Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chery prepara fábrica para produção do SUV Tiggo no Brasil

Categorias: , , , 17 Comentários

A montadora de automóveis chinesa Chery interromperá a produção de sua fábrica em Jacareí (SP) por um prazo de até cinco meses, a partir de julho, para normalizar os estoques, e preparar a linha para a produção de novos SUV.

Novo Chery Tiggo 5

A planta paulista produz atualmente o compacto Celer em versões hatch e sedã, e o sub-compacto Chery QQ, mas com a crise e as fracas vendas, o estoque desses dois modelos é suficiente para abastecer o mercado pelo período de paralisação.

Novo Chery Tiggo 5

O aspecto positivo, porém, é que a montadora vai adaptar a linha à montagem do SUV Tiggo. Trata-se de um investimento de R$ 50 milhões que permitirá à Chery entrar em um segmento - de utilitários esportivos - menos atingindo pela crise. Caso o cronograma seja seguido, o novo Tiggo começará a ser fabricado em Jacareí em 2017.

Novo Chery Tiggo 5 - interior

O projeto de produção do Tiggo no Brasil já foi habilitado pelo regime Inovar-Auto, e, com isso, a Chery pode importar até 5.000 unidades do modelo que será fabricado sem pagar o "super IPI", majorado em 30%.

Tiggo 5

O primeiro Tiggo que será fabricado no Brasil é o Tiggo 5, que se posiciona acima do Tiggo vendido atualmente no Brasil. O Tiggo 5 é um SUV de maior porte, projeto mais moderno, e linhas atualizadas.

Novo Chery Tiggo 5

O Tiggo 5 tem uma carroceria que mede 4,505 metros de comprimento (21 cm maior que o Honda HR-V), largura de 1,841 metros, e altura de 1,74 metros.

Novo Chery Tiggo 5

Esse SUV pesa em torno de R$ 1.570 Kg e adota um motor quatro cilindros 2.0 de 137 cvavalos, que pode estar associado a uma transmissão manual de cinco marchas, ou automática CVT.

Novo Chery Tiggo 5

Com tal propulsor, o Tiggo 5 2.0 CVT é capaz de acelerar de 0 a 100 Km/h em 13 segundos, e o consumo médio é de 12 Km/l de gasolina.

Novo Chery Tiggo 5

O conjunto de suspensões é formado por um esquema independente McPherson na dianteira, e independente Multilink na traseira. Freios são à disco nas quatro rodas, que são de alumínio de 17 polegadas, montadas em pneus 225/65 R17.

Tiggo 3X

Além do Tiggo 5, a Chery fabricará no Brasil também o SUV do Celer, que vem a ser o Tiggo 3X, lançado recentemente na China, e que compartilha a plataforma com o hatch compacto brasileiro.

Chery Tiggo 3X

Entretanto, apesar de ser derivado do Celer, o Tiggo 3X tem identidade própria e um estilo bastante atraente, onde se destaca a dianteira que já incorpora a nova diretriz de design da Chery mundial.

Chery Tiggo 3X

Os faróis contam com sistema de circulação diurno em LED, e lanternas de posicionamento no para-choque.

Chery Tiggo 3X

Na lateral temos rodas de 17” de liga leve, rack de teto e as coberturas plásticas nas caixas de roda.


O motor é o mesmo quatro cilindros 1.5 Flex do Celer, associado a uma caixa manual de cinco marchas, ou automático CVT.


A empresa tem a expectativa de produzir em torno de 20.000 unidades do Tiggo no Brasil. Com informações: Valor Econômico

Postagens relacionadas:

17 comentários:

  1. A Chery está surpreendendo, espero que tenha sucesso no Brasil

    ResponderExcluir
  2. Pegou a imagem justamente de uma versão que dificilmente virá ao menos agora, o 1.5T pelo visto é praticamente uma carta fora do baralho; entretanto a Chery tem um bom produto e acabou a desculpa para não o importarem, pois com a cota da fábrica até 5 mil belezinhas destas poderão vir sem a sobretaxação do IPI, perfeitamente viável agora. CHERY não tem mais desculpas e o TIGGO5 deverá vir até o último trimestre de 2016.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Tiggo 5 é um concorrente do Ix35, e do JAC T6. Então acho que a faixa de preço dele, automático, deve ficar entre R$ 85 mil e R$ 100 mil reais.
      Eu gosto mais do TIggo 5 que do Ix35. E o Jac T6 tem um problema sério: não tem câmbio automático.

      Mas acho que a Chery deveria se apressar com o Tiggo 3x. Ele é feito na plataforma do Celer. Esse carro com um câmbio AT e esse visual poderia ser vendido no BRasil a uns 60k e seria um baixa competidor para HR-V, EcoSport e até os compactos aventureiros.

      Mas acho que o Tiggo 5 tem mais potencial de lucro, sobretudo para os concessionários. Então acho que vai começar por ele. Depois vem o 3x.

      mas são dois SUVs bem legais.

      Excluir
    2. Se o Celer custa 35 o Tiggo 3x custaria algo entorno dos 45 à 50; não mais que isso; pois por 60 mil reais preferiria a restilização do Tiggo FL, o TIGGO3. Daria para ter os 3 na gama, Tiggo 1 (3x) por até 55 mil, no máximo, Tiggo 3 de uns 58 até uns 65 mil e o Tiggo 5 começando aos 70 mil reais .

      Excluir
    3. Na boa, a Chery está dando o Celer a 35k porque não consegue vender o carro por vários motivos: falta de concessionárias, preconceito com carro chinês, segmento mais atingido pela crise, etc.
      Mas 35k não é sustentável para o Celer. Ele é 1.5, paga 11% de imposto, vem cheio de equipamentos. O preço dele deveria ser acima de R$ 45 k para não dar prejuízo, estimo eu.

      O Tiggo 3x acho que tem tudo para agradar.Pois é SUV, altinho. E se tiver preço bom, vai vender bem. Mas vendendo bem, a Chery vai querer lucrar, afinal ela tb precisa lucrar. Eu acho que o Tiggo 3x CVT vem na faixa de R$ 60k.

      Excluir
    4. Acho que não, pois nem no lançamento ele custou acima dos 40 mil reais, mas acho que a margem é estritamente pequena, pequena em relação as concorrentes quero dizer. Mas voltando ao Tiggo 3x, quando foi apresentado pela primeira vez a Chery deu a entender que poderia ser um concorrente do Lifan X50 que ficou de vir também ao nosso mercado, para a faixa dos 50 mil reais. E naquela época se cogitava os 3 Tiggo's na gama, 50-60-70 mil, um pouco mais um pouco menos, acho que por R$ 49.990,00 estaria muito bem posicionado no mercado.

      Excluir
  3. quantos carros chineses vendem no BR?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quer exatamente os números, dê uma olhada no site da Fenabrave.

      Excluir
  4. