Car.blog.br

Pesquisar este blog

Toyota é a melhor em satisfação de consumidor carros 0KM

Categorias: , 23 Comentários

A pesquisa "SSI Brasil 2016 – Sales Satisfaction Index StudySM", realizada pela consultoria J.D. Power do Brasil, apontou a montadora japonesa Toyota na liderança de satisfação de clientes em vendas de veículos novos. É o quarto ano consecutivo que a nipônica não sai do topo, tendo alcançado neste ano 839 pontos, de 1000 possíveis.


A segunda colocação fica com a Hyundai-CAOA, com 831 pontos, seguida da Jeep, com 837, Chevrolet (811), e Nissan (809).



A pesquisa realiza uma análise da experiência de compra de veículos novos, levando em consideração a satisfação dos clientes em relação ao atendimento prestado na concessionária. Neste quesito, são avaliados cinco fatores preponderantes (listados em ordem de importância): entrega do veículo (24%); negociação (21%); test drive (21%); instalações da concessionária (18%); e vendedor (17%).

O Sales Satisfaction Index (SSI) StudySM Brasil 2016 é baseado nas avaliações de 3.664 entrevistas online com os proprietários de veículos novos no país durante os primeiros 12 meses após a compra. O estudo foi realizado em março e abril de 2016.

Ranking - Satisfação do consumidor com compra de carros novos - 2016 - Brasil


Fonte: J.D. Power

Postagens relacionadas:

23 comentários:

  1. Notícia que evidencia a excelencia dos produtos toyota.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadê a Peugeot nesta lista????? Estou assustado agora.

      Excluir
    2. Não amigo, o tema não é produto é um serviço específico de venda...
      Qual parte vc não compreendeu?

      Excluir
    3. Não amigo, o tema não é produto é um serviço específico de venda...
      Qual parte vc não compreendeu?

      Excluir
  2. Toyota é uma empresa conservadora. Em tudo, engenharia, tecnologia, etc.
    No Brasil ela se beneficia de vender carros carros, e de ter uma rede de concessionarias menor que as outras. Entao consegue deter maior controle.
    No Brasil está dando certo.

    Mas no mundo, nem tanto, tanto que perdeu a liderança mundial para a VW.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trabalhei na Concessionária da FIAT, VW.... Todas atendem mal pra caramba.... Só que reparei uma seguinte peça culpada por isso. Quando trabalhei na FIAT o diretor-geral promovia muitos benefícios e treinamentos, quando você comparecia a todos os treinamentos haviam elogios e a FIAT nacional pagava uma festa e um caminhão de prêmios, neste tempo nós eramos a Concessionária da classe B número 1 do Brasil em satisfação da FIAT. Tudo questão de motivação e confiabilidade em seus funcionários. Uma pena que esse proprietário vendeu a empresa para outro sujeito onde tudo se destruiu em ruínas.

      Excluir
    2. Orelhada. A Toyota perdeu a liderança na venda global de carros, não na satisfação dos clientes. Pare de dar orelhadas e lutar contra os fatos. Fatos são fatos. Aceita que dói menos.
      Incompetência da sua santa VW que não consegue ter um índice de satisfação maior.

      Excluir
    3. Daí chega no final do ano a Toyota simplesmente vira o tabuleiro, como tem feito sempre.
      De tabela, consegue o maior lucro dentre as montadoras e também o maior índice de eficiência financeira ...

      Excluir
    4. Ford com Powershift ainda vai muito melhor que VW.

      Excluir
    5. Grupo VW recuperou a liderança global de vendas.

      http://g1.globo.com/carros/noticia/2016/04/volkswagen-assume-lideranca-global-de-vendas-apos-problemas-na-toyota.html

      A força da marca Toyota no Brasil concentra-se no marketing (muito bem feito) de apenas dois produtos: Corolla nacional e Hilux importada da Argentina, pois Etios, Sw4, Rav4, e Camry, continuam tímidos em vendas.

      Lembrado por Carlos o "conservadorismo" do Grupo Toyota, o qual só se movimenta quando é superado pela concorrência (Honda Civic foi líder muito tempo até 2014), e atualmente com a S-10 no topo de vendas promoveu facelift na Hilux.

      Somente agora com a séria ameaça dos novos Civic e Cruze cogita em adotar controle eletrônico de estabilidade no nosso país, em outros mercados, por causa da concorrência e exigência do consumidor, já adota a tecnologia há bastante tempo.

      Chester Dias comentou que a matéria evidencia a excelência dos produtos Toyota, será essa "excelência" que priva o consumidor brasileiro de itens de segurança ativos como controle de estabilidade?

      Fartos são os comparativos na imprensa especializada demonstrando a superioridade técnica e construtiva dos veículos concorrentes sobre o Corolla, recentemente foram C4 THP, Focus, Jetta e agora Cruze.

      As mesmas análises ocorrem com relação à Hilux diante das concorrentes mais qualificadas S-10, Ranger, Amarok, L200.

      Isto significa que os consumidores da "marca" optam em nosso país principalmente pelo "status" (bem trabalhado pela equipe de marketing Toyota). Pela lógica inversa o conservadorismo da linha Corolla e Hilux contrastam com o avanço tecnológico dos rivais.

      Será que o comodismo da líder chegou ao fim? Com a chegada de rivais de peso para Corolla e Hilux (Civic, Jetta, Cruze, S-10, Amarok V6, Ranger) a famosa marca "T" deve se agitar bastante para não perder a liderança na satisfação de seus clientes, afinal o consumidor em tempos de crise fica bastante cauteloso e exigente.

      Excluir
    6. Vender mais não quer dizer vender melhor ou de um pós vendas eficiente. Se o "problema" é a Toyota ser pequena no Brasil em número de concessionárias e isso ser desculpa pelo péssimo atendimento da VW. A VW que não crescesse.
      Prefiro almoçar num restaurante não tão cheio mas com um belo atendimento, do que num lotado e péssimo atendimento. E aqui me refiro apenas ao serviço (intangível), não ao produto.

      Excluir
    7. Gustavo, como sempre descrevi neste fórum, um produto não vive de boas vendas por razão à sua proposta.
      Nenhuma destas tais revistas especializadas refletem a realidade do mercado com seus números simplesmente porque deixam de apresentar o mais importante e decisivo conjunto de quesitos: pós-venda.

      Hilux, vai muito bem pelo preço que pede e pelo produto que é.
      S10 reestilizada se vender será nas versões de entrada porque nas versões que concorrer com a Hilux sabe que não tem artilharia pra isso.

      O status fala alto no BR, mas o fato de as tradicionais do mercado europeu venderem bem está na razão de sua consolidação, com uma infraestrutura admirável.
      Pós-venda das asiáticas tem seus atributos, mas não chega aos pés das montadoras tradicionais. Por lá o pós-venda delas são superiores às da Toyota, Honda, Hyundai, entre outras.

      Por aqui a banda toca diferente.
      Toyota, Honda, entenderam muito bem o que o mercado solicitava.
      Aquele tradicionalismo do conforto e potência, atualmente solicita a comodidade, confiabilidade e durabilidade.
      Mesmo que GM desembarque novos produtos, Corolla continuará líder porque Cruze não tem artilharia de pós-venda para peitá-lo.
      Assim será com os concorrentes da Hilux. S-10, Amarok V6, Ranger reestilizada, nenhuma delas terá condições de superar a maestria da Hilux.
      Talvez a S-10 consiga igualar os números de vendas ou até ultrapassar a Hilux por conta das versões mais acessíveis.
      Não será potência, refinamento, tecnologia, que irão destronar Hilux e Corolla. O mercado evidencia isso.
      As 4 tradicionalista carecem de investimentos ferrenhos no pós-venda, e enquanto continuar com o atual nível sempre ficarão para brigar por números de coadjuvantes no BR. Fato! ...

      Excluir
    8. Tem um pessoal que tem um grande problema em diferenciar vendas de pós venda, ou parece que não querem entender.

      Excluir
  3. CSI deve ser emitido nos próximos meses.
    Mas não se leva muita coisa em consideração, porque é um relatório muito superficial e pouco significativo ...

    ResponderExcluir
  4. Meu pai teve um Corolla durante 6 anos.
    Nunca apresentou um defeito sequer, nenhum. O carro só passou pelas revisões previstas no manual do proprietário, todas elas muito baratas e com atendimento primoroso.
    E na hora da revenda, pouquíssima desvalorização e procura absurda.
    A Toyota sabe atender bem os compradores de seus produtos e, por isso, se destaca.

    ResponderExcluir
  5. Quem curte automoveis nao compra Toyota. É como comer acarajé e abara sem pimenta. Toyota é um bom meio de transporte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende o sentido de "curtir" um automóvel!
      Se "curtir" significar ter um produto de qualidade, que o transporte com conforto, segurança e economia, se não te dá dor de cabeça nas revisões é ainda tiver um atendimento decente, então quem tem um Corolla, "curte" automóveis.
      Brasileiro tem essa cultura de associar carro com desempenho, velocidade e potência, como se conforto, qualidade construtiva, segurança e atendimento decente não fossem importantes para quem "curte" carros.
      Essa é a grande diferença entre um comprador de automóveis europeu e brasileiro:
      O europeu busca primeiro qualidade, segurança, conforto e economia, depois sim, vem o desempenho;
      Brasileiro quando entra numa concessionária, só quer saber de firulas, se o som é potente, se o carro tem desempenho, motorzão, etc, porquê essas ele "curte"
      Segurança? Conforto? Qualidade? Bom atendimento?
      Deixa isso pros subdesenvolvidos europeus, né?
      Então tá!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Vc entendeu Victor. Prazer em dirigir e isso vc nao vai encontrar num Etios por exemplo. Europeu nao compra Corolla, compra Golf, Polo, Focus, Fiesta e Corsa. Corolla vende na Asia africa e US pelas razoes que vc enumerou. Ja tive alguns Corollas inclusive o hatch (Run X) que é unico que se aproxima mais do que é um carro pra quem curte dirigir sem precisar matar ninguem.

      Excluir
  6. Levei em maio, um Jetta 14/15 com teto solar, borboletas atrás do volante, dual zone multimídia,c controle de estabilidade e tração, custou 86 mil. Toyota ofereceu 38 mil em troca de um Corolla gli. Sério isso!?

    ResponderExcluir
  7. Continue com aeu Jetta muito mais carro. Nao foram sérios e vale a pena trocar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certamente, falta de respeito com o cliente. Não, o gli deve e muito para o Jetta, tava só pesquisando, o quanto a Toyota ofereceria.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.