Car.blog.br

Pesquisar este blog

Novo Ford EcoSport 2017: lançamento em Los Angeles

Categorias: , , , 22 Comentários

A montadora americana Ford apresenta no Salão do Automóvel de Los Angeles o facelift do Ford EcoSport, SUV compacto que começará a ser vendido nos EUA em 2017.

Novo Ford EcoSport 2017

O modelo está sendo mostrado em em Hollywood em frente do Salão do Automóvel de Los Angeles de 2016, em uma festa com o famoso produtor de hip-hop e DJ Snapchat Khaled.

Novo Ford EcoSport 2017

O modelo, que já teve fotos e vídeos oficiais divulgados previamente, começará a ser fabricado na Romênia a partir de 2017, mas as versões americanas serão feitas na Índia e importadas para a América do Norte.

Novo Ford EcoSport 2017

O Novo Ford EcoSport 2017 também passa a oferecer em sua versão americana um teto-solar panorâmico, item ausente no modelo brasileiro.

Novo Ford EcoSport 2017

Ademais, com a reformulação na dianteira, o EcoSport agora conta com sistema de posicionamento diurno em LED, e faróis de maiores dimensões.

Novo Ford EcoSport 2017

A traseira, por sua vez, mantém o mesmo desenho usado no modelo brasileiro, porém com a supressão do estepe pendurado na tampa do porta-malas - o qual, agora, vai para o interior do carro.

Novo Ford EcoSport 2017

Da mesma forma, a lateral não tem alterações em relação ao modelo brasileiro, exceto detalhes como rodas com design diferenciado e frisos.

Motores

Além da renovação estética interna e externa, o Novo EcoSport 2017 vendido nos EUA será equipado com um motor 1.0 EcoBoost, nas versões 4x2, e 2.0 aspirado nas versões AWD.


Ambos os modelos virão com transmissões automáticas de seis velocidades, abandonando o câmbio Powershift ainda usado no Brasil.

Novo Ford EcoSport 2017

O modelo tem algumas novidades em termos de conveniência, como um sistema de gerenciamento de carga na parte traseira.

Novo Ford EcoSport 2017 - interior

O modelo agora possui uma placa de piso móvel e assentos da segunda fila dobráveis ​​para fornecer uma área plana para móveis em movimento e outros grandes itens.

Novo Ford EcoSport 2017

O subcompacto estará disponível em 10 cores exteriores, sete opções de iluminação ambiente e quatro ofertas de nível de acabamento (S, SE, SES e Titanium).

Novo Ford EcoSport 2017 - painel

O modelo tem também de série recursos de conectividade. Todos os modelos do Ford EcoSport 2018 incluirão o sistema de infotainment Sync 3, compatível com smartphone Android Auto e Apple CarPlay, e interface de 8,0 polegadas.

Novo Ford EcoSport 2017 - interior

Além do novo sistema de conectividade, o interior tem um padrão de acabamento superior em relação ao observado no modelo nacional, com revestimentos de melhor qualidade e um design completamente renovado do painel.

Novo Ford EcoSport 2017 - interior

O volante agora é o mesmo usado no Ford Focus, com comandos multifuncionais.



O carro também incluirá um par de portas USB de carregamento rápido, o que garantirá que se poderá carregar seus dispositivos em movimento. Haverá duas tomadas de alimentação de 12 volts no carro: uma na frente e outra na parte de trás, que permitirá que todos sejam conectados.

Conclusão

Novo Ford EcoSport 2017

O Ford EcoSport passou por uma reformulação abrangente para começar a ser vendido nos EUA, adotando motores mais modernos, transmissão automática com conversor de torque, design dianteiro menos poluído e um interior melhor acabado.

