Car.blog.br

Pesquisar este blog

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020: fotos e detalhes

Categorias: , , , 43 Comentários

A Fiat Chrysler lançou no Salão do Automóvel de Genebra o Jeep® Renegade com tecnologia plug-in híbrida (PHEV). A novidade melhora o desempenho off-road, aproveitando o controle de torque para arrancar. A ação combinada dos sistemas de propulsão desenvolve até 240 cv.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

O Jeep Renegade Híbrido tem baterias que podem ser recarregadas pelo motor de combustão interna ou com o cabo de carregamento.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

Segundo a Jeep, a introdução da tecnologia híbrida reduz o total de propriedade do Renegade e do Compass, em função do menor consumo dos veículos híbridos plug-in (PHEV).

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

O Jeep Renegade PHEV plug-in está equipado com baterias que podem ser recarregadas por uma tomada externa e, portanto, possibilitam armazenar mais energia.



Esta opção permite o uso de motores elétricos mais potente, o que se traduz em autonomia elétrica pura de aproximadamente 50 km. Em modo elétrico, a velocidade máxima é de 130 km/h.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

O powertrain elétrico é formado por um motor quatro cilindros 1.3 Turbo, associado com um motor elétrico. Há versões com potência de 190 cv e outra com 240 cv. O modelo mais potente acelera de 0 a 100 km/h em 7 segundos.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

O novo Jeep Renegade com tecnologia PHEV é mais silencioso e emite menos CO2. Segundo a Jeep, abaixo de 50 g/km.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

A eletrificação do Jeep Renegage ainda aumenta a capacidade off-road em função do maior torque desenvolvido pelo motor elétrico. Além disso, o sistema de gerenciamento permite maior precisão de ajuste desse torque durante a arrancada e ao dirigir em superfícies desafiadoras, onde é necessária uma relação de transmissão muito baixa.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

O sistema de tração integral é novo, e agora nova nova tecnologia elétrica de tração para as quatro rodas (eAWD). A tração no eixo traseiro não é fornecida por eixo de transmissão, mas por motor elétrico específico. Isso possibilita separar os dois eixos e controlar o torque de forma mais eficaz e independente do que em um sistema mecânico.

Jeep Renegade 1.3 Turbo Híbrido 2020

Os Renegade PHEV também apresenta quadro de instrumentos dedicado e tela multimídia atualizados para auxiliar o condutor com informações relacionadas à condução híbrida diária.

43 comentários:

  1. Para o Brasil a tendência e usar carros híbridos(combustão e elétrico) devido o totalmente elétrico ter preço muito acima da realidade desse País.

    ResponderExcluir
  2. O Brasil não tem infra-estrutura pra 100% elétrico, então começa com hibrido.

    Provavelmente, será o primeiro SUV acessível hibrido.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Errado. GOLF Gti acelera de 0 a 100 km/h em 6 segundos. A jeep diz que esse ai faz em 7. Mas ela tb diz que o renegade flex faz em 11 e na verdade ele e mais lento que o Up 1.0 mpi já 1ue o renegade flex faz de 0 a 00 em 16.5 segundos.

      Excluir
    2. Por um tempo relutei em comprar um Renegade. Justamente em razão dos comentários negativos dos fan boys da VW. Mas daí eu resolvi fazer um teste drive e me surpreendi positivamente e acabei comprando. De fato não dá para comparar o carro com um Golf. É babaca quem o faz. As propostas são muito diferentes. O carro é muito bom de dirigir. E não é nada disso que o "ispecialista" do Rodolfo falou. Poucos dias que recebi o carro tive a primeira prova de sua segurança. Uma besta quadrada resolveu parar seu carro em uma BR, em uma curva e sem qualquer sinalização. E não era no acostamento. Os freios ABS e o sistema de controle de estabilidade atuaram com perfeição. Mesmo desviando bruscamente do carro a frente, o Jeep não fez nem sinal que iria "adernar como um navio a deriva". Além disso, o carro é bem caprichado. Tem até uma proteção emborrachada em quase todos os porta-trecos, evitando barulhos desnecessários de objetos largados. Enfim, sugiro que aqueles que desejam um, façam um teste drive. É de graça e servirá para reverter essa má impressão. Por fim, coloco como único ponto negativo o consumo. Mas isso eu já sabia, afinal, o carro é bem pesado. Mas se quer economizar em combustível, vá de Kwind. Mas não espere muita coisa deste.

      Excluir
  4. adorei, vou trocar meu Renegade diesel nesse ae

    ResponderExcluir
  5. e aqui no terceiro mundo andamos de 1.8 de bloco de ferro fundido.

    ResponderExcluir
  6. Vou ficar com o meu carro por um bom tempo.
    As montadoras mundiais não sabem o que nos oferecer, estão perdidas, oferecendo todo tipo de propulsão para ver qual será a que vai colar.
    Eu que não torrar uma grana preta para servir de cobaia.
    Qualquer coisa que você comprar hoje, poderá sair de linha amanhã, então eu fico com o meu carro que é econômico, seguro, tem manutenção tranquila, é bom de dirigir e está bem cuidado.

    ResponderExcluir
  7. Jeep Renagade diesel em relação ao flex: melhor aceleração e consumo, menor desvalorização, e esta aí nas lojas ao nosso alcance...não precisa sonhar com o híbrido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura ilusão, o Renegade flex e diesel tem mesma aceleração no 0 a 100.

