Car.blog.br

Pesquisar este blog

Lexus promove teste drive do RX 350 em Campos de Jordão

Categorias: , , , 15 Comentários

A montadora japonesa de carros premium Lexus irá expor alguns de seus principais veículos e proporcionar teste drive ao público na Temporada de Inverno de Campos do Jordão. O evento acontece no shopping Arena Plaza, em um estande de 125 m2, no centro de Capivari, de 8 a 31 de julho, de sexta a domingo, das 12h às 18h, com consultores da marca disponíveis para atender ao público.

Lexus NX 200y F-Sport 2017
Lexus NX 200t F-Sport 2017
A marca vai mostrar a nova geração do SUV RX 350, que será um dos destaques da Lexus para a exibição, além do SUV compacto NX 200t e do híbrido CT 200h, que também poderão ser avaliados.

Novo RX 350 (R$ 337.350 reais) / RX 350 F-Sport (R$ 352.950 reais)

O novo Lexus RX 350, lançado no Brasil recentemente (veja detalhes e preços aqui), estará disponível para teste drive durante todo o evento.

Lexus RX 350 2017

Esta quarta geração do RX 350 possui desenho totalmente renovado, caracterizado por vincos e curvas expressivas, mas compartilhando o mesmo DNA de design de outros modelos da linha Lexus lançados recentemente, como o NX 200t.

Lexus RX 350 2017 - interior

O modelo conta com V6 de 3.5L a gasolina, equipado com sistema de injeção direta D-4S, rendendo 305 cv de potência e com consumo de combustível médio 8,5 km/l.

NX 200t (R$ 223.060 reais) / NX200t F-Sport (R$ 245.400 reais)

A linha Lexus NX 200t é primeiro SUV compacto da marca de luxo da Toyota, e traz linhas que remetem a uma carroceria multidimensional,.

Lexus NX 200t F-Sport 2017

O modelo adota um motor 2.0L turboalimentado com injeção direta, com 238 cavalos, capaz de acelerá-lo de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos.

Lexus NX 200t F-Sport 2017 - interior

A média combinada de consumo de combustível é de 9,2 km/l.

CT 200h (R$ 129.900 reais)

Outro modelo exposto será o híbrido CT 200h, que utiliza dois motores: um a gasolina e outro elétrico, que juntos geram potência combinada de 136 cv. A energia excedente do motor a combustão e o sistema de freios regenerativos acumulam energia a cada frenagem, carregando assim as baterias sem utilizar recursos de carregamento externo.

Lexus CT 200h 2017 - Campos de Jordão

Equipado com o sistema Lexus Hybrid Drive, o CT 200h apresenta consumo de combustível de 14,2 km/l na estrada e 15,7 km/l na cidade. O modelo é nota A de consumo do INMETRO e compõe a lista dos veículos mais econômicos do País.

Lexus CT 200h 2017 - Campos de Jordão

Assim como demais veículos movidos à propulsão híbrida, o Lexus CT 200h possui isenção para o rodízio municipal em São Paulo, bem como desconto de 50% no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O estado do Rio de Janeiro possui alíquota reduzida de 1,5% para IPVA de modelos híbridos.

Lexus CT 200h 2017 - interior

Para mais detalhes sobre o Shopping Arena Plaza, localizado na Av. Macedo Soares, 499, Capivari, durante a Temporada de Inverno, acesse: http://arenabancooriginal.com.br/

Postagens relacionadas:

15 comentários:

  1. A Toyota quer vender Lexus em concessionária Toyota. Aì complica.
    Essa galera que paga mais de 200k em carro não quer se "misturar" com o povão que compra Corolla e Etios. Então acho a estratégia errada.
    Deveria ter concessionárias exclusivas da Lexus.
    Agora, legal esse motor 2.0 Turbo. Poderia vir para o Corolla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Atendimento da Toyota é muito bom, pouco provável que decepcione os compradores de Lexus.

      Mais fácil os compradores de Touareg, Edge e Camaro ficarem decepcionados com o atendimento da VW, Ford e GM.

      Excluir
  2. Tem toda razão. Esse tipo de cliente de Lexus, tem que ser mimado, regado a perfumarias na hora do atendimento. A Toyota está errando agora igual a Fiat errou com a Alfa Romeo no passado.

