Car.blog.br

Pesquisar este blog

A3 Sedan Flex nacional dá liderança premium à Audi Brasil

Categorias: , 16 Comentários

A Audi do Brasil comemora a liderança no segmento premium no Brasil em 2015, depois de ter registrado 17.539 veículos vendidos no ano, sendo que um dos artífices desse resultado é a versão flex nacional do Audi A3 Sedan.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

O A3 Sedan 1.4 Flex nacional (veja avaliação desse modelo aqui) foi lançado em novembro, trazendo motor flex com 28 cavalos a mais e 5 Kgfm de torque adicionais. Além disso, o modelo recebeu aperfeiçoamentos (veja detalhes aqui) na transmissão - ganhou um câmbio automático mais silencioso e robusto, com conversor de torque.

Audi A3 Sedan 2016 Flex - interior

E também melhorias na suspensão, que ficou mais 1,5 cm mais elevada - eliminando o risco de raladas em valetas e lombadas, além de mais macia e confortável.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

A versão topo de gama, o A3 Ambition, por sua vez, ficou mais potente - trocou o motor 1.8 TFSI pelo 2.0 -, câmbio mais silencioso, mais itens de série (agora vem com teto-solar panorâmico), e caiu de preço (que ficou excessivamente baixo, segundo a BMW - veja aqui).

Audi A3 Sedan 2016 Flex

O resultado ficou claro nas vendas, com o A3 Sedan tendo disparado com vendas de mais de 900 unidades em dezembro, superando seus concorrentes BMW Série 3 e Mecedes-Benz Classe C (veja aqui), ficando com liderança isolada no segmento de sedãs premium no Brasil.

Audi A3 Sedan 2.0 Ambition 2016

Com isso, a Audi superou a Mercedes-Benz, que vendeu, em 2015, 17.525 unidades. A Audi cresceu em 2015 40,4%, enquanto a Mercedes-Benz avançou 34,4%.

Audi A3 Sedan 2.0 Ambition 2016 - interior

A BMW ficou com o terceiro posto, com vendas de 15.830 unidades no ano - alta de 5,5%.

Postagens relacionadas:

16 comentários:

  1. Se preparem que com o Golf nacional o sucesso será maior ainda.
    A Audi/VW Brasil fizeram o que todas deveriam fazer: adequaram o carro à realidade do Brasil e às preferências do consumidor brasileiro.
    O resultado está aí. Liderança de mercado.
    Isso mostra duas coisas: que se as marcas forem dessem bola para o que os "ispeçialistas" de comentários de blog/sites, elas iriam a falência, pois esse povo, em geral, não sabe nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A outra coisa é que só Toyota, VW e Audi sabem fazer tropicalização no Brasil.
      O resto ainda está aprendendo, inclusive a BMW.

      Excluir
    2. Errado. Dos 17359 Audis vendidos, só uma minúscula fração é de A3 Sedan nacional. O resto é tudo carro com multilink e S-Tronic. Portanto não tem nada a ver as vendas devido à uma adequação dos carros à realidade do país.

      Ainda tem muito A3 Sedan importado sendo desovado até por R$ 87 mil tanto que a Audi nem tirou essa versão do seu site ainda. O número de A3 Sedan importado em anúncios supera em muito os anúncios do A3 Sedan nacional. Das 900 unidades vendidas em dezembro duvido muito que 100 unidades são do A3 nacional.

      Excluir
    3. Essa BMW é péssima em tudo, tão péssima que a Audi está tentando desde os finais dos anos 70, quando resolveu querer ser marca premium, pegar a BMW, mas 40 anos depois ainda não conseguiu.

      Excluir
    4. Tomara para a vw que você esteja certo, porque quem compra carro é povo e não ispeçoalista. A vw foi a que mais perdeu mercado no segundo semestre em relação à outras grandes. O golf por mais que venda é hatch médio, cujo mercado encolheu e por isso foi depenado, a ordem na tropicalização era cortar 800 euros nos custos de produção, você que é bem mais informado deve conhecer os bastidores, se eu que não sou do ramo tenho minhas fontes em pinhais, imagine você. A geração atual do gol vai receber mais um tapa pra ver se ressuscita, a nova geração só em 2017. O fox não tem mais o que mexer. O Up não decola, só se for pra exportação, que é de fato o que salva a vw. A amarok ainda tem 2014 no páteo, as 2013 que haviam foram vendidas para gerentes e diretores vw para não pegar mal nas css. Você gostando ou não são fatos. ( Você pode detonar como de hábito, tudo bem.) Como também é fato que os carros vws são muito bons. É o preço que se paga por dormir sobre os louros e ser a última das montadoras a descobrir que o tal "povo" não aceita mais pés-de-boi. Se não, não haveria um baque tão grande com a saída de produção do gol g3 e da kombi. A prova está no seu blog onde um celer é destaque e porque? porque vem bem equipado pelo preço que cobra.

      Excluir
    5. Osvaldo, voce está exagerando, é apenas o "orgulho bom" que a VW tem que ter e não pode perder.

      Excluir
    6. A vw foi a que mais perdeu mercado no segundo semestre em relação à outras grandes.

