Car.blog.br

Pesquisar este blog

Renault inicia em setembro a fabricação do motor do Kwid

Categorias: , , 23 Comentários

A Renault do Brasil iniciará em setembro a fabricação do seu novo motor 1.0 3-cilindros flex que equipará o sub-compacto Kwid (concorrente do Fiat Mobi e VW Up!), que será lançado em novembro, e também as versões de entrada de Sandero e Logan.

Novo Renault Kwid 2017

O motor, que será apresentado oficialmente no Salão do Automóvel de São Paulo, conta com bloco de alumínio, mas tem especificações diferentes entre o Kwid e a Sandero/Logan.

Novo Renault Kwid 2017

O motor deriva do tri-cilíndrico 1.0 12V que equipa o March/Versa da Nissan, mas terá diferenciais já que o propulsor da Renault será fabricado em São José dos Pinhais.


Novo Renault Kwid 2017
Entretanto, tal qual o propulsor da Nissan, o 1.0 de três cilindros da Renault terá bloco de alumínio, quatro válvulas por cilindro, duplo comando no cabeçote e corrente de comando banhada a óleo.

Novo Renault Kwid 2017

A Renault terá calibrações específicas para o Sandero/Logan e para o Kwid. No caso do Sandero/Logan, por serem mais pesados, terão um ajuste que privilegia a potência, que deverá superar os 80 cv.

Novo Renault Kwid 2017

Já no Kwid, mais leve - em torno de 800 Kg - o objetivo é obter o triplo "A" no INMETRO e se tornar o carro mais econômico do Brasil, superando o Peugeot 208 1.2 PureTech.

Postagens relacionadas:

23 comentários:

  1. Pra quem não gosta do design do Up é uma excelente opção. Não tem a mesma qualidade de construção mas deve ser agil,económico e até que não é feio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente uma excelente opção o Kwid, para quem pretende se suicidar:

      http://www.car.blog.br/2016/05/renault-kwid-reprovado-em-seguraca.html

      O Kwid levou zero estrelas no NCAP, foi reprovado e a estrutura desintegrou no impacto.

      Em resumo: se o seu objetivo é tirar a sua vida e ou de pessoas que estão no seu carro, o Kwid é sim uma ótima opção.

      Excluir
    2. O Kwid indiano não serve de referência. Pra começar a informação é de que terá bastante reforço na estrutura em todo o carro, e aumentará o peso de 650 kg pra em torno de 800 kg.
      Segundo que nos testes ele possuía apenas airbag frontal para o motorista e aqui terá 4 airbags de série desde a versão de entrada.
      Só com o lançamento e testes para afirmar qualquer coisa, então menos "orelhada" por enquanto Carlota.
      Como disse antes, mesmo não tendo a qualidade de construção do Up, ele será uma excelente opção.

      Excluir
    3. É verdade, com certeza a Renault deve caprichar na segurança do Kwid brasileiro. O problema é saber por quanto virá... prevejo um valor acima dos 35 mil, o básico

      Excluir
    4. A maior segurança está na forma como se conduz o veículo, ou seja com prudência. Veículos com todas as estrelas de segurança podem se destruir facilmente ao colidir lateralmente em um poste, árvore, etc. Além disso, não tentem testar as supostas estrelas batendo frontalmente em um caminhão, caso contrário, vão perceber que era tudo ilusão.

      Excluir
    5. Vi um acidente entre um gol e um fox e só descobri que carro era depois de ler a noticia no jornal do dia seguinte. Estrada vicinal limite de 70 Km com radar , vitimas fatais em ambos. Teste ajuda mas não garante porque as situações do cotidiano não são controladas como nos ensaios.

      Excluir
    6. Débora, mas nem todo o cuidado do mundo impede que a imprudência de outras pessoas te envolvam em um acidente, ou, um animal na pista, aquaplanagem, pneu estourado e diversas outras situações que estão completamente fora do teu controle.
      Por este motivo é tão importante a segurança passiva e ativa do carro.

      Excluir
    7. Como o Kwid indiano não será vendido aqui, aguardo o Latin NCAP para opinar. E o Carlos Ghosn já falou que o modelo brasileiro terá segurança reforçada. Portanto...

      Excluir
  2. Dizem que haverá reforços e novos materiais, ou seja, já nasce com cirurgias em seu corpo, portanto, fica uma desconfiança no ar. Sua reputação não é boa.

    ResponderExcluir
  3. Vamos aguardar se vão mesmo reforçar a estrutura e fazer os devidos testes de segurança, até lá, vai continuar um caixão sobre rodas.

    ResponderExcluir
  4. Se a versão inicial chegar por 30 e a top por 39 vende igual a água

    ResponderExcluir
  5. Esse da foto não é o indiano porque o volante esta no lado esquerdo! Seria o brasileiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na primeira foto que é real o volante está no lado direito. A foto interna é projeção.

      Excluir
    2. Na primeira foto que é real o volante está no lado direito. A foto interna é projeção.

      Excluir
  6. Caros leitores o carro já está em fase de testes no Paraná com carroceria reforçada e 4 Airbags e com todas as exigências de segurança para atender o mercado brasileiro, agora se vc quer um veículo indestrutível compre um tanque de guerra. Fica a dica...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém imagina um carro indestrutível, mas comprar um carro sabidamente inseguro também não deveria ser uma opção.
      Depois do teste do kwid indiano para comprar este brasileiro somente aguardando o teste do lncap, antes disso em hipótese nenhuma.
      Se existem carros que são seguros por qual motivo comprar uma lata de sardinha, aguardem os testes.

      Excluir
    2. Amigo, exigência p atender o mercado brasileiro na maioria casos não significa ser seguro, Vide as carroças que ainda temos a venda por aqui.abs

      Excluir
    3. Ok, mas se temos opções seguras por qual motivo comprar uma lata de sardinha?

      Excluir
  7. O carro terá 800kg? Continuará sendo i seguro. Não adianta encher de air bag se a estrutura é fraca. Para se ter idéia, o Up e Mobi pesam mais de 900kg.

    ResponderExcluir
  8. o kwid indiano nao deve se levar em consideracao pq o produzido no brasil sera completamente diferente na sua estrutura e segurança. ele pesara 200kg a mais e tera de serie desde a versao de entrada 7 airbags coisa q nao se imagina hj em nenhum carro abaixo dos 100mil oq dira num carro de entrada

    ResponderExcluir
  9. Acabamento Horrível.
    Não é três cilindros...Dacia...=Encalhar

    ResponderExcluir
  10. Mataram o Clio e empurram esse lixo pra cá, ao invés de trazer a última geração do Clio que vai muito bem consolidada na Europa. É claro, o brasileiro compra qualquer porcaria...A Renault está pondo em prática o seu plano de deixar os melhores carros somente para a Europa, e o resto que se dane... Não compro mais carros de marcas que têm essa política comercial separando o primeiro mundo do resto. Somos o 4o maior mercado consumidor de carros do mundo, e continuamos sendo tratados como indiferença pela Renault!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.