Car.blog.br

Pesquisar este blog

Punto, o sucessor do Uno que desafiou o Golf, chega ao fim

Categorias: , , , , 40 Comentários

Em meados do próximo mês de agosto, a FCA interromperá a produção na Itália do Punto - um dos últimos modelos históricos da marca.

Fiat Punto 1993

O Fiat Punto chega ao fim na Europa após 25 anos de mercado, com mais de 9 milhões de cópias vendidas, e que tem no currículo um feito notável: superar em vendas o todo poderoso Volkswagen Golf no mercado europeu.

Fiat Punto 1993

No ano de 1997, o Fiat Punto vendeu mais na Europa do que o Volkswagen Golf. Foi apenas nesse ano, mas poucos conseguiram isso.

Fiat Punto 1999

Apresentado em 1993, em sua primeira geração, logo chamou a atenção por seu design moderno - para a época. Não por acaso o design do carro foi o trabalho de Giorgetto Giugiaro.

Fiat Punto 1999

A "missão" confiada ao Punto era ambiciosa, a de substituir na gama Fiat outro modelo icônico da então marca italiana, o Uno. No momento do lançamento, o Punto foi proposto em versões de três e cinco portas inicialmente equipadas com dois motores a gasolina, o Fire com deslocamentos de 1.100 e 1.300 cc. Um ano depois, em 1994, chegou a versão Cabrio feita para a Fiat pela Bertone.

Fiat Punto 1999

Um ano depois, em 1995, foi eleito o Carro do Ano na Europa. Em um segundo momento os dois motores iniciais foram unidos a outras duas unidades a gasolina, a 1600 cc com 88 cv e 1.400 cc com 133 cv.

Fiat Punto 1999

Em 1997, no entanto, as versões turbodiesel com 1.700 chegaram em dois níveis de potência de 57 e 71 cv.

Fiat Punto 1999

Em 1999 veio a segunda geração do Punto restilizzato pelo Fiat Style Center, enquanto em 2005 a foi apresentado o Grand Punto, criado pelo estúdio Italiesign de Giorgetto Giugiaro.

Fiat Punto 2009 Evo

Em 2009 chegou ao mercado o Punto Evo. O último restyling que chegou ao mercado foi o de 2012 com o qual o Ponto de fato retornou às suas origens à medida que retomava o estilo do projeto original.

Fiat Punto 2009 Evo

O Punto deixa a cena em função da uma escolha da FCA em reduzir o peso da marca dentro do grupo e focar apenas no Panda e no 500.

Fiat Punto 2009 Evo

O fim do Punto na Europa não deixa de ser curioso, já que, em seu segmento, a Ford lançou este ano o Novo Fiesta, a Volkswagen o Novo Polo, a Seat o Novo Ibiza, e a Skoda o novo Fábia.

40 comentários:

  1. Bonito esse 2 portas preto da última foto

    ResponderExcluir
  2. A marca faz um modelo bonito e o resto deixa pra lá. Moto demora cem anos para evoluir. Depois retira por baixa venda. Povo amador!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. New Fiesta veio depois. Palio da última geração foi inspirado no Punto. Giorgeto Giugiaro foi um dos maiores designer automotivos do mundo.

      Excluir
  4. Sucessor do Uno?
    E que título mal escrito hein...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O TÍTULO TEM O TAMANHO DE UM TEXTO!

      Excluir
    2. Sim, ele é o substituto do Uno, na Itália. O estigma de carro muito popular o Uno tem por aqui, por causa do Mille. Pasmem os fanboys, Uno foi concorrente de Polo nos anos 80 e começo dos 90.

      Excluir
    3. Muitos brasileiros consideram-se entendidos sobre carros.... mas entendidos onde? Lendo blogs? Batendo papo em bares? Chamam Chip Foose de designer, cortam molas, instalam rodas BBS falsificadas e já acham que entendem de design automotivo.

      Excluir
    4. Meu Deus, melhor nem discutir.
      Uno pode até ter concorrido com o polo, mas falar que o punto é seu sucessor é uma burrice sem fim.

