Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Toro Flex 4x2: problemas de estabilidade e na caçamba

Categorias: , , , 46 Comentários

O Fiat Toro 1.8 Flex Automático de nosso teste de longa duração (veja mais posts sobre esse teste aqui) supera os 4.000 km rodados, e neste artigos faremos considerações sobre estabilidade do veículo em curvas, consumo e usabilidade da caçamba.

Fiat Toro 4x2 - problemas de estabilidade em curvas

A questão de estabilidade veio à tona no momento em que, com o uso mais prolongado do carro, nos acostumamos com suas reações e dimensões, e, portanto, passamos a andar em um ritmo similar a de outros modelos compactos, e aí que surgem as diferenças, como mostramos no vídeo a seguir.



Fiat Toro - baixo nível de estabilidade em curvas

O Fiat Toro é uma picape compacta-média derivada de um SUV (Jeep Renegade), contando com um centro de gravidade elevado, e um eixo traseiro posicionado abaixo da caçamba, e, portanto, sem muito peso sobre ele, o que resulta no comportamento que mostramos no vídeo: baixos limites de aderência e muita tendência a perder a traseira em curvas - mesmo quando contornadas em velocidades modestas.

Fiat Toro 4x2 - problemas de estabilidade em curvas

Aliás, se a traseira do Fiat Toro tem problemas de estabilidade, a dianteira é um pouco melhor (em função da carga sobre o eixo dianteiro), mas mesmo assim fica longe do observado em uma picape leve como a Saveiro, ou mesmo de um hatch ou sedã convencionais.

Fiat Toro 4x2 Flex - problemas de estabilidade em curva

Dessa forma, para quem está acostumado a conduzir modelos convencionais, como hatchs médios e compactos, ou sedãs médios, ou mesmo picapes leves, o uso do Fiat Toro requer atenção redobrada, pois se o motorista resolver encarar as curvas nas mesmas velocidades que faz com carros convencionais, ele terá alguns sustos (traseira perdendo a aderência com facilidade; dianteira deslizando em curvas de raio curto), e que podem resultar em acidentes.

Fiat Toro 4x2 Flex - interior

Acidente que já quase aconteceu com nossa Toro, quando contornamos uma curva de raio curto "por dentro" em um acesso a uma via de baixa velocidade, e a dianteira perdeu aderência e deslizou em direção a um carro que estava "por fora". Felizmente estávamos em baixa velocidade e conseguimos controlar a picape, sem maiores problemas.


Entretanto, é preciso ressaltar que estamos observando esses limites baixos de aderência em asfalto totalmente seco, o que sugere que comportamento do Fiat Toro em piso molhado, com aderência comprometida, exigirá cuidados redobrados para evitar acidentes.

Fiat Toro 4x2 Flex - interior

É importante considerar que dadas as características do veículo (baixo peso na traseira e elevado centro de gravidade) é natural que a estabilidade seja inferior ao de modelos convencionais, entretanto, como o Toro tem sido adquirido por muitos ex-proprietários de hatchs e sedãs médios, consideramos adequado fazer essas ponderações.

Fiat Toro 1.8 Flex Preto Carbono - consumo

Ademais, em testes recentes que levamos a cabo com uma Saveiro Cross Cabine Estendida, e com uma Amarok Ultimate (veja aqui), pudemos constatar que esses dois modelos contam com comportamento em curvas de qualquer raio bem mais seguro, relativamente à Toro.

Consumo - 10 Km/l de gasolina

O Fiat Toro foi conduzida ao longo dos últimos meses em um percurso 50% cidade, 50% estrada, como o ar-condicionado ligado 100% do tempo, e a média de consumo aferida está ficou em 10 Km/l de gasolina Grid da Petrobras.

Fiat Toro 1.8 Flex Preto Carbono - consumo

Esse número nos surpreende positivamente, sobretudo pelo fato de ser melhor que o indicado no próprio computador de bordo (9,5 Km/l).

Caçamba

Finalmente, com relação à usabilidade da caçamba, ainda não fizemos uma teste de vedação de água para verificar se o nosso exemplar tem o mesmo tipo de infiltração de água relatado por uma leitora do Rio de Janeiro (veja aqui).

Fiat Toro - caçamba com bicicletas

Entretanto, a caçamba do Fiat Toro foi usada para transportar duas bicicletas de adultos, e, como mostramos nas imagens, tivemos alguma dificuldade para acomodá-las.

