Car.blog.br

Pesquisar este blog

Jeep Renegade: rigidez torcional justifica o peso elevado?

Categorias: , 46 Comentários

Em post anterior (veja aqui) nós publicamos a informação de que o Jeep Renegade 1.8 Flex Automático apresentou um desempenho no teste de aceleração de 0 a 100 Km/h de 15,3 segundos - tempo que é 1,1 segundo mais lento que o obtido pelo Volkswagen up! 1.0 (dados da Revista Quatro Rodas com carros abastecidos com gasolina) conseqüência do excesso de peso do SUV. Este post investiga se esse peso exagerado do Renegade é decorrente de carroceria de elevada rigidez torcional.

Jeep Renegade 1.8 Flex Automático

Esse resultado ruim é explicado pelo fato de o motor do Jeep Renegade, o quatro cilindros Fiat E.Torq EVO, de 132 cavalos - o mesmo usado no Fiat Strada Adventure -, quando associado a uma transmissão automática de 6 marchas convencional com conversor de torque, ser insuficiente para empurrar os 1.440 Kg do jipe com a agilidade que se requer desse tipo de carro.

Jeep Renegade 1.8 Flex Automático

Como comparação, o resultado do teste de aceleração do Jeep Renegade 1.8 Automático é mais de 4 segundos pior que o de seu principal concorrente, que é o Honda HR-V 1.8 CVT (Automático) - que faz a prova em cerca de 11 segundos (segundo a Revista Quatro Rodas) e também é cerca de 1 segundo mais lento que o de outro concorrente, o Peugeot 2008 1.6 16V com a transmissão automática de 4 marchas.

Jeep Renegade 1.8 Flex Automático - espaço traseiro

A questão de fundo, portanto, é que a transmissão automática com conversor de torque adotada no Jeep Renegade 1.8 Flex impõe um perda de cerca de 20% ao conjunto. Isso fica claro quando se observa que o Renegade 1.8 Flex com transmissão manual executa a aceleração de 0 a 100 Km/h em cerca de 12,5 segundos (com etanol) - um desempenho que, se não é brilhante, não é tão comprometedor quanto os 15,3 segundos do automático.

Jeep Renegade: carroceria reforçada 

A Fiat-Chrysler sugere que o elevado peso do Jeep Renegade - cerca de 250 Kg mais pesado que seus concorrentes - pode ser explicado pela sua estrutura reforçada, derivada da usada no Fiat 500L. Segundo a empresa foram aplicados reforços no monobloco e adotados aços de alta resistência para dar ao modelo um elevado nível de rigidez torcional.

Jeep Renegade 1.8 Flex Automático

Segundo a Fiat-Chrysler, a carroceira do Jeep Renegade tem um indicador de rigidez torcional de 18.000 Newton-metro/grau. Esse número significa que se precisaria aplicar um torque de 1.835 Kgfm para torcer a carroceria em 1 grau. Isso equivale a colocar um peso de 1,8 tonelada em uma alavanca de 1 metro aplicada ao centro de gravidade da carroceria.

É importante ressaltar, portanto, que quanto maior o indicador de rigidez torcional, mais rígida é a estrutura. Ou seja, uma carroceria com indicador de rigidez mais elevado é mais rígida, enquanto indicadores mais baixos evidenciam menor resistência à torção.

Segundo a Fiat, o número de 18.000 Newton-metro/grau do Jeep Renegade é "o dobro de um hatch popular de entrada". Então, fomos investigar os valores de rigidez torcional de outros modelos para compará-los ao do Renegade. Os números estão na tabela abaixo.

ModeloÍndice de resistência à torção (Nm/grau)Peso (kg)
BMW M3 201540.0001.630
Hyundai Genesis 201539.4001.600
VW Phaeton37.0002.450
VW Touareg36.9002.180
VW Passat B730.0001.600
VW Fusca / Beetle26.0001.290
VW Golf GTI (V)25.0001.290
Lamborghini Aventador24.0001.625
Audi A423.1001.565
Jeep Grand Cherokee23.0001.950
Volvo XC9021.4002.022
Ford Fusion19.2861.598
Fiat 500X18.0001.430
Jeep Renegade18.0001.440
VW Fox17.9411.050
Ford Focus 5 portas17.9001.390
Volkswagen up! (Brasil)17.800910
Chevrolet Cruze17.6601.450
Fiat Punto16.5001.100
Opel Astra12.0001.100
Fiat Bravo10.8001.370

Os números acima mostram que a rigidez torcional da carroceria do Jeep Renegade (18.000 Nm/grau) não é "o dobro da verificada em um hatch de entrada", já que o Volkswagen up!, que é um hatch de entrada, tem indicador que apresenta 17.800 Nm/grau (dado da Volkswagen). O up! pesa menos de 900 Kg.

