Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Virtus Comfortline TSI Automático: teste em pista - vídeo

Categorias: , , , 43 Comentários

A Volkswagen do Brasil lançou no final de janeiro o Virtus, primeiro sedã da montadora construído sobre a plataforma Modular MQB no País. Neste artigo relacionamos os detalhes da versão intermediária, Comfortline, e um vídeo com um teste em pista fechada que avalia os sistemas de segurança ativos do modelo, especialmente ESC (Controle Eletrônico de Estabilidade), TC (Controle de Tração) e o diferecial XDS+.

Volkswagen Virtus TSI Automático

O modelo que avaliamos no vídeo abaixo é Comfortline 200 TSI, que, assim como o Highline 200 TSI, vem com o motor TSI de até 128 cv e transmissão automática de seis velocidades. Essas versões vêm de série com todos os recursos de segurança ativos mencionados no parágrafo anterior, e também freios a disco nas quatro rodas com sistema de auto-limpeza (que melhora a eficiência da frenagem em pisos molhados).



No vídeo acima ficou claro o funcionamento dos sistemas M-ABS, que inclui o sistema de freios antitravamento ABS - com EBD e também o TC (Controle de Tração), que tem a função de reduzir o escorregamento das rodas durante a aceleração ou quando o veículo começa a destracionar, em curvas acentuadas, controlando eletronicamente o torque do motor.

Volkswagen Virtus TSI Automático

Já o Controle de estabilidade reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

Volkswagen Virtus TSI Automático

Segurança ativa

O teste deu especial atenção ao sistema XDS+, bloqueio eletrônico do diferencial, que reduz o torque do motor e atua para evitar que o carro perca aderência em curvas. O modelo conta ainda com HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa, HBA (Hydraulic Brake Assist system). Há ainda BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio), RKA+ (Monitoramento da pressão dos pneus), e o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, que aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do Sistema de Frenagem Pós-Colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

Volkswagen Virtus TSI Automático

Também está entre os recursos de segurança o detector de fadiga, que analisa a forma como o motorista dirige e compara com os 15 primeiros minutos de direção. Caso detecte um desvio no comportamento ao volante, o equipamento emite um alerta, sugerindo uma parada para descansar e tomar um café.

Volkswagen Virtus TSI Automático

O Virtus é equipado de série, em todas as versões, com quatro airbags – dois dianteiros e dois laterais, e com sistemas ISOFIX® e top-tether para fixação de dispositivos de retenção infantis (cadeirinhas).

Dirigibilidade

O VW Virtus permite encontrar a posição ideal de condução, pois o o assento do condutor tem ajuste de altura de série em todas as versões. O modelo testado conta ainda com regulagem de altura e distância do volante - de excelente pega, revestido em couro e com comandos multifuncionais.

Volkswagen Virtus TSI Automático

O acerto da suspensão do Virtus tem um ajuste que prioriza o conforto de rodagem. Assim como no Polo, ele está adequado às condições de rodagem nas ruas e estradas da América Latina. Os pneus “verdes”, de baixa resistência ao rolamento, que colaboram para a redução no consumo de combustível.

Volkswagen Virtus TSI Automático- espaço traseiro

O motor 200 TSI está combinado à transmissão automática de 6 marchas. Essa transmissão oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic, operada por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas (“shift paddles”) no volante. O motorista também conta com o modo de acionamento esportivo (posição “S”), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo.

Volkswagen Virtus TSI Automático - porta-malas

Desempenho 

Com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada, o motor 200 TSI é capaz de rodar com gasolina, etanol ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. A potência máxima é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm.

Equipado com esse motor, o Virtus acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos e atinge velocidade máxima de 194 km/h (dados com etanol). Com gasolina os números são de 10,4 segundos e 189 Km/h, respectivamente. A aceleração de 0 a 1000 metros é feita em 31,9 segundos com gasolina, e em 31,9 segundos com etanol.

Consumo

Etanol: cidade - 7,8 Km/l, estrada - 10,2 Km/l
Gasolina: cidade - 11,2 Km/l, estrada - 14,6 Km/l

Características de sedã médio

O VW Virtus é derivado do Novo Polo, mas da coluna “B” (aquela entre as portas) para trás, o modelo traz traços ainda mais alongados e fluídos. Com 4,48 metros de comprimento, o Virtus é um dos maiores entre os seus concorrentes diretos. Como base de comparação, ele é 42,5 centímetros mais comprido do que o Novo Polo, também desenvolvido sobre a Estratégia Modular MQB. Isso muda completamente a perspectiva do veículo lateralmente. A começar pelo balanço traseiro.

Volkswagen Virtus TSI Automático - porta-malas

A distância entre o centro da roda e o final do para-choque traseiro é de 1.027 mm (quase 50% maior do que a do Novo Polo). A capacidade do porta-malas é de 521 litros - 10 litros a mais que o do Jetta atual.

Volkswagen Virtus TSI Automático

Esteticamente o Virtus tem seus três volumes bem definidos: capô, lateral e traseira. É um sedã clássico, mas como o teto tem uma caída rápida na coluna “C”, o Virtus traz caráter de cupê, principalmente pela forma que as linhas de teto se conectam com as do porta-malas, o que faz o vidro traseiro (vigia) ser bem inclinado, preservando o espaço para a cabeça dos passageiros do banco traseiro.

Volkswagen Virtus TSI Automático

Na dianteira há frisos cromados, para-choque dianteiro com traços inspirados no Arteon, capô com vincos bem demarcados e contornos que moldam a linha de ombro nas laterais. O modelo traz ainda rodas de liga leve diamantadas, linha de teto bem curva e que se estende até o porta-malas.

Volkswagen Virtus TSI Automático

A traseira segue o padrão global de sedãs da marca Volkswagen, com lanternas duplas. As grandes lanternas conectam os para-lamas com a tampa do porta-malas e têm um ângulo reverso, semelhante às do Jetta. Outro destaque é o defletor na região superior da tampa, colaborando com a aerodinâmica e evidenciando o visual esportivo. A placa fica ao centro da tampa do porta-malas, entre as lanternas. O para-choque conta com um uma moldura na parte inferior, que atravessa toda a traseira. Dependendo da versão, esse elemento é cromado, tornando o conjunto ainda mais refinado.

Interior

A distância entre-eixos no Virtus é de 2,65 metros (exatamente a mesma do Jetta atual), isto é: 8,6 cm a mais do que a do Novo Polo (que já tem uma cabines bem ampla). A altura do Virtus é de 1.468 milímetros (4 mm a mais do que a do Novo Polo) e a largura é a mesma: 1.751 mm.

Volkswagen Virtus TSI Automático - interior

O espaço efetivo para as pernas para os passageiros do banco traseiro é de 910 milímetros (da base do encosto do assento traseiro até a parte de trás do encosto do banco dianteiro). São 1.390 mm de espaço para os ombros no assento traseiro. Dimensões suficientes para acomodar três adultos no banco de trás com conforto digno dos melhores sedãs médios. O acesso a bordo é facilitado pelo ângulo amplo de abertura das portas traseiras, que são maiores, em relação às do Novo Polo. Sente-se falta de um descansa braço central no banco traseiro - o que reforçaria seu posicionamento como concorrente de sedãs médios.

Volkswagen Virtus TSI Automático - interior

Os bancos tem modularidade que colabora para a ergonomia e o aproveitamento de espaço, permitindo que ele acomode cinco adultos, e também tenha capacidade de transportar grandes objetos. A área do porta-malas é de 1m2, suficiente para guardar uma grande quantidade de malas.

Volkswagen Virtus TSI Automático - interior

Para transportar objetos maiores, pode-se rebater o assento traseiro que o Virtus oferece 1,82 metro de espaço (da tampa do porta-malas até a parte de trás do banco dianteiro). É possível ainda rebater totalmente para a frente o assento do passageiro dianteiro, o que proporciona um espaço livre de 2,65 metros (da tampa do porta-malas até o painel). Ou seja, é possível acomodar, por exemplo, um caiaque ou uma prancha de Stand Up dentro do Virtus e ainda uma pessoa se acomodar no banco traseiro.

Volkswagen Virtus TSI Automático - painel

De série na versão Comfortline, o descanso de braço central é ajustável longitudinalmente em 100 mm. Sob ele há um compartimento de 1,26 litro de capacidade. O porta-luvas tem 8 litros de capacidade e possui refrigeração (versão Highline). Nas portas dianteiras há nichos que acomodam garrafas de 1,5 litro – as portas traseiras levam garrafas de 1 litro. Esses itens de conforto combinados são inéditos na categoria.

Itens de série

O Virtus Comfortline tem um interior com decoração com contraste de cores. Neste modelo usa-se uma combinação de cinza Paladium com maior inserção de preto Titan na parte inferior do painel e pelo interior . A seção central do painel possui inserto em preto brilhante.