Fiat Toro - caçamba com bicicletas

A capota marítima é de operação muito simples e intuitiva, tanto para retirá-la quanto para recolocá-la no lugar. Entretanto, o espaço resultante na caçamba, com a porta traseira fechada, não é suficiente para acomodar nem uma bike, quanto mais duas.

Fiat Toro - caçamba com bicicletas

Dessa forma, para que pudéssemos transportar as duas bicicletas, tivemos que colocá-las de forma inclinada, com a roda dianteira para fora da picape, e correndo o risco de, em um movimento brusco, ter a carroceria arranhada por componentes da bicicleta.

Fiat Toro - caçamba com bicicletas

Nesse contexto, consideramos que, se com a bicicleta já tivemos problemas de acomodação, transportar uma motocicleta seria impossível sem o extensor de caçamba vendido pela Fiat como acessório.

Conclusão

O Fiat Toro do nosso teste de longa duração vem surpreendendo positivamente pelo conforto interno, leveza da direção e consumo.

Fiat Toro 1.8 Flex - teste de longa duração

Já entre os aspectos negativos observa-se baixos limites de aderência (resultando em problemas de estabilidade) e usabilidade comprometida da caçamba em função de suas dimensões reduzidas comparadas às de uma picape média.

Postagens relacionadas:

46 comentários:

  1. Se quer um carro com bom comportamento dinâmico: compre um hatch ou sedan. Se quer espaço na caçamba e robustez: compre uma picape legítima como S10, Ranger, Hilux. Pois esta Toro é igual a um pato: anda mal, nada mal e voa mal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o problema , estão comparando com as pickup's grandes , acima de 130 mil ,ai não tem como !!! Tem que entender a proposta do carro , a 1.8 é morta como um carro 1.0 , mas o consumo também é de carro mil , só que com um conforto e acessórios bem melhores ! É uma questão de necessidade ,,, cada um te a sua !!! Abraços

      Excluir
    2. Não entendo como alguém de sã consciência é levado a comprar um carro desses pra rodar no asfalto e eventualmente carregar algum bagulho ou pegar cascalho. Só no Brasil um monstrinho como este Toro Cansado vende.

      Excluir
  2. O mesmo ocorre com a versaoa diesel 4x4? Ou é apenas coma 4x2?

    ResponderExcluir
  3. Eu fiz um teste drive nessa Toro,não me surpreeendeu em muita coisa,já tenho pick-up de "verdade" e achei que essa Toro teria predicados para substituir a minha atual e economizar em seguro,manutenção e combustivel e não perder muito em desempenho e carga.Nunca trocaria Hillux nessa pick-up de mentira,é ate confortável e bonita,mas pra quem quer ergonomia,melhor continuar em sedâ que é mais jogo,respeito a opinião de quem gostou dessa Toro,mais quem tem pick-up de verdade ou um sedã medio,não deveria trocar pela Toro,é só fazer um test drive e ver que não compensa,muito aquem das espectativas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comparar uma Toro com uma Hilux? Lamentavel seu ponto de vista, pois os dois veiculos nao sao concorrentes. Os perfis de cada modelo sao distintos. Inclusive a matéria, fortemente contra a picape, relatando comparações com sedans, compactos ou picapes maiores. Pq nao compararam com sua verdadeira concorrente, a Duster Oroch?

      Excluir
    2. Comparar uma toro com uma hilux seria o mesmo que comparar uma hilux com dodge ram ou ford f150. Categorias diferentes ... Acho a toro uma bela compra.

      Excluir
    3. Não entendo a negativa de vocês. A pessoa deixou bem claro porque comparou a hilux com a toro e vocês argumentam falando que não tem comparação. Ele explicou os motivos porque comparou e levou ele a fazer o test drive. Muitos clientes mudaram de segmento pela toro, acho valida a comparação de acordo com a necessidade de cada um

      Excluir
    4. Aconteceu a mesma coisa com um amigo meu,queria trocar uma S10 em uma Toro dessa,só que viu que ia perder muito em desempenho e caçamba,mesmo que pagasse menos impostos,seguro,combustível e etc...Preferiu continuar com a S10,o povo é que não entende comentários e desce a ripa,vamos aprender à ler e interpretar texto gente.

      Excluir
    5. Exatamente!Eu tbm fui mais um que entendeu o comparativo que o rapaz fez,a diferença é que eu li o texto e usei de interpretação. Pessoalbque criticou,vc's fugiram da escola ?

      Excluir
    6. Não fugi da escola. Ele citou q a toro "nao é pick-up de verdade." É uma pick-up igual à concorrentes dela (Oroch). Com certeza, depois de ter uma Hilux, seria besteira regredir para uma Toro. Entendeu? ou quer q eu desenhe?

