Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Golf Variant Highline 2018: a station premium + acessível

Categorias: , , , , , 52 Comentários

A interseção entre prazer ao dirigir e utilidade não é um SUV - é uma station wagon. E não há melhor prova disso do que o Volkswagen Golf Variant 2018 - que avaliamos em Brasília (DF) por uma semana, e contamos aqui nossas impressões.

VW Golf Variant Highline 2018

O que caracteriza esta station wagon é a dinâmica de carro premium em linha com suas competidoras - que são, a rigor, Audi A4 Avant, Volvo V60 e Mercedes-Benz C300 Estate. Os menos informados reclamarão: "estes últimos três são "premium", ou Golf Variant, não". O que nos leva a questão: o que é um carro premium?

VW Golf Variant Highline 2018

Do dicionário temos que "premium" significa "algo de qualidade maior ou superior", ou "quando tens vantagens sobre outros". Há também os aspectos de "luxo" e "prestígio" associados ao termo. Aplicado isso ao mundo automotivo, um carro premium deve oferecer superioridade (no sentido acima da média) em segurança, conforto, tecnologia, acabamento e performance. E deve oferecer luxo e requinte.

VW Golf Variant Highline 2018

Nesses critérios, o Golf Variant 2018 Highline é um carro premium, apesar de custar a metade dos principais concorrentes. Esta station, importada do México, chega ao Brasil em preços variando entre R$ 100 mil e R$ 133mil, como o das imagens (mas há descontos de cerca de R$ 15 mil nas concessionárias).

VW Golf Variant Highline 2018

O modelo avaliado é um Highline, que tem preço sugerido de R$ 113.490 reais. Equipado com os opcionais "Premium", "Rodas de 17" e "Teto Solar Panorâmico" - vai a R$ 132.240 reais. Se somar a pintura metálica ele chega a R$ 144.990 reais.

VW Golf Variant Highline 2018

É um preço alto? Sim. É caro? Não. Porque "caro ou barato" é um conceito relativo. Se você for buscar no mercado uma station wagon com motor turbo flex de injeção direta, com este nível de acabamento, dispondo de recursos como "assistente de estacionamento automático", "Adaptive Cruise Control com função "City Emergency Brake" e sistema de monitoramento frontal "Front Assist", banco do motorista com ajuste elétrico, detector de fadiga, faróis Full LED com luz de condução diurna em LED com regulagem dinâmica, como os que estão neste Golf, você só encontrará modelos de mais de R$ 200 mil reais, como os Audi, Mercedes e Volvo retromencionados.


Ademais, não se trata apenas de uma questão de lista de itens de série - que, deste carro, levaria algumas dezenas de linhas para descrever (e você pode consultar no site do fabricante). Dispor de recursos como o sistema Composition Media - com uma tela de vidro de 9,2 polegadas, sensor de aproximação, sistema de navegação integrado e compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto -, ar-condicionado digital com duas zonas de climatização, câmera de ré, sensores dianteiros e traseiros de estacionamento, acabamento em couro de alta qualidade, sistema de som de alta fidelidade, iluminação ambiente em LED, tudo isso são condições necessárias, mas não suficientes para tornar um carro premium.

VW Golf Variant Highline 2018

O que faz do Golf em geral, e deste Golf Variant em particular, um carro premium é o seu nível de acabamento e de equipamentos, associado com o moderno powertrain, e o seu passeio: o rodar suave, silencioso e sólido que só um carro de categoria superior oferece.


Tudo neste Golf Variant Highline 2018 opera de forma de germanicamente precisa. Até detalhes irrelevantes como os interruptores e as hastes dos indicador de direção, ou dos limpadores do para-bricas, quando acionados, têm um funcionamento sem ruídos, e não parecem que são peças plásticas de baixa qualidade como se vê em carros mais baratos (e outros nem tão baratos assim, como o Toyota Corolla ou o Jeep Compass).

VW Golf Variant Highline 2018

E, claro, o conjunto mecânico é um espetáculo. O motor 1.4 Turbo Flex de 150 cv e 250 Nm de torque, associado com a magnífica transmissão automática de seis marchas, empurra esta Station Wagon de luxo de 0 a 100 km/h em menos de 10 segundos.

