Car.blog.br

Pesquisar este blog

Honda CR-V 2019 chega à Europa com opção de 7 lugares

Categorias: , , , 14 Comentários

A Honda revelará a versão de produção europeia do novo CR-V no 2018 Geneva Motor Show. A nova geração do SUV traz, pela primeira vez, opção de sete assentos.

Novo Honda CR-V 2019

O design do novo CR-V adota arcos de roda mais largos, contornos mais afiados no capô e na lateral traseira, bem como a nova dianteira familiar a outros modelos da marca e nova assinatura visual. Colunas "A" delgadas, pára-choques dianteiros e traseiros esculpidos e uma cobertura inferior ajudam a melhorar a aerodinâmica do novo CR-V. Ele também incorpora um sistema de grade dianteira ativo para melhorar a o sistema Active Shutter Grille da Honda, que melhora ainda mais a eficiência do combustível.


Novo Honda CR-V 2019

Já o interior é marcado por um layout com ênfase horizontal para destacar a cabine mais espaçosa, acentuando a sensação de largura. O painel possui dois monitores de 7 polegadas, enquanto o layout dos controles foi racionalizado com um cluster simples para gerenciamento de ar condicionado localizado abaixo do touchscreen central.

Novo Honda CR-V 2019 - interior

O novo CR-V possui proporções exteriores um pouco maiores do que o antecessor, e a distância entre eixos mais longa permitem um interior significativamente mais espaçoso. O porta-malas é mais amplo e profundo com um compartimento de carga mais longo. Um novo piso de duas posições permite uma superfície plana para carregar itens maiores, enquanto uma porta traseira Hands-Free permite acesso ao compartimento de forma mais conveninente.

Novo Honda CR-V 2019

Pela primeira vez, CR-V estará disponível com a opção de sete lugares. Quando a opção é selecionada, a terceira linha oferece espaço para garantir o conforto dos passageiros em longa distância.

Powertrain

Pela primeira vez, a tecnologia híbrida da Honda será oferecida em um SUV para a Europa. O CR-V estará disponível com o sistema híbrido Intel® Multi Mode Drive (i-MMD) da Honda, que compreende um motor a gasolina de 2.0 litros i-VTEC Atkinson e dois motores elétricos. O sistema i-MMD não usa uma transmissão convencional - em vez disso, uma unidade mais compacta tem uma única relação de transmissão fixa, para criar uma conexão direta entre os componentes móveis e uma transferência mais suave do torque.

Um motor a gasolina VTEC TURBO de 1,5 litros também está disponível, associado a uma caixa de velocidades manual de seis velocidades ou uma transmissão automática CVT opcional.

Os powertrains de gasolina e híbridos são de tração dianteira como padrão, mas ambos podem ser especificados com tração nas rodas da Honda - "Real Time AWD with Intelligent Control System". A distância livre do solo foi aumentada em 38 mm para todas as versões, e o modelo gasolina AWD tem esse indicador em 20,8 cm.

Novo Honda CR-V 2019

As primeiras unidades do Honda CR-V equipadas com o motor a gasolina 1.5 litros VTEC TURBO serão entregues aos consumidores europeus no segundo semestre de 2019, enquanto os modelos híbridos após o início de 2019.

14 comentários:

  1. Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      CR-V coloca Equinox no bolso, amigo.

      Excluir
    2. Equinox eh bom, mas ainda perde em termos de qualidade para esse CRV.
      Fora que deve ser no minimo 3x mais economico, motor hibrido do HRV faz 30 km/l no japao...

      Excluir
    3. Só o motor da Equinox já faz o carro compensar muito mais que esse CRV manco.

      Excluir
  2. Acabamento deve ser superior ao da Equinox, deve andar muito próximo e beber muito menos já que Equinox aqui faz 5 por litro. Além de ter mais porta molas.

    Um bom concorrente se vier com bom preço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve andar perto da equinox 1.5T provavelmente, porque a 2.0T faz a crv comer poeira. Não ficaria com nenhuma dessas, nessa categoria ficaria entro Peugeot 3008, Tiguan e grandland.

      Excluir
    2. Ficaria com a nova Tiguan!!!A 3008 é bonita mas a marca peugeot tem vários problemas no Brasil como desvalorização, falta de peças, manutenção cara.

      Excluir
  3. Copiaram de novo (e mal) a sinaleira da Volvo. A frente do HR-V (tá dando certo). Como chegará à Europa no final de 2019, aqui no Brasil provavelmente não chegará, mas se chegar só em 2020 ou seja, com 2 anos de defasagem tecnológica. Até lá teremos uma enxurrada de SUV da VW, além de Volvo, Land Rover, enfim... agora só não entendo como que esse é o SUV mais vendido do mundo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples. O menor custo por metro quadrado do mercado. O carro não acaba. Tenho um 2012, com 100.000 km. Nem pastilha de freio foi trocada. Revisão a preço de carro 1000. E cabe coisa que não acaba mais. Espaço para os passageiros traseiros de fazer inveja a todos os sedãs grandes. Desvalorização anual semelhante a Gol, HB20 e Corola.
      Quer mais motivos? Todas essas vantagens suprem a deficiente relação entre o motor e o câmbio que é comercializado no Brasil. O Brasil é o único país do mundo que o CRV é vendido com o motor do Civic, que não é ruim, porém, não casou bem com o câmbio do carro. Agora, com as novas motorizações, esse problema será suprimido.

      Excluir
    2. Mas as vendas aqui são um desastre. Gosto da Honda, mas custa caro e se estragar algo (meu Civic.. a suspensão) é caríssimo.

      Excluir
  4. O atual, que é um lixo puro, manco, muito manco, beberrão, todo em plástico, chegou a bater 155 mil! Esse com motor turbo deve vir na casa dos 180, bem acima dos concorrentes - e superiores equinox e 3008, além de rivalizar com compass a diesel... Não vai dar pra honda.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.