Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mercedes-Classe A com eixo de torção: preço R$ 195 mil

Categorias: , , , 41 Comentários

A nova geração do Mercedes-Benz Classe A já está disponível para pronta entrega nas concessionárias da marca do Brasil em duas versões: Launch Edition, limitada a 105 unidades - R$ 199.900 reais; 250 Vision - R$ 193.900 reais.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - Brasil

Os dois modelos trazem como novidade o "downgrade" na suspensão traseira, que passou de independente multilink no modelo anterior, para o semi-independente eixo de torção neste novo modelo.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - Brasil

Esse esquema de suspensão é usado nas versões 200 TSI e 250 TSI do Golf nacional, Toyota Corolla e Audi A3 Sedan 1.4 TSI.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - Brasil
Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - suspensão traseira por eixo de torção
É interessante notar que o Classe A 2020 com eixo de torção traz o motor 2.0 Turbo de 224 cv, associado com câmbio automático de 7 marchas. No caso do VW Golf e do Audi A3, suas versões com motor 2.0, GTI (R$ 143.790 reais) e Ambition, respectivamente, adotam um esquema de suspensão traseira independente multilink. Já no caso deste Mercedes-Benz, o downgrade atingiu até mesmo a versão com motor 2.0.

Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - Brasil
Novo Mercedes-Benz Classe A 2020 - suspensão traseira por eixo de torção
Em relação aos modelos à venda inicialmente, ambos com eixo de torção, o Launch Edition, de R$ 200 mil, traz volante com revestimento de couro Nappa, teto revestido de tecido preto, detalhes AMG em alumínio escovado, rodas de 18 polegadas e suspensão mais baixa. Já a 250 Vision traz interior com detalhes em fibra de carbono.

41 comentários:

  1. O Renault Megane RS 275 Trophy, foi o carro original com tração dianteira, mais rápido de Nurburgring Nordschleife por um bom tempo, provando que a suspensão traseira semi-independente por eixo de torção, não representa nenhum prejuízo a dinâmica e muito menos a estabilidade de um veículo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atualmente o melhor tempo de tração dianteira é do Civic Type R de 320 cv que quebrou o record do Golf GTI Clubsport S, para isso fizeram preparação especial no Honda, mas não demora muito e um novo GTI quebra essa marca

      Excluir
    2. Civic Type-R não teve alterações. É o mesmo 2.0T VTEC de 306 HP (310 cv).

      Quem teve alterações na suspensão para tentar bater o CTR foi o Golf GTi ClubSport S.

      Golf GTi ClubSport S só vai bater Civic se fizer alterações na plataforma, ou uma atualização da MQB.
      Caso contrário, não tem capacidade dinâmica para acompanhar o CTR ...

      Excluir
    3. Zigfrietz, não existe suspensão semi-independente.
      Ou é dependente ou independente.

      TB não existe eixo de torção.
      É barra de torção.
      Eixo de torção é um pleonasmo vicioso, papo de mexânico, botequim.
      Eixo é todo elemento de perfil circular - ou qualquer outra foa de 1:8 - submetido à torção dinâmica. Por isso chama-se eixo.
      Na suspensão dependente por barra de torção é a barra conjugada a sofrer o efeito da flexão e torção pelo braço da da suspensão, e não por um elemento dinâmico...

      Excluir
  2. Tentando desmerecer a Mercedes na cara de pau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hipócritas descem a lenha no Jetta e Golf pelo mesmo motivo, se a premium MB usa eixo de torção porque só criticam a VW? Menos, menos...

      Excluir
  3. Futuro saco de pancadas do próximo Golf gti

    ResponderExcluir
  4. Mesmo papo de sempre aki....mimimi eixo torção melhor q Multilink .mimimi cambio AISIN tiptronic melhor q DSG...ja cansou ne?E a "coerencia" eh impressionante aki. Nesta materia eh downgrade..se fosse VW seria "upgrade"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada disso Sandro, leia com atenção antes de criticar. A matéria é BEM CLARA em ressaltar que as versões topo de Golf e A3 utilizam multilink, enquanto a versão topo MB A250 usa eixo de torção.

      Incoerência maior é dos hipócritas que criticam as suspensões traseiras de Golf, A3 e Jetta nas versões de acesso e intermediárias, mas aplaudem quando a "premium" MB utiliza a mesma suspensão nas versões topo de linha.

      Conclusão: a suspensão semi-independente eixo de torção no A250 topo de linha configura um verdadeiro "downgrade, principalmente comparado aos seus concorrentes diretos Golf GTI, A3 e 125i que adotam multilink.

      Excluir
    2. De acordo com qualquer especialista ( especialista de verdade ), a suspensão multilink só é superior ao eixo de torção após os 200km/h. Ou seja, se o projeto do carro é pra quebrar fácil desta barreira, deveria fazer uso de tal tecnologia. Assim como freios a disco nas 4 rodas

      Excluir
  5. Quem quer um esportivo de entrada com multilink vai de Focus ST:
    Os rumores mais fortes dizem que irá pegar o motor 2.3 turbo usado no Mustang e também na geração passada do Focus RS. Sua potência deve ficar na casa dos 270 cv, além de uma variante diesel para a Europa, composta pelo 2.0 EcoBlue com mais de 190 cv.
    E antes que a Carolta venha falar, sem conhecimento de causa para variar, os Focus de entrada (1,0 turbo e diesel básicos) usam eixo de torção, mas as versões topo de linha com o 1,5 turbo e com diesel mais potentes usam multilink.
    ST e RS, obviamente também usarão multilink.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que vem pra cá, pois morreu na matriz americana. Dificilmente será páreo para o Golf R, que já foi inclusive importado na vizinha Argentina.

      Excluir
    2. Amigo, Golf R é concorrente do Focus RS que já anda mais e melhor na geração atual, o novo Focus RS terá 400 cv, não vai dar para o Golf, como nunca deu, aliás.
      Focus ST é concorrente do Golf GTi.

      Excluir
  6. Linda demais.

    Em breve devem lançar a 1.6 com melhor preço.

    ResponderExcluir
  7. Golf GTI com pacotes Premium e Sport é MUITO mais carro que essa A250.

    ResponderExcluir
  8. Golf GTI é a lenda dos hot hatches: o único hatch Premium esportivo emblemático. E custa menos que essa MB aí...

    ResponderExcluir
  9. Verdade , vai dizer q o polo , Virtus e melhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. John disse a pura verdade, GTI tem 230 cv, excelente câmbio DSG6 e multilink, custando bem menos que o A250, e provavelmente deve andar mais.

      Excluir
  10. NOSSA....PODE TER 230CV,DSG6 E MULTLINK...MAS E UM VW....
    NÃO TEM O PRESTIGIO DE UM MB.
    SEM DUVIDA O MB E MELHOR..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem quer prestígio é otário que não confia em si próprio e quer ostentar que tem dinheiro comprando marca, quem ENTENDE realmente de carro compra VW Passat, VW Golf GTI, VW Tiguan R-Line, VW Amarok V6, que são os MELHORES de suas respectivas categorias, não apenas tecnicamente, estatisticamente os números de vendas globais demonstram, fato.

      Excluir
    2. Se um Tipo Abarth fosse lançado quem cisma com VW diria.
      "Fiat ameaça Alemães"
      "Tipo tira o sono de classe A"
      "Chegada da versão Abarth leva o Tipo a hot hatch"

      Excluir
  11. Quando a VW faz é evolução, é upgrade, é mais adequado... quando a concorrência faz é downgrade?

    ResponderExcluir
  12. No caso da VW e Audi, de fato, a adoção de suspensão traseira interdependente por eixo de torção foi uma clara EVOLUÇÃO em relação ao multilink, pois a solução foi aplicada nos 1.4 TSI. Golf e Audi com motor 1.4 TSI não se beneficiam de suspensão multilink, pois não atingem velocidades muito acima de 200 km/h, e a multilink só é superior em curvas próximas e acima de 200 km/h. Então, a suspensão eixo de torção é uma evoluçaõ nesses Golf e A3 com motor 1.4 TSI, pois é mais robusta, de manutenção mais barata, e mais macia e confortável.

    Já no caso do Golf GTI e A3 Ambition, é correto adotar a multikink, pois são carros que têm velocidade máxima muito acima de 200 km/h.

    No caso do Classe A 250, com motor de 224 cv (o mesmo do GTI 2015), usar o eixo de torção é uma aberração técnica, feita claramente para reduzir custos. Sò isso. Uma verdadeira piada.

    Enquanto a Mercedes tem eixo de torção no Classe A 2.0, a VW e Audi usam multillink.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aleluia...vc C4 finalmente se convenceu que aquele perfil metalico na traseira substituindo o Multilink é para reduzir custos, parabéns!

      Excluir
    2. Negativo. Vc não entendeu o raciocínio. Vou desenhar.
      Existem empresas que, diante de duas soluções técnicas, optam sempre pela mais barata, independente de tecnicamente não ser a mais adequada.
      Já existem outras empresas que decidem sempre pela melhor solução técnica, independente do custo.
      Um exemplo da primeira é a Mercedes. Que optou pela solução mais barata (eixo de torção), em detrimento de, para o caso em questão, a solução não ser a melhor do ponto de vista técnico (que seria o multilink).

      Já empresas do segundo tipo é a VW e a Audi, que opta pela melhor solução técnica, independente do preço. O caso do Golf e A3 é emblemático. Para Golf e A3 1.4 TSI, a melhor solução técnica é o eixo de torção, mais robusto, mais macio, mais eficiente no faixa de utilização do carro e melhor para o consumidor (manutenção mais barata, e menos frequente). Já para os mesmos carros com motor 2.0, a melhor solução técnica é o multilink, tendo em vista que se assume que, quem paga muito mais por esses carros, o faz por conta da performance do motor 2.0. Então se o consumidor quer pagar mais pela performance, deve ter a disposição a melhor solução técnica para esse uso em altas velocidades, como o multilink. Então Golf e A3 2.0 têm o multilink.
      E essa solução eixo de torção/multilink, dependendo da versão, é um aumento de custos da a VW/Audi, pois precisa dispor de dois conjuntos de suspensão traseira diferentes, reduzindo escala de produção, e, portanto, aumentando custos.

      Em resumo: o eixo de torção é REDUÇÂO de custo para a Mercedes, em detrimento da melhor engenharia. O eixo de torção é AUMENTO de custo para a VW/AUDI, mas em respeito à melhor solução de engenharia.

      Excluir
    3. Para mais performance multilink é essencial, não é o que pensa a dona Mercedes... para uso normal eixo de torção é ideal, portanto pela proposta esportiva o A250 já larga atrás da concorrência

      Excluir
  13. Um multilink sempre será infinitamente mais eficiente que eixo de torção, mas se o novo Merc conseguiu fazer curva com um perfil metálico semirigido usado como suspensão então...parabens pra Engenharia da Mercedes.

    ResponderExcluir
  14. Acho engraçado pessoas querendo comparar Golf com Mercedes... Quem compra Mercedes não fica olhando as cartinhas do Super Trunfo e comparando com outros carros, compra porque quer uma Mercedes e principalmente porque PODE ter uma Mercedes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. compram para APARECER de Mercedes, na estrada C180, C200, C250, A200, A250, GLA, GLE engolem poeira de Passat, Golf GTI e Jetta 2.0 TSI que tecnicamente são carros SUPERIORES

      Excluir
    2. Superiores em que? Em potencia de motor? Quem compra Mercedes não vai apostar corrida...

      Excluir
    3. Comprar carro por ficha técnica é coisa do passado.
      Hoje é tão ou até mais importante um pós-venda decente do que comparativo automotivo ...

      Excluir
    4. Golf tem tudo ou mais que um Merc tem e é mais barato.

      Excluir
  15. Eddie a diferenca eh q Golf eh premium soh dentro do portfólio de produtos da VW..e Mercedes pelo nome e tradicao, eh Premium entre todas as marcas.

    ResponderExcluir
  16. Comparar um mercedes com um golf, é muita baboseira que vejo aqui. Quem anda de mercedes ta pouco se lixando pra carro metido a premium da VW.

    ResponderExcluir
  17. Por que esse blog tá sempre comparando carros de luxo com o golf? Gosto dos carros da VW sem ser fanboy da marca, mas nunca vi ninguém em dúvida entre comprar uma Mercedes ou um golf, afinal existe uma coisa chamada status, e hoje qualquer mulambo pode ter um golf 1.0 tsi. Compara pelo menos com um Audi

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.