Car.blog.br

Pesquisar este blog

Ford Fusion 2017: defeitos, preços, consumo e detalhes

Categorias: , , , 37 Comentários

A Ford do Brasil apresenta oficialmente a linha 2017 do sedã grande Fusion, com alterações cosméticas no exterior e interior, com poucas novidades mecânicas e sem melhorias estruturais que solucionem os principais defeitos crônicos do sedã: tamanho e peso excessivos, consumo muito elevado e suspensão inadequada (muito baixa) para as vias brasileiras.

Novo Fusion 2017

O Ford Fusion vem se mantendo líder de vendas no segmento de sedãs grandes pelo fato de oferecer uma relação custo x benefício interessante. O seu preço é competitivo frente a seus principais competidores pois chega ao Brasil importado do México, e, portanto, sem a incidência de imposto de importação.

Novo Fusion 2017

Entretanto, fora essa vantagem em termos de preço, do ponto de vista técnico o Fusion é um carro que tem muitos defeitos crônicos de projeto, e que só serão resolvidos em uma nova geração, com uma concepção totalmente nova.

Novo Ford Fusion 2017

O Fusion pesa mais de 1.700 Kg - cerca de 300 Kg a mais que o Passat B8, que tem dimensões similares -, o que prejudica seu desempenho, consumo, dirigibilidade e estabilidade.

Novo Fusion 2017 - frente - branco

Assim, esse modelo 2017 traz apenas uma alteração estética cosmética na dianteira e no interior, com a inclusão de alguns recursos tecnológicos como a central multimídia SYNC3, que contempla GPS integrado, e agora tem capacidade de espelhamento de tela por meio de compatibilidade de aplicativos Apple CarPlay e Android Auto.

Novo Fusion 2017 - interior - câmbio automático

O câmbio, por exemplo, é o mesmo automático de seis marchas, com conversor de torque, que drena potência e torque do motor para funcionar, mas agora tem uma nova manopla rotatória, semelhante à usada nos Land Rover, sugerindo que há algo de novo na transmissão, mas não: é exatamente a mesma do modelo vendido desde 2013.




Ainda na parte mecânica, os motores são mantidos, com os mesmos problemas. O quatro cilindros 2.5 Flex da vesão SEL continua excessivamente gastador, com consumo médio de 5,4 km/l de etanol em cidade, e 7,9 km/l com gasolina. Em estrada não melhora muito, passando a elevados 8,2 km/l com etanol e 11,9 km/l em estrada.

Novo Fusion 2017 - traseira

O modelo 2.0 EcoBoost, apesar de adotar uma arquitetura mais moderna, e oferecer melhor desempenho, consegue, com atualizações da linha 2017, ser um pouco melhor que o 2.5 Flex em consumo, mas ainda não oferece a tecnologia flex (que sempre é uma garantia contra a gasolina de baixa qualidade vendida no Brasil). Segundo o INMETRO, o Fuson 2.0 EcoBoost bebe muito em cidade e em estrada: 8,6 km/l em cidade, e 11,7 Km/l em estrada, o que lhe rende nota "D" do INMETRO.

Modelo
Consumo EtanolConsumo Gasolina
Média Gasolina
Desvantagem em relação ao Civic
CidadeEstradaCidadeEstrada
Honda Civic 1.5 Turbo--1214,613,17
VW Jetta 1.4 TSI--10,413,811,93-9,4%
Honda Civic 2.0 CVT7,28,910,612,911,64-11,7%
VW Passat 2.0 TSI--10,412,911,53-12,5%
VW Jetta 2.0 TSI--9,412,510,80-18,0%
Ford Fusion 2.0 Turbo--8,611,710,00-24,1%
Ford Fusion 2.5 Flex5,48,27,911,99,70-26,3%

A tabela acima mostra os dados de consumo do Fusion 2.5 Flex 2017 e 2.0 EcoBoost 2017 comparados com seus principais concorrentes, evidenciando que o sedã da Ford é o pior de todos em termos de consumo: o "moderno" 2.0 EcoBoost bebe nada menos que 24,1% a mais que o Civic 1.5 Turbo, que oferece desempenho similar.

Novo Fusion 2017 2.5 Flex - preço e consumo

Há novidades, porém, nesses motores. O 2.5 Flex agora tem sistema de partida a frio com etanol sem o sub-tanque auxiliar de gasolina, enquanto o 2.0 turbo Ecoboost ganhou sistema Start-Stop e novo turbo com duas câmaras internas, o que fez a potência saltar dos 234 cv para 248 cv de potência, enquanto 95% do torque máximo de 38,2 kgfm já surge a 1.750 rpm.



Entretanto, mesmo com o motor mais potente, e consumindo quase 25% a mais, o Fusion 2.0 EcoBoost oferece o mesmo nível de desempenho do Civic Touring 1.5 T (vídeo acima), que tem 173 cv.

novo Honda Civic 2017 1.5 Touring
Novo Honda Civic 2017 Touring - interior
Enquanto o sedã da Ford acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos, o Civic 1.5 T faz o mesmo em 7,7 segundos. A retomada de 80 a 120 km/h do Civic é feita em 5,4 segundos, enquanto o Fusion faz em 5,2 - vantagem praticamente irrelevante em face do consumo muito menor do Civic.

Facelift

Em termos estéticos, o Fusion 2017 ganha uma nova dianteira, com grade com novo desenho e controle ativo (que abre e fecha automaticamente para diminuir a resistência do ar), novas entradas de ar inferiores e faróis de neblina.

Novo Fusion 2017

A traseira tem uma mudança cosmética, com lanternas com novo desenho, e interligadas por meio de um friso cromado, além de um aerofólio traseiro, e na lateral novas rodas de 18 polegadas.

Novo Fusion 2017

O interior ostenta um painel redesenhado e ganhou um novo volante, nova manopla de câmbio rotatória, bancos com sistema de refrigeração, novo sistema SYNC3, com GPS integrado e compatibilidade com smartphone por meio dos aplicativos Apple CarPlay e Android Auto.

Novo Fusion 2017 - interior - painel

Essas alterações não resolvem o principal problema do Fusion, que é o espaço interno não condizente com suas avantajadas dimensões externas. Ele mede 4,87 metros de comprimento e tem distância entre-eixos de 2,85 metros, mas o espaço interior é menor que o do novo Civic.

Novo Fusion 2017 - interior

Isso fica claro no volume do porta-malas: o Fusion, com 514 litros, perde dos 519 litros do Civic, e "empata" com os 510 litros do Jetta, mostrando a baixa eficiência espacial do projeto do Fusion.

Novo Fusion 2017 - interior

Há também novidades no que se refere a recursos de assistência ao motorista: sistema de monitoramento frontal com detector de pedestres, e nova geração do sistema de estacionamento. Há também sistema start-stop, que faz o desligamento automático do motor em paradas temporárias, mas apenas no motor 2.0 Turbo.

Novo Fusion 2017 - frente

Finalmente, o sedã tem, nas versões topo, piloto automático adaptativo, mas ele não funciona em trânsito urbano abaixo de 30 km/h (como o do Golf, por exemplo), limitando seu uso a vias expressas e em rodovias. De qualquer forma, o modelo tem também assistente de permanência na faixa, cintos de segurança com airbags integrados e sistema de monitoração de pontos cegos, controle de estabilidade e oito airbags.

Tabela de preços - Fusion 2017
  • Ford Fusion 2017 SE 2.5 flex – R$ 121.500;
  • Ford Fusion 2017 SEL 2.0 Ecoboost – R$ 125.500;
  • Ford Fusion 2017 Titanium 2.0 Ecoboost – R$ 138.000;
  • Ford Fusion 2017 Titanium 2.0 Ecoboost AWD – R$ 154.500.
Tabela de preços das revisões, seguro e financiamento
  • 1ª revisão (12 meses ou 10 mil km) – R$ 316;
  • 2ª revisão (24 meses ou 20 mil km) – R$ 664;
  • 3ª revisão (36 meses ou 30 mil km) – R$ 656.
A Ford também aponta que o seguro custará 3,6% do valor do veículo. E há uma linha de financiamento com 60% de entrada e saldo em 12 parcelas com taxa 0% para todas as versões.

Conclusão

Novo Fusion 2017

O Ford Fusion chega à linha 2017 com alterações cosméticas, a relativamente boa relação custo x tamanho, mas mantendo seus defeitos crônicos: motor fraco e beberrão (2.5 Flex), motor adequado e beberrão (2.0 EcoBoost), suspensão inadequada e muito baixa para o Brasil, espaço interno reduzido em face das grandes dimensões externas e peso muito elevado que prejudica o desempenho, consumo e dirigibilidade.

