Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fórmula 1 quer corrida no Rio em 2020, mas ambientalistas são contra autódromo na Floresta do Camboatá

Categorias: , 36 Comentários

O chefe comercial da Fórmula 1, Sean Bratches, confirmou que escreveu uma carta ao Presidente Jair Bolsonaro, apoiando a mudança do Grande Prêmio do Brasil para o Rio de Janeiro. O jornal O Globo informa que Bratches também enviou a carta ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e ao prefeito Marcelo Crivella, pedindo reuniões "pessoalmente ou por telefone".

Novo Autódromo do Rio - Deodoro

Há movimentos estão em andamento para construir um circuito no Rio que poderia substituir o envelhecido circuito de Interlagos em São Paulo. Esse novo autódromo seria feito no bairro de Deodoro, onde hoje existe a Floresta do Camboatá. O projeto da pista é do arquiteto de circuitos da Fórmula 1, Hermann Tilk, e já teria aprovação também da Moto GP.

Novo Autódromo do Rio - Deodoro

A prefeitura do Rio estima um custo de cerca de R$ 700 milhões de reais para a construção do Autódromo de Deodoro, com dinheiro exclusivamente privado (não haveria inversões públicas), e que haveria a geração de 7.000 empregos diretos e mais de R$ 5 bilhões de retorno para a cidade.

Novo Autódromo do Rio - Deodoro

A extensão da nova pista do Rio seria de 5.386m, com 20 curvas e uma grande reta de 723 metros. A capacidade é para 78 mil pessoas, com uma arquibancada principal com 20.500 lugares e 1.850 lugares em espaços VIPs. A área vip, por sinal, teria 15 mil metros quadrados; e a Sala de Imprensa, 1,5 mil metros quadrados.

Ambientalistas contra destruição de floresta para construir um novo Autódromo

O projeto do novo autódromo do Rio de Janeiro prevê a construção do complexo na área que hoje é conhecida como Floresta do Camboatá, na Zona Oeste, uma área de Mata Atlântica pertencente ao Exército, com de 150 hectares, que fica entre os maciços do Mendanha e da Pedra Branca.

Floresta do Camboatá

Segundo o ambientalista "André Ilha", que foi presidente do Instituto Estadual de Florestas do Rio de Janeiro, Superintendente de Biodiversidade da Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro e Diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do INEA de 2009 a 2014, em artigo para a ONG O ECO, aponta que a proposta do autódromo na Floresta do Camboatá é "incompreensível" porque "a poucos metros de distância da Floresta de Deodoro há uma área muitas vezes maior e inteiramente desmatada há décadas, que poderia perfeitamente abrigar o novo autódromo da cidade". Em parte dessa área foi implantado  o "Parque Radical de Deodoro”, também em função dos Jogos Olímpico, sem maiores polêmicas, em face do baixo impacto ambiental.

Floresta do Camboatá - Novo Autódromo do Rio de Janeiro

A resistência ambiental ao novo autódromo do Rio na Floresta do Camboatá avança na Assembléia e na Câmara de Vereadores. No âmbito estadual, os deputados Carlos Minc (PSB) e André Lazaroni (MDB) protocolaram um projeto de lei para que a área, bem próxima ao Parque do Mendanha, seja incorporada ao terceiro maciço da cidade (os outros dois são o da Pedra Branca e o do Tijuca).



Já a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovou nesta semana, em primeira instância, um projeto de lei para tornar a Floresta do Camboatá, local no bairro de Deodoro onde a Prefeitura pretende fazer o novo circuito, uma Área de Proteção Ambiental. Na prática, caso a lei seja aprovada, e o prefeito Marcello Crivella a sancione, o terreno não poderá ser utilizado para nenhuma obra.

Conclusão

Que o Rio de Janeiro é uma cidade mais vocacionada para a Fórmula 1 que São Paulo, não resta dúvida. O Rio é uma cidade turística, cheia de belezas naturais, e que pode oferecer ao turista que vai a um evento de esporte a motor, bem mais atrações que a metrópole paulistana dos negócios.

Esses são argumentos mais do que suficientes para justificar a construção de uma nova pista carioca, sobretudo nos moldes propostos, sem a entrada de dinheiro público. Seria perfeito se conseguisse viabilizar-se sem a destruição da Floresta do Camboatá.