VW Golf GTI MK5 - carroceria mais rígida que a do Jeep Renegade

O Golf GTI MK5, por exemplo, tem uma carroceria 38,8% mais rígida que a do Jeep Renegade, e mesmo assim é 150 Kg mais leve. O Golf Mk7 é ainda mais rígido e mais leve que o Mk5, graças ao uso de aços de alta resistência e tecnologia de ponta no projeto da estrutura.

Hyundai Genesis 2015: carroceria mais de 2 vezes mais rígida que a do Jeep Renegade

Por outro lado, modelos modernos com o Hyundai Genesis 2015 ou o BMW M3 2015, com peso em torno de 1.600 Kg, contam com carrocerias com mais que o dobro da resistência à torção do Jeep Renegade.

Assim, a comparação dos dados de rigidez torcional da carroceria do Jeep Renegade com outros modelos mostra que o SUV pernambucano não pode ser considerado um veículo com elevada rigidez à torção. Há modelos com peso bem menor com nível de resistência similar, como é o caso do Up! ou do Fox. Além disso, modelos como o Golf, com peso menor, têm carroceria com indicador bem mais elevado.

Conclusão

O Jeep Renegade tem um indicador de rigidez torcional bem abaixo da média de carros premium e em linha com de modelos de acesso, como up! ou Fox. Assim, esse indicador não pode ser usado para explicar o peso do modelo, já que há no mercado modelos mais leves e com carroceria mais rígidas como o Golf e o Novo Fusca.

Fontes das informações de rigidez torcional: Road and Track, Motor Trend, Automotive Engineer, YouWheel Ford Fusion - YouWhell

Postagens relacionadas:

46 comentários:

  1. O blog está contestando a matéria da carplace?
    Números a parte saberemos daqui uns dois anos quem é quem. Tempo e kilometragem suficiente para a teoria virar prática.
    Li durante anos em comparativos o focus da geração anterior levar a melhor contra civics, corollas e vectras. Mas a realidade se mostrou diferente.
    Carros que ja tive cuja rigidez eram sofríveis, o pálio de primeira geração e a ecosport também de primeira geração. Os dois faziam barulho no travamento dos bancos trazeiros rebatíveis e na porta trazeira, mostrando claramente a falta de rigidez. Deixa eu corrigir, carros da minha mulher, que ela não leia isso.
    Hoje ela tem um up e ao contrário do testado aqui não soltou nada ainda e parece integro, embora a kilometragem ainda esteja baixa, pouco mais de oito mil km.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre a primeira linha do seu comentário. Também acho!

      Excluir
    2. O que esta publicação quer explicar é que a FIAT/Jeep justifica o alto peso desse modelo pela altíssima rigidez torcional que a marca nos vende porém essa rigidez não é tão grande assim (pode ser que se basearam nos FIAT que são maria mole) porém fica claro nessa lista que para ter boa rigidez não é necessário peso e sim tecnologia.
      O up! Por exemplo é sabido que usam 75% da carroceria com aços especiais e ate por isso ele tem alta rigidez e baixo peso, o contrario do FIAT que pelo jeito usaram um método antiquado de construção que aparece no desempenho.

      Excluir
  2. eu não sabia que a rigidez do fox e quase igual a do up!então que dizer que o fox tambén e 5 extrelas no latin ncap?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Fox vendido na Europa teve bons números de segurança. Questionou-se o vendido no Brasil, que não foi testado.

      Os números da rigidez devem ser do modelo 2015, que não é vendido na Europa. Assim, o Fox deverá ter bons números de segurança e o questionamento do modelo vendido no Brasil parece ser infundado.