Volkswagen Golf Variant 2018 Highline - Interior

E ela faz isso de forma suave, previsível, e sem que você perceba que as marchas estão sendo trocadas - a menos que você queira, e aí poderá usar os inúteis shift paddles - que poderiam ser eliminados, por absoluta desnecessidade.

VW Golf Variant Highline 2018

Não existe hipótese de um humano conseguir operar essa transmissão de forma mais eficaz e eficiente que o sistema de gerenciamento eletrônico do powertrain da Volkswagen.

Volkswagen Golf Variant 2018 Highline - Interior

E isso é mérito mais do software da VW que da excelente caixa AISIN de seis marchas. Se você tem dúvida sobre isso, observe como essa mesma transmissão tem um funcionamento tosco no Jeep Compass Flex, o qual contrasta com a forma sublime que é implementada neste Golf.

VW Golf Variant Highline 2018

De modo que, se os "shift paddles" são inúteis, o Modo Sport também é. Afinal, a própria transmissão já "percebe" quando o motorista está mais apressado, e muda o mapeamento de forma automática, retardando as trocas de marchas, de modo a oferecer maior rapidez nas respostas. O modo Sport, uma vez acionado, apenas impede que o câmbio opere de forma mais "ecológica" quando não solicitado. Portanto, poderia também ser eliminado. Esqueça que existe câmbio neste Golf (esqueça mesmo, pois até mesmo manutenção e trocas de óleo ele dispensa).

VW Golf Variant Highline 2018

Dinâmica referencial

O VW Golf é um carro conhecido por ser feito para oferecer prazer à condução. Ele é dono do referencial em dirigibilidade em carros tração dianteira no planeta. E eu estou feliz em informar que o Golf Variant é um verdadeiro e legítimo membro da família Golf.

VW Golf Variant Highline 2018

Sua dinâmica e powertrain são equivalentes. O modelo Variant, mesmo 70 Kg mais pesado, se beneficia da abundância de torque do motor 250 TSI: o motor é muito responsivo, com aceleração acentuada quando solicitado e entrega de potência suave em condições de aceleração média.

VW Golf Variant Highline 2018

Consumo

O consumo, no nosso percurso urbano, ficou em 11 Km/l de gasolina, com o ar-condicionado ligado 100% do tempo, e sem preocupações com consumo. Segundo o INMETRO, com etanol, as média é de 7,5 km/l de etanol, e 10,9 km/l de gasolina. Em estrada fica em 9,5 Km/l e 13,8 Km/l, respectivamente.



Os demais sub-sistemas também têm funcionamento "premium". A suspensão, que, desde o modelo 2016, quando o Golf Variant recebeu o motor flex e a transmissão automática de seis marchas no lugar do DSG-7, também foi aperfeiçoada, tendo sido substituído o sistema traseiro multilink por um conjunto interdependente por eixos de torção.

VW Golf Variant Highline 2018

Esse novo esquema deu ao Golf Variant um ajuste mais suave e confortável, sem perdas em termos dinâmicos (dentro da faixa de utilização do carro).

Volkswagen Golf Variant 2018 - porta-malas de 610 litros
Volkswagen Golf Variant 2018 - porta-malas de 610 litros
Além disso, esta nova suspensão é muito mais robusta e preparada para enfrentar a baixa qualidade das vias brasileiras. E não exige alinhamento traseiro - algo necessário nos carros com multilink.

VW Golf Variant Highline 2018

O visual do Golf Variant 2018 foi renovado. Há algumas mudanças, mas nada revolucionário. A frente e a traseira apresentam um estilo ligeiramente diferente, mas seria difícil dizer a diferença entre o modelo deste ano e o do ano passado. Luzes diurnas de LED e lanternas traseiras LED agora são de série em todos os acabamentos.

VW Golf Variant Highline 2018

Em termos de segurança, todos os Golf Variant vêm com 7 airbags, ESP/ASR/Hill Assist, e este ainda conta com um sistema de frenagem pós-colisão que é projetado para evitar acidentes secundários se os airbags forem acionados em um acidente.