Os materiais, finalizações e acabamentos do Virtus são precisos e bem executados. Os revestimentos usados são de boa textura e visualização, transparecendo qualidade por toque e aparência agradáveis. Os bancos desta versão Comfortline têm tecido com embossagem, em padronagem que forma contraste.

O aspecto do painel tem orientação horizontal. Localizado no meio da “ilha” preta brilhante fica a tela do sistema de infotainment. O único botão adicional nessa área é o do interruptor do pisca-alerta. À esquerda, a “ilha” chega ao nível dos instrumentos.

Volkswagen Virtus TSI Automático

No nível abaixo estão os controles do ar-condicionado. O painel é levemente inclinado para o motorista no centro. Isso também acontece com o console central, com a empunhadura do câmbio e os botões das várias funções de condução do carro.

Volkswagen Virtus TSI Automático - interior

Nesta versão Comfortline há um sistema de informação e entretenimento Composition Touch, com tela colorida sensível ao toque de 6,5”, que conta com entradas USB, para SD-card e conexão Bluetooth, permite conectividade por meio do App-Connect (Android Auto – que agora permite também o aplicativo de navegação Waze –, Apple CarPlay e Mirrorlink), comando por voz e acesso ao “Car Menu”, com ajustes do veículo por meio da tela. Também lê mensagens (SMS) e integra a imagem da câmera traseira de auxílio ao estacionamento.

Manutenção

O Virtus Highline 200 TSI terá as três primeiras revisões (10.000 km, 20.000 km e 30.000 km) gratuitas. Para as demais configurações, a Volkswagen oferecerá as seguintes opções: Virtus MSI e o Virtus Comfortline 200 TSI terão a opção de compra do pacote de Revisões Planejadas a um preço fixo de R$ 1.099 para as três primeiras revisões.

Volkswagen Virtus TSI Automático

O valor de R$ 1.099 inclui as peças substituídas e itens verificados no serviço de manutenção, além do valor de mão-de-obra na concessionária, representando uma redução (da ordem de 14% para o Comfortline e de 10% para o MSI) no valor total das revisões.

Garantia

Volkswagen Virtus TSI Automático

O Virtus chega com garantia de fábrica de três anos (sem limite de quilometragem) e estará disponível em sete cores: Preto Ninja, Branco Cristal e Vermelho Tornado (sólidas) e Cinza Platinum, Azul Night, Prata Sirius e Prata Tungstênio (metálicas).

Conclusão: sedã médio com preço de compacto

O Volkswagen Virtus, sendo um modelo derivado do Polo, herda as características de dirigibilidade, segurança, ótimo acabamento e prazer ao dirigir do hatch, acrescentando bem mais espaço para passageiros e bagagens, e um asseio um pouco mais macio, suave e silencioso.

VW Virtus: um sedã médio com preço de compacto

O preço de R$ 78 mil para o modelo avaliado é competitivo em face do nível de equipamentos e de refinamento, e também pelo porte do modelo, típico de sedã médio, especialmente quando visto de traseira.

43 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Acho que deveriam lançar uma perus baseada no Virtus, mantendo o entre eixos maior.
    Quanto ao acabamento, entendo que nas versões mais caras poderia ser melhor, a despeito dos plásticos utilizados não serem ruins e dos encaixes bem executados. Acho possível incluir cromados, tecidos de boa qualidade e emborrachados, que se forem utilizados de forma correta valorizam bastante o interior do carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interior do highline tem cromados e etc. E O Corolla Custa 20k a mais que o virtus comfortline completo e não tem nada disso. O Virtus e disparado o carro de.melhor acabamento entre Corolla e cruze pela qualidad3 construtiva.

      Vamos parar de criadagem...mimimi cromados


      Mimi macio. Coisa de frescas. Vai dar meia hora de bunda se acalmem e voltem depois mais tranquilas para comentar.ok?

      Excluir
    2. Perua?
      Carro cafona, fora de moda, associado ao uso funerário. Nada a ver

      Excluir
    3. Na minha visão cafona, a perua é o melhor carro que existe. Tem a dinâmica de um sedan, a esportividade de um batch e o espaço de um SUV. A própria VW tem a Golf Variant, que é um dos melhores carros que se vende por aqui.
      Agora concordo com você, esse tipo de carro está fora de moda. Mas, eu não compro carro pela moda. Compro carro para usar.

