Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW T-Cross terá motores 1.0 TSI e 1.4 TSI Flex no Brasil

Categorias: , 42 Comentários

A Volkswagen Europa divulgou hoje detalhes do SUV compacto T-Cross, e agora a subsidiária brasileira revela mais detalhes da configuração brasileira do SUV compacto - apontado como um "novo formato". O modelo nacional será maior em comprimento e entre-eixos e contará também com motores mais potentes em relação ao europeu.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

Assim como o modelo europeu, o novo T-Cross brasileiro chega para ampliar o catálogo de SUVs, trazendo design marcante e possibilidades de personalização.




A dianteira traz uma grade dominante com traços concisos de seus faróis de neblina, e apresenta um design sublime. Na lateral observa-se molduras da caixa de roda acentuadas.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

“Prático, descolado, intuitivo e seguro”. Essas são as quatro principais características do T-Cross: “Prático” – mais espaço e flexibilidade; “Descolado” – design marcante e personalização; “Intuitivo” – digital e conectado; “Seguro” – um dos automóveis mais seguros do seu segmento.

Modelo brasileiro - especificações

O novo SUV da Volkswagen, que será produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR), mede 4.192 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (10 mm mais alto que o T-Cross europeu).

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

A distância entre eixos do modelo que será produzido no Brasil é a maior do segmento: 2.649 mm (86 mm a mais do que a distância entre-eixos do T-Cross europeu).

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

Sendo assim, o T-Cross é consideravelmente maior do que o Novo Polo. O T-Cross e o Novo Polo agregam variedade ao segmento, fragmentado em dois tipos de veículos independentes. Esta fragmentação torna a oferta mais variada e a mobilidade mais rica em experiências.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

O T-Cross demonstra isso – um SUV prático e, ao mesmo tempo, estiloso, com uma condução intuitiva e segura. Equipada com rodas de até 17 polegadas, a gama T-Cross dispõe de duas opções de motores com turbocompressor e injeção direta de combustível.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

O motor 1.0 TSI Total Flex atinge uma potência de até 128 cv (94 kW) com etanol. Já o motor 1.4 TSI Total Flex gera uma potência de até 150 cv (110 kW), também com etanol.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

A capacidade do porta-malas do T-Cross vendido no Brasil é de 390 litros. O encosto dobrável do banco do passageiro dianteiro oferece ainda mais flexibilidade. Típica de um SUV é a posição elevada dos assentos no T-Cross. O ângulo de visão elevado do T-Cross é obtido graças a uma maior altura livre do solo e ao sistema de bancos.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

“Descolado.” O design é marcante. A parte dianteira destaca-se por sua altura; o design é carismático, com uma grade ampla e faróis de LED integrados. Também responsável por esta altura acentuada é a tampa do compartimento do motor.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

A região inferior da parte dianteira distingue-se por detalhes como os faróis de neblina inseridos de modo marcante. Nas versões do T-Cross com faróis halógenos, a luz de condução diurna é integrada no módulo dos faróis de neblina; já no caso de faróis full-LED, a luz de condução diurna encontra-se acima, na carcaça do farol.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V


Nas laterais, uma linha característica acentuada divide os espaços. Atrás, ela forma uma seção dos ombros impactante, e assinala na traseira um novo elemento de design da Volkswagen: a faixa de refletores estendida transversalmente na parte traseira e emoldurada por um painel preto. Dash pads integram o estilo jovial e as oito cores do exterior (opcionalmente também bicolor) com o interior do veículo projetado de forma explicitamente generosa para esta classe.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

A música do smartphone ou dos serviços de streaming pode ser reproduzida pelo sistema de som “Beats”, com sete alto-falantes e qualidade de som premium.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

“Intuitivo.” Ainda é cedo demais para revelar todos os novos detalhes técnicos do interior. Porém, já é claro: o T-Cross inclui, opcionalmente, um sistema de Infotainment com tela sensível ao toque (touchscreen) de 8 polegadas e um cockpit digital “Active Info Display” (painel de instrumentos) de última geração.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

A operação é intuitiva. Quatro entradas USB (duas na frente, duas atrás) garantem a conexão ideal e energia suficiente para os smartphones. O sistema opcional de travamento e partida “Keyless Access” torna o acesso ao T-Cross mais confortável, enquanto os faróis full-LED proporcionam mais eficiência e precisão na iluminação.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

“Seguro”. A influência positiva da Estratégia Modular MQB revela-se em todas as áreas do T-Cross. Graças à MQB, o SUV já entrará na concorrência como um dos veículos mais seguros de sua classe – o que é garantido pela alta resistência a impactos, seis airbags e uma gama especialmente ampla de sistemas de assistência.

