Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chevrolet Tracker 2020 brasileiro será exportado aos EUA

Categorias: , , , 30 Comentários

A General Motors concentrará a produção do Novo Tracker 2020 no Brasil, para abastecimento de todo o mercado americano, incluindo América Latina e América do Norte (México, EUA e Canadá). Com isso, o unidade da montadora em San Luis Potosí, no México, deixará de fabricar o modelo.

Novo Chevrolet Tracker 2020

A concentração da produção no Brasil decorre de um novo acordo comercial que será assinado entre Brasil e EUA, e também ao fato de que o Brasil e México agora têm um acordo de livre comércio, sem cotas, desde 20 de março.

Novo Chevrolet Tracker 2020

O atual Tracker, inclusive o que é vendido no Brasil, é fabricado no México desde 2013, e chegava ao Brasil importado, porém com limitação de cotas.

Novo Chevrtolet Tracker 2020 - interior

A nova geração, porém, traz essa mudança de estratégia empresarial, conforme informações do governo local obtidas pelo site mexicano Al Volante.

Novo Chevrolet Tracker 2020

O novo Tracker 2020 é baseado na plataforma GEM, criada pela subsidiária chinesa da Chevrolet em parceria com a SAIC, sendo a mesma que dará origem aos novos Onix, Onix Sedan, entre outros.

Novo Chevrolet Tracker 2020

O modelo trará o novo motor 335T (1.0 Turbo) Flex, com 115 cavalos, e consumo médio, na norma chinesa, de 18,1 km/l.

Novo Chevrolet Tracker 2020

Em termos dimensionais, o Novo Tracker 2020 mede 4,27 metros de comprimento, 1,60 metro de altura, 1,79 m de largura e 2,57 metros de entre-eixos.

30 comentários:

  1. Respostas
    1. Nem foi lançado ainda vc já sabe

      Excluir
    2. Se n tiver com muita preguiça leia toda a matéria!

      Excluir
    3. Já dirigiu o carro? Já tem os números do INMETRO?

      Excluir
  2. Acordo comercial com os EUA, seria uma boa a gw trazer a colossal Suburban ou o Navigator.

    ResponderExcluir
  3. Esse carro com 2,57 metros de entre-eixos é muito apertado internamente, menor que o EcoSport, que já é uma piada. E outra, um motor 1.0 turno de parcos 115 cv nesse carro que pesa 1.500 kg, significa que isso aí anda menos que um Up 1.0 MPI (como o Renegade) e bebe mais que um CHevrolet Vectra 2.4L.
    Lançamento fail. Fora o visual, de muito mau gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Vectra faz mais de 18km/L? Kkkkkkkk. Parece que vc só viu as figuras da matéria.

      Excluir
    2. E vai carecer de muito plástico de qualidade inferior, para poder ter um interior requintado , além é claro, de cores chamativas e um banco de couro de qualidade duvidosa...

      Excluir
    3. Bom ver as marcas trazendo produtos novos e com motorização moderna. Viva a concorrência!

      Como a GM é boa de marketing e planos de financiamento. Pode ter certeza que estará brigando na liderança.

      Excluir
    4. Carlota ainda insiste que Up MPI anda mais que o Renegade 1.8. Quer que coloque os dados aqui?

      Excluir
    5. Estas reportagens acabam com o final de semana da Carlota e moçoilas da VW.

      Excluir
    6. O desempenho do Renegade 1.8 é de uma lesma, sendo mais lento que de um Up! 1.0 MPI, conforme apurado pela Quatro Rodas:

      https://www.car.blog.br/2015/04/renegade-18-flex-at-desempenho-e.html

      O Renegade 1.8 faz de 0 a 100 km/h em 15,3 segundos, 1,1 segundo mais lento que o Up! MPI.

      Excluir
    7. Up! 1.0 manual - 14,8 s com etanol
      Renegade 1.8 manual - 11,8 s com etanol
      Up! 1.0 AT5 - 17,6 s com etanol
      Renegade 1.8 AT6 - 13,1 s com etanol
      Fonte: Motor1 Brasil

      Excluir
  4. Boa Bolsonaro! Colhendo frutos com a nova relação com os EUA! Até hoje seria inimaginável o Brasil exportando algum veículo para lá!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Brasil já exporta já a algum tempo o bmw x1 para os EUA.

      Excluir
    2. Tá confundindo México com EUA.

      Excluir
  5. Mas um carro da GM de qualidade mundial feito no Brasil tanto para ser comercializado no Brasil e América Latina como no EUA sem ser depenado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, imagino a qualidade de algo projetado na China. Isso sem contar que a atual nem ESP tinha.

      Excluir
  6. belo carro vai ser um sucesso de vendas...

    vida longa ao argo....ja passamos o queridinho polo...vamos pegar o desejado onix em 2020..

    ResponderExcluir
  7. GM cada dia mais top down.....quando você pensa que não tem mais como piorar eles se superam.

    ResponderExcluir
  8. Agora fiquei com pena do tcross !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu to com pena de você, piloto de teclado, que só conhece carro pela internet

      Excluir
  9. Boa notícia. Vão ser obrigados a fazer um carro decente pois os americanos não perdoam. Bom pra nós que teremos mais um carro de padrão mundial.

    ResponderExcluir
  10. Notícia excelente pra quem trabalha na GM como pra quem compra seus produtos, tenho Polo, mas aguardando ver o que teremos no mercado ano que vem para uma substituição

    ResponderExcluir
  11. Deve ter também com a motorização 1.4 Turbo.

    ResponderExcluir
  12. Com certeza o modelo exportado para os eua será bem diferente em termo de acabamento em relação ao vendido aqui,


    ResponderExcluir
  13. Eu tenho um Honda, mas pretendo mudar para suv até pelas estradas... já tive prejuízos pelo carro baixo... e irei analisar todas as opções... olhei o recém chegado t-cross achei ele pequeno, quase o mesmo tamanho do Jeep, para quem tem família e viaja muito... tem que levar isso em consideração. O t-cross o que agrada é a motorização.

    ResponderExcluir
  14. É uma boa notícia se o preço for próximo ao atual. Para vender aos gringo precisa ser o carro. Quem ganha é o brasileiro;

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.