Fontes: SOS Floresta do Camboatá  Jornal do Brasil O Bugio O Globo

36 comentários:

  1. Conheço o Rio de Janeiro e inclusive na própria zona oeste existem diversos terrenos até maiores que este aí. Se pensarem direitinho da pra agradar a gregos e troianos, recebendo o evento e sem matar o restinho de Mata Atlântica que nos resta! O terreno de floresta pertence ao exército? Kkk isso está cheirando a mais uma idéia maluca do bozo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve cumpanheiro ✊🏻⭐️

      Excluir
    2. Cumpanheiro Will, na verdade esse projeto pertence à administração Dilma/Cabral/Paes na época das olimpíadas. Com a desconstrução do autódromo de Jacarépagua, esse projeto ganhou força e só não vingou de imediato pelo motivo de o Exército ter que limpar essa área, devido a treinamentos com armas e bombas e se tivesse sido iniciado, com certeza seria mais uma obra estagnada por desvio de dinheiro público dessa quadrilha, que com esses grandes eventos quebraram o estado. Mesmo sendo uma área de reserva, seria demais interessante para esta cidade uma obra desse porte, com os investimentos inerentes ao projeto, os empregos que a construção demandaria e a movimentação financeira que os eventos trariam para a cidade que se encontra quebrada e mal administrada. Mesmo não sendo daqui, torço para que esse projeto saia do papel, pois, aqui é onde vivo, luto para que estado possa se re-erguer, ao lado de um povo gentil que na sua grande maioria é de bem e faz de tudo para que todos se sintam bem.

      Excluir
    3. Parei de ler em "cumpanheiro"...

      Excluir
    4. Não sou nascido em nenhum dos dois estados, mas já morei em ambas capitais. Rio é sim turística, mas a urbanização é péssima.

      A meu ver, os paulistas estão muito na frente em estrutura. No Rio só a natureza é bonita, a cidade em si é muito precária na quantidade de vias, estado destas, metrô e acesso à estradas. A saída para dutra, 040 e br101 são péssimas, afuniladas para o tamanho da cidade.

      Não tem porque tirar interlagos do circuito.

      Excluir
  2. ¿Corrida de milhonário na zona norte do Rio?
    Jajajajaj
    Momento para investir em táxi aéreo, porque pra chegar lá, só de helicóptero.
    ¡E helicópitero blindado!

    ResponderExcluir
  3. O Rio de Janeiro não é exatamente um bom exemplo de sabedoria em uso do espaço urbano...

    ResponderExcluir
  4. Favelas não tem projeto urbano, não pagam iptu, nem luz nem água, não geram empregos nem impostos, sem infraestrutura, mas tudo bem, a outra metade da cidade paga a conta, é o que pode chamar igualdade social

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Pois é! Onde estão o Carlos Minc e a turma ambientalista quando os moradores devastam as vegetações dos morros para construir irregularmente?

      Excluir
    3. Com a palavra os fascistas e racistas, que é a mesma coisa que um monte de analfas políticos que opinam sobre tudo e não entendem de porra nenhuma.

      Excluir
  5. Para ser usado por poucos dias?
    Esses autódromos tinham que ser "abertos" ao público, tipo Nürburgring Nordschleife. Você paga e vai passear.

    ResponderExcluir
  6. Seria ótimo pro Rio de Janeiro mas o maior problema é a segurança no Rio. Está na hora de arrumar esse problema e é fácil. Basta a polícia e o exército executar qualquer um que esteja com fuzil na mão é só passar de helicóptero, e ir fuzilando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em partes. Mas os maiores bandidos do Rio não andam de fuzil na mão!

      Excluir
  7. Sou fanático por automobilismo e me revolto até hoje com a sacanagem que fizeram com o autódromo de Jacarepaguá, apoio 100% a construção de um novo mas com tanta área degradada vão querer fazer num dos poucos pedaços de mata atlântica que sobraram? Aí não dá pra apoiar.

    ResponderExcluir
  8. Tudo projeto longo prazo. O governo investe um dinheirão, logo esta a abandonado igual o outro e é vendido pra pra investidores privados 😂😂😂

    ResponderExcluir
  9. Mas a polícia do Rio já executa. Tanto quem está de fuzil quanto quem está com guarda-chuvas. O problema é quando permitem que vizinhos do presidente possuam mais de uma centena de fuzis.