      Excluir
    4. CGL, mas o brasileiro quer SUV. Não todos, apenas os que vivem do cartão de crédito e do cheque especial, mas querem mostrar status, mesmo que o carro seja tecnicamente inferior a todos os demais. Vide ReneGAYde: lerdo, beberrão, grande, apertado e sem porta malas.

      Excluir
    5. Quanto ciúmes. Só vai comprar Voyajão quem não tem $ pra comprar Corolla, Civic ou Cruze.

      Excluir
    6. Rodolfo, se você e mensionasse Ford Focus, Cruze, ou Jetta no lugar do Corolla, eu até te daria razão. O Civic, só na versão touring, que sai por mais de 125k. Agora o Civic 2.0 e o Corolla, apesar de mais caros, são carros defasados, vendem mais pelo nome, pois se pesquisar, os concorrentes sobressaem.

      Excluir
    7. O problema é, que se fizerem uma perua desse carro é capas da própria volks, matar a Golf Variant para praticar um precinho proibitivo no carro, ai ja sabe, vira mico de venda.. Lastimável, poisuma SW é muito melhor que qualquer hatch e sedan...

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Tive um Corolla GLI 2016 o acabamento é péssimo. Já vi de perto o acabamento deste Virtus é superior não tem nem o que comentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai na Toyota e olha o do 2018

      Excluir
    2. O acabamento do Corolla e bem péssimo. A 4 rodas testou o altis em dezembro e considerou o acabamento bem ruim.

      E é mesmo. O Corolla e um carro popular para vende4 na gordolandia.

      E aqui fazem umas gambiarras para.parecer mais requintado. Mas fica ridiculo. Pinturas boquetas imitando aluminio. Rudixuoo


      O Corolla e uma peça de.museu perto do vurtus.


      Virtus consegue se4 superior ao Corolla e mais barato pq a vw.paga menos imposto no 200 tsi .

      E porque tem melhor engenharia. Com menoa.matwrial faz carro mais solido.

      Excluir
    3. Queria entender qual a vantagem para alguem além da VW se o carro paga menos imposto e isso não é repassado ao consumidor... é o Sadan quase médio mais caro do segmento...

      Excluir
    4. Como não é repassado, colega?

      O Virtus é um carro do mesmo porte do Corolla, e a versão topo de linha do Virtus tem um preço R$ 15 mil mais barato que o Corolla de acesso.

      Vamos pegar o Virtus Highline + Painel Digital + Rodas 17, motor 200 TSI, câmbio AT, diferencial XDS+, e sai a R$ 85k.

      O Corolla GLI 1.8, que anda menos, tem um rádio ridículo não tem farol de neblina, nada. painel seco, acabamento boqueta, e custa R$ 95 mil.

      Como vc acha que a VW consegue fazer um preço tão bom para o Virtus? Imposto menor. Ela paga 7% de IPI, e a Toyota 13%.

      Fora que a VW usa menos material, mas como tem engenharia mais sofgisticada, o carro dela é mais leve e mais rígido.

      Com isso, ela consegue fazer um carro muito superior ao Corolla, e mais barato.

      Excluir
    5. cabamento boqueta do Corolla

      https://youtu.be/CcAPtpdDBRA?t=6m43s

      Acabamento do Polo

      https://www.youtube.com/watch?v=5Pbza4IDLj8

      Parafusos a mostra e plástico duro

      https://youtu.be/CcAPtpdDBRA?t=10m26s

      Soft touch

      Quais os carros mais vendidos em cada segmento: Corolla (sedã médio), Cruze (hatch médio), Toro (picapes) e SW4 (SUV).

      Quais desses carros tem softtouch? NENHUM.

      E agora pegue todos os carros MENOS vendidos em cada segmento: Citroen C4 Lounge, Jetta, Golf e etc. TODOS tem soft touch.

      O que isso significa? Que o brasileiro está CAGANDO para essa firula de soft touch, que é objeto de mimimis infindáveis de um monte de afrescalhado aí.

      Então, quem acha que painel de carro tem que ter soft touch é gente velha e afrescalhada. NENHUM concorrente do Virtus tem. E todos os carros que tem soft touch no Brasil são os MENOS vendidos, enquanto que todos os que não tem, são os mais vendidos.

      Isso significa que o consumidor brasileiro NÂO QUER o soft touch. E que há poucos afrescalhados entre os consumidores. E que nos comentários há uma incidência desproporcional de afrescalhados comentando sobre frescuras e firulas fúteis como isso..