Postagens relacionadas:

37 comentários:

  1. Não vejo lógica nenhuma para uma pessoa pegar o 2.5, sedo a diferença de preço para o Ecoboost é de apenas 4k...

    ResponderExcluir
  2. Vai continuar líder do segmento, por larga margem! E, agora, com essa versão SEL Ecoboost por 125k, vai roubar algumas vendas do Civic Touring!

    ResponderExcluir
  3. Que porcaria de carro. O Civic é mais econômico, e ainda tem maior espaço que o FUSION? WTF...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o bagageiro ou o espaço interno para os passageiros?

      Excluir
  4. lançamento mais #fail do ano.
    121k aquele com motor de ranger do século passado? Que piada!
    Pior: pesado, beberrão, e sem espaço.
    O que a Ford quer com isso? Fala sério. Civic 2017 melhor em tudo para esse tipo de consumidor: é mais ostensivo, chamativo, tem um motor melhor e o painel tem mais luzinhas.
    Para os deslubrados de plantão, o Civic é melhor.
    Para gente séria, fique com o jetta 2.0 TSI. simples assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jetta é ótimo mas ta precisando de uma nova geração.
      Não só de motor vive um carro vide vendas e desvalorização.
      e não venham com esse conversa de design atemporal que isso é papinho picareta.
      Os carros envelhecem sim. Projetos e plataformas antigas, mostram nos seus diversos detalhes o peso da idade. Jetta e fusion são exemplos supracitados.

      Excluir
    2. Se a VW fosse atualizada com as tendências e preferências do consumidor brasileiro, já teria lançado um sedan com espaço e qualidades de Civic e Corolla, bem como teria lançado um pseudo-SUV para concorrer com HR-V, Renegade e Ecosport.

      Excluir
    3. Concordo contigo Carlos.
      Nem se compara com o Civic, carro esta bem mais completo.
      Ford era pra se trocar e fazer algo diferente, pelo menos acertar esse motor pra ter um consumo mais razoável. Vergonhoso. Acredito que a ford não era pra só um facelift no carro, mas sim mudar toda sua estrutura e motor, pois esta a mesma coisa desde 2013.
      Serio, Com esse preço eu ficaria muito em duvida entre Golf GTI e CIVIC TOURING.

      Excluir
  5. Qual a vantagem de um carro ser grande por fora e apertado por dentro?? Affff! Lembrei da propaganda de lançamento do Fox, so que ao contrario!

    ResponderExcluir
  6. "O câmbio é o mesmo automático de seis marchas, com conversor de torque, que drena potência e torque do motor para funcionar"

    Se fosse o golf, a descrição do câmbio seria: Robusto e confiável para as vias brasileiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse o golf, a descrição do câmbio seria: Robusto e confiável para as vias brasileiras.

      "Se" não existe. E o Golf e o Jetta com motores similares a esse 2.0 EcoBoost usam o câmbio DSG-6, automático de dupla embreagem, infinitamente melhor que esse AT6 do Fusion.

      E mais. O Golf e o Jetta usam um câmbio AT6 de seis marchas, AISIN, só que na versão que custa R$ 70 mil, quase metade do preço do Fusion.

      E nesses 125k do Fusion, vc leva também um A3 2.0 Ambition, que vem também com o automático DSG-6 de dupla embreagem, infinitamente melhor que esse AT6 antiquado do Fusion.

      A verdade, é que quando a VW coloca um câmbio AT6 conversor de torque no seu carro de 70 mil reais, tem muito mané criticando. Mas quando a Ford coloca esse cãmbio no seu carro "premium de 125k, esses mesmos manés saem balançando o rabinho e batendo palminhas.

      Os fatos: o AT6 do Golf de 70 mil reais, OK, é um câmbio robusto e de custo interessante.

      O AT6 no Fusion de 125k para competir com carros que usam DSG/S-Tronic/CVT (Civic), é uma VERGONHA. Se fosse um ZF AT8 ao menos, mas não.

      Uma piada esse câmbio do Fusion.