    ResponderExcluir
  10. Em São Paulo da tão certo, não sei pq tirar de lá. Já sei! Como tá em processo de privatização devem estar sucateando, deixando bem ruinzao para vender baratinho...depois de privatizado volta p sp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor, do ponto de vista econômico, é a F1 ficar em SP, onde há uma forte rede hoteleira que fica ociosa nos finais de semana, e mais pessoas com dinheiro para ir ao autódromo.

      Além disso, o Estado e a Prefeitura estão quebrados, e esse projeto, sacrificando uma área verde importantíssima para a cidade, não faz o menor sentido.

      Excluir
    2. Ah, se liga. A F-1 em São Paulo queima o filme. Ficam mostrando para o mundo inteiro um monte de favela e prédios boquetas. Não tem nada de atrativo para mostrar. UM lugar feio demais que é Interlagos. Queima o filme do País.
      A F-1 tem que ser usada para mostrar coisas bonitas. Veja as corridas de Baku, Sigapura e etc. Só mostram cidades bonitas, iluminadas e ricas, para atrair turistas.
      Já a corrida de SP não atrai ninguém para o Brasil pq só mostra coisas feias, favelas, conjuntos habitacionais de baixa renda. Coisa ridícula.

      A corrida de F-1 no Brasil tem ser em um lugar lindo, rico e cheio de belezas e gostosas para mostrar. Isso atrairia muito turistas e renda para o Brasil.

      Excluir
    3. com coisa que o rio não tem favela e sim prédios bonitos, acho que vc nunca foi ao rio. no Rio de Janeiro inteiro não tem um prédio bonito sequer, muito pior que são Paulo, a cidade inteira fede a esgoto um europeu ou americano vai ao rio e não volta nunca mais, infra- estrutura pífia, nem gostosas tem mais, somente funkeiras barangas, talvez Curitiba ou Florianópolis poderiam abrigar a F1 no Brasil, com certeza os turistas estrangeiros se sentiriam bem melhor, a verdade é essa

      Excluir
    4. O Rio digamos que 90% é isso que vc falou. Cheio de esgoto, e quando não é favela, são bairros horríveis, sem arborização, nada. Pior de tudo é que os cariocas têm mania de estacionar carros nas calçadas, então fica pior ainda. Não tem nem onde pedestres passar, e as calçadas ficam todas detonadas. É bem feio mesmo. Inclusive esssa Zona Norte aí. E, sim, tem cheiro de esgoto.
      Mas tem uma área bonita, a Barra, o Recreio e a Zona Sul, que tem a beleza natural, e a Barra e Recreio que é meio que uma cópia de Miami. A Urca é bonita, Jardim Botânico e Gávea são legais.
      Eu acho que deveriam fazer uma corrida de rua no Rio, nas áreas bonitas, tudo aterro do Flamengo, o centro novo, onde tem o Museu do amanhã..etc. Ficaria legal. Mas acho que não vai rolar.

      Então vamos ver esse novo autódromo. Não é possível que ficará feio. De repente esse lugar tem uma vista legal, pode ficar no meio das árvores e não mostre favelas. E se tivesse uma vista para um lugar legal, seria bom.

      O que não dá é para ficar no meio das favelas em Interlagos. Aquilo queima o filme do Brasil.

      Interlagos é a corrida mais feia do calendário da F-1. De longe a pior.

      Tem que fazer em lugar bonito. E o Rio tem sim uns lugares bonitos, apesar de 90% do Rio ser uma favela, ou quase isso.

      Excluir
    5. E outra coisa. Se levar esse autódromo e a F1 e Moto Gp para essa área da zona norte do Rio, isso pode levar a uma valorização da área, melhoria desse local, plantar uma árvores, tirar o cheiro de esgoto, e etc. Poderia melhorar toda a zona norte.