Assistência à condução

Este Golf Variant com o pacote Premium (R$ 9.990 reais) traz dois itens de assistência a condução que consideramos fundamentais em um carro desse preço. O ACC, Piloto Automático Adaptativo, e o Front Assist com frenagem autônoma de emergência. Há ainda no pacote o Park Assist, mas este é menos "útil", pelo menos em Brasília (DF).

VW Golf Variant Highline 2018

O ACC e o Front Assist são tipos de recursos que, depois que você usa um carro com eles, você sempre vai querer. É como a transmissão automática: depois que você usa um carro automático, jamais vai querer voltar para casa.

VW Golf Variant Highline 2018

O ACC introduz um conforto adicional em uso tanto urbano quando rodoviário excepcional. Uma vez ativado, em vias expressas com congestionamento leve, você pode se dedicar apenas a controlar a direção, pois o carro acelera e freia de forma automática, de forma precisa, suave e segura.

VW Golf Variant Highline 2018

Além disso, o Front Assist deixa o motorista menos estressado, já que ele garante que você não vai bater no carro à sua frente, mesmo que, no trânsito, estiver distraído vendo o seu celular. O sistema detecta a colisão e freia o carro de forma autônoma.

VW Golf Variant Highline 2018

Assim, esses recursos do pacote "Premium" tornam este Golf Variant um carro verdadeiramente "premium", e recomendados a aquisição deste opcional, no caso de aquisição de um Golf Variant ou Golf Highline 2018.


Concorrentes

 Mercedes Benz C300 Station - R$ 265.900 reais

VW Golf Variant Highline 2018

Audi A4 Avant - R$ 187.990 reais

VW Golf Variant Highline 2018

Volvo V60 - R$ 200 mil reais

VW Golf Variant Highline 2018

Conclusão

VW Golf Variant Highline 2018

O Golf Variant Highline 2018 é uma station premium por excelência. Oferece segurança classe mundial, motor potente e moderno, e recursos de assistência a condução como ACC e Front Assist que, uma vez experimentados, nunca mais você vai querer abandoná-los. E ainda é extremamente divertida de dirigir, e oferece uma excelente relação custo x benefício, já que seus concorrentes, com recursos similares, custam todas acima de R$ 200 mil reais.

VW Golf Variant Highline 2018

A diferença de preços entre o Golf Highline e seus concorrentes é de cerca de R$ 100 mil reais. Se você acha que um emblema de quatro argolas ou de uma estrela de três pontas vale isso, compre o C300 Station ou o A4 Avant. Se você prefere um carro tão bom quanto esses (em alguns aspectos melhor), e os R$ 100 mil na sua conta, compre o VW Golf Variant Highline.

52 comentários:

  1. Vou ter uma dessas #naosoumariavaicomasoutras

    ResponderExcluir
  2. Hum hum, então tá... é premium mesmo......

    Aí o consumidor vai na Volvo, e o simples fato de entrar em um V60, faz toda a argumentação acima cair por terra.

    Não tem jeito, Premium é Premium, tem cheiro de Premium, aspecto de Premium, sensação de de Premium...... É algo além de fichas técnicas e opcionais, ser premium é algo ligado a própria história do carro e da marca.

    Não adianta colocar tudo que é opcional em um carro achando que ele se tornará premium, pq isso não ocorrerá, não é algo que acontece de um dia para o outro.

    É igual o xiaomi, por fora ele pode ser idêntico a um IPhone X, mas isso não fará dele um celular com o mesmo prestígio do da Apple.

    Podem argumentar da forma que quiserem, não tem como convencer o consumidor q Golf é premium.

    Talvez quem comprar o Golf, pode se enganar em um momento e achar que comprou um carro premium, mas lá no subconsciente ele saberá que não isso verdade.

    Premium é tradição, para ser premium tem que ter marca premium (griffe).

    Mas de fato, o Golf se destaca entre os generalista, é um excelente automóvel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nota-se que vc nunca teve um Golf G7.