      Excluir
    2. 1) Você, no seu íntimo sabe que jetta e golf at por 70 mil ou não existe ou tem o extremamente brochante volante de plástico.
      2) Eu acho dupla embreagem melhor que qualquer at até 6 marchas.
      3) Eu compraria o a3 2.0 também no lugar desse fusion
      4) comparar fusion com civic, jetta e corolla só prova o qual lunático a pessoa é.
      5) leio o blog todos os dias, gosto dele, só acho legal apontar pesos e medidas diferentes quando se fala de 2 embreagens com conversor de torque.
      6) jornalismo é isso mesmo, não é verdade absoluta. A informação é dada, cabe os leitores interpretarem da melhor forma possível.

      att

      Excluir
    3. Concordo, nao compraria o Fusion, mas a comparação do fusion com o CIVIC e Corolla (o carro é uma piada) é ridícula.

      Excluir
  7. ..."o "moderno" 2.0 EcoBoost bebe nada menos que 24,1% a mais que o Civic 1.5 Turbo, que oferece desempenho similar."...

    O Civic pesa 30% a menos, mas possui um torque 60% menor.

    ResponderExcluir
  8. E só para corroborar: no teste da 4rodas o civic fez 15,2 (exl 2.0) na estrada.

    ResponderExcluir
  9. Nave, vai continuar lider, esse ecoboost de 125k foi uma bela rasteira no civic turbo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gostei muito do Civic, pois o achei muito ostensivo.
      Mas o Civic é melhor que esse Fusion.
      Na boa, esse Fusion é carro de jogador de futebol, ou de cara que ganhou na loteria.
      É um carro de baixa qualidade, banheira por fora, apertado por dentro, ebebe como um petroleiro.
      Na boa, o Civic Touring espanca esse Fusion sem dó e nem piedade.

      Excluir
    2. "Enquanto esse Civic parece um carro alegórico de escola de samba, todo emperiquitado, recortado, cansativo e brega. Um desastre.
      cada vez que olho apra esse civic, gosto menos dele "

      Na boa, não foi vc quem escreveu isso sobre o Civic ontem ?

      Excluir
    3. Tenho um Fusion você tem um para saber do que está falando? ou andou uma vez com um e apenas vê o que está na Internet?

      Excluir
  10. Fusion ecoboost bem > civic touring, não tem comparação, mais bonito, tecnológico, desempenho, conforto, som premium, etc... Coitado do touring, a3, jetta e companhia... Kkk

    ResponderExcluir
  11. Eu imaginava que o fusion fosse um sedã de grande porte, por que a comparação com sedãs médios? Se comparar com os outros sedãs grandes vendidos aqui no Brasil ele ganha de lavada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fusion só é grande de tamanho externo, por pura incompetência da Ford, porque dentro ele é igual ou menor os sedãs medios como Jetta e Civic e até Corolla.
      Então não sei qual a vantagem de andar com um Fusion de 1700 kg, que tem menos porta-malas que o Civic e Jetta e Corolla, e menos espaço que todos. E ainda custa 50% a mais, e bebe 25% a mais, e rala em tudo quanto é lombada.

      Excluir
    2. Falei da categoria, não de espaço interno ou externo, ou de dados de consumo e potência. Que eu saiba fusion concorre com Accord, Azera, Malibu e etc.

      Excluir
    3. O Civic cresceu, agora é feito na plataforma do Accord, está quase do mesmo tamanho do Fusion, anda igual, bebe 25% menos, tem mais itens, mais espaço interno, e ainda tem teto solar panorâmico e uma série de outros itens que não tem no Fusion.
      O fato é que O Civic Touring é um carro muito superior ao Fusion.

      Excluir
    4. vc por acaso viu as soldas aparentes do Civic
      viu o acabamento do porta malas na parte superior
      as emendas de chapas e soldas
      não
      por isso fala isso

      Excluir
  12. Eu tenho meia dúzia de amigos que tem Fusion, estão contentes com o carro e não são "jogadores de futebol" nem "ganharam na loteria". E não estão preocupados se o carro é "beberrão", porque para eles se vão gastar 500 ou 1.000 com gasolina não vai mudar nada a vida deles. É muita prepotência ficar julgando a escolha dos outros. Ainda mais quando por exemplo, se tem um "UP", um carro popular. Seria como dizer que alguém que tem um carro mil é um fracassado na vida, que não prosperou profissionalmente. Isso pode até ser verdade para alguns, mas jamais seria a realidade da maioria. Existem inúmeros motivos para a pessoa ter um carro mil, assim como para ter um carro de 120 mil. Só estou dando como exemplo, porque o comportamento de muitos nesse blog seria justificado somente se fossem feitos por adolescentes, que estão em processo de formação, mas vindo de adultos é bem medíocre.

