Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chevrolet Monza 2020: preço parte de R$ 51 mil - China

Categorias: , 24 Comentários

A Chevrolet-SAIC revela na China mais detalhes do novo Monza 2020 - sedã médio criado para disputar o segmento com VW Lavida, Toyota Corolla e Nissan Sentra.

Chevrolet Monza 2020

O sedan esportivo está disponível em cinco variantes, incluindo dois modelos Redline e dois modelos RS, que variam de preço de RMB 89.900 (R$ 51 mil) a RMB 119.900 (R$68 mil).

Chevrolet Monza 2020

A estética do novo Monza é caracterizada por um capô de motor com uma sensação muscular, enquanto as duas linhas distintas criam um efeito esculpido tridimensional em vários níveis.


O interior traz nova central multimídia MyLink da Chevrolet que suporta a Apple CarPlay e Baidu Carlife.

Chevrolet Monza 2020

O sistema sincroniza com smartphones dos usuários para fornecer informações atualizadas continuamente no visor montado no carro.

Chevrolet Monza 2020

O Monza vem com um motor turbo EcoTec de GM. Acoplado com uma transmissão de seis velocidades de dupla embreagem (DCG), o motor em Monza 320T (1.0 Turbo) proporciona uma potência máxima de 125 cv e torque máximo de 170 nm, o que é comparável àquela de um motor naturalmente aspirado de 1,6 L.

Chevrolet Monza 2020

O consumo dessa versão, segundo a GM, é de 19,2 km/l.

Chevrolet Monza 2020

As variantes RS Monza 330T proporcionar ainda maior potência, com saída, com 163 cv e 230 Nm de torque máximo.

Chevrolet Monza 2020

O seu motor é combinado com um câmbio de seis velocidades DSS, e sistema de desligamento temporário do motor.

24 comentários:

  1. Novo prisma = mini cruze. Monza = mistura dos dois últimos. Somente o prisma justicaria uma aquisição nessa nova linha

    ResponderExcluir
  2. Se você perguntar para dez mecânicos das antigas qual foi o melhor carro já feito no Brasil, pode ter certeza que pelo menos seis irão dizer Monza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. errou..santana! esse foi o carro

      Excluir
    2. Monza sempre foi muito superior ao Santana...

      Excluir
    3. Realmente, ômega era o carro. Meu pai teve um na década de 90 até início dos anos 2000, 300mil km rodados e nunca deixou na mão.

      Excluir
    4. EU faria um projeto melhor!O tubarão foi uma evolução natural e fiel a essência do clássico.O interior ficou top!mesmo assim é monza!campeão de vendas 20/21.

      Excluir
    5. Eu sou mecânico o melhor carro fabricado no brasil foi o gol quadrado motor ap

      Excluir
  3. Meu pai teve 4 Monza quando éramos crianças. Se o veio descobre q lá na China tem ele vai ter febre

    ResponderExcluir
  4. Depois só os carros da VW são iguais kkmkkkkmkmkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Se a GM acha que com esse carro ela conseguirá competir com o Lavida e com o Jetta, informo que ela está bem errada.

    Como pode um carro que pretende competir com o Lavida e não ter nem um freio de mão eletrônico? Que piada.

    O design também não tem identidade. Não diz ao que veio, e os motores são ridiculamente fracos para o porte do carro.

    O Lavida é o carro mais vendido na China. Tem consumidores fieis em suas qualidades. Jamais irão sair do que conhecem para um carro pior.

    Esse Monza desponta para a irrelevância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na China pode ser .mas aqui no Brasil.o monza sempre competiu e sempre saiu na frente.

      Excluir
  6. Podia vir para o Brasil 🇧🇷! Muitos iriam comprar. Mas será que ele seria maior que o cruze?

    ResponderExcluir
  7. Copiou o painel do novo Corolla na cara dura. No mais, impera o mal gosto do resto da linha GM.

    ResponderExcluir
  8. Se o Cruze sair de linha em 2 a 3 ano ( possivelmente irá sair), ainda assim, não vejo muito sentido no Monza no mercado Brasileiro, tendo em vista o tamanho do novo Prisma, que pode ficar na faixa de mercado de patamar abaixo dos médios com versão mais recheada e também substituir o Cobalt...mas é só minha impressão. Será que a GM irá lançar o Monza no Brasil com o mercado de sedans médiosem declínio? a conferir..

    ResponderExcluir
  9. O Monza poderá substituir o Cruze a curto prazo, pois divide a mesma plataforma, porém, com detalhes e tecnologias simplificadas, novo desenho (bem jovem) e caso utilize os novos motores 1.0 e 1.3 Turbo Flex fabricados no Brasil, os impostos seriam menores devido a Cilindrada e a eficiência energética de ambos. Caso a GM considere isto e vislumbre os atuais concorrentes se tornando mais caros; o Novo Monza poderá substituir os Cobalt mais caros e os Cruze LT "plus" (so um termo de enfase) e assim, quando o mercado estiver saturado de SUVs (isto ocorrerá em pouco tempo) os sedas voltarão a ter boas vendas e serão (os médios) novamente lucrativos, todavia, não como no passado, mas que poderá ser sim, uma estratégia salutar para o mercado e para a GM.

    ResponderExcluir
  10. Gente Monza é Monza, quem nuca dirigiu um não deve comentar nada.

    ResponderExcluir
  11. Tudo evoluir para regredir não tem descansa braço no banco de trás e agora que eles conseguiram fazer o 1 cruzer bonito vão colocar um mais feiu e mais fraco e que traseira feia chamado tirou no pé

    ResponderExcluir
  12. meu pai teve um monza 1988/89 nos anos 90 de 1993 até 1999 era o melhor carro que ele teve apesar de nao ter conhecido ( foi vendido tava na barriga da minha mãe) ele me falava muito desse carro top demais

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.