      Excluir
    5. "Burrice sem fim" é não ter conhecimentos sobre o mundo automotivo. Uno foi sim concorrente do Polo. Concorrente do Fiesta... do Corsa... O problema deste blog é que ele se tornou reduto de fanáticos por uma única marca.

      Excluir
    6. Aliás, nos anos 70, era o Fiat 127 (do qual derivou o 147 brasileiro) que concorria com o "grandioso pica-das-galáxias" Polo.

      Excluir
    7. Vejam este teste comparativo de uma revista europeia dos anos 70: http://www.flickriver.com/photos/triggerscarstuff/sets/72157628795199661/

      Excluir
  5. Nossa se a FIAT teve realmente essa pretensão, de desafiar o GOLF com o PUNTO, foi muita utopia na minha modesta opinião.

    Se fosse a FORD com o FOCUS, atualmente o CRUZE da GM, até teria lógica...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em número de vendas, leia a matéria de novo (se leu).

      Excluir
  6. KKKKK Punto brigar com O Golf só podia ser pretensão de pizzaiola doida! A fiat (com minúscula mesmo) cansou de apanhar da VW com o Gol. Não contente e humilhada tamanha suura que o uno levava do Gol apostou todas as suas fichas no Palio, Dois contra um e mesmo a homérica surra humilhante continuou por 27 anos. A trégua durou por apenas um ano, e o Gol atualmente continuava a espancar o trio Palio Uno e Mobi até que o Palio sucumbiu a décadas de humilhação e abandonou o ring humilhantemente. Na Europa e pelo mundo a história se repetiu, A Fiat apanhou apanhou, apanhou, com Bravo, Brava, Stilo, Stila, Punto, Punta só aumentaram a humilhação. Não dá Fiat, coloque-se no seu lugar e volte a fazer carros para padeiros, Pet shop, encanadores, tintureiros etc. Essa é a sua praia, o seu mundinho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Punto era concorrente do Polo na Europa. Polo, Fiesta, Corsa.... Mas é engraçado gente tratando de marcas de carros como se fossem times de futebol. Mediocridade. Irracionalidade.

      Excluir
    2. Detalhe que no Brasil, o Punto surrada o Polo, isso o fanboy não menciona. Um cara que usa codinome de um clássico da Ford, o que esperar, porque não troca por clássico da VW? A já sei, o nome forte da VE seria fusca.

      Excluir
    3. Punto bateu o golf em vendas. E a típica pessoa que lê o texto inteiro e não entende sequer uma frase.

      Excluir
    4. Estamos falando do mercado mundial em geral,o Punto sempre foi um carro inferior ao polo e sempre vendeu menos que o Polo

      Excluir
  7. Sim, li e vi que tal fato se deu comercialmente. Estão de parabens, pois conseguiram algo que ninguém imaginava, nem eles próprios..pois nos demais quesitos não chega nem perto de um GOLF. Não tive Punto, mas tive Golf e sei do que estou falando.

    ResponderExcluir
  8. Fico abismado, como a Fiat mata seus modelos: Tempra, Bravo, Punto, Palio, Stilo...

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Detalhe! O Punto superou em vendas o Golf mkIII de 97 que já estava com o visual cansado e saindo de linha, pois a Vw já estava na eminencia de lancar o Golf MkIV (sapão) já no final de 97 como modelo 98.

    ResponderExcluir
  11. Opinião de quem trocou o Punto 1.6 pelo Golf... Já disse isso aqui uma vez. Na época, fui olhar New Fiesta, Onix, 207, C3, Fox, todos pareciam um nível abaixo do Fiat, que tinha ótimo acabamento, bom desempenho já em baixa rotação, ótima estabilidade e, na minha visão, um design exemplar. Até porque o último modelo (não as reestilizações) foi um projeto pessoal do próprio Giugiaro, considerado o maior designer do século e que, se não me engano, foi quem fez o design do primeiro Golf também).