      Excluir
    7. Uma coisa é certa: A Toro atende a uma demanda e as pickups maiores outra demanda. Já tive Ranger cab. dupla a diesel e não teria novamente, não porque é ruim, mas porque não me atende mesmo. Tenho moto de trilha mas não uso o tempo todo. Prefiro ter uma Toro e poder usa-la para transportar a moto que que carretinha que da mais trabalho e limita onde quer ir. Acho que a Toro com o extensor de caçamba vai me atender. Abcs

      Excluir
  4. O blog poderia fazer uma enquete entre os leitores sobre possíveis carros a serem submetidos ao teste de longa duração, não que a decisão final fosse dos leitores, mas o resultado serviria como opção a ser cogitada pelo pessoal do blog.

    ResponderExcluir
  5. Depois de ler tudo isso, vejo que o up é sempre o melhor carro. Falando serio, essas avaliações são sempre para lá de tendenciosas, agora uma coisa digo, ninguém anda de caminhonete fazendo curva como se estivesse em um carro, muito menos de caçamba sem carga.

    ResponderExcluir
  6. O controle de estabilidade não deveria minimizar esse problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi o teste no acelerados e não ajudou muito não !!!! O problema é que querem que o carro ande igual corolla, civic !!! Aí não dá !!

      Excluir
    2. Então falando no teste do acelerados, fica claro que o maior problema da Toro é a motorização que não é apropriada para o peso da pickup. A diesel levou aproximadamente 1:23 na pista e a oroch levou 1:16. É muita coisa. A 1.8 deve estar nesta casa acima de 1:20 nesta pista deles. Por mais que desempenho não seja a proposta de uma pickup, ela é muito fraca.

      Excluir
    3. A diesel fez 1:23 no acelerados, a flex deve fazer mais de 1:30. Até hoje o acelerados não testou o Renegade Flex, só o diesel que fez 1:15, igual o HRV 1.8 flex. O RN flex deve fazer mais de 1:20. O RN precisa do motor 2.0.

      Excluir
    4. Não só minimiza como resolve, por isso ela não desgarrou, a traseira "soltou" porque o rapaz aí deu pancadas no volante. Faça isso em qualquer carro e a traseira solta.

      Excluir
  7. Acho que esta faltando o "dízimo" ,,, Fiz o teste drive e achei a proposta do carro muito bacana , longe de ser uma Hilux e muito menos o UP , tão comentado nas materias do blog !!

    ResponderExcluir
  8. Faz curva a 80 com caçamba vazia depois reclama

    ResponderExcluir
  9. É por isso que a Duster Oroch tem uma proposta mais honesta neste pseudo-nicho de pick-up's, possuindo melhor estabilidade que essa Toro "loco".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guilherme.... concordo... é uma proposta bem mais honesta mesmo.... O CXB e bem melhor... se vc tem um controle de estabilidade que na pratica não ajuda nos momentos que o carro precisa, qual a vantagem competitiva??
      A Oroch é mais negocio!!

      Excluir
  10. Acho a caçamba dessas picapes de cabine dupla todas muito pequenas para quem realmente precisa transportar cargas, ainda mais nessas picapes pequenas ou médias como a Toro.

    Quem precisa transportar apenas eventualmente uma carga grande ou moto, que não cabem num porta-malas de sedã ou hatch médio, acho que é mais vantagem comprar um reboque e uma carreta. Vai ficar com o melhor dos mundos e não precisa carregar o tempo todo uma caçamba vazia.

    ResponderExcluir
  11. Os donos dessa Toro Flex ficam bravinhos, mas os fatos estão todos aí.
    Esse carro é um engodo. Mais lerdo que um carro 1.0, e bebe etanol como uma Hilux Flex.
    É maior que uma banheira de um Fusion por fora e tem menos espaço interno que um Gol. Uma piada.
    A caçamba não dá para levar nem uma bike, e se estiver chovendo vc terá que embalar suas bagagens em um enorme saco de lixo, caso contrário ficarão encharcados.
    A caçamba não tem praticidade alguma, sendo um buraco sem suporte.
    E não adianta falar que é um carro para off-road, pois uma Toro com tração dianteira e tração 4x2 com esse motor raquítico não tem força nem para sair de uma grama molhada, como o próprio blog mostrou.
    E, agora, ficamos sabendo que a Toro é boa para andar só em linha reta. Se tiver que fazer curva, meu amigo, f%$%¨¨%&*&*¨&**&!!! Kkkkk
    Que piada esse carro! È pior que um carro normal no off-road e no on-road. Um desastre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem ninguém ficando bravo Carlos, o fato é que alguns comentários são totalmente sem sentido, tipo espaço interno pior que de um Gol, fico pensando de onde você tirou isso?

