O Grupo Stellantis apresenta, na Europa, por meio de sua marca premium Alfa Romeo, as versões “ESTREMA” do sedã Giulia e do SUV Stelvio.
Alfa Giulia e Stelvio Extrema
Os modelos são projetados para condução desportiva, e são colocados no topo da sua gama, sendo um modelo Quadrifoglio em um veículo de uso diário.
Alfa Giulia e Stelvio Extrema
Os modelos ganham suspensão ativa e diferencial de deslizamento limitado vêm de fábrica, e seu uso predominante de carbono proporciona mais leveza e uma atitude esportiva.
Alfa Giulia e Stelvio Extrema
No “ESTREMA” o diferencial autoblocante mecânico vem sempre de série.
Alfa Giulia e Stelvio Extrema
Tons escuros externos e estão presentes também nos interiores onde há um folheado de fibra de carbono e Alcantara ® assentos - um material único que leva em consideração a estética e a funcionalidade. A costura vermelha no painel, bancos, volante e manopla do câmbio reforça ainda mais a exclusividade e o visual esportivo do modelo.
Alfa Giulia e Stelvio Extrema
O Giulia e o Stelvio “ESTREMA” estão equipados com motores 2.0 Turbo a gasolina de 280 cv ou 2.2 Turbo Diesel de 210 cv, ambos associados a uma transmissão automática de 8 velocidades e tração integral Q4. Finalizando a configuração, um sistema de áudio com 14 alto-falantes Harman Kardon.

8 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Alfa Romeo se tornou uma marca irrelevante. Principalmente pq quando tentou ser relançada, foi querer copiar a BMW, com tração traseira. Erro fatal.
    Se tivesse tentando copiar a Audi, teria tido mais sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BMW vende o dobro da SHITaudi, que sucesso da SHITaudi.

      Excluir
    2. Sabe dirigir?

      Não né, então não pode opinar sobre dinâmica de condução em veículos com tração traseira...

      Eu já dirigi vários carros com tração traseira, então, como pessoa HABILITADA e com habilidade suficiente para poder me divertir em "Track Days" (coisa que você NUNCA fez dirigindo um carro) eu posso afirmar: Tração traseira é MUUUIIIIITTTTOOOO MELHOR.

      Fora que em Design, o Giulia é seguramente um dos carros mais belos do mundo...

      Excluir
    3. A experiência prévia não é necessidade para a crítica, e saber se algo te agrada ou não.

      Quem considera que experiência prévia é necessária para tecer opiniões, então entendo que essa pessoa, se essa pessoa diz que não gosta ter o seu ânus penetrado, então essa pessoa, NECESSARIAMENTE, já teve conjunção carnal com outro macho com penetração anal.

      Afinal, ela só não gosta do que ela experimentou e não gostou. Se fala muito que não gosta de dar, é porque já deu, e diz que não gostou. Se gostou mesmo ou não, não temos como saber.

      Excluir
    4. 6 linhas escritas por vossa excelência e poucas vezes li tanta bosta, tanta merda, estupidez, falta de respeito e homofobia...

      Se tivesse dado meu rabo, gostaria de lembrá-lo que o cu é meu, quem paga minhas contas sou eu e não tenho que dar satisfações a ignóbeis como você...

      Mas fique tranquilo, para que você não se apaixone por mim, pode ficar sabendo que sou heterossexual, tenho sim amigos gays os quais amo e sou grato por me permitirem ser amigo deles...

      Excluir
    5. Isso é apenas uma questão de lógica. Se é assim, vc tem que aceitar minhas opiniões sobre dinâmica de condução do Giulia ou qualquer outro carro, mesmo sem tê-lo dirigido, considera que a experiência prévia não é pré-requisito para a crítica.

      E digo, tração traseira é uma merda. Ocupa espaço enorme dentro do carro, incorre em elevadas ineficiências e perdas. Carrega mais ruído para o interior. Por isso, ou é Quattro, com o fito de melhorar a estabilidade ou aderência, ou é FWD. RWD é ridícuçlo.

      Excluir
  2. A Alfa Romeo é uma marca tradicional que se perdeu no tempo e que precisa ser resgatada. São carros para quem realmente gosta de dirigir. Tive um 164, nas estrada parecia um kart, entretanto, dava vários probleminhas bobos que mostravam a falta de qualidade de algumas peças que possuíam preços proibitivos, mas mesmo assim, deixou saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só vejo 164 caindo aos pedaços,inteiro Só vi uma vez

      Excluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem