Inovador: seu projeto emprega recursos e dispositivos até hoje inéditos em nosso mercado, mesmo em veículos de segmentos superiores. Sua vocação é para monovolume, com interior configurável, espaço de sobra e versatilidade a toda prova. Um automóvel que permite ao motorista personalizar os comandos de acordo com suas preferências. É a Fiat inovando mais uma vez ao ampliar os limites do tradicional segmento C2 – veículos hatchback de porte médio – , que, a partir de agora, tem como referência o Fiat Stilo.

Fiat Stilo 2003

Ele foi cuidadosamente pensado em cada detalhe, e tal minúcia resultou em um automóvel que está além de seu tempo. O Fiat Stilo também se destaca em seu segmento ao contemplar todos os ocupantes, e não somente o motorista, com conteúdos inéditos que aumentam o prazer de estar a bordo.

Fiat Stilo 2003

O Fiat Stilo é o primeiro carro produzido no Brasil a oferecer itens como: teto solar Sky Window, com cinco lâminas de vidro que se estendem até a parte traseira do teto; oito air bags; ar-condicionado Dual temp, que permite regulagem de temperaturas distintas para o lado direito e o esquerdo; sistema direção Dual Drive, com assistência elétrica e função City, que reduz em 50% o esforço em manobras; e o revolucionário My Car Stilo, para personalizar várias funcões do carro.

Fiat Stilo 2003

Mas além dessas grandes inovações que ele introduz no mercado nacional, o Fiat Stilo traz também três potentes e silenciosos motores, um habitáculo espaçoso e confortável, mecânica confiável, um design contemporâneo e elegante, excelente visibilidade, uma carroceria hipersegura, ampla oferta de itens de série e dirigibilidade e ergonomia excepcionais. Somando tudo isso, o que se tem é um automóvel verdadeiramente completo.

Fiat Stilo 2003

O cliente poderá escolher entre três versões: Stilo, com motor 1.8 8V; Stilo 16V, com motor 1.8 16V; e Stilo Abarth, com motorização 2.4 de 5 cilindros e 20 válvulas, que tem torque de sobra para a cidade, mais a potência de um esportivo. Com qualquer uma delas, estará muito bem servido: será dono de um automóvel moderno, extremamente versátil e que lhe proporcionará prazer e praticidade em todos os momentos de sua vida.

Fiat Stilo 2003

O Brasil é o segundo pólo produtivo do Fiat Stilo – até agora, ele só era fabricado na Itália, onde foi lançado no final de 2001. Com os volumes de produção da planta de Betim, o modelo também será exportado para a América Latina.


Stilo, o nome diz tudo

Elegante como o próprio carro. De sotaque inconfundivelmente italiano, foge do óbvio com uma singeleza genial que só algo autenticamente novo pode ter. Esse é o Stilo. Esse é o seu estilo

Fiat Stilo 2003

Ele é requintado e, ao mesmo tempo, transmite solidez. Chama a atenção pela originalidade, distingue-se dos demais, não cai no lugar-comum – mas o faz sem estardalhaço, com discrição. Sobressai tanto em um compromisso formal quanto em uma animada viagem Brasil afora. A personalidade do Fiat Stilo declara sua versatilidade: pode-se contar com ele para ir a qualquer lugar, fazer qualquer coisa. É para isso que ele está aí. Mas é impossível confundi-lo com outro carro, porque ele é singular. Ele é o Stilo.

Fiat Stilo 2003

Imagine-se que a primeira visão que se tem do Fiat Stilo é a de um carro se aproximando rapidamente pelo espelho retrovisor. O que se verá é uma dianteira forte, robusta, de contornos ao mesmo tempo imponentes e suaves. É como se as linhas do carro fluíssem da base das colunas dianteiras, atravessassem o capô, passassem entre a grade e os faróis e terminassem no pára-choque. Nenhum elemento destoa, a harmonia de formas é total.

Fiat Stilo 2003

A dianteira é emoldurada por um pára-choque envolvente e protetor. Abaixo dele há uma larga tomada de ar de linhas horizontais. E acima destaca-se a grade frontal limpa, praticamente retangular, no centro da qual se posiciona o emblema da Fiat. Dos cantos exteriores da grade partem duas ranhuras que só terminam nas extremidades do pára-brisa. E a grade forma um belo conjunto geométrico com os faróis, cujas quinas internas angulosas são paralelas à linha da grade; as externas são arredondadas, conduzindo os olhos à lateral do carro. O mesmo efeito têm os vincos pronunciados que, nascendo no capô, se separam para criar os relevos marcantes que definem a lateral.

Fiat Stilo 2003

A porção superior desses vincos, praticamente paralela ao solo, acompanha o contorno inferior das janelas. A inferior, mais angulosa, define a cintura do veículo, onde se inserem as ergonômicas maçanetas. A linha de cintura termina pouco acima da borda superior das lanternas. Na parte inferior da lateral, uma faixa de carroceria que causa o efeito estilístico de uma minissaia ressalta a sensação de robustez. O contorno do teto é independente dos demais, começando mais alto na frente e terminando mais baixo atrás. O resultado é um jogo bem delineado entre traços retos, agudos, contornos arredondados e diferentes planos e relevos, conciliando perfeitamente solidez e refinamento.

Fiat Stilo 2003

A traseira reforça essa impressão ainda mais, com ângulos agudos e contornos curvos. O pára-choque integrado transmite segurança, enquanto as lanternas bicolores, inseridas nas margens externas das laterais, têm bordas arredondadas nos cantos de fora. O conjunto se completa com as luzes de neblina na parte central da tampa do porta-malas, mais precisamente nas extremidades da placa.

Fiat Stilo 2003

Os elementos estilísticos do Fiat Stilo formam um conjunto bem resolvido que agrada, que é esteticamente irretocável e dá uma idéia de amplidão, segurança e proteção.