      Assim, se todos os dados do mercado indicam que o consumidor brasileiro NÂO GOSTA de soft touch, por qual motivo a VW deveria colocar um recurso no Virtus? para custar mais caro e desagradar o consumidor. A troco de quê? Para agradar afrescalhados e frescas que não tem dinheiro para comprar o carro.

      Excluir
    6. Corolla tem soft touch sim. Você pelo jeito nunca andou em um para falar essa bobagem.

      Excluir
    7. O Corolla tem um soft touch fake. O painel é de plástico duro, e tem uma camadinha colada em cima. Fake total.
      De mais a mais, esse mimimmi de soft touch já deu. Só mimimi de gente fresca que não tem o que comentar e vem com mimimi de soft touch.

      Vira o disco..um monte de mané repetindo essa papagaiada. Vao lamber o soft touch do Corolla então, ou o que? Tem alguma tara de ficar alisando isso aí.

      Excluir
    8. Energydrink, Nos EUA o Vovorolla está na 10º coloção na preferencia do público !!!

      Excluir
    9. Não adianta Carlos, o Corolla tem um interior mais refinado, acabamento melhor. É natural que tenha mesmo, até pelo preço que é bem maior...
      Em tecnologia com certeza o Polo com sua multimídia ótima, e o active info display, o Virtus ganha...

      Excluir
    10. o Corolla tem um interior mais refinado, acabamento melhor.

      MENTIRA. O acabamento do Corolla NUNCA foi refinado. O Corolla tem acabamento bem porco. Ele não solta peça, tem boa montagem, mas é mal finalizado. A Toyota não tem cuidado e precisão. Os plásticos são de aparência vagabunda. Há um monte de buraco nos plásticos.

      Se vc fala que o acabamento do Corolla é "refinado" é porque vc não tem menor e mais vaga noção do que seja refinamento.

      Na realidade está repetindo essa idiotice como um papagaio porque deve ser um mais um desse bando de haters idiotas que não tem o que falar do Virtus, então ficam com o mimimi de acabamento, mesmo sem ter sequer chegado perto do carro.

      Vcs só falam besteria. Só bobagem. Não se aproveita nada.

      Vamos aos fatos.

      A Quatro Rodas testou o Corolla Altis em dezembro e disse que o acabamento é "ruim".

      Vamos ver agora o que a Quatro Rodas disse do acabamento do Virtus:

      "Assim como no Polo, o acabamento [do Virtus] é elogiável. O motorista tem a seu dispor volante, banco e retrovisores com grande amplitude e facilidade de ajuste..."

      "Cabine do Virtus se destaca pela elevada qualidade de materiais de montagem"

      Excluir
  5. Parece promissor. Só entrando para saber.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Eu já analisei pormenorizadamente em sede de comparativo o acabamento de Corolla, Cruze e Polo, e afirmo de cátedra que as finalizações do Polo, e, por conseguinte, do Virtus, são superiores aos demais.

    Fiquei mal impressionado ao Corolla ao observar o recuro à enganações. Um painel de plástico, mas com uma superfície colada macia para ludibriar os tolos. Ao mesmo se verifica ao Cruze.

    Polo não usa tais subterfúgios, e coloca-se um material de boa qualidade.

    Ás finalizações, precisão de acabamento, qualidade construtiva, o Polo/Virtus está em degraus acima de Corolla e Cruze.

    Mais um ponto de destaque ao Virtus/Polo é saída de ar traseiro, e painel tecnológico, digital, ausente no Corolla/Cruze.

    E no nível à performance, o Virtus, com seu contemporâneo motor 200 TSI, está acima ao Corolla, e equivale ao Cruze.

    Porém, Virtus é mais de R$ 30 mil menos oneroso, de modo que é sempre a melhor opção.

    ResponderExcluir
  8. concordo... valery ... o polo x virtus são outro departamento . de carro e sim.. devemos analisar melhor o corolla pois ele esta sempre na frente em vendas eu mesmo considero o corolla muito bonito ...mais é externamente --internamente ele não vale nem si quer 60mil ..tem muito plastico e o acabamento é de péssimo gosto .. e falta muito de tecnologia quando comparado ao polo/virtus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corolla 1.8 torque 18,6 kgfm
      Virtus 1.0 turbo toque 20,4 kgfm
      Portanto superior ao Corolla ! Os compradores do Corolla acham que ao adquiri-lo está bem na fita, mas se esquecem de analisar as especificações técnicas do veículo ! Até a pouco tempo não tinha controle de tração e nem controle de estabilidade, pagando um preço alto pelo o que o carro oferece !