Postagens relacionadas:

22 comentários:

  1. Perdeu o nariz de palhaço! Ficou muito linda.

    ResponderExcluir
  2. olha, pode ser que com a enxurrada do seguimento a oval azul tenha desistido de mostra-lo em SP. Talvez a FORD tenha percebido que apenas com as mudanças superficiais e plásticas ainda sim seu carro fosse sofrer mt frente a CAPTUR, novo Tracker e Creta...
    Acho que a versão americana desbanca até mesmo o renegade e seu coração de fiat Bravo... Não ganha do HR-V prq honda tem confiabilidade mas o fusion por exemplo, ganha de td mundo em seu seguimento. O segredo é qualidade e preço... Todo mundo sabe disso!!!
    Acorda FORD, a única chance do ECO ficar em segundo ou primeiro no ranking é fazer a mesma versão americana aki.

    ResponderExcluir
  3. Teto panorâmico? Onde? isso mais parece uma "escotilha solar"...E os limpadores de pára-brisas invertidos das primeiras fotos, o que houve?De resto, está ok.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este teto solar não é panorâmico, é simplesmente um teto solar.

      Excluir
    2. Peugeot 308 e mais alguns carros têm os limpadores assim, varrem uma área maior.

      Excluir
  4. Sem o pneu na traseira e melhor acabamento interno, melhorou muito para fazer frente a HR-V e Renegate, mas ainda tem freio de mão manual, troca de macha neste botão no câmbio, que é horrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ecosport não tem condições de fazer frente ao HR-V e nem ao Renegade.
      Inicialmente, porque não tem apelos aos requisitos familiares, o que descarta automaticamente suas possibilidade de se igualar às perspectivas do HR-V.

      E para peitar Renegade tem que ter um design de maior apelo emocional, ou ter atributos que atendam verdadeiramente requisitos off-road.

      Ecosport não embarca nada disso.
      Neste facelift ficou bonito, mas ainda é ordinário. Não atende bem uma família, porque é um veículo apertado e de espaço interno pouco otimizado. E de SUV só tem porte.

      Terá alguma condição de brigar pela liderança nos números de vendas na próxima geração, porque de beleza este segmento tem pra todos os gostos e desgostos ...

      Excluir
  5. Melhorou bastante mas o que importa mesmo é o ecoboost,acabamento e mais equipamentos.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Única notícia positiva: perdeu o esdrúxulo estepe na tampa traseira. De resto, segue sendo um fordzinho boqueta, como todos os demais desta montadora...

    ResponderExcluir
  8. po a ford do brasil nw tem mesmo cha no bule mesmo ate a india ta na frente

    ResponderExcluir
  9. O texto traz algumas informações equivocadas: 1 - O carro não possui teto panorâmico, apenas um modelo trivial. 2 - O modelo americano não possui estepe (não é obrigatório nos EUA), apenas kit de reparação. 3 - Não está clara a mudança de transmissão. A Ford passou a omitir o nome Powershift em seus lançamentos. Como o modelo será importado da Índia, acho que continuará sendo a mesma.

    No geral, as mudanças foram positivas. Evoluiu no que tinha e era possível evoluir na segunda etapa dessa geração. Curiosa é a decisão da Ford de lançá-lo no mercado americano nesse meio de ciclo de vida, o que nos leva a projetar uma futura geração completamente nova do EcoSport apenas para a década de 20.

    Não faz sentido a supressão do estepe no mercado brasileiro, apesar de ser esteticamente anacrônico. Não podemos nos dar o luxo de abrir mão dele. Tendo em vista o tamanho diminuto do porta-malas do EcoSport, um estepe alojado ali seria um transtorno para os que viajam com as mais diversas bagagens. Um agravante é o tamanho do país e suas estadas precárias, constante risco para os pneus. Equacionando tudo isso, o estepe pendurado na quinta porta faz-se necessário ainda nessa geração. Só espero que aperfeiçoem sua trava de segurança contra os gatunos de plantão.

    O produto será mais competitivo se conseguir agregar as novidades com um bom preço. O Ford não tem mais cacife para lidar com o primeiro escalão de SUVs mais vendidos atualmente, que continuam superiores em espaço, acabamento e/ou segurança.

    Seu maior rival no mercado, inicialmente, será o Creta. E o Kicks, se a Nissan conseguir ofertar um bom produto e agregar custo-benefício nas futuras versões brasileiras.

    Falando da estética, gostei da frente que emula sutilmente o Mustang.
    As lanternas traseiras mereciam inovações. Será difícil percebê-lo como um modelo novo quando visto de trás. O interior parece ampliar o espaço para o motorista, com suas linhas mais recuadas e retilíneas. Ficou bem interessante na versão de dois tons e bancos claros. Poderiam adotar no Brasil também.
    O carro em cores sóbrias fica mais imponente, acho. Essas cores vibrantes (e bonitas) são bem dirigidas ao público de campus party americano e infantilizaria um pouco a percepção do produto pelo público alvo em terras brasileiras. Nem mesmo o Ka é tão jovial assim! Não devem ser adotadas no lançamento na colorida Bahia.

    ResponderExcluir
  10. Design da Ford é impecável, tem um bom pacote tecnológico e conforto como poucos, peca muito na qualidade dos materiais e acabamento. Precisamos do Ford Escape aqui no Brasil

    ResponderExcluir
  11. O FOrd Ecosport ficou muito bem de novo design. Falta chegar no Brasil com todas essas vantagens e qualidades. Se não vier como esse lançamento de Los Angeles, vai ficar bem atrás dos que estão bem em vendas - HRV, Renegade e tantos outros SUVs. Ford, traga para o BRasil que tem quem compre sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vantagens, sim. Qualidade, não.
      Fabricado aqui será o mesmo "samba do grilo doido" que conhecemos.
      Uma lástima! ...

      Excluir
  12. A lamentar, o fato que a versão norte-americana é uma "build" derivada das produzidas na Índia, que servem também a Europa. Ou seja. O Ecosport fabricado no Brasil não passará principalmente, pelas mesmas melhorias internas, e sobretudo, a qualidade dos materiais de acabamento e diversidade de equipamentos de série e opcionais.

    ResponderExcluir
  13. so de perder o powershift ja vale a compra...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O powershift hoje está muito bom, os problemas foram corrigidos em 2015 nos EUA e a partir de junho de 2016 no Brasil, foi mudada a programação do tcm (e está sendo trocado do tcm dos modelos mais antigos) e também substituída a embreagem.
      http://www.carcomplaints.com/Ford/Focus/
      neste link é possível ver como nos EUA as queixas do focus desabaram e m em 2016 estão normais, como qualquer bom carro.

      Excluir
    2. Realmente está muito bom. Tão bom que a Ford abandonou esse câmbio nos seus novos lançamentos na Europa. O Focus 1.0 EcoBoost vem com câmbio automático convencional com conversor de torque. Esse novo EcoSport idem.

      Na Europa, o Focus 1.0 EcoBoost também abandonou o Powershift.

      E aqui no brasil, o Focus Powershift deu superaquecimento de câmbio no teste do modelo 2016.

      http://estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia/noticias/2015/09/13/interna_noticias,51397/cambio-powershift-da-ford-apresenta-varios-problemas-e-inferniza-donos.shtml

      Eu acho que é necessário parar com essas mentiradas por aí. Esse câmbio Powershift é uma BOMBA. Uma verdadeira arma de destruição em massa.

      No mercado de usados ninguém quer isso aí. Um Focus 2015 é vendido mais barato que um Golf 2013. Basta pesquisar.

      E tem mané repetindo como um papagaio o que le sem pensar.

      Faz o seguinte: gosta tanto do Powershift? COmpra um para você. Acho legal o mané vir aqui dizer que o câmbio tá bom, tá lindo e maravilhoso, mas para ele não compra.

      Por favor menos mentiras. Menos mentiras.

      O Fato: esse câmbio Powershift é uma BOMBA e a |Ford está ABANDONANDO nos EUA e Europa.

      Aqui ainda tem mané que defende.

      Excluir
  14. O BRASIL COMO SEMPRE FICA COM OS RESTOS.

    ResponderExcluir
  15. 2008 e novo 3008 anos luz na frente dessa carroça

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.