      Excluir
    2. Não é questão de donos ficarem bravos. A opinião dos proprietários serve pra que? Ou somente o que é publicado como matéria no carblog é válido? Ae fica complicado. Acho interessante ler a opinião dos proprietários.

      Excluir
  12. Primeiro antes de comprar um carro, deve-se analisar diversos aspectos, por exemplo: a necessidade; seu estilo favorito; como vai ser utilizado o veículo se é pra carga; o tipo de estrada se pavimentada ou ñ; altura do solo; tamanho; espaço interno; desempenho; custos com seguro, licenciamento; revenda; revisão etc. Cada um tem seus gostos e necessidades, tem q ver o q a pessoa procura em um carro, nunca um carro vai agradar a todos. Estou satisfeito com minha Toro openning edition, apesar da minha também está entrando água pela capota marítima, é um carro muito completo, confortável, bonito, bom espaço interno, otima altura do solo, o consumo ñ ótimo como alguns carros 1.0 q tem por aí mas também ñ é ruim como as pickup médias flex, pq tem q  levar em consideração o peso do carro, ela pesa 1.619,00kg é bem pesada, o desempenho ñ é ruim como dizem por aí, o motor atende, dá conta do recado, faço minhas ultrapassagens nela sem problemas, é claro q o desempenho ñ é como nas versões a diesel ou como nas flex strada aventure e saveiro Cross, o motor da toro é bem silencioso, é aquela questão, pra mim o motor agrada pra outros ñ, se a pessoa quer ótimo desempenho, vai de Punto tjet, sandero RS,  sobre a estabilidade, a toro me surpreendeu, mesmo sendo alta tem bom estabilidade nas curvas, é claro q ñ é a mesma estabilidade de hatch ou seda, pq ela ela uma pickup, ñ vamos esquecer disso. Agora o blog tem comparar toro com Renault uroch, q é sua concorrente direto, ñ comparar com hilux, UP, golf, etc, por exemplo a comparação tem q ser justa assim como comparar strada com saveiro, hilux com s10, palio com gol, isso sim é uma comparação mais justa. E repito analise sua necessidade, o q vc quer q tenha no carro, no meu caso eu sempre tive vontade de comprar uma pickup, é um sonho de consumo, pq pra mim um é tipo de carro completo, é um carro múltiplo, é pra passeios, viagens, pra ir pro sítio, pra cargas. E via na strada e saveiro muita pequenas e as médias hilux e s10 muito grande e caras, e a toro veio pra preencher essa lacuna, me apaixonei por ela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “no meu caso eu sempre tive vontade de comprar uma pickup, é um sonho de consumo”

      O lance é esse. A Toro é um carro feito para atender “sonhos”. Os consumidores menos aquinhoados no quesito “verdinhas”, olham as picapes médias e ficam sonhando em possuí-las, mesmo sem ter necessidade para tal. O “sonho” advém do que representam essas picapes, que é “status”, já que os fazendeiros ricos usam esses carros.

      Mas os fazendeiros compram tais picapes pois precisam delas, já que vão às suas fazendas, e andam dentro das fazendas com tais picapes, então precisam de um carro como esse.

      Aí vem o zé povinho e vê os fazendeiros andando na cidade com suas picapes, e fazem a associação: “anda de picape -- é patrão - tem dinheiro”. Aí o zé povinho quer uma picape também.

      Então vem a Fiat e lança uma picape para esse povo. É um veículo que na versão 4x2 flex (que é a que o zé povinho compra) não consegue nem sair de uma grama molhada, anda como carro 1.0, bebe como picape flex, é um trambolho de 5 metros de comprimento por fora e apertada por dentro, e ainda não tem porta-malas.

      Mas o zé povinho compra e fica feliz, afinal, está realizando seu “sonho”, com um carro que é lerdo, beberrão, pouco prático, e que não faz curva.

      O zé povinho gastaria menos dinheiro, teria mais praticidade, melhor desempenho, se gastasse o seu dinheiro em um sedã médio. Mas ele não está agindo racionalmente. A Toro é uma compra puramente emocional, é um carro criado para atender apenas um desejo de “status”, mesmo que a custa de desempenho lerdo, consumo absurdamente alto, pouca praticidade e estabilidade nenhuma.

      pq pra mim um é tipo de carro completo, é um carro múltiplo, é pra passeios, viagens, pra ir pro sítio, pra cargas.