      Excluir
    2. ....sem falar que por ser 4X4, da para fazer um off road moderado!

      Excluir
  8. É bem simples...

    https://quatrorodas.abril.com.br/noticias/jeep-compass-e-renegade-hibridos-sao-mais-potentes-que-um-golf-gti/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, assim você assusta as fanzetes da VW...

      Excluir
    2. Falar até maritaca fala. Mais potente que um GTI no papel muitos são. Mas muito poucos levam a melhor. Esses Fiats anabolizados mesmo tem a mesma dirigibilidade de um navio a deriva. Ou seja, essa potência toda só diminui a segurança, que é a mesma de uma charrete.

      Excluir
    3. Não é o que os testes de segurança feitos por quem REALMENTE ENTENDE DE CARRO mostram

      Excluir
    4. É capaz que os fanboys achem que o olf GTI concorre em aceleração com Bugatti, Maclaren, Ferrari...

      Excluir
  9. A Jeep vai lançar o Renegade 1.3 Turbo no Brasil ainda este ano. Vou esperar para comprar o meu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continua o mesmo trambolho. A dirigibilidade desse carro é como um navio a deriva. Segurança de uma charrete puxada por um cavalo manco. Ridículo.

      Excluir
    2. Comentário de quem nunca dirigiu o carro não vale...
      Quanta bobagem!

      Excluir
    3. Por um tempo relutei em comprar um Renegade. Justamente em razão dos comentários negativos dos fan boys da VW. Mas daí eu resolvi fazer um teste drive e me surpreendi positivamente e acabei comprando. De fato não dá para comparar o carro com um Golf. É babaca quem o faz. As propostas são muito diferentes. O carro é muito bom de dirigir. E não é nada disso que o "ispecialista" do Rodolfo falou. Poucos dias que recebi o carro tive a primeira prova de sua segurança. Uma besta quadrada resolveu parar seu carro em uma BR, em uma curva e sem qualquer sinalização. E não era no acostamento. Os freios ABS e o sistema de controle de estabilidade atuaram com perfeição. Mesmo desviando bruscamente do carro a frente, o Jeep não fez nem sinal que iria "adernar como um navio a deriva". Além disso, o carro é bem caprichado. Tem até uma proteção emborrachada em quase todos os porta-trecos, evitando barulhos desnecessários de objetos largados. Enfim, sugiro que aqueles que desejam um, façam um teste drive. É de graça e servirá para reverter essa má impressão. Por fim, coloco como único ponto negativo o consumo. Mas isso eu já sabia, afinal, o carro é bem pesado. Mas se quer economizar, vá de Kwind. Mas não espere muita coisa deste.

      Excluir
  10. Verdade esse Renegade 1.3 Turbo vai ser mais potente e com mais torque que o T-Cross 1.4 tsi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que não quer dizer que terá melhor desempenho ou consumo. Veja o peso do renegade. Outro fato é que temos que ver a curva de torque do motor para ter noção do desempenho.

      Excluir
    2. Vai ficar uma belezinha com essa dirigibilidade de barco a deriva no oceano a tempestades.

      Excluir
    3. E vai andar bem menos, como toda porcaria da Fiat.

      Excluir
    4. A questão é que o T-Cross já é uma realidade em nosso país, enquanto este um sonho distante...

      Excluir
    5. Renegade turbo chegando, o Tico-Tico irá sofrer!

      Excluir
    6. Se depender da Fiat o renegado turbo não vem pra cá

      Excluir
  11. Se da tanto recall sem tecnologia nenhuma, imaginem com alguma tecnologia.

    ResponderExcluir
  12. A VW SEMPRE exagera nos dados do 0 a 100 km/h dos seus carros, então, podem tirar o cavalo da chuva que o T-Cross 1.4 turbo NÃO vai fazer o 0 a 100 km/h em 8,7 segundos, vai fazer acima de 9 segundos. E o 1.o turbo automático vai ficar acima de 11 segundos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que o 1.4 pode até ser 8,7s
      Mas o 1.0, duvido muito ser inferior aos 11s
      O motorzinho é bom, mas não faz milagre! O carro pesa bem!

      Excluir
    2. T-Cross Comfortline 1.0 pesa cerca de 20kg mais que um Virtus Highline, que por sua vez, pesa 50kg a mais que o Polo Highline. Podemos dizer então que o desempenho é muita pouca coisa pior. Não deve chegar a perder 0,5 seg. no 0-100.

      Excluir
    3. Quanto ao desempenho do T-Cross 1.4, ele sendo 50kg mais pesado que um Golf 1.4 que faz 0-100 na casa de 9 segundos e tendo aerodinâmica pior, é impossível fazer em 8.7 segs.

      Excluir
  13. E o motor elétrico vai ficar aonde? No porta malas? Que já é bem grande por sinal né kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Motor elétrico fica junto com o motor a combustão, como o motor 1.3 é menor, cabe tranquilo no cofre do motor que cabe o 2.4 da Toro nos EUA. O problema mesmo fica por conta das baterias, geralmente elas ficam no assoalho, quando o carro é projetado pra ser híbrido ou elétrico. Como esse não foi, não sei como vão fazer.

      Excluir
  14. Já viram um Renegade freiando forte? Chega levantar a traseira...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ví...
      A distribuição de peso em cada eixo do Renegade chega a ser algo medonho...

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.