43,4%0,2%
Volvo3.538 0,3%2.670 0,2%32,5%0,0%
Iveco1.457 0,1%1.109 0,1%31,4%0,0%
Jeep61.269 4,9%49.762 4,4%23,1%0,5%
Renault112.792 9,0%93.890 8,3%20,1%0,7%
FIAT171.422 13,7%146.350 13,0%17,1%0,7%
GM222.018 17,8%190.371 16,9%16,6%0,9%
Toyota102.491 8,2%90.591 8,0%13,1%0,2%
Volkswagen187.445 15,0%166.368 14,8%12,7%0,3%
Mini794 0,1%727 0,1%9,2%0,0%
BMW5.723 0,5%5.294 0,5%8,1%0,0%
Porsche706 0,1%671 0,1%5,2%0,0%
Lexus403 0,0%392 0,0%2,8%0,0%
Hyundai99.567 8,0%96.901 8,6%2,8%-0,6%
Honda64.659 5,2%64.701 5,7%-0,1%-0,6%
Mitsubishi10.799 0,9%11.028 1,0%-2,1%-0,1%
Ford103.588 8,3%106.742 9,5%-3,0%-1,2%
Nissan43.968 3,5%46.576 4,1%-5,6%-0,6%
Audi3.912 0,3%4.155 0,4%-5,8%-0,1%
Peugeot10.704 0,9%11.827 1,0%-9,5%-0,2%
Mercedes5.785 0,5%6.637 0,6%-12,8%-0,1%
Troler636 0,1%755 0,1%-15,8%0,0%
Suzuki1.893 0,2%2.279 0,2%-16,9%-0,1%
Subaru336 0,0%425 0,0%-20,9%0,0%
Kia4.644 0,4%6.096 0,5%-23,8%-0,2%
Land Rover2.687 0,2%3.770 0,3%-28,7%-0,1%
Dodge279 0,0%403 0,0%-30,8%0,0%
JAC900 0,1%2.198 0,2%-59,1%-0,1%
Lifan193 0,0%1.348 0,1%-85,7%-0,1%

25 comentários:

  1. Legal ver uma marca chinesa se concretizar por aqui, isso é bom que aumenta a concorrência e nisso os preços

    ResponderExcluir
  2. Os carros da lexus no Brasil é sem sentido, ele tem quase os mesmos preços de bmw com preço similares. Agora que colocaram todos hibridos pra ver se decola mas não deu certo. Rede de concessionárias minúscula,design duvidoso,sem motores turbo e sendo hibrido nem tão econômico. A toyota querendo ser premium com a lexus é piada, bmw e Mercedes mandam abraços.

    ResponderExcluir
  3. A SsangYong é contabilizada com alguma outra marca? Nunca vejo nos rankings e tem concessionária aberta na minha cidade do mesmo grupo da Lifan.

    ResponderExcluir
  4. Esse avanço do mercado brasileiro no primeiro semestre, comparado ao mesmo período de 2018, pouco reflete a realidade devido à forte retração em maio do ano passado, fruto da greve dos caminhoneiros.

    ResponderExcluir
  5. Renault crescendo constantemente, ano a ano. Rumo a 10% do mercado até o final de 2019.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o unkmont não cresceu nada, ele não sabe nada inocente.

      Excluir
  6. Ué, mas a marca semi premium de SBC não era aquela que mais tinha crescido, de acordo com o nosso especialista em marketing de vendas, acionista majoritário e asno nas horas vagas? A GM cresceu mais......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cresceu mas perdeu mercado e viu a distancia diminuir para a VW; só ficou em primeiro em Junho por causa de uma venda de 4 mil ONIX para Locadoras no último dia do mês

      Excluir
    2. Como uma empresa pode crescer e perder mercado? Explica essa matemática aí.

      Excluir
    3. Acho que você não está olhando a mesma tabela que eu, market share em 2018: VW 14,8% - GM 16,6%. Em 2019: VW 15% - GM 17,8%. Só na sua cabeça a distância diminuiu.

      Excluir
  7. A verdade que o mercado cresceu como um todo, uns mais, outros menos!...que bom!..

    ResponderExcluir
  8. Se a Caoa Cherry, lançar um Hatch compacto e sedan , vai deixar muita marca pra trás, tipo Citroen e Pegeout.!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Cherry tinha um Hatch mas não vendia nada.

      Excluir
    2. O Hatch seria um Chery Celer atualização no interior, motor mais ajustado e uma leve reestilização. Receita pronta e não tão complicada de colocar no mercado.

      Excluir
    3. Gostaria muito que a Chery lançasse novamente o Celer. Pois tenho um adquirido 0Km e que já passou dos 50.000Km sem nada que o desabone. O carro continua íntegro e penso em um futuro, trocá-lo. Mas seria muito bom se pudesse ser por outro Celer. Pois o carro é excelente com um porta-malas ótimo de 450lts.

      Excluir
  9. Avançar 275% sobre nada, é anda.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Citroen crescendo firme e com lucros absurdos,pois não tem gastos significativos com propaganda ao contrário da CAOA CHERY que apesar de melhorar suas vendas acumula um grande prejuízo.

    ResponderExcluir
  12. FCA - 234.760
    GM - 222.018
    Volkswagen + Audi + Porsche - 192.063
    Renault + Nissan + Mitsubishi - 167.559

    ResponderExcluir
  13. Tem que copiar o Onix e fazer um hatch popular

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.