    O sucesso do Punto na Europa + a queda da economia americana foi quem salvou a Fiat, que adquiriu ícones da indústria automobilística dos EUA, formando a FCA. Mas aí o lado Fiat começou a pesar e a chucra parou de investir no carro... Lembro que foi a pioneira em sistema de reconhecimento de voz, com o falecido Blue and Me. O Punto também já poderia receber 6 airbags há mais de 5 anos atrás... Mas tudo em hipotéticos pacotes opcionais, já que a Fiat nunca produzia e a reserva passava de 6 meses por aqui...

    No teste drive que fiz no Fiesta, com ESC, era clara a limitação do Ford em curva. Usei como exemplo uma que, no Fiat, mesmo sem o controle eletrônico, fazia com muito mais segurança. Um acerto objetivo de projeto. E lembro também do torque em baixa, que fazia o herdeiro italiano arrancar nas saídas. Quando testei o Golf 1.4 turbo e voltei para o Punto 1.6, por incrível que pareça, não parecia um abismo entre os carros. Essa é a realidade.

    Mas, como eu disse, a Fiat fez de tudo para não acompanhar o avanço do mercado. Na atualização, praticamente só trouxe para-choques duvidosos (que também derrubou as vendas na Itália), baixou a qualidade do painel, não tinha central de séria, os airbags só com reza brava, não colocou ESC, enfim, parou no tempo intencionalmente e ainda teve a coragem de afundar o barco com o Argo, que só vende razoável pela morte das 2 versões do Palio, de Uno e Bravo.

    O Punto original, com central multimídia de espelhamento + 6 airbags + controles de tração e estabilidade venderia bem em qualquer país, aqui mais do que o HB20 por exemplo. E a italiana manteria um produto de história e respeito na sua linha. Com a linha atual, a Fiat corre grande risco de sumir do mapa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, o Punto é um projeto bem superior ao Argo. A Fiat veio com o mimimi que o Argo é derivado do Punto, o que é uma baita mentira. Argo não passa de um Palio emperiquitado.
      A Fiat deveria ter feito um Novo Punto, e inclusive mantido o nome Punto, que é muito mais sonoro e bonito que "Argo".

      Excluir
    2. o Sérgio Macarrone,o Fiateiro-mór vai deixar o a FCA ano que vem,pode ser que o novo Chefe da FCA mude de idéia e lance o tal Fiat Primo,a Fiat na Europa sempre vendeu bem nesse segmento,deixar o Punto sem um sucessor é burrice,ainda mais que a FCA tá numa crise.

      Excluir
    3. O maior ERRO DA MONTADORA ITALIANA e matar os nomes de seus carros. Pow Punto é um nome de respeito e a Fiat matou esse nome. Como fez com o Tempra, bravo, marea e palio. A decadência dela se dá pelo fato de a mesma matar nomes ícones e que fizeram sucesso no seu portifólio. Há me esqueci matou o nome Stilo tambem, que por aqui fez muito sucesso e rivalizou com o golf Sapão. A Fiat viaja nessas decisões confusas, não sou Fanboy da Volks, mas se tem uma coisa que ela respeita é o nome de um carro, que invariavelmente vira icone. Nome com história vira Best seler. #aprendefiat.

      Excluir
  12. Deveriam ter matado o argo no berco! E terem feito um novo punto maior e mais moderno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Marchionne não tem visão,ele está acabando com a Fiat,aqui no Brasil a Fiat devia ter matado de uma vez Mobi e Uno e botar o Panda no lugar deles

      Excluir
  13. Nunca competiu com o golf. Nem pertencem à mesma categoria. o blog sempre tem que enfiar o nome de VW na matéria de qualquer maneira. Q obsessão...sdsdsds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara não é questão de segmento, foi em vendas. O Golf é há muitos anos o líder em vendas .

      Excluir
    2. Vendas, falaram apenas em vendas. Oh falta de leitura.

      Excluir
  14. bom carro, e continua sendo uma otima opção de usado, maioria dos meus carros sempre foram VW, mas ja tive um punto como segundo carro e era muito interessante porem discordo, nunca o punto concorreu com golf, mas sim com o polo da geração passada que tivemos no brasil, o que concorria com o golf era o Stilo

    ResponderExcluir
  15. O punto nunca teve como objetivo competir com o golf.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.