      É que vc está olhando a árvore, e não a floresta. A VW perdeu mercado no Brasil e ganhou na América Latina. A VW está com o carro mais vendido na Argentina (o Gol), e vai registrar aumento de 10% no mkt share no México, graças ao quê? Carros fabricados no Brasil e vendidos lá.

      Houve uma decisão estratégia de direcionar produção para outros mercados da América Latina, que estão com moedas sobre-valorizadas em relação ao real e economias em franco crescimento, como México e Peru.

      O golf por mais que venda é hatch médio, cujo mercado encolheu e por isso foi depenado, a ordem na tropicalização era cortar 800 euros nos custos de produção, você que é bem mais informado deve conhecer os bastidores, se eu que não sou do ramo tenho minhas fontes em pinhais, imagine você.

      O segmento de hatchs médios não está morrendo. A prova disso é que o Golf ficou o ano inteiro como carro 0KM mais procurado na WebMotors. E terminou em 2º, atrás do Renagade, e só.
      ]
      O que falta é produto. Na realidade falta um Golf Automático, com preço abaixo de 80k, com motor flex. Faltava, por que em fevereiro esse carro estará a venda.

      Sobre os ajustes, o A3 nacional nunca vendeu tanto, bateu recorde de vendas em dezembro, recorde histórico, com as mesmas alterações que o Golf sofreu.

      Os que os ispeçilistas de comentários de blog falam não vale nada. E o sucesso estrondoso do A3 Sedan flex nacional está aí para provar.

      O Up não decola, só se for pra exportação, que é de fato o que salva a vw.

      Como o up! não decola, amigo? Que mundo vc vive? O up! foi o carro sub-compacto mais vendido do planeta em 2015. Só isso.

      O que vc faria se vc fosse dono da VW do Brasil? Venderia o up! para locadoras a R$ 25 mil completo (que é o que a Ford vende o Ka, e a Hyundai vende o HB20), ou venderia ele no México a 200 mil pesos (que dá R$ 46 mil reais, livre de impostos?).

      Na boa, vcs precisam pensar um pouco mais antes de falar tanta besteira.

      Sabe quanto a VWB faturou em 2014? mais de 21 bilhões de reais, isso sem contar a MAN, que faturou outros 6 bilhões.

      Sabe quanto a Fiat faturou? 20. Sabe quanto a GM faturou? 13. Sabe quanto a Ford faturou? 8 bi.

      Quem vc acha que está mais feliz?

      Então, por favor, veja mais fatos antes de falar tanta bobagem, ok?

      Antes de mais nada entenda que a VW Brasil está aqui para maximizar seu lucro, produzindo onde é mais barato, e vendendo o mais caro possível, seja no Brasil, ou na América Latina.

      A VW Brasil não está preocupada com torcidas organizadas de haters que ficam dando pulinhos e gritinhos de alegria com vendas de carros para locadoras.

      Excluir
  2. 4ºpublicaçao sobre a audi em menos de uma semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sem a menor imparcialidade jornalística, as frases são feitas de forma publicitária e não informativa, coisas do tipo: "o modelo recebeu aperfeiçoamentos (veja detalhes aqui) na transmissão - ganhou um câmbio automático mais silencioso e robusto, com conversor de torque."
      - Não seria mais correto informar as mudanças técnicas do câmbio, já que essas conclusões são totalmente subjetivas? Por que no mercado europeu (mais exigente que o nosso) não fizeram tal mudança então?
      "A versão topo de gama, o A3 Ambition, por sua vez, ficou mais potente - trocou o motor 1.8 TFSI pelo 2.0 -, câmbio mais silencioso, mais itens de série (agora vem com teto-solar panorâmico), e caiu de preço (que ficou excessivamente baixo, segundo a BMW - veja aqui)".
      - Sem comentários sobre essa "conclusão" e o contexto no qual foi inserido.

      Excluir
  3. Por favor corrijam o texto, porque segundo as informações aí de cima seria: 1º Mercedes-Benz 17.525, 2º Audi 17.359, 3º BMW 15.830.

    Ou os números estão errados, ou o líder foi a MB e não a Audi!

    ResponderExcluir
  4. Único! Audi A3 180cv manual 20 mil km original mais novo a venda do brasil.

    http://www.olx.com.br/vi/127445965.htm

    ResponderExcluir
  5. Felipe, que espetáculo seu Audi! Só não pulo em cima por não ser vermelho, senão era meu!

    ResponderExcluir
  6. O A3 Sedan não foi o sedã premium mais vendido em dezembro. Com 984 unidades, sendo 558 do C180, 321 do C200 e 105 do C250, o Mercedes Classe C foi o preferido no segmento, seguido pelo Audi (905) e pelo BMW Série 3 (795). Dados oficiais da Fenabrave divulgados hoje (06/01).

    ResponderExcluir
  7. Incompleta a reportagem. Não aponta quantos A3 nacionais foram vendidos, sendo que todos sabemos que a Audi desovou os A3 importados no final do ano. Mas mesmo com o downgrade do A3 1.4 nacional a Audi pode superar a BM, por conta da palhaçada do aumento absurdo dos carros da BMW. Estive ontem na ccs aqui de Bsb, e o vendedor me disse q o X1 traçado está por 199k,o 320i por 160k, o 120i por 135k e por aí vai. Daí o A3 2.0 nacional por 136k vai faturar essa fácil fácil.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.