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

Além de sensores dianteiro e traseiro para estacionamento, o T-Cross também está equipado com o sistema “Park Assist 3.0”, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais – e agora com a função de freio de manobra. Entre os outros sistemas de assistência estão o sistema de “Frenagem Automática Pós-Colisão” (aciona automaticamente os freios do veículo em caso de acidente) e o “Detector de fadiga” (detecta a perda de concentração do motorista e o sistema recomenda uma pausa para descanso).

Volkswagen T-Cross - concorrente do HR-V

Além disso, o T-Cross poderá ser equipado com o “Seletor do perfil de condução”, para o motorista ajustar a experiência de direção entre os modos normal, ecológico, esportivo ou individual.

42 comentários:

  1. virtual cockpit ( ͡° ͜ʖ ͡°) :Disso ae wolks

    ResponderExcluir
  2. só falta assistente de frenagem com frenagem autônoma

    ResponderExcluir
  3. traseira quase igual ao do novo q3 2019 q tá vindo ae...frente do virtus...

    ResponderExcluir
  4. Vai ser uma ótima opção... Vamos ver os valores que serão praticados pela VW.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Não... a volks já confirmou que somente o modelo acima dele (Tarek/Tharu) é que terá opção integral

      Excluir
  6. Poderia ter uma versão chamada T-CROSS SPORT, com BANCOS RECARO e painel digital. Ficaria top demais.

    ResponderExcluir
  7. Vai ser um belo carro e acredito que com essa motorização será também econômico, coisa rara nesse segmento. Pena que custará aquilo que a maioria dos sonhadores não vão poder pagar ! :(

    ResponderExcluir
  8. Será um bom concorrente para o SUV Kwid.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concorrente do Kwid ???? Para !!! Eles estão falando de carro !!!

      Excluir
    2. Kwid SUV?pega um e pega uma estrada de terra fofa depois de uma chuvarada de verão

      Excluir
  9. Respostas
    1. Temers não porque esse carro chega em 2019, em outro site estava falando que cogitam que vira entre 75 a 100 mil Bolsonaros tá ok kkkkk

      Excluir
  10. preços a partir de 80 mil... uma pena, pra mim que sou pobre kkkk

    ResponderExcluir
  11. O estrago que o motor TSi vai fazer na concorrência apenas começou, a fama do mesmo já está se espalhando com o Polo/Virtus 200Tsi, 170tsi já do Up!, 200tsi do Golf, ainda 250Tsi e 350Tsi, e agora vem esse SUV que já é o melhor na sua categoria. Quando ficar notório que esses motores são mais eficientes em todos os sentidos que os motores aspirados, o estrago vai ser grande.

    ResponderExcluir
  12. Acredito que o 1.6 Msi saiu dos planos, graças ao Roda 2030 que agora pagará mais IPI do que os modelos Turbo. Acho isso sensacional, espero todas a montadoras comecem a aposentar os aspidiados. Aspirado pra mim só em motor grande e esportivo.

    ResponderExcluir
  13. Alguma chance do 1.4 ganhar uma calibragem mais potente? Não seria nada mal um Polo GTS com 160 ou 170 cavalinhos.

    ResponderExcluir
  14. SE a VW for agressiva nos preços como foi com o Polo/Virtus, vai ser sucesso garantido.
    SE for imbecil como foi com o Golf fabricado aqui, vai amargar vendas baixas, pois justamente esse segmento de SUVs menores tá bombando de concorrentes. Vem aí Renegade/Compass turbo e os outros também não vão ficar parados...

    ResponderExcluir
  15. Briga boa desses motores com os novos Firefly 1.0 e 1.3 turbo da FCA que chegarão em meados de 2020.
    Torcer para que venham com bom custo benefício. O consumidor só tende a ganhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Renegade novo na Europa já tem esse firefly turbo 1.3 e 1.0

      Excluir
  16. Como tem áulico...com mimimi" briga boa" de motor 1.0 TSI da VW com da Fiat.

