Car.blog.br

Pesquisar este blog

Mercedes lança piloto automático adaptativo para ônibus

Categorias: , , , , 2 Comentários

A liderança da Mercedes-Benz no desenvolvimento de tecnologia de ônibus no Brasil ganha novamente evidência com o lançamento, neste mês, do ACC – piloto automático adaptativo para os ônibus rodoviários O 500 RS e RSD. Esse sistema de segurança, por meio de sensores na dianteira, ajuda o motorista a manter o ônibus numa distância segura em relação ao veículo que vai à frente. Se o condutor não reagir, o sistema entra em ação, freando ou acelerando automaticamente o veículo para evitar o impacto.

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

O ACC acelera e freia automaticamente e se desabilita a uma velocidade menor que 15 km/h. Independentemente da ativação do ACC, o motorista tem total autonomia para acelerar ou frear, bastando usar os pedais para isso. Ou seja, o condutor tem sempre o domínio do veículo.
Esse equipamento vai mais além do que um piloto automático convencional, que mantém uma velocidade constante do veículo conforme determinado pelo motorista, proporcionando redução do consumo e diminuição do stress do condutor.

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

“O piloto automático adaptativo reduz o risco de acidentes, trazendo mais segurança para os passageiros, os motoristas e os outros veículos da via”, ressalta Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Graças à atuação de sensores, esse avançado sistema identifica os veículos à frente a partir de 200 metros, mesmo numa situação de neblina, vantagem muito importante nas estações frias do ano, aumentando a segurança e conforto nas estradas. Além disso, pelo fato de atuar automaticamente, o ACC alivia o stress do motorista, que pode se concentrar mais à condução e ao tráfego”.

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

“A introdução do ACC nos nossos ônibus rodoviários O 500 representa um importante passo da nossa Empresa no rumo do ônibus autônomo com sistemas ativos de segurança no Brasil”, afirma Walter Barbosa. “Estamos antecipando uma tecnologia já presente no inovador Future Bus Mercedes-Benz na Europa, que demonstrou sua eficiência e confiabilidade em trechos de circuito fechado de BRT na Holanda. Ou seja, radares, sensores, câmeras, sistema de navegação GPS controlado por satélite e conectividade, elementos do Future Bus, naturalmente serão a referência para o desenvolvimento e operação do nosso futuro ônibus autônomo aqui no Brasil. Temos conhecimento e ampla experiência para isso”.

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

Os recursos dos ônibus Mercedes-Benz no que se refere à redução de consumo e emissões ganham importância em metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro, além de outras grandes cidades do Brasil e da América Latina. Entre essas  tecnologias, incluem-se, ainda, o RKM (sistema de recuperação de energia elétrica) e o EIS (desligamento automático do motor).

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

O gerenciamento inteligente do RKM, cuja principal vocação são os ônibus urbanos, aproveita a reserva de capacidade de energia elétrica produzida pelos alternadores do veículo, principalmente nos momentos de desaceleração, e a armazena em super capacitores, que atuam de modo autônomo. A energia elétrica armazenada é utilizada como fonte adicional durante os momentos de aceleração do ônibus.

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

Com os super capacitores carregados, o RKM disponibiliza uma carga de energia elétrica que normalmente é fornecida pelos alternadores, que são acionados pelo motor do veículo. Ao liberar os alternadores dessa função, o sistema propicia uma economia no consumo de combustível. Nos testes realizados pela Engenharia de Desenvolvimento da Mercedes-Benz, foram registradas economias médias de cerca de 2%. Além disso, o RKM assegura diminuição nas emissões de CO2 (Dióxido de Carbono).

Mercedes lança ACC para ônibus rodoviários

O EIS (Engine Idle Shutdown) é um inovador sistema de desligamento automático do motor. Se o ônibus está parado, porém com motor ligado, câmbio no ponto morto e freio de mão acionado, numa situação que perdure por um longo período – por exemplo, 4 minutos – sem que o motorista acelere o veículo ou acione o freio de serviço, o sistema entra em ação e automaticamente desliga o motor.
Esta é uma situação bastante comum em garagens, rodoviárias, terminais urbanos e pontos de parada. Nessas circunstâncias, o EIS entra em ação, proporcionando economia no consumo de combustível, além de reduzir as emissões de poluentes e de ruídos. Esta solução acaba por contribuir para a conscientização do motorista quanto à necessidade de se desligar o motor se o veículo ficar parado por um tempo prolongado.

2 comentários:

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.