      Excluir
    6. Entendo perfeitamente sua colocação, sou positivista como vc , não curto ficar falando mal a toa, até porque infelizmente é do nosso país que estamos falando, porém vc tem que concordar comigo que isso é uma tremenda utopia, tem coisas que não tem jeito e o rio de Janeiro é uma delas, não tem conserto pelos próximos cinquenta anos no mínimo, construir uma casa do zero é muito mais fácil que reformar tudo, por exemplo, ou como namorar uma mulher linda e de boa família mas quê é viciada em crack, simplesmente não rola

      Excluir
    7. sou do Sul de Minas, viajo o Brasil inteiro a trabalho, falo com propriedade que é o melhor lugar do Brasil pra se viver, só saio daqui pra viver na Flórida que é meu plano de vida, conheço bem o rio todo, vc está confundindo a zona Norte com a zona Oeste, mas não vem ao caso, zona Norte é um grande buraco 100% favela, zona Sul não tem espaço devido a especulação imobiliária(anos Luz de ser parecido com Miami) a milícia está inclusive aterrando a lagoa, pode acreditar, o que sobra é realmente a zona Oeste inclusive Jacarepaguá, poderia ser la pros lados de sepetiba mas é longe pra dedeu, tem muito mangue e a milícia controla até as barraquinhas de cachorro quente, é surreal, não adianta, o rio é um caso perdido, aquela cidade parece mad Max, cenário pós apocalíptico

      Excluir
    8. Max, concordo em grande parte com você, o Carlos4carros não conhece onde estão querendo fazer o autódromo, Deodoro é uma região superfavelizada, só escapam as áreas do Exército mesmo. Turista estrangeiro vai ficar pessimamente impressionado se mostrarem o entorno, bem como no caminho para chegar ali.

      O melhor era em Jacarepaguá; já que destruíram, o jeito é deixar para quem pode manter, como a prefeitura e o estado de SP, como falado acima.

      Excluir
    9. Carlos4Carros está viajando fazer algo lá não vai trazer nada para região só destruição só vai trazer dinheiro para alguns sujos que estão envolvido nas obras e segurança privada de resto vai trazer é problemas e para fazer esse absurdo no Camboatá eles vai destruir tudi não vai sobre um animal e uma arvore vão fazer terraplanagem em tudo pois o terreno é totalmente irregular e inadequado para fazer essa obra idiota e o pior tem um local ideal ao lado e muito maior não fazem lá porque tem muitos corruptos tanto militares podres e civis.

      Excluir
  11. O autódromo de Jacarépagua era um oasis no meio da especulação imobiliária, que os cariocas jogaram fora em nome da corrupção Olímpica. Agora deu, Interlagos é ainda a cara da F1.

    ResponderExcluir
  12. BESTEIRA! O estado está quebrado, não tem segurança, não tem infraestrutura nenhuma e querem mais uma vez mostrar o RJ para o mundo de uma forma onde ele não é! Ao invés de gastar com esse projeto, poderiam se preocupar em arrumar todo o planejamento urbano, uma vez que o que mais se tem notícias, é de chuva arrasando a cidade, por exemplo. O governo, todos, colocam uma imagem de cidade maravilhosa, mas isso não é a um bom tempo... Quer mudar de SP? Certo, porque não dão seguimento no projeto apresentado pelo governo de SC? circuito de rua à beira mar, diz se não iria ser inovador para o automobilismo brasileiro, um circuito assim.

    ResponderExcluir
  13. {...envelhecido autódromo Interlagos...} Quem escreveu isso provavelmente entende pouco de corridas, autódromos, etc. Interlagos é um renomado autódromo e envelhecido assim como outros grandes autódromos, Mônaco, Indianópolis e Silverstone.

    ResponderExcluir
  14. Se em São Paulo já assaltam as equipes de F1, imagina como será no Rio.

    ResponderExcluir
  15. quanta abobrinha num lugar só.......
    não é atoa que estamos onde estamos.... tem muito adepto do pão e circo por aqui ainda......

    ResponderExcluir
  16. Precisaríamos de um escudo anti bala perdida desenvolvido por Israel, que poderíamos trocar por parte da floresta amazônica. Moleza.

    ResponderExcluir
  17. Vai fazer autódromo do Gericinó ou na casa do C bando de políticos e empresários corruptos e militares sujos.
    Tantas opções de locais mais adequados no Município e no Estado e se a CBA mesmo quisesse de verdade um autódromo já teria um no Rio, eles já teria pedido outro local a muito tempo pois sabiam dos problemas que acarretaria no Camboatá Mata,Explosivos no solo até hoje,Segurança ao redor,Atrativos comerciais da região,localidade ruim e outros problemas da área e região então se a CBA e outros fossem querer mesmo um autódromo eles já teriam mudado o local por um muito melhor e viável mas é muita gente suja metida nisso.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.