Um interior habitável como uma segunda casa


O generoso habitáculo, planejado para aproveitar o espaço de forma inteligente, permite diversas configurações e torna o Fiat Stilo extremamente aconchegante e amigável


No projeto, o Fiat Stilo se assemelha muito a um monovolume, com seu amplo espaço interno e a possibilidade de configurá-lo de formas diferentes conforme a necessidade – sempre com praticidade e proporcionando a máxima comodidade aos ocupantes. Essa solução representa uma maneira totalmente nova de aproveitar o habitáculo, pois se trata de um automóvel com carroceria hatchback que oferece a flexibilidade e funcionalidade de um monovolume.


Carros grandes por dentro mas não por fora já são marca registrada da Fiat, e o Fiat Stilo não é exceção. Uma das características que resultaram no excelente habitáculo é o entre-eixos. Sua distância de 2,6 metros, uma das maiores da categoria, possibilitou distribuir o espaço interno para ampliar o conforto dos ocupantes, sobretudo dos de trás, cujas pernas se acomodam com folga, sem esbarrar no encosto dos bancos dianteiros.


Outra característica é a altura do Fiat Stilo: 1,535 metro, a maior dentre todos os modelos do segmento. Ela contribui para a sensação de amplidão, evitando que mesmo os ocupantes mais altos encostem a cabeça no teto, e facilitando o acesso ao veículo. E, por fim, a largura, também a maior da categoria, significa que há espaço de sobra para os ombros – o que beneficia principalmente os três ocupantes do banco traseiro.


O generoso ângulo de abertura das portas e o limite superior mais alto de seus vãos, somados à posição dos bancos – mais altos, quase como os bancos de um monovolume –, tornam muito cômodo entrar e sair do veículo. Além disso, com o Ponto H – que compreende a junção do quadril com as pernas em uma pessoa sentada – mais alto do segmento, o motorista conduz o veículo em uma posição mais elevada, o que lhe proporciona melhor visibilidade de tudo o que acontece ao seu redor e lhe dá uma maior sensação de domínio do carro.


O conceito que norteou o projeto do interior do Fiat Stilo — uma das grandes inovações do carro — se chama NGI (Next Generation Interior). Típico de monovolumes, o novo carro da Fiat é o único modelo de seu segmento a incorporá-lo. O interior NGI é de série na versão top, a Abarth, e opcional nas outras duas. O NGI implica grande flexibilidade no arranjo dos bancos, nichos estrategicamente posicionados para acondicionar objetos e outros recursos que transformam o habitáculo em um espaço de convivência, tornando o automóvel excepcionalmente funcional e versátil. Ao ver sua elegante carroceria, mal se imagina que um hatchback possa oferecer tanto.


Conheça mais detalhes da funcionalidade do NGI, o interior de próxima geração do Fiat Stilo:

- Banco dianteiro direito. Com encosto rebatível, amplia o espaço para quem vai atrás. Quando na posição normal, uma prática mesinha rebatível, tipo avião, em seu encosto serve aos passageiros do banco traseiro.


- Banco traseiro. É bipartido em 2/3 e 1/3, reclinável e deslizante e com ajustes longitudinais, o que possibilita acomodação ideal a pessoas de várias estaturas. E por ser reclinável e deslizante, permite também ampliar o espaço do porta-malas sem comprometer o conforto dos ocupantes. O encosto rebatido transforma o lado direito do carro em um espaçoso “corredor”, perfeito para acomodar volumes maiores.


- Porta-objetos. O NGI traz também porta-objetos exclusivos. Colocados em pontos estratégicos do habitáculo, facilitam a organização de pertences e tornam a vida dos ocupantes ainda mais simples. Veja onde estão:


• Sob o banco dianteiro direito. Uma ampla gaveta escondida sob o assento acomoda itens que não devem ser deixados a vista ( a gaveta está disponível quando o banco não tiver regulagem elétrica).


• Apóia-braço central no banco traseiro. Com tripla função, já que embute porta-objetos e tem também porta-copos.


Para obter máximo aproveitamento do espaço interno, em todas as versões do Fiat Stilo diversos outros porta-objetos foram inseridos em locais de fácil acesso e comprovada praticidade.

Entre eles, podemos citar o porta-objetos no painel de instrumentos à esquerda do volante, perfeito para itens como controles remotos ou a carteira; os dois porta-copos no console central e os porta-objetos nos painéis das portas, que permitem acondicionar até mesmo pequenas garrafas. E nas versões Stilo 16V e Abarth há uma bolsa no encosto do banco do motorista.


Outro exemplo do uso racional do espaço interno são os dois porta-luvas do Fiat Stilo: um superior e outro inferior, que não sofrem alterações se o automóvel trouxer air bag frontal do lado do passageiro. Quando o carro vem equipado com ar-condicionado, o porta-luvas superior é refrigerado, permitindo, por exemplo, que se transportem mamadeiras e outros itens perecíveis.


Conforto de sobra para todos os ocupantes


O Fiat Stilo é um veículo moderno, e as muitas inovações que ele incorpora visam uma finalidade única: aumentar a comodidade e o prazer de quem convive com ele


Um dos principais conceitos que nortearam o projeto do Fiat Stilo foi o de “democratizar” o conforto. Enquanto a maior parte dos automóveis é criada pensando-se quase que exclusivamente no motorista, o Fiat Stilo contempla todos os ocupantes com itens para aumentar a comodidade e, conseqüentemente, o prazer de estar no carro. A premissa é simples: a vida a bordo deve ser agradável para todos os ocupantes.


O resultado de todos os estudos e inovações empreendidos pela Fiat para construir o hatchback é percebido até nos menores detalhes – exemplo do material das teclas, de tato macio e agradável. Tudo no novo modelo foi projetado para tornar a experiência de dirigi-lo e de viajar nele ainda mais especial.


O conforto, claro, começa na área destinada ao motorista. Para ele, um painel com mostradores de leitura fácil – com fundo branco e display digital –, alavancas e controles intuitivos e acessíveis, volante de empunhadura cômoda, tudo posicionado para que ele não precise desviar os olhos da pista nem por um instante.


O motorista conta com diversos ajustes para o seu banco, como os de altura e lombar do assento, e de distância e inclinação do encosto. Combinados às regulagens de profundidade e altura do volante, de série em todas as versões, permitem sempre encontrar a posição ideal para dirigir. E todos os bancos do Fiat Stilo são muito confortáveis, mesmo em viagens longas.


Conheça, agora, os itens de conforto presentes no novo Fiat Stilo.


Dual drive, para facilitar as manobras


O sistema de direção do Stilo é uma das grandes inovações que a Fiat traz para o mercado nacional. O motor elétrico substitui a tradicional bomba hidráulica acoplada ao motor do carro. O principal benefício do sistema Dual Drive é tornar a condução extremamente leve nas manobras, demandando pouquíssimo esforço por parte do motorista.


O motorista pode escolher o modo de direção que mais se adequa à situação de rodagem. Em tráfego mais fluido, conduz o carro no modo Normal. Ao manobrar em um engarrafamento ou ao estacionar o carro, ele aciona o modo CITY e imediatamente a direção se torna ainda mais leve, reduzindo em 50% o esforço para girar o volante. O modo CITY só pode ser utilizado em velocidades inferiores a 36 km/h – acima desse limite, o sistema é desativado automaticamente.


Piloto automático, para manter a velocidade sem esforço
O piloto automático normalmente está associado a automóveis com câmbio automático, mas o Fiat Stilo, equipado com câmbio mecânico, também inclui esse recurso. Ele oferece grande comodidade ao motorista nas estradas, quando se roda em velocidade mais constante.


Dual temp, para garantir um clima perfeito no interior do veículo


Este tipo de ar-condicionado inteligente normalmente só está presente em modelos de segmentos superiores. O sistema Dual temp é totalmente automático e permite escolher diferentes temperaturas para o lado esquerdo e para o lado direito do veículo.


Localizado no console central, o ar-condicionado tem um painel digital de controle para ajuste de temperatura, velocidade e direcionamento dos jatos de ar. Os mostradores indicam todas as funções e a temperatura escolhida em cada lado do carro.


O ar-condicionado Dual temp traz, ainda, sensor AQS (air quality sensor, sensor da qualidade do ar), que monitora e avalia o grau de poluição no ambiente externo e regula a recirculação de ar, mantendo sempre ar de boa qualidade no interior do carro. O sistema também inclui o dispositivo Max-def, para desembaçamento ultra-rápido.


Existe para o Fiat Stilo também um sistema de ar-condicionado convencional, que é opcional para a versão Stilo e de série na 16V e na Abarth.


Sky window, luminosidade para todos os ocupantes


Novidade absoluta no mercado brasileiro, o teto solar lamelar se destaca pela surpreendente construção – e pela impressão de se estar a bordo de um conversível quando ele está todo aberto.

Fiat Stilo

O sky window do Fiat Stilo não é um teto solar convencional com uma folha única de vidro, como aquele encontrado nos outros modelos, mas com cinco lâminas de vidro. Elas atuam conjuntamente, deslizando umas sobre as outras, e proporcionam ventilação e luz tanto para os ocupantes da frente quanto para os de trás, já que o sky window ocupa boa parte do teto do carro. É mais um exemplo de como o novo modelo foi pensado para todos os ocupantes e não somente para o motorista.


O teto solar tem acionamento elétrico por meio de teclas localizadas acima do pára-brisa e oferece cinco opções de abertura. A mais simples é um escamoteamento somente da primeira lâmina, que fica sobre os bancos da frente, mas a abertura pode ir até o final, com as cinco lâminas sobrepostas na parte posterior do teto. A abertura e o fechamento do teto solar também podem ser feitos pelo telecomando.


Por medida de segurança, o sky window do Fiat Stilo tem sensor antiesmagamento.


Sistema de som, para aumentar o prazer a bordo


Para muitas pessoas, som cristalino e potente contribui muito para o prazer ao dirigir. Por isso, esse item recebeu atenção especial no novo Fiat Stilo. Além de um sistema Hi-Fi e CD changer, o modelo oferece dois tipos de rádio CD player: equipado com dispositivo RDS (de série na versão 16V) e com RDS + MP3 (de série na versão Abarth).


O CD player que reproduz MP3 é fruto da informática, e certamente agradará muita gente. Músicas em formato MP3 – MPEG layer 3, um formato de áudio digital – podem ser gravadas da Internet para um CD. A vantagem do MP3 reside em sua capacidade de compactação: em um único CD há várias horas de música. No display aparecem, no formato de pastas de computador, informações como o título da faixa, o nome do cantor e do álbum. O leitor do MP3 é mais resistente às variações causadas pelos pisos irregulares de nossas ruas. Poder tocar esses CDs no carro é mais um dos privilégios oferecidos pelo Fiat Stilo.


O CD changer disponível para o Fiat Stilo tem capacidade para cinco discos. Ele fica acomodado em um local de fácil acesso: dentro do porta-luvas superior, onde fica escondido de olhos mal-intencionados.


O RDS, ou Radio data system, mostra no visor do rádio o nome da emissora sintonizada. Se a estação selecionada operar com informações alfanuméricas (a freqüência, por exemplo FM 102.1), estas também estarão expostas no visor. O sistema também permite uma série de recursos: PTY, uma função que filtra ou personaliza o scan, por tipologia de emissora (esportes, notícias, cultura, etc.); AF (Auto Frequency), que busca as rádios nacionais, permitindo ouvir – durante uma viagem, por exemplo – a mesma emissora em várias localidades; e a função TA (Traffic Announcements), que recebe informações variadas, inclusive sobre as condições de trânsito.


O sistema de som Hi-Fi oferecido para as versões 16V e Abarth como opcional é de alta fidelidade e tem excelente desempenho. Ele é composto por rádio CD player, quatro alto-falantes, quatro tweeters e um subwoofer Bass-reflex (projetado para reproduzir melhor os sons médios e graves) com amplificador de 100 watts. Este último é embutido no porta-malas, ao lado da caixa de roda esquerda. A potência total do sistema equivale a 260 watts.


Seja qual for o equipamento de som escolhido, o sistema eletroeletrônico do Fiat Stilo (leia mais sobre o sistema F.L.Ore.N.C.E. adiante) transfere para ele o código antifurto do veículo.


Tudo no Fiat Stilo tem uma função


O projeto racional e inteligente do novo modelo privilegia a versatilidade de utilização, permitindo ao motorista personalizar uma grande variedade de comandos de acordo com suas preferências


Quem dirige o Fiat Stilo pela primeira vez logo percebe que ele é diferente de tudo o que já experimentou antes. Nunca foi tão fácil e confortável conduzir um carro, pois ele oferece dispositivos para personalizar e controlar grande parte de suas funções – como se tivesse sido feito sob medida para o seu motorista, respondendo de modo inteligente às suas preferências.


A possibilidade de configurar funções acomoda os gostos individuais dos usuários do carro, levando sua relação com a máquina a um nível bem mais pessoal. Isso só aumenta o prazer de dirigir o Fiat Stilo.


Conheça, a seguir, as principais funções configuráveis do Fiat Stilo.


My Car Stilo, para personalizar o Fiat Stilo

De série em todas as versões, o My Car Stilo é o ponto de partida na convivência entre ser humano e máquina. Com uma programação muito simples, onde todas as funções são acionadas em apenas três teclas, o My Car Stilo consiste de um conjunto de comandos para individualizar funções básicas do carro, como:


• Seleção do idioma do display


• Ajuste do calendário e do relógio


• Escolha da unidade de medida da temperatura externa (graus célsius ou fahrenheit)


• Definição da escala de medição do consumo de combustível (em km/l ou l/100 km)


• Destravamento somente da porta do motorista ou de todas as portas em conjunto com ela


• Opção de destravar a tampa do porta-malas junto com as portas ou não


• Ativação do travamento automático das portas quando o carro atinge os 20 km/h


• Definição do limite de velocidade que ativará o alerta sonoro


• Regulagem da sensibilidade do sensor crepuscular (que é de série na versão Abarth e opcional na 16V)


• Habilitação da função Trip B do computador de bordo


• Repetir ou não informações do rádio no quadro de instrumentos


• Regulagem do volume das teclas e dos sinais sonoros de advertência


• Informações sobre o motor e agenda (somente na versão Abarth)


• Visualização dos contadores do aviso de revisão programada em dias ou km


Computador de bordo: motorista sempre bem informado


Também presente de série nas três versões, o computador de bordo permite a fácil visualização, no display do painel, de informações importantes como consumo instantâneo de combustível, consumo médio, autonomia, velocidade média, tempo de viagem e distância percorrida. Esses dados são muito úteis ao, por exemplo, se fazer um trajeto onde os postos de gasolina são escassos.


Apertando a tecla “TRIP”, colocada na alavanca à direita do volante, o motorista pode zerar os parâmetros quando, por exemplo, chegar ao seu destino ou abastecer o veículo. Já ao selecionar o modo Trip B, através do My Car Stilo, ele consegue monitorar dois trechos de viagem simultaneamente.


Super Lock, para controlar vidros, teto solar e portas


Para aumentar a funcionalidade ainda mais, todo Fiat Stilo é dotado de Super Lock. Trata-se de um dispositivo que permite abrir ou fechar simultaneamente todos os vidros e o teto solar (quando houver), e travar ou destravar as portas. Com ele, abre-se ou fecha-se todo o carro com um movimento da chave ou pressionando-se o telecomando. Assim, fica mais fácil fechar todo o carro sem correr o risco de deixar algum vidro aberto. E também ventilá-lo rapidamente depois que ele permaneceu estacionado sob o sol.


Ajustes elétricos facilitam a busca pela posição ideal de dirigir


Outra inovação no segmento, este recurso é muito prático em automóveis que são dirigidos por mais de uma pessoa, o banco do motorista com regulagem elétrica possui memória que permite armazenar até três posições e ajustes de espelhos retrovisores externos. Isso acaba com aquela habitual demora em encontrar uma boa posição de dirigir quando o automóvel é utilizado por vários motoristas.


Mas o banco elétrico não é privilegio só de quem está ao volante: o banco dianteiro direito também conta com este recurso .


E os dois bancos dianteiros possuem, quando elétricos, aquecimento.


Outra facilidade é revelada ao se engatar a marcha-à-rè: o espelho retrovisor externo do lado direito volta-se para o meio-fio, o que é muito útil em manobras de estacionamento.


Segurança de última geração


ABS, air bag, controle de tração, célula de sobrevivência, Fiat Code, Dead Lock: o Fiat Stilo tem tudo que define um carro que protege seus ocupantes, seja em segurança ativa, passiva ou patrimonial


Como não poderia deixar de ser, a modernidade do Fiat Stilo se estende aos seus equipamentos de segurança. Ele incorpora o que há de mais avançado nesse setor, com o intuito de auxiliar o motorista a manter o controle sobre o veículo em uma situação extrema ou proteger os ocupantes em caso de acidente. O mesmo vale na hora de evitar que o carro seja arrombado ou roubado – algo que preocupa todos os proprietários de veículos hoje em dia.


Diversos componentes de segurança ativa do modelo são integrados aos seus sistemas mecânicos – que já foram concebidos para proporcionar altos níveis de segurança –, entrando em ação somente quando necessário e agindo de forma integrada a eles.


Controles de tração


O TC (Traction Control, controle de tração) trabalha em conjunto com o ABS e é muito útil em pisos escorregadios, pois evita que as rodas do carro girem em falso. Os sensores do sistema fazem comparações constantes entre a rotação das rodas e a velocidade do veículo. Se o TC constatar que qualquer uma das rodas está girando em falso, ele age nos atuadores de freio correspondentes a fim de evitar o patinamento. O TC monitora o veículo constantemente; quando atua, uma luz se acende no painel. O TC, juntamente com o ABS.


Caso seja detectado deslizamento somente de uma roda, o TC entra em ação, freando a roda por meio da pinça do freio sem intervenção alguma do motorista. Esse controle pode ser desativado, acionando-se a tecla TC no console do carro.