    ResponderExcluir
  13. Na base (sem contar o esdrúxulo 2.5), perderá feio para o Civic. No topo, o Passat está a anos luz dessa "nave"...

    ResponderExcluir
  14. Quem não tem dinheiro para ter um fusion não pode criticar. Consumo...quem compra um fusion não está preocupado com consumo, aliás o Ecobost é muito econômico e esse selo do Imetro tá ultrapassado. O meu é 2016 e faz 14,3km por litro em velocidade limitada as nossas estradas, 110km/h. Quando passo dos 110km ai ele gasta em torno de 12km por litro. Deixem de bobagem é o carro mais completo do Brasil. Parem com esse mimi..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho um, 2016. Tem gente por aqui dizendo que o Civic tem mais itens que o Fusion. Estão viajando... A única coisa correta nessa análise é quanto ao consumo. O meu, que está com 3,5K, não passa de 4,8km/l na cidade, trânsito pesado. Na estrada ainda não rodei. Quanto ao peso estão considerando o peso do AWD (4x4), mais pesado que o FWD, traçao dianteira. Não pode haver comparação entre Civic e Fusion, simples assim. Até o Cruze é bem mais completo tecnologicamente que o Civic...

      Excluir
  15. O Fusion Titanium 2.0 AWD têm uma retomada de 80 a 120km/h em 5,6s (testado por uma famosa revista), um desempenho de carro esportivo de luxo, que para viagens, com ultrapassagens rápidas e seguras, conta muito. É um carro feito para quem quer qualidade de acabamento superior, conforto, e muita potência. Quem compra um carro desses, prefere desempenho do que economia. Alguém conhece algum carro por menos de R$ 160 mil, com desempenho tão espetacular quanto esse?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Golf GTI custa menos e anda muito mais que o Fusion 2.0 EcoBoost.
      O Jetta 2.0 TSI custa menos e anda mais.
      o Audi A3 2.0 AMbition custa menos e anda muito mais.

      Excluir
  16. Tenho um Fusion Ecoboost AWD e estou extremamente satisfeito com ele. Tanto que já estou programando a troca por outro, 2017. O custo-benefício não tem similar. E se alguém tem 154.500,00 para pagar um carrro; 5.500,00 pelo seguro e algo parecido de IPVA, OBVIAMENTE não ficará preocupado com 2 ou 3 litros a mais de consumo. Mas, respeito quem pensa diferente.

    ResponderExcluir
  17. ja tive corolla e civic mas quando em 2012 comprei um Fusion fui descobrir o que e um carro de verdade. Nao se compara Fusion que e´ um sedan grande com Civic sedan medio .Ja´ estou progamando a compra do novo Fusion 2017 um Luxo .

    ResponderExcluir
  18. tenho um Fusion 2012 e ja deixa corolla e civic longe pra tras .Ja´progamei a compra do 2017 ...

    ResponderExcluir
  19. Garanto que o novo Fusion continuara disparado como líder no seu segmento. A melhora do conjunto tecnológico (Sync 3, Sistema autônomo de frenagem até 80 km/hr, Full LED, entre outros) agregou muito ao que o carro ja oferecia. Além disso, ao contrário do que falam, ele possui espaço interno suficiente. Sem dúvidas será meu próximo veículo.

    ResponderExcluir
  20. Tenho um Jetta e de vez em quanto dirijo o Fusion AWD do marido. O carro é realmente lindo,cheio de tecnologia, mas vou citar aqui o que achei de defeitinho...rsrs o carro é pesado, grandeee, e como!! sou alta, 1,70 minha perna esquerda não vai muito bem acomodada não... parece que o carro é menor que o Jetta.. pra quem vai no banco do carona, tem um extintor de incêndio bem no pé, incomoda bastante. Os vidros não fecham automaticamente quando a gente desliga, nem o teto solar e agora que tem que usar os faróis acesos durante o dia tem que lembrar de acender , eles não desligam quando desliga o motor. No mais, é uma carro apaixonante pelo design e tecnologia, tem que ler realmente o manual, entrar na internet, para saber usar tudo o que o carro oferece!

    ResponderExcluir
  21. Nesses comentários não vi falar de potencia dos outros concorrentes. No fusion são 240 CV, óbvio que vai gastar mais. Tenho um 2014 FWD 2.0 estou super satisfeito.Nas ultrapassagens a retomada de velocidade é dar inveja .

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.