      De qualquer modo, testes no LatinCap devem ser realizados brevemente (julho a próxima rodada) e corroborar com a informação supracitada.

      Excluir
    2. Uma coisa é um carro feito para ter baixa torção estrutural (fox) com um carro feito para ter baixa torção e alta segurança (up!). Abra a porta do up e veja a soleira, tem 1 palmo de largura, quando é a versão 2 portas tem um gancho no meio da porta (que é mais longa que o 4p) para que em um impacto lateral ajude a resistir.
      O projeto muda tudo, caso do renegade, pelo visto a alta resistência da carroceria foi feita com material comum e com muitos reforços, aços mais espaços e etc e não o uso de aço de alta e altíssima resistência, chassi moldado com métodos modernos que aumentam a resistência e etc.
      Essa é a diferença de um FIAT para um Vw, como ir na casas Bahia e comparar uma TV Samsung com uma CCE, aparentemente fazem a mesma coisa mas quem tem ou teve sabe a diferença das duas.

      Excluir
    3. rigidez é parte da fisica que explica a capacidade de um veículo manter-se integro diante de forças adicionais:
      vc ve a rigidez de um veículo quando ele fica apoiado em tre rodas e vc consegue abrir e fechar portas sem problemas
      Agora bons números de segurança, é a capacidade de um veículo desacelerar e proteger os seus ocupantes(Cockpit), ou seja outras partes se amasam e absorvem, pois a fisica explica pela Lei da Energia Cinética E=1/2mv², de Einstein

      Excluir
  3. Só salva o design, apesar de muita gente torcer o nariz, pois a qualidade construtiva FIAT...

    ResponderExcluir
  4. O blog consegue os dados de torção do HRV?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pesquisei mas nao achei os dafos do hr-v.

      Excluir
    2. Também gostaria de saber... seria bom evidenciar, uma vez que a própria matéria coloca o HR-V como "seu principal concorrente".

      Excluir
  5. Nao adianta espernear o HRV vai ser eternamente o lider porque a marca Honda é muito bem conceituada e ganha status de marca " pseudo premium" no Brasil, justamente por ela nao atuar em segmentos de carros populares...O renegade 1.8 automatico é uma bomba, ate porque transmissao aut. é pra quem não sabe dirigir, li que o renegade manual no 0-100 foi uns 3 segundos mais rapido que o automatico

    ResponderExcluir
  6. Assim, não só a rigidez estrutural como os reforços feitos para preparar o carro para um off road pesado. O up! nem sonha em passar em lugares onde esse Jeep passa sorrindo. E não é por causa de ajuste da suspensão não, é tudo trabalho para equilibrar o peso e sua distribuição na carroceria, junto com uma base bem reforçada para tal ato. A base do 500L foi muito modificada para ser usada, a parte traseira é praticamente nova, então aumenta o peso. O Renegade é um carro preparado para terra e asfalto, o HR-V entra na lama nas pontas dos dedos, pq não conhece isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita analise caro Gabriel!!Disse tudo em pouco palavras, pra quem realmente conhece já é o bastante pra entender, agora pra quem não conhece......

      Excluir
    2. Pra mim esse carro é uma fraude. Motor de Palio e componentes de carro de entrada num pseudo offroad de 80 mil e um absurdo...

      Excluir
  7. Um adendo a matéria:
    Não apenas o Golf GTI, mas todos os Golf mk5 (5 geração) tinham índice de resistência à torção de 25.000.
    Os Golf Mk7 alemães têm índice de resistência a torção de 35.000. O carro é um verdadeiro monólito em termos de rigidez, fantástico. Isso é resultado dos aços ultra-resistentes e das soldas a laser, além de qualidade construtiva excelente.

    P.S: que vexame do novo Focus, hein! Ficou atrás do Up, do Fox, do Golf 5 (de 2003)...isso sem falar que o Fusion também ficou atrás do Golf 5. Não tem nenhum carro da ford com a qualidade construtiva do Golf 7.

    ResponderExcluir
  8. Ta na cara que o problema desse fiat é o motor fraco e defasado. Se tivesse um bom motor ninguém iria questionar o peso ou estaria dando desculpas para o desempenho fraco do carro. Vamos ver se a versão a diesel não é bem melhor.