      Excluir
    2. Premium? Portas traseiras em plástico duro, até new civic é soft

      Excluir
    3. De fato, nunca tive hatch.

      Carro para mim ou é sedã ou caminhonete.

      Excluir
    4. Além do mais quem é premium não fica repetindo 300 vezes numa reportagem que é. Mercedes, Audi e Volvo nem falam em item ou carro premium em suas releases, porque não precisa.

      Excluir
    5. Anda de Triton e acha que entende algo de carro. E a sua coluna, já operou? Carro pula demais... Gosta de uma escola de samba, né? Porque o carro bate tanto por dentro que soa como uma, já que os encaixes são extremamente mal feitos. O couro é péssimo, os plásticos conseguem ser inferiores aos utilizados pela Toyota, que já são péssimos. O motor tem pouco torque e faz um barulho ensurdecedor dentro da cabine. Os bancos traseiros foram feitos pra anões, já que eu com 1,72 encostava a cabeça no teto. O Som tem a mesma qualidade que um radinho am-fm de pilha. Então... zero autoridade pra falar sobre qualidade de construção automotiva pra você.

      Excluir
    6. Qual é o premium que voce tem um iphone? Ou um carro... Se eu quiser ter um carro muito equipado e com qualidade compro pelo que oferece e nao pelo escudo ou marca, apple é premium no Brasil la fora é como qualquer outro celular nao veio de outro mundo assim como os carros...

      Excluir
    7. Eng. Mecânico: O sedã é um Jetta TSI 2.0 2013.

      Tudo de acordo com a necessidade.

      Um excelente carro por sinal, mas longe de ser o suprassumo q muitos aqui acham q ele é.

      Excluir
    8. E quanto a Triton, eu adoro a caminhonete, ainda que muitas coisas que vc falou seja vdd.

      Os pulinhos que ela dá vc acostuma com o tempo e, ao menos para mim, carros mais altos são excelentes para a coluna, pois vc não precisa se torcer todo para entrar e sair (tenho 1,85).

      Seja justo, o motor não é tão fraco, são 180cv e 38kgfm. E eu adoro aquele barulhão dela.

      Excluir
    9. concordo com vc Felipe! eu diria que este Golf Variant é um veiculo
      Plus, mas Premium realmente não é.

      Excluir
    10. esse pulinhos da triton eu n acostumei e logo fugir dela.Fora que os passageiros de trás sempre reclamavam,nam

      Excluir
    11. Premuim é tradição? Então já respondeu, GOLF é um veículo que se encaixa nesta definição, é referência mundial. Você realmente nunca deve ter pilotado um MK7.

      Excluir
  3. Volkswagen não é premium.

    Premium é a Audi ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesma linha de montagem, o mesmo powertrain e peças. Golf pode não ter o titulo mas é mais barato e entrega a mesma coisa. Questão de opção e valorizar sua grana.

      Excluir
    2. Negativo.
      Embora Golf VII tenha sido um divisor de águas no mundo automotivo ainda há diferenças entre um produto civil e um produto premium.
      A começar pela qualidade de construção e montagem.
      Num produto premium TODOS os componentes elétricos e eletrônicos são atestados e certificados.
      Num produto civil, apenas aqueles relacionados à segurança. O Golf, Passat, atestam todos os eletrônicos.

      Esse nível de qualidade tem colocado a Audi dentre as marcas mais confiáveis das Américas e Europa não por razão banal.
      A VW angariou substancialmente os patamares de qualidade, mas essa pequena diferença apenas deixam os modelos da VW na média do mercado ...

      Excluir
    3. eu concordo com charles.. o mais simplório da premium já percebe-se que a qualidade é acima.

      Excluir
  4. A máxima diz que a maioria é burra...pois é, esse é o caso da Variant. Uma minoria que conhece automóveis aqui no Brasil dá 115k numa Variant, entretanto, do outro lado, uma maioria burra dá num Compass a mesma quantia. Fazer o que? Já guiei a Variant e atesto que para uma familia não existe opção mais confiável, performática, economica e segura, além dum porta-malas enorme coisa que nemhum SUV tem. Assino embaixo do artigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, se a grande maioria dos consumidores optassem em comprar Station Wagon, seria algo excelente.

      Mas como esse tipo de carro não caiu no gosto do povo, a tendência é vender menos a cada dia que passa.

      Ninguém quer perder rios de dinheiro em um carro ou sequer conseguir vendê-lo.

      Se todo mundo está comprando Compass, é pq ele está sendo um carro desejado e, consequentemente, terá maior facilidade de revenda é menor desvalorização.

      A tendência de quem tá por cima é subir mais, e quem está embaixo é cair mais ainda.

      Carro no Brasil é muito caro se comparado a renda média do Brasileiro, ninguém quer se aventurar com novas ideias. Seguro morreu de velho!

      Excluir
    2. Meu caro, tive dois sedãs e dois suv's, e posso falar com conhecimento de causa. A Golf Variant é superior nos aspectos mais relevantes: potência, agilidade, conforto, baixo consumo e dirigibilidade. Antes de adquirir a perua, tive um Renegade 4x4 a diesel, e um ASX 4X4. Não vejo vantagem muita vantagem em um veículo ser mais alto, pois ao aumentar o centro gravitacional, perde-se em estabilidade, sobretudo em curvas, quando um SUV costuma rolar a carroceria, saindo de frente ou traseira. É por isso que os suv's em geral são menos estáveis do que sedãs, peruas e hatches. Até agora, estou há 3 meses com a Variant, não raspei nenhuma vez em buracos, valetas e lombadas. E olhe que não ando devagar, como se estivesse desfilando.

      Testei Corolla (pois já tive um no passado), Compass, Tracker, Tiguan, e muitos outros carros, e não estou nenhum pouco arrependido pela escolha que fiz. Sem falar na economia de combustível, tenho feito entre 12 e 13,5 km/l na cidade, com gasolina.

      Excluir
  5. ai vc esta sendo radical e preconceituoso, esse motor 1.4 não empolga não, e ademais para mim tem cara de Gol Polo, carros populares
    e aqui nunca empolgou essa perua GOLF
    HUm vc precisa rever seus conceitos o interior do Golf é honesto e só não emociana, a começar da cor do seu interior monocromaticamente escuro, coisa bem simples

    ResponderExcluir
  6. Sem dúvida, o melhor carro no Brasil que se compra hoje com cerca de R$ 130.000,00 Temers. Acontece que a escolha de carro novo leva muita coisa em consideração, incluindo o desejo puro e simples de ter um modelo, em detrimento de outro. Por mais que seja inteligente para o cara que vive em cidade grande comprar uma Variant, no lugar de um Compass por exemplo, se o desejo dele for um SUV, ele assim o fará. Não adianta. Hoje em dia, o marketing é todo em cima de SUV's e as vendas refletem isso.

    ResponderExcluir
  7. Pode não ser premium, mas sem dúvidas é muito melhor que esses SUV's #savethewagons.

    ResponderExcluir
  8. Nunca ci esse Golf Variant dessa geração ao vivo, aqui na minha cidade não vendeu nenhuma . Acho que esse carro vende pouquíssimo . Quem deixa de comprar um SUV pra comprar esse carro ? Claro que eu iria de SUV, carro alto , que passa em arios terrenos e não esse carro de estradas lisas e sedosas kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou de aju cidade pequena mais já vi uma preta e uma branca ,lindaaa

      Excluir
    2. Meu caro, tive dois sedãs e dois suv's, e posso falar com conhecimento de causa. A Golf Variant é superior nos aspectos mais relevantes: potência, agilidade, conforto, baixo consumo e dirigibilidade. Antes de adquirir a perua, tive um Renegade 4x4 a diesel, e um ASX 4X4. Não vejo vantagem muita vantagem em um veículo ser mais alto, pois ao aumentar o centro gravitacional, perde-se em estabilidade, sobretudo em curvas, quando um SUV costuma rolar a carroceria, saindo de frente ou traseira. É por isso que os suv's em geral são menos estáveis do que sedãs, peruas e hatches. Até agora, estou há 3 meses com a Variant, não raspei nenhuma vez em buracos, valetas e lombadas. E olhe que não ando devagar, como se estivesse desfilando.