      Excluir
  9. Vou conferir esse 1.6 manual pra ver se veio capado que nem fizeram com o hatch 1.6 sem farol d neblina e sem regulagem da direçao...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas que mimimi. O Corolla de R$ 95 mil não tem faróis de neblina, e a moça dá píti e diz que "vai conferir" se o Virtus 1.6 tem?
      Quem a moça pensa que é para conferir alguma coisa. Vai conferir o Corolla de 95 mil que não tem farol de neblina e nem multimídia e vc não dá piti por isso.
      Cara maluca que tem aqui.,

      Excluir
    2. Ah, lembre-se que sua "conferência" e um monte de estrume tem o mesmo valor. Para Virtus, Corolla...e qualquer outro carro.

      Excluir
  10. O Virtus perdeu o comparativo da quatro rodas para o Cronos, por que o Virtus e muito mais caro que o Cronos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mané perdeu. Aprende a ler comparativo antes de relinchar, fio.
      O Virtus na Quatro Rodas andou bem mais, bebeu bem menos, tem muito mais espaço interno, design infinitamente melhor resolvido e melhor acabamento.
      A 4 Rodas estimou o preço do Virtus Precision em R$ 72 mil. Só que esse é o pelado, com 2 airbags, e rodas de 15. Para concorrer com esse o Virtus Comfortline 200 TSI AT já é o suficiente, por R$ 73.490 reais.
      Isso são fatos. O resto é relincho.

      Excluir
    2. Hugh auto, onde você viu esse comparativo? Se o Virtus está no seu lançamento e o Cronos nem isso, só daqui um ou dois meses?

      Excluir
  11. Essas rodas aro 16” são as mesmas do Polo europeu, achei mais bonitas do que as rodas 16” do Polo Brasileiro.

    ResponderExcluir
  12. A Quatro Rodas testou o Corolla Altis em dezembro e disse que o acabamento é "ruim".

    Vamos ver agora o que a Quatro Rodas disse do acabamento do Virtus:

    "Assim como no Polo, o acabamento [do Virtus] é elogiável. O motorista tem a seu dispor volante, banco e retrovisores com grande amplitude e facilidade de ajuste..."

    Cabine do Virtus se destaca pela elevada qualidade de materiais de montagem"

    ResponderExcluir
  13. ficaram uns 2 meses falando do Polo, agora vao ficar mais uns 3 falando desse virtus.
    Polo e Virtus são melhor que qualquer carro, etc etc etc

    Por isso que uma minoria ai no Brasil tem grana e pode comprar carros decentes, pois não se contentam com pouco, como a maioria.

    Cara que se contenta em pagar 79990 em um Virtus (sem opcionais ainda heim) ta contribuindo com a sem vergonhice das montadoras e do governo na questão automotiva.
    ONDE que esse carro custa 10000 reais a mais que o Polo? Onde? Na traseira? Faça-me o favor, isso é um insulto a minha inteligência.

    Bom, vocês ai sabem o que fazem. Quem tiver respeito pelo bolso e quiser que esse mercado um dia mude, compre carro semi novo.
    Nesse valor do virtus você pode andar de Audi A4 2012-2013 ou de Mercedes C180 2012-2013.

    Sao carros superiores com custo baixo de manutenção e vão entregar conforto e economia.
    So pra ter um painel digital? Obrigado, eu passo. Prefiro dar valor no meu dinheiro do que abaixar a cabeça e concorda com a fdptagem de montadora.

    ResponderExcluir
  14. A versão Comfortline é bem interessante. Certamente traz o melhor custo x benefício. Muito bem equipada. Estou vendo que o Carlota está certo quando diz que esse carro está barato. Obs: barato, se tratando de Brasil.

    ResponderExcluir
  15. O Polo e o Virtus são excelentes produtos, pois, dentre outras qualidades, oferecem segurança, tecnologia, conforto e baixo custo de manutenção. Amanhã, vou buscar - na concessionária - meu Polo Comfortline 200 TSI, prata sirius, com o pacote tech 1, comprado pelo valor de R$ 68.840,00. Parabéns, Volkswagen!

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Comprei um Virtus Highline, na troca do meu carro antigo (Lancer GT com aquela desgraça de câmbio CVT). As primeiras impressões estão bem positivas, e o acabamento plástico (mesmo do Lancer) é bem melhor. Sem contar o consumo...lancer é um alcoólatra inveterado

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.