    ResponderExcluir
  9. Seria interessante ver publicado uma tabela da rigidez de todos os modelos nacionais! seria mesmo um dado em tanto!

    ResponderExcluir
  10. Só besteira
    Desconhecimento geral
    A rigidez se obtem como no UP, que é da engenharia Alemã , por sinal a melhor:
    a Rigidez se obtem com aços de maior resistencia, a tração, e ai vc obtem a rigidez sem onerar o peso própio, e na fisica o aço varia muito quanto a sua resistencia, pois o aço para industria automotiva geralmente é composto de vários elementos que contribuem para uma resistencia elevada sem ter peso morto
    e essa besteira de dizer que o renegade tem o dobro de rigidez
    é por que não leram esse artigo, e vc vai ver que o Fiat 500X(automóvel) tem a mesma rigidez do Renegade, e ai qual a vantagem para o Renegade = NENHUMA
    eita povo burro
    não aprende
    e finalizando aumentar a rigidez de um veiculo e aumentar o seu peso além de incompetencia técnica , ser mediocre em engenharia, vc tem um aumento de consumo, pois vc precisa tracionar mais Kg

    ResponderExcluir
  11. Não vale comparar com o UP, ele é exceção entre os populares de entrada. Tem que comparar com palio, gol, onix, celta, classic, sandero, march, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O carro está no mercado para qualquer um comprar e é um popular de entrada, tem versão sub R$ 30mil com 2 portas..... Não vale comparar? Faz-me rir. Se o resto de entrada de outras montadoras não presta fazer o que né.

      Excluir
  12. Deixa eu fazer mais perguntas em vez de afirmações de um conhecimento que não possuo.
    Os números de resistência a torção são resultados de testes de terceiros ou informados pelas montadoras?
    As metodologias de medição são idênticos?
    O esforço exigido nesses métodos incluem os fatores tempo, carga e repetição?
    Pergunto isso fazendo um paralelo com potência de equipamentos de som.
    Nesses os fabricantes declaram potência PMPO ou RMS.
    Ambas são verdadeiros, só que a primeira ocorre em pequenas frações de tempo, não sustentável.
    A segunda por média prolongada e sustentável.
    Então PMPO sempre será maior que o RMS.
    E por fim reitero ao blog que seria melhor comparar com os concorrentes ecosport, hrv, duster, 2008, ix35, sportage, etc.

    ResponderExcluir
  13. De tanto ler os posts desse blog, campeão de críticas ao jeepinho, desisti de comprar o Renegade! Esperando meu UP! Ops meu HR V que devo receber daqui 5 meses.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fui conhcer o HR-V no coquetel de lançamento da sexta a noite, dia 20/3... não fechei negócio pois estava esperando sair os preços do Renegade diesel... eles sairam na segunda seguinte, dia 23/3... foi aquele balde de água fria... no dia 24/3 fiz o test drive no HR-V e no dia 25/3 fechei o negócio... peguei meu HR-V na quarta passada (29/4) e estou super satisfeito... a FCA perdeu a chance de dominar o mercado quando jogou o preço da versão diesel pra cima dos $100k... se fosse uns $15k mais barato eu relevava o porta-malas minúsculo e o espaço reduzido no banco traseiro... agora, comprar esta versão Flex e gastar uma nota em algo que está longe de ser um conjunto bem ajustado...

      Excluir
  14. Porque esse Jeep não se parece com Jeep e sim com Fiat? Deve ser estranho pagar 100 mil e ter a sensação de está num uno way.

    ResponderExcluir
  15. Gostei do post! Apesar de tantas polêmicas, merece meus parabéns.

    ResponderExcluir
  16. Desculpe, mas esse comparativo pela segunda vez com o UP é totalmente infeliz, comparar o Renegade que tem um senhor capô super pesado (Tente levantar e vai comprovar), um motor 1.8, com rodas e pneus pesados, portas pesadas com um carrinho com um motorzinho 1.0 de geladeira (leve), não tem capô, não tem para-choques (praticamente se bate nos pneus tanto da frente quanto de traz), não tem comparação o peso-potência que no UP é maior mesmo. Eu já tive um Ford KA 1.6 Action que dava pau em Omega 4.1, Mercedes, Audi e BMW...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi problema algum. Acho que foi só uma amostra de que o Jeep não tem nada demais perante aos outros além da marca. O Up só foi usado como referência de que a rigidez torcional do Jeep não é tão grande como se imaginava. Agora o outro post, achei tão bizarro quanto esse seu comparativo do Ka Action com MB e por ai vai...