      Na realidade ela não faz nada disso direito. Um sedã médio ou ums station faria isso tudo muito melhor, mais barata, mais rápida, mais segura.

      Excluir
  13. Já que é pra comparar com qualquer carro, no meu Fit eu consigo colocar uma bike dentro numa posição melhor que nesta caçamba ai. E o melhor de tudo não molha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Consegue acomodar 5 pessoas + 2 bikes como na Toro?

      Excluir
    2. Claro que não, alias a Toro tb não acomodou. Quem realmente anda de bike e tem uma bike boa nunca levaria ela assim. Colocaria num suporte. E com suporte meu carro tb leva duas + 5 pessoas. E deve andar mais e com certeza gasta menos. Kkk

      Excluir
  14. Assim não é a forma correta de transportar bikes. Existem 3 alternativas na Toro: no rack do teto, removendo a roda da frente, ou com o extensor da caçamba. Até na ''incrível'' Amarok não é possível levar bike dessa forma, não sei por que achariam que na Toro seria diferente.

    ResponderExcluir
  15. Só queria saber saber pq falam q o espaço interno é apertado só olhando. Pq não entram e sentam no banco traseiro pra mostrar que é apertado. Esse é o único Blog q fala isso.quando querem queimar o filme de um carro esse blog é bom. Fui ver pessoalmente essa Toro na cês sentei tenho 1.86m e meu joelho nem encostou no banco da frente. Agora o Carlos q parece uma pessoa baixa fala q o espaço interno é pequeno, com base em q ele falou isso.

    ResponderExcluir
  16. É o tal negócio, carro da Fiat não é bom em quase nada, não é ruim em quase nada, mas é regular em quase tudo.

    ResponderExcluir
  17. Tenho uma Toro 4 x 2 flex, neste feriadão fiz uma viagem de 1650 km entre minha cidade Birigui/SP a Foz do Iguacu/PR mais passeios Cataratas, Argentina, Itaipu e Paraguay. Fomos em 4 adultos e 1 crianca de 7 anos com assento de elevacao e caçamba carregada de malas e outras coisas pois ficamos casa de uma amigo, alem de voltar com mais carga. Anteriormente tinha um seda medio Vectra. Viagem maravilhosa pois não tivemos problemas de estabilidade fazendo curvas entre 110 a 120, suspensao muito boa pois nao chacoalha o carro, meu companheiro que foi tem uma Hillux onde ja viajamos muito juntos e a mesma balanca muito em curvas e irregularidades de alfalto, o que nao ocorreu na Toro. Consumo surpreendeu pois fui no Etanol que fez 8,3 Km e voltei na Gasolina dando 11,2 km litro, utilizei praticamente durante toda viagem o piloto automatico e o shift pad, consumo melhor que o Vectra que tinha. Espaco interno e cacamba ajudaram pois nao caberia no sedan o que tinha na Toro. Quanto as utrapassagens nao tive problemas pois com seguranca e velocidades adequadas ela respondeu bem tanto na Estrada quanto na Cidade. Unica observacao e sobre a Lona da Cacamba que nao veda direito e entra po e agua, pois na parte trazeira fica um buraco de aprox 5mm entre a lona e a tampa, mas vou ajustar para melhorar isso.
    Ate o momento muito satisfeito com consumo, espaco e conforto e melhor cheguei inteiro apos 9,30 horas de viagem pois nao cansa.

    ResponderExcluir
  18. 1.500kg, com dois marmanjos dentro, 10km/L ? Não aceito. Este motor é beberrão e fraco. Diz que comporta 1000kg de carga. Onde está a avaliação com pelo menos 600kg ? O auto é mais dourado do que é. Descrição insincera. Roupa bonita em defunto ruim. Tive um renegado 1.8, 1400kg, não fazia 10km/L só comigo. Mais umico brasileiro. Fiat não motor, aliás de 1000cc a 2400cc já colocou todos e continua colocando, o mobi já entra com um 1000cc e logo um outro tricilindro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toro Flex fazendo 8,3 Km/l com etanol e carregada? A 100 Km/h? Gostaria de saber qual o milagre. A minha aqui não passa de 6,5 Km/h no etanol andando a 80 Km/h e só com 1 pessoa dentro.

      Excluir
    2. Como estão comparando a Toro com outras caminhonetes vou comparar com uma blazer 2.4 Flex ano 2011 do meu pai sobre o consumo.
      A blazer pesa 1740kg, motor 2.4 Flex que rende 147cv quando abastecida com álcool. O consumo dela em rodovia com 4 adultos mais bagagem a 110-120km\h é de 7 a 7.5 no álcool com ar ligado o tempo todo, ja em cidade cai para 5.5 até 5 com a mesma quantidade de pessoas e bagagem.
      Onde eu quero chegar, quero chegar no seguinte ponto, se uma caminhonete ano 2011 com um motor mais ultrapassado faz isso, acho que a toro por ser um pouco mais leve e bem mais moderna possa fazer um pouco mais.
      É só um ponto de vista.

      Excluir
  19. Transporte de mais de uma Bike em pick-ups médias e pequenas(padrão Brasil), devem ser feito com as mesmas sem as rodas dianteiras, fixando seus garfos em acessórios já existente no mercado(travessas ou fixadores nas proteções do vidro traseiro com blocagem), e quando for o caso com acessório específico para fixação da roda dianteira, caso não se queira deixá-las soltas na caçamba.
    Quando o tamanho da caçamba permite(obviamente) utilizam-se duas travessas paralelas que acomodam um suporte para Bike, no qual tem-se a opção de fixação pelo quadro, e assim não ser necessária a retirada da roda dianteira.
    Já analisei esta situação na Toro, e não seria problema para mim transportar 3 Bikes ou também um Caiaque, cada situação com seu acessório específico.

    ResponderExcluir
  20. Quanto ao "desgarramento" da traseira, penso que também como se faziam nas antigas Ranger e S-10 entre outras, seja ideal a "gambiarra" de levar uma saco ou camera de ar cheia de areia!!!(???) para melhorar a distribuição de peso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desgarramento se resolve aprendendo a tocar um carro da forma correta. Ninguém em sã consciência entra numa curva dando pancada no volante assim, qualquer carro sobresterça nessa condição.

      Excluir
  21. Aparentemente pelo vídeo essa Toro anda em cima de ferradura e não pneus, claro que o motorista é meio sem noção porém me pareceu bem instável e perder a traseira nesta facilidade só mostra como o carro é perigoso pois quando ela querer escapar involuntariamente aí vai complicar, veículo seguro sai de frente e não traseira, pick Up só sai de traseira em velocidades altas ou bem abusadas para o local, fora isso ela arrasta a frente.
    Já tive algumas caminhonetes, óbvio que não tem aderência de um carro porém são seguras no seco e previsíveis agora se quer correr e entrar a toda em curva tem que aprender o balanço do carro, já na chuva aí sim requer mais atenção na traseira, essa aí do teste vai rodar na chuva dando essas brincadas no volante

    ResponderExcluir
  22. Seguuuuura essa Toro aí minha gente!!! Kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  23. Primeiro: ninguém com o mínimo de inteligência anda numa pick up como se estivesse num sedan italiano, uso como gancho para falar dos retardados que morrem nas estradas capotando Hilux, não tiro a pá de quem está cavando a própria cova, nem se dão o respeito de comprar um carro alto com controles eletrônicos...

    Segundo: Extensor de caçamba serve para isso, comprem-no, coloquem as bicicletas e depois mostrem como ficou.

    ResponderExcluir
  24. Tenho uma toro... tirei em julho deste ano, a mesma do teste (1.8 flex com o mesmo pacote). Ela hj tem 5.300km e bate mas que td. Tem barulhos e grilos para todo lado. Uso ela 80% na cidade/asfalto e 20% em terra.. tendo em vista que moro a 2km da cidade e o acesso e somente por terra. Mas é terra dr ótima qualidade, muito melhor q muitas ruas por aí... última ocorrência e que a porta do passageiro está solta. Isso mesmo... solta e batendo lata com lata. Um lixo de carro... nao indico a ngm. Linda mas ordinária. Barulhos recorrentes sao: retrovisor do motorista , suporte do cinto de segurança do motorista , banco do passageiro, acabamento da porta traseira do lado do passageiro, barulho ao abrir e fechar os vidros das 4 portas. Porta do passageiro solta. Painel com grilo. Portas do bagageiro de difícil encaixe..e quando mal fechadas fazem um barulho insuportável. Vibração do motor passa para dentro do carro em baixas rotações.

    O carro vai para a concessionária na próxima segunda para troca de óleo alinhamento e balanceamento. Dizem que vão tirar os barulhos... comunico.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.