A versão esportiva Abarth conta com um outro controle de tração, o ASR, ou Anti Slip Regulation. Trata-se também de um sistema de controle de tração automático que impede o patinamento das rodas motrizes em pisos com baixa aderência. A central ASR calcula a diferença de giros entre as rodas dianteiras e as traseiras – quesito monitorado pelos sensores do ABS – e intervém, quando preciso, atuando também no torque do motor.


Quando o ASR está atuando, uma luz-espia no quadro de instrumentos pisca. O recurso é automaticamente ativado quando se dá a partida no carro, mas o motorista pode desativá-lo ou habilitá-lo novamente pressionando um interruptor no console central. O ASR é de série no Fiat Stilo Abarth.


Programa eletrônico de estabilidade


O ESP, Electronic Stability Program, também é de série na versão esportiva do Fiat Stilo e serve para manter a estabilidade do veículo, e o controle do motorista sobre ele, quando há perda de aderência. Ele monitora o estado de movimentação do veículo – aceleração lateral, velocidade angular e longitudinal – e o ângulo de giro do volante constantemente. Caso perceba que o carro está próximo da instabilidade, o ESP corrige seu movimento atuando sobre o controle de torque e aplicando um torque frenante diferenciado em cada uma das rodas. A frenagem diferente entre as rodas do veículo gera um torque de alinhamento que o estabiliza.

MSR (Motor Schleppmoment Regelung):


controle eletrônico do torque do motor em desaceleração
Este controle suplementar de segurança intervém quando a velocidade do automóvel é reduzida bruscamente em condições de baixa aderência. Nessa situação, o MSR libera, progressivamente, mais torque para o motor, evitando o travamento das rodas.


Dispositivos que auxiliam o motorista a dirigir com segurança


Além dos recursos que atuam em situações extremas para que o carro mantenha a trajetória ou freie com segurança, há ainda outros que funcionam como um suporte para o motorista, contribuindo para uma condução mais segura. São eles:


- Sensor de chuva. Se o motorista ativar o dispositivo – a alavanca do limpador tem que estar na posição de intermitência –, o limpador de pára-brisa será automaticamente acionado quando chover, e regulado de acordo com a intensidade da chuva. O sensor de chuva é de série na versão Abarth e opcional na 16V.


- Sensor crepuscular. Um sensor colocado no pára-brisa avalia a intensidade da luz externa e acende os faróis automaticamente quando necessário. Esse dispositivo, de série no Fiat Stilo Abarth e opcional no 16V, é muito útil quando se entra em túneis e em outras situações nas quais ocorram variações súbitas da luminosidade do ambiente. A intensidade do sensor pode ser regulada em três níveis através do My Car Stilo.


- Sensor de estacionamento. Com a marcha-à-ré engatada, quatro sensores (na verdade transdutores ultrassônicos) colocados na parte posterior do carro identificam a presença de obstáculos naquela área. Os sensores colocados na lateral do pára-choque detectam obstáculos a uma distância inferior a 60 centímetros dessa área; os sensores da parte traseira do pára-choque os detectam a menos de 1,5 m do veículo. Na existência de obstáculos, o motorista é avisado por meio de bips cuja intensidade varia conforme essa distância diminui. O dispositivo é de série na versão Abarth e opcional na 16V.


- Faróis com lâmpadas de xenônio. Essas lâmpadas, opcionais no Fiat Stilo Abarth, têm maior poder de iluminação do que as convencionais e distribuem melhor o feixe de luz. Ainda possuem maior durabilidade. Os faróis de xenônio têm regulagem automática da altura do feixe de luz de acordo com o número de ocupantes ou peso da carga.


Um carro que pode ter até oito air bags


Quando o assunto é segurança passiva, o novo Fiat Stilo sobressai. A começar pelos air bags, que protegem a integridade física dos ocupantes do carro em caso de colisão ou capotamento. O normal para a maioria dos modelos brasileiros são uma ou duas bolsas de ar frontais – uma embutida no volante, outra no painel diante do passageiro da frente. Mas, além dos air bags frontais, o Fiat Stilo pode trazer também window bags, side bags nas laterais dos bancos dianteiros e side bags traseiros – estes inéditos nos carros nacionais. E na soma também ele inova: é o primeiro carro produzido no Brasil com até oito air bags.


Os conhecidos air bags frontais que estão disponíveis no Fiat Stilo são também “inteligentes” – smart air bags. Isso porque são de dois estágios. Em um impacto de intensidade média, o sistema aciona somente o primeiro estágio. O segundo estágio só é ativado em uma colisão mais forte. A vantagem desse sistema reside no fato de não haver emissão de energia desnecessária para a proteção dos ocupantes, o que também poderia machucá-los. Existe ainda o sensor ECS (Early Crash Sensor), mais um ponto de coleta de dados para disparar os air bags frontais no momento preciso.


Os side bags, ou air bags laterais, destinam-se a proteger o tórax e o abdômen dos ocupantes em caso de colisão lateral. Ficam embutidos na lateral dos bancos, e o Fiat Stilo pode vir com dois dianteiros e dois traseiros.


E os window bags, ou air bags de cortina, protegem as cabeças dos ocupantes. Vêm instalados na lateral do teto, acima das janelas, estendendo-se da coluna dianteira até o porta-malas. O Fiat Stilo oferece dois, um de cada lado.


Pode-se desativar o air bag do passageiro dianteiro por meio de um interruptor que fica do lado direito do painel, próximo da porta. Também os side bags dos bancos traseiros podem ser desabilitados; para esse fim existe um interruptor no porta-malas.


Convém lembrar que os air bags serão mais eficientes em sua função se todos os ocupantes usarem cinto de segurança – e o Fiat Stilo pode trazer cinco cintos retráteis de três pontos, tornando sua utilização mais confortável também para o passageiro que estiver no assento central de trás.