    ResponderExcluir
  3. Estou perplexo com os comentários dos caras ai em cima, dizendo que o consumidor deste tipo de carro deve ser melhor tratado e não quer se ''misturar'' com o cara que compra carro como etios. Só rindo mesmo! lendo isso é inevitável não pensar na questão do valor da vida, mais especificamente de um pobre e de um rico. No Brasil, qualquer pessoa que vai comprar um carro seja ele o valor que for deve ser tratado com enorme respeito e atenção sem distinção! Não preciso nem dizer o porque.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário. Que visão preconceituosa. Então deveríamos ter shoppings,hospitais, postos de gasolina, praias, etc, distintas para ricos e pobres. Concordo que o atendimento das concessionárias Ford, VW e Chevrolet são péssimos. Isso experiência de que estava pesquisando a dois meses um Jetta 1.4, recém lançado, faltou a vendedora jogar o portfólio do carro no meu e mandar procura-la quando decidir! Ela não me tratou com ignorância ou desprezo, semelhante ao último carro que comprei em 2015, quando a menina com cara de Barbie vem explicar as funções do carro, no final, eu estava explicando pra menina. Que significa que tanto a vendedora quanto a menina, não tem a menor a idéia do produto que estão entregando, estão ali apenas pra ganhar o dinheirinho delas, pois quando cheguei na VW, eu estava em um Jetta de teto solar, 2.0, obviamente o motor 1.4 seria mais interessante. Mas a vendedora nem levou isso em consideração, com em esse tratamento, realmente ficaria complicado atender clientes Audi na VW por exemplo. A questão é a postura e demonstração de interesse em fornecer o melhor que o cliente poder pagar. Mas no Brasil isso é pedir demais.

      Excluir
    2. Se vc não entendeu, vou desenhar. Os caras querem dizer que este tipo de cliente deve ser mimado pq ele sente que tem direito a isso, entendeu? E como a Lexus quer vender, ela deve fazer o que o cliente dela exige, entendeu de novo? Isso não quer dizer que os outros mortais, como eu e vc, seremos mal tratados. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Comentário mais nada a ver de vcs dois. São apenas negócios, nada a ver com hospitais e afins que falaram. Viajaram legal.

      Excluir
    3. Mas que mimimi petralha aqui, heim...ah..para.
      Povo que tem grana não quer se misturar mesmo com povão. E as empresas precisam atender a esse gosto.
      Audi tem concessionárias exclusivas, com padrão de atendimento absolutamente top. Não se vende Audi em concessionária VW em nenhum lugar do mundo.
      O público que vai pagar mais de R$ 100 mil em um carro tem o direito e o dever de ser melhor atendido que os outros, afinal ele está pagando mais, está dando mais lucros, então deve receber o serviço melhor.
      E sobre hospitais e escolas e etc, já são distintos para ricos e pobres. Se vc não tem dinheiro, tenta ser atendido no Sírio-Libanes ou no Einstein para vc ver onde vc vai parar.
      Se vc é pobre, tenha colocar seu filho no Bandeirantes, no Colégio Rio Branco, ou no Santo Américo. Esquece.

      Aliás, é absolutamente importante que haja serviços, bens e serviços diferenciados para pessoas mais ricas. ISso é importante para o desenvolvimento da sociedade.

      Se os pobres tiverem acesso aos mesmos colégios, atendimento, restaurantes, hospitais e bairros dos ricos, por qual motivo eles se esforçarão para melhorarem?

      Então, a desigualdade social é extremamente importante nas sociedades e um importante vetor de desenvolvimento. Quanto mais diferenciação entre ricos e pobres, mais os ricos vão se esforçar para continar ricos, e mais os pobres vão se esforçar para deixar de ser pobres.
      Com isso, aumenta a produtividade da economia, e a produção. e a sociedade inteira fica mais rica.
      Esse papo mimimi de igualdade é coisa de petralha. E o resultado disso tá aí no desastre brasileiro, que só não foi total, pois foi interrompido antes.

      Excluir
    4. Lógico, que eu compreendo todos gosto de serem bem tratados, ganho bem em relação a grande massa, meu plano de saúde que é pago do meu próprio bolso e não um plano empresarial dá direito ao sírio, mas significa que eu queira o tempo todo comer em restaurantes de alto nível, mas também quero ser bem atendido na loja americanas, mc Donald ou em qualquer lugar que as pessoas se misturam. Certamente com o tratamento oferecido por vendedores e com pessoas com esse pensamento de que tem de existir a pobreza pra existir equilíbrio, melhor nem insistir, mas claro Japão, Noruega e alguns outros países estão errados em insistir em igualdade social, claro, tem de existir bastante pessoas pobres e em filas, pra que elas aprendam a se esforçarem...

      Excluir
    5. Não sou a favor do que o PT fez nos últimos 12 anos, não sei porque insistem em votarem no PT, da mesma forma que vc insiste que só a vw e up sãobos melhores.

      Excluir
    6. Bom, pelo que vi (falando exclusivamente de concessionárias de veículos) ninguém aqui falou que o "pobre" tem que ser mal tratados. Apenas foi dito que o super ricos querem ter um algo a mais. Sendo eles os donos das carteiras recheadas, é óbvio que as marcas devem atender à esta vontade. Quem tirou essa conclusão de que, mimar um super rico é sinônimo de maltratar um pobre, foi vc. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

      Excluir
    7. Carlos está certo... Isso ai é choro de PTista, se você quer o mesmo atendimento, estude e trabalhe, quem sabe um dia terá um atendimento diferente, porém se você acha ruim ter pessoas que são melhores sucedidas que você e têm direto a mais "mimagens" deite na cama e chore igual uma criança. Meritocracia.

      Excluir
  4. Compreendo tua opinião Ribeiro e dos demais, me referia ao GÊNIO do Carlos.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.