      Excluir
  17. Isso é um "Jeep" ... não é um carro normal alto como os concorrentes... vai colocar uma Ecosport ou um hRV na lama para ver o que vai dar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende de qual Jeep você fala...o Flex não vai gostar de lama também...

      Excluir
  18. Eu compararia o jeep com a pajeiro Tr4. Que na minha opinião tem a mesma proposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julio Carvalho o renegade e um plagio do conceito do TR4 . So que com um painel mais bonito e um motor de dentista. Olhei ele por baixo e na boa.. se for pra por na lama esse jeep vai ser atropelado pelas TR4

      Excluir
  19. As vezes eu fico na dúvida, se eu fosse comprar um carro desse segmento a emoção me diz para comprar o Renegade (não sei porque mas o Renegade me agrada mais) e a razão me diz para comprar o HR-V (pelo melhor desempenho e menor consumo). Infelizmente teria de deixar a emoção de lado já que faço questão de um carro que tenha aceleração e retomada rápida e no Renegade Flex isso não existe, ainda mais que a versão que eu escolheria seria a automática. A Jeep pecou muito nos preços do Renegade (muita coisa poderia vir já como item de série) e no conjunto mecânico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, vc disse o que eu sinto. Também estou na dúvida e sei que o Jeep é pela emoção e o Honda pela razão...
      Enfim, continuo na dúvida, mas esperar 4 ou 5 meses pelo honda é frustrante!!!

      Excluir
  20. Gostei muito dessa tabela com os valores de índice de resistência à torção de vários modelos. Faltou apenas citar a(s) fonte(s) dessas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As fontes estão nas fontes da matéria. Basta clicar nos links....

      Excluir
  21. Para mim o Renegade é concorrente do Mitsubishi TR4 e não do Honda HR-V.

    ResponderExcluir
  22. (Faltou apenas citar a(s) fonte(s) dessas informações) 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As fontes estão nas fontes da matéria. Basta clicar nos links....

      Excluir
  23. Então deixa ver se eu entendi: o Jeep, reforçado, ultra-resistente da Fiat, tem carroceria com rigidez torcional igual à do up!?
    Imagina quanto deve ser de Uno...Palio...eu estimo algo em torno de 5.000 Nm/grau...

    ResponderExcluir
  24. Vamos explicar direito para que não reste dúvidas. O Hatch de entrada a que a Fiat de referiu é o Fiat Bravo. kkkkkk

    ResponderExcluir
  25. Dou meu ponto para a Fiat no quesito Rigidez torcional, afinal o Up! sempre foi dito ter Excelente rigidez e o Renegade conseguiu ser um tiquinho melhor.

    Vale lembrar que quanto maior a carroceria mais difícil manter a rigidez, muita coisa poderia ser falada mas é deixada de lado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, carroceria maior mais difícil porém algo claro é o emprego de tecnologia. Por exemplo alumínio, existe aquele alumínio vagabundo de fazer escada e tem alumínio de aviação, várias e várias vezes mais resistente sem ser várias vezes mais pesado.
      Aco é igual, existe aco comum de alta e ultra resistência, fora métodos de estampagem modernos, formatos inteligentes, estampagens especiais...
      Podem economizar alguns tostões no chassi do carro porém o resultado é o apresentado, um carro pesado que se torna beberrão e lento, tira 150kg desse renegade já teria um desempenho muito superior, um carro muito mais econômico. Mas cá entre nós FIAT e Jeep nunca foram sinônimos de eficiência ou tecnologia aplicada em métodos construtivos.

      Excluir
  26. 1,52 kg/HP a mais, é significativo ?

    ResponderExcluir
  27. Só lembrando que aço ultra resistente tem praticamente a mesma rigidez(módulo de elasticidade) que aço comum. A diferença é que talvez seja possível criar uma geometria mais rígida as custas de maiores tensões já que esse tipo de aço as suporta melhor. Mas uma mesma estrutura, mudando somente o tipo de aço,mantém a mesma rigidez.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.