Um automóvel projetado para preservar os ocupantes


Estudos extensos e cálculos minuciosos garantiram ao novo modelo da Fiat todas as condições para proteger os ocupantes em colisões. A começar pelo chassi, com dois elementos longitudinais de material de alta resistência e barras transversais de ligação, que sustentam o veículo em todo o seu comprimento. Elas absorvem impactos frontais ou traseiros com deformação gradual e progressiva, dissipando a energia gerada em sua extensão e preservando o habitáculo.


Sobre esse quadro é colocada a carroceria, também concebida para suportar o impacto de colisões: sua estrutura tem longarinas no teto, colunas reforçadas, capô com deformação programada e portas com dobradiças e fechaduras reforçadas e barras de proteção laterais.


Uma travessa de magnésio, colocada entre as duas colunas dianteiras abaixo do painel, reforça a junção entre as colunas e também ao piso, ao qual ela é ligada por duas barras. Essa construção protege a parte dianteira do habitáculo.


O Fiat Stilo está protegido contra roubo


Todas as versões do Fiat Stilo saem de fábrica com o Fiat Code, que é constituído por uma chave de ignição com um transponder integrado na empunhadura. Ele contém um código eletrônico com mais de quatro milhões de combinações. Quando se insere a chave no contato, a central do body computer lê o código da chave, compara-o com os códigos habilitados na fábrica para a partida do carro e envia o código para a central de controle do motor. Se o código for reconhecido, consegue-se dar a partida no veículo.


Outro fator de segurança pode ser programado pelo My Car Stilo, que possibilita destravar somente a porta do motorista ou todas as portas. Isso proporciona maior proteção, por exemplo, quando o motorista está sozinho, pois evita que pessoas não autorizadas invadam o veículo por uma das outras portas.


A partir da versão 16V, a chave do Fiat Stilo vem com telecomando e tem formato de canivete, fechando-se de forma compacta e ergonômica. O telecomando aciona a abertura e o fechamento das portas, da tampa do porta-malas e do teto solar e também arma e desarma o alarme.


O Fiat Stilo conta, de série, com o Dead Lock, um sistema que permite desativar as maçanetas internas e todos os mecanismos das portas. Com ele, é inútil forçar a porta ou seus mecanismos para arrombar o veículo. E mesmo que um vidro seja quebrado em uma tentativa de roubo, a maçaneta interna não funcionará. O Dead Lock pode ser habilitado pela chave ou pelo telecomando.


Sistema F.L.Ore.N.C.E., a mais avançada eletrônica


O Fiat Stilo representa o nascimento de uma nova geração de eletroeletrônica veicular, a fim de monitorar os sistemas e funções do veículo com precisão e informar o motorista


F.L.Ore.N.C.E., ou Fiat Luxury-car oriented for Network Control Electronics (rede de controle eletrônico dos veículos de luxo Fiat), é o novíssimo sistema de gestão eletrônica integrada do Fiat Stilo. Trata-se de uma rede multiplexada de gerenciamento elétrico e eletrônico de todos os sistemas do carro.


Seu componente básico é o módulo eletrônico, ou nó. Os nós são “inteligentes”, possuindo capacidade para identificar possíveis falhas nos sistemas controlados por eles e adotando estratégias de funcionamento adaptadas às condições de operação do veículo. Podem, também, ser programados e personalizados para os equipamentos do automóvel – reduzindo o número de desenhos e facilitando a logística –, processo que ocorre ao final da montagem do carro na fábrica.


O F.L.Ore.N.C.E. é composto por 15 nós interligados por meio de barramentos CAN – Controller Area Network, rede de controle de área – e por cinco nós interligados em uma linha serial específica. Os barramentos CAN interagem para controlar grupos de funções, como as dinâmicas (motor, frenagem, direção) e de carroceria (acesso, conforto, visibilidade, etc.). Todos os sistemas e equipamentos do carro, exceto os air bags, são, assim, permanentemente monitorados.


Para o proprietário de um Fiat Stilo, o que interessa é que tudo no carro é constantemente avaliado: basta olhar o display do quadro de instrumentos. Nas versões Stilo e Stilo 16V, esse display é LCD alfanumérico, com uma linha suplementar de 14 caracteres, e mostra o hodômetro digital, o relógio, a data, a temperatura externa, as funções do My Car Stilo, computador de bordo e check control, corretor de regulagem de faróis e funções como a modalidade de direção (modo CITY), entre outras.


No Fiat Stilo Abarth, o display principal é LCD colorido e maior do que o das outras versões, que incorpora também o modo de direção, texto para mensagens (do My Car Stilo), áreas para ícones sinalizando anomalias no veículo e das funções do sistema de som, indicador de temperatura externa e data.


Mecânica avançada e confiável, como o carro


Motores, suspensão, freios, direção: no Fiat Stilo, os componentes mecânicos foram cuidadosamente projetados para proporcionar o máximo de prazer e segurança


A verdadeira vocação de um automóvel é transportar pessoas de um lugar a outro – e o Fiat Stilo faz isso de forma excepcional. Basta experimentar as respostas de seus motores, a presteza na reação dos freios, a estabilidade com que ele faz curvas, a precisão de sua direção, o manejo cômodo, a performance. Tem-se, então, não somente um automóvel moderno, espaçoso e confortável, mas um que diz a que veio no momento em que se gira a chave na ignição.


Três motores potentes e econômicos


Para desfrutar de tudo isso, o Fiat Stilo oferece três opções de motorização:


- 1.8 8V: 103 cv de potência a 5.250 rpm e torque máximo de 17 kgm a 3.200 rpm


- 1.8 16V: 122 cv a 5.600 rpm e torque máximo de 17,4 kgm a 3.600 rpm


- 2.4 20V: 167 cv a 5.750 rpm e torque máximo de 22,8 kgm a 3.500 rpm


Os motores 1.8 foram desenvolvidos para privilegiar o torque, proporcionando arrancadas e retomadas melhores. Por isso, seu desempenho é tão bom no dia-a-dia quanto na estrada. Ambos os motores são alimentados por injeção multipoint. Seu sistema de gerenciamento utiliza centrais híbridas de última geração, com maior capacidade de memória e maior resistência ao calor e a vibrações.