      Testei Corolla (pois já tive um no passado), Compass, Tracker, Tiguan, e muitos outros carros, e não estou nenhum pouco arrependido pela escolha que fiz. Sem falar na economia de combustível, tenho feito entre 12 e 13,5 km/l na cidade, com gasolina.

      Excluir
  9. Respostas
    1. O Golf é o hatch médio mais vendido do planeta.

      https://www.car.blog.br/2018/06/vw-polo-na-lista-dos-10-carros-mais.html


      O Golf vende 6.000 unidades a cada 2 dias, 5 horas, 7 minutos e 48 segundos.

      Veja, passam-se 2 dias, 5 horas, 7 minutos e 48 segundos, e novos 6000 Golf são vendidos no mundo.

      Qual outro carro faz isso? Nenhum.

      O Golf é um carro premium com preços de revisão de generalista. em média 250 reais por reevisão.

      Qual outro carro premium é tão barato de manter? Nenhum.

      O Golf é o carro de mais identidade no planeta. Vc avista um e já sabe que é um Golf.

      Golf: muitas vezes imitado, jamais igualado. E por isso tem tantos admiradores, fãs no mundo inteiro.

      E ainda bem que ele é relativamente caro, pois aí seleciona os compradores.

      Excluir
    2. Por essa lógica deveríamos ter imitadores de onix no Brasil...

      É um bom carro: sim. Vende pouco pq SUV "ta na moda", talvez.

      Agora, vamos com calma na idolatria.

      Excluir
    3. Sim Carlos, mas só esse site que chama os vw de Premium qdo vendem pouco.

      Excluir
  10. DPVAT vai ser de 12 reais em 2019

    ResponderExcluir
  11. Golf variant, um bom carro com preço absurdo e não dá para comparar com volvo, Audi e Mercedes está um degrau abaixo

    ResponderExcluir
  12. Tenho uma Highline 2015 com todos esses opcionais (ACC, front assist, teto panorâmico, etc...). Paguei R$87mil há 1 ano e, nessa faixa de preço, considero a melhor opção para uma família! O carro realmente é um espetáculo! Esta com 46mil Km e roda sem nenhum barulho de acabamento. O espaço traseiro é bom. No meu caso, uso 2 cadeirinhas de criança e um terceiro passageiro adulto que vai bem apertado.
    Minha única reclamação sobre o carro é sobre o sensor de chuva....não é muito preciso e demora bastante para ajustar a intensidade (tive um Cruze que tinha um sistema muito melhor). Mas não é nada que desabone o carro!
    É um ótimo carro, mas NAO é premium. Quem já entrou em um Mercedes, Volvo, BMW, Audi, etc.. sabe do que estou falando.
    #savethewagons

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo carrão e por não ter ido na modinha suv

      Excluir
  13. É um bom carro, mas tá encalhado. Queridinho da Internet e quase não se vê nas ruas.

    ResponderExcluir
  14. Com as devida vênias, é forçoso reconhecer que nos pontos relevantes ao consumidor, quais sejam, segurança, espaço e performance, há equivalência entre o Golf Sportwagen, nomeadamente Variant a cá, e o Volvo V60 e C300.
    Vejamos, pois, o volume de porta-malas, que no VW alcança a notória marca de 610 litros, ao passo que o Volvo V60 finda em 529 litros. O C300 é mais módico ainda na oferta de volume, com parcos 490 litros à bagageira. O Avant fica em 505 litros.
    Pontuo que o Golf Sportwagen, nomeadamente Variant por estas plagas, oferta mais espaço à bagageira, ante sua desvantagem em medidas, uma vez que o VW mede 4,53 metros ao comprimento, ante 4,72 m do A4, 4,7 do C300 e 4,76 do V60. Nesse diapasão, não é escabroso suscitar a ideia de que a carroceria do VW Golf Sportagen, nomeadamente Variant por cá, tenha sido mais eficientemente desenhada ao quesito volume, com menores perdas.
    No que tange à segurança, observo que todos obtiveram classificações máximas em testes de impacto, portanto equivalem-se. Por último, apenas Golf, V60 e A4 dispõem de sistemas ativos de assistência à condução, sendo que neste aspecto o V60 leva vantagem ante aos demais, pois aduz-se ao Auto Pilot, um sistema de auto-condução nível 2, que está presente ao Avant nos EUA e Europa, mas não a cá. Por conseguinte, no âmbito dos sistemas de auxílio à condução, observo superioridade do V60, em segundo lugar aponto Golf e Avant empatados, e, por último, Mercedes C300, que oferece um mero e pusilânime piloto automático, a despeito de ser o mais gravoso ao bolso do consumidor.

    O conjunto da obra é sim favorável ao Golf no sentido de custo x benefícios. E, do ponto de vista técnico, o Volvo V60 é o vencedor. O pior dos três é, certamente, o C300, o mais caro, e o pior em qualidades técnicas e espaciais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal ter vocabulário, mas isso não significa saber escrever. Suas respostas são extremamente truncadas e pouco "fluídas" na leitura.

      Pelas conjunções aposto que é advogado e penso: se escreve assim num blog, quem entende suas petições?

      Simplicidade, objetividade e clareza! O vocabulário utilize para substituir redundâncias e ficará muito melhor.

      Excluir
    2. Ainda se fosse apenas isso estaria bom, MAS comparar produtos de qualudades distintas e público totalmente diferentes não tem nenhum nexo.

      Quem compra um Audi A4, MB C300, nem olha para um carrebre como um Golf...

      Excluir
    3. Concordo com tudo que vc falou Alex.

      Certa vez, conversando com um amigo que é Juiz, ele disse que quem floreia muito na escrita tenta, na verdade, esconder a falta de conhecimento. Disse ainda que um texto jurídico (sentença e etc) deve ser o mais simples e objetivo possível, pois precisa ser compreendido por todos, seja as partes de um processo, operadores do direito ou terceiros.

      Excluir
  15. Bacana esse carro. Pena que é preterido pela moda suv.

    ResponderExcluir
  16. Muito chique aquela alavanca de acionamento do freio de estacionamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não só o Golf Variant, O BMW Série 3 também tem esse requinte.

      Excluir
  17. É um puta carro bom e eu teria um sem problema nenhum. Adoro as SW e não sou fã da modinha SUV, compraria essa Variant em detrimento de Corolla ou Compass flex. Mas não tem como dizer que é um carro "premium" e que concorre com Volvo, Audi ou Mercedes, menos né.

    Até mesmo porque premium é uma percepção que não deve ser dita, escrita ou repetida à exaustão como nessa matéria. Tem que ser e pronto!

    PS: Essa V60 é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  18. Belissimo Carro!!! Ainda terei uma se Deus quiser!

    ResponderExcluir
  19. E o atendimento??????
    O blog esqueceu que ao comprar um carro o conumidor esta comprando no minimo 3 anos de atendimento na concessionária. O atendimento VW não é premium é regular como qualquer montadora popular... enquanto numa cc Audi, BMW, MERCEDES o consumidor é tratado como rei na VW se ele conseguir resolver o problema já ta otimo... carro não é só um amontuado de peças que agente senta em cima... é atendimento tbm...

    ResponderExcluir
  20. Ótimo carro. Bem melhor que Tiguan de entrada, pelada, com banco de tecido e com acabamento de Polo, por 125 mil.

    ResponderExcluir
  21. Melhor que Audi a3 1.4 Turbo flex? Ou melhor pegar uma BMW 320 2.0 turbo flex 2016? Venho de um cruze LT 1.4 turbo flex. Carro turbo somente gasolina nunca teria, devido nossa alcoolina. E nunca tornearia grana em podium (25% etanol). Outra coisa é que ANP e bolsomito já falou que o etanol poderá ser vendido diretamente ao consumidor. Isso deixaria o etanol sempre com preço vantajoso.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.