    Acordem para a vida. A Fiat não tem motor turbo nem mesmo na Europa.

    No Brasil a promossa é para 2020. Enquanto isso a VW tem motor 1.0 TSI, 1.4 TSI desde 2015.

    Briga boa? Que piada....

    Não existe briga. A Fiat tem um motores boquetas de 6 válvulas frouxos...aspirados, sem injeção direta.

    Piada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de falar bobagem, sabichão!!!
      A FIAT foi pioneira em motores turbos em carros nacionais.
      Inclusive está previsto um motor 1.3turbo de 160cv e 27kgf de torque, números bem superiores em relação aos VW.
      Então vamos aguardar a chegada desses novos motores.

      Excluir
    2. To procurando a superioridade e não encontro nem em números, primeiro, em outras matérias a Fiat admitiu usar uma calibragem mais mansa aqui no Brasil, segundo, nao

      Excluir
    3. Na Europa o multi air 1.4 turbo ainda é usado no 500 Abarth,500x,124 spider e parece que no 500L e tem o Twin Air turbo do panda e 500,todavia em turbos lá fora a Fiat tá atrasada e esse motor firefly 1.3 turbo não tem desativação de cilindros e turbina com geometria variável,o tsi 1.5 evo tem isso e dá um coro nesse motor

      Excluir
  17. Os motores turbo da VW são primorosos, mas o futuro será, sem dúvida, dos elétricos!

    ResponderExcluir
  18. Podia ser camuflado assim de produção mesmo. Por baixo nada de vistoso ou novo no design, basta reparar bem nas imagens.

    ResponderExcluir
  19. O povo mais limitado em QI só sabem comentar sobre design. Funciona assim. Ele vê a foto, se o rabo aquece, ele diz: bonito. Se o rabo não aquece, ele diz: "sem graça" ou "sem sal" ou "nada vistoso".

    São vítimas do sistema educacional brasileiro. Não é capaz de emitir qualquer tipo de opinião que não seja sensorial.

    Aí chega uma imagem camuflada, os dois neurônios, tico e teco, ficam brigando para tentar acender o rabo do idiota para ver se a boca pronuncia uma das três palavras que ele sabe para qualificar um carro: "bonito", "feio", "vistoso".

    Deveriam criar uma revista ou site só sobre beleza de carros. Assim essas pessoas poderiam comentar sem se sentir inferiorizadas por não ter capacidade de opinar de nada, absolutamente nada, que não seja: "feio", "bonito", "sem sal" ou "sem graça".

    Enfim, minha tese segundo a qual o mundo será dominado pelos idiotas, não por que são mais competentes, mas porque são em maior número, insiste em ser referendada. Aliás, a dominação só não aconteceu pois os idiotas são idiotas demais para perceber sequer que são idiotas, que dirá que são em maior número. Eles não sabem contar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você será mesmo o líder deles, eleito por maioria absoluta.

      Excluir
  20. Há uma certa dificuldade em aceitar opinião contrária, e as reações são sempre coléricas, vexatórias, mas é preciso relevar pois já dizia Nelson Rodrigues: "Desconfio muito dos veementes. Via de regra, o sujeito que esbraveja está a um milímetro do erro e da obtusidade"

    ResponderExcluir
  21. Seu por uma bagatela de 100k...

    ResponderExcluir
  22. Enquanto isso o Renegade patina no seu motor 1.8....

    ResponderExcluir
  23. Enquanto isso, a Fiat não traz o seu motor 1.4 T e mantem o Renegade com o beberrão e limitado 1.8...

    ResponderExcluir
  24. Acho que o unico defeito desse carro sera o preço, mas pra mim que vendi meu Golf alemão somente por causa da suspensao que nao comportava as estradas de terra péssimas na minha cidade de interior, será dificil resistir a um tcross 1.4 tsi... talvez eu ja compre no lançamento e de olhos fechados como fiz com o Golf. A Tiguan era objeto de desejo meu tbm, mas veio cara demais pro meu bolso.

    ResponderExcluir
  25. É gol de quem? Da Alemanha!!! Viva a VW!

    ResponderExcluir
  26. VW Tcross(85.000 - 100.000), VW "Kodiak"(105.000 - 125.000), VW Tiguan Allspace(125.000 - 180.000) Seria isto? Alguma noticia da Saverok? concorrente da Toro...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.