Os dois motores têm construção cross-flow (admissão e descarga ocorrem em lados opostos) e sistema drive by wire. Ele substitui o cabo do acelerador, aumentando o conforto e a dirigibilidade ao evitar os trancos na aceleração que são causados, principalmente, por desacelerações e retomadas bruscas. O sistema conta com um sensor colocado no pedal de freio, para aumentar ainda mais a segurança. Há outro sensor no pedal da embreagem, que envia informações acerca do acionamento e desacionamento deste para a central eletrônica. Assim, o sistema pode adequar as condições de funcionamento do motor antecipadamente, para que ele opere sempre nas condições ideais.


O motor 1.8 16V possui coletor de geometria variável que permite a variação do comprimento dos dutos de aspiração. Quando o motor trabalha em altas rotações, os dutos são curtos; em rotações inferiores a 4.000 rpm, são longos. Esse recurso permite um rendimento volumétrico ideal em todas as faixas de utilização: mais torque em baixas rotações ou mais potência, conforme a necessidade. Assim, a performance é melhor e o consumo, menor.


Já o moderno motor 2.4 que equipa o Fiat Stilo Abarth tem cinco cilindros em linha e quatro válvulas por cilindro. Este motor incorpora tecnologias que garantem alto desempenho com confiabilidade. Entre elas, o sistema drive by wire; o coletor de admissão de geometria variável, feito de plástico – diminuindo a rugosidade em seu interior para que a câmara de combustão tenha enchimento mais uniforme –; e sistema de alimentação de combustível returnless, que minimiza o risco de incêndio em caso de colisão.


Com esse motor, o hatchback atinge a velocidade máxima de 212 km/h e acelera da imobilidade aos 100 km/h em 8,4 segundos.


Câmbio preciso e macio


O Fiat Stilo vem equipado com câmbio mecânico de cinco marchas e inibidor de ré, que resulta em excelente manobrabilidade do comando das marchas, conforto acústico, esforço reduzido e precisão nos engates.


As suspensões proporcionam estabilidade e conforto


No Fiat Stilo o conforto dos ocupantes foi privilegiado também ao se projetar a suspensão. Para tanto, foram levados em conta fatores como as condições das ruas e estradas brasileiras e os tipos de utilização que o carro pode ter. Em outras palavras, não importa onde se vá ou quanto o hatchback esteja carregado, a suspensão não repassa aos ocupantes as irregularidades do piso. Tão importante quanto isso, ela também mantém as rodas firmemente aderidas ao solo em quaisquer situações de rodagem e proporciona um manejo fácil – o motorista tem perfeito controle sobre o veículo, mesmo em altas velocidades.


Na dianteira o Fiat Stilo traz sistema MacPherson com rodas independentes, braços oscilantes em aço estampado ligados a uma travessa auxiliar, barra estabilizadora, molas helicoidais de novo desenho e amortecedores hidráulicos telescópicos de duplo ação.


A travessa auxiliar na qual se ligam os braços oscilantes é enrijecida, com fixações dianteiras à carroceria mais rígidas e traseiras elásticas, com buchas, para não transmitir ao habitáculo as vibrações e os ruídos captados pelos pneus em pisos irregulares.


Todo o conjunto foi concebido visando a estabilidade, o conforto vibracional e a dirigibilidade – tanto que borrachas e fixações foram modificadas e reforçadas a fim de otimizar o equilíbrio entre esses três atributos.


A suspensão traseira do Fiat Stilo é constituída de rodas semi-independentes, eixo com dois elementos tubulares, barra de torção de seção aberta, barra estabilizadora, amortecedores hidráulicos telescópicos de duplo efeito e molas helicoidais.


A barra de torção, feita de material de alta resistência, garante uma perfeita rigidez torcional da suspensão, e conseqüentemente, o balanceamento ideal entre a traseira e a dianteira do carro.


Os freios intervêm com presteza em qualquer situação
Confiáveis, eficientes, precisos: esses são os atributos mínimos que o motorista espera dos freios, já que depende deles nos momentos mais críticos. E o Fiat Stilo corresponde às exigências com um sistema de freios moderno, bem-dimensionado, resistente, que reagirá com firmeza ante qualquer solicitação.


Cada uma das três versões do Fiat Stilo é equipada com o sistema de freios adequado para a motorização e a utilização do veículo. A versão Stilo possui discos ventilados na dianteira e tambores na traseira. Se for equipado com sistema antitravamento (ABS), opcional, virá com discos rígidos na traseira, item que as versões Stilo 16V e Abarth trazem de série. Os discos traseiros têm 251 mm de diâmetro. O sistema, constituído por dois circuitos independentes cruzados, mantém a eficiência da frenagem mesmo que um dos circuitos sofra uma avaria.


Todos os Fiat Stilo possuem servofreio de grande diâmetro, reduzindo a força que o motorista precisa aplicar no pedal de freio. O sistema de freios do modelo é extremamente modulável – significando que o motorista tem controle sobre o curso do pedal, e o sistema responderá à pressão que ele exerce de modo pronto e progressivo.


O ABS, importante item de segurança em caso de frenagens feitas em pisos molhados ou de baixa aderência, é de série na versão esportiva do Fiat Stilo, a Abarth. Trata-se de um sistema Bosch 5.7, com quatro sensores ativos – que lêem e interpretam os dados acerca da velocidade das rodas diretamente, permitindo uma intervenção muito mais rápida do sistema antitravamento – e quatro canais. O corretor de frenagem EBD (Electronic Brake Force Distribution), integrado ao ABS, distribui eletronicamente a pressão dos freios para corrigir a tendência de saída ou desequilíbrio da traseira do carro, contribuindo para a eficiência do sistema.


O carro mais moderno da Fiat também pode ser adaptado a necessidades especiais


O Fiat Stilo vem se juntar ao Palio, Palio Weekend, Siena, Marea e Marea Weekend no Programa Autonomy, dentro da proposta da Fiat Automóveis de oferecer mobilidade total ao seu cliente portador de deficiência física. Com o novo modelo, esse consumidor tem mais uma opção na hora de escolher o veículo adaptado às suas necessidades específicas – e uma opção das mais modernas e seguras.


Assim como os demais modelos oferecidos no Programa Autonomy, o Fiat Stilo Autonomy é adaptado de fábrica e conserva a garantia integral, igual à de qualquer outro veículo produzido pela montadora. No Programa Autonomy, o hatchback estará disponível nas versões Stilo e Stilo 16V.


As adaptações visam o conforto e a segurança


O Fiat Stilo Autonomy possui equipamentos especiais que são incorporados a ele ainda na linha de montagem, garantindo a confiabilidade mecânica e a qualidade. Eles foram projetados para permitir que portadores de deficiências físicas nos membros inferiores dirijam com conforto, praticidade e segurança. Ao comprar o carro, o consumidor pode escolher quais adaptações deseja. São elas:


- Acelerador manual de aro móvel. Um aro concêntrico sob o volante substitui o pedal do acelerador.


- Embreagem automática. Ela dispensa pisar no pedal da embreagem para mudar a marcha: um fotossensor, localizado no pomo da alavanca de câmbio, comanda a embreagem.


-Freio de serviço por alavanca. Uma alavanca sob o volante substitui o pedal de freio. Para acioná-lo, basta empurrar a alavanca para a frente; o retorno dela à posição original é automático.


- Inversão de pedal do acelerador. Com a inversão, o pedal passa da direita para a esquerda – um recurso que, em conjunto com a embreagem automática, pode ser extremamente útil. Funciona exatamente como o acelerador original.


Além da praticidade, segurança e conveniência que proporciona ao condutor, o Fiat Stilo Autonomy possui uma virtude a mais: como as adaptações não alteram os mecanismos originais do veículo, ele pode ser dirigido por pessoas sem deficiências físicas, pois todas as adaptações podem ser revertidas facilmente para depois serem novamente acionadas.


Blindagem, mais uma vantagem do Fiat Stilo


A atual insegurança, sobretudo nas grandes cidades, tem levado muitos consumidores a desejar automóveis que ofereçam proteção contra assaltos. A Fiat oferece, com garantia de fábrica


A Fiat Automóveis, em parceria com a Inbra – empresa especializada nesse tipo de adaptação –, oferece o Fiat Stilo com blindagem, e com a garantia original de fábrica. Dessa forma, o cliente Fiat pode mandar blindar o modelo e ainda conservar as facilidades e benefícios da garantia.


A blindagem utiliza as tecnologias mais modernas empregadas na Europa e nos Estados Unidos. O veículo é forrado com placas de kevlar – que suporta impactos cinco vezes mais fortes do que aqueles tolerados pelo aço, e é muito mais leve – e não há necessidade de funilaria ou pintura na instalação.


Os vidros são substituídos por outros, muito mais resistentes a impactos. Eles alternam camadas de vidro temperado e plástico balístico. Se algum vidro for atingido por um projétil, ele assimila o impacto sem estilhaçar ou ameaçar a integridade física dos ocupantes.


Com a blindagem básica de kevlar e os vidros multicamada, o peso acrescentado ao veículo é de 120 quilos.


Pode-se instalar proteção adicional. Uma delas é a dos pneus: eles são recheados com uma cinta feita de kevlar, nailon, poliéster e outras fibras sintéticas. Caso o pneu seja alvejado, o carro tem autonomia para rodar 20 km, a uma velocidade média de 60 km/h.


Um carro especial com serviços diferenciados


Para garantir a satisfação total do cliente em todos os momentos, a Fiat oferece uma assistência de pós-venda da melhor qualidade, através de ampla rede de concessionários e grande variedade de serviços


O atendimento ao proprietário de um Fiat Stilo começa na Central de Relacionamento Fiat: ele pode entrar em contato com a empresa 24 horas por dia, via internet – através do site http://www.fiat.com.br – ou pelo telefone 0800 7071000, para esclarecer dúvidas, fazer críticas e dar sugestões.


No dia-a-dia, o cliente conta com um pacote inédito de vantagens personalizadas: é o Confiat diferenciado, uma verdadeira central de prestação de serviços. Além dos benefícios tradicionais – como socorro em qualquer parte do Brasil em caso de pane elétrica ou mecânica –, o Confiat Stilo traz uma série de inovações surpreendentes como:


- Indicação de advogado em caso de emergências.


- Socorro doméstico. Ou seja, telefones de chaveiros, encanadores e outros profissionais habilitados para prestar todo tipo de auxílio caso ocorra algum problema na casa do cliente Stilo. Todos os fornecedores são cadastrados e recomendados pela Fiat – uma garantia de que se trata de pessoas honestas, confiáveis e preparadas.


- Reserva de hotel e shows em praças selecionadas.


- Socorro de combustível.


- Táxi para transportar o cliente Stilo em caso de problemas com o carro.


- Tarifa especial para a locação de qualquer veículo Fiat na rede Localiza em todo o Brasil.


- Reservas em vôos nacionais e internacionais.


- Transmissão de mensagens a familiares.


Enfim, é um pacote de benefícios inédito no mercado brasileiro, elaborado para facilitar a vida do cliente e torná-la mais prazerosa.


O Fiat Stilo conta com garantia contra corrosão durante cinco anos – o único modelo de seu segmento a oferecer tal cobertura. Ele tem também garantia de um ano, com quilometragem ilimitada, e as revisões periódicas devem ser feitas a cada 20.000 km. Vale lembrar que os serviços efetuados em uma das 340 concessionárias Fiat contam pontos no Fiat Fiel, o programa de fidelização do cliente.


Com o Fiat Fiel, o proprietário de um Fiat Stilo recebe descontos progressivos em mão-de-obra e componentes mecânicos à medida que vai fazendo as revisões na rede autorizada. Isso representa segurança, já que as concessionárias Fiat só usam peças originais e os serviços são realizados por mão-de-obra especializada. E também economia, uma vez que, no Fiat Fiel, componentes e mão-de-obra ficam mais baratos a cada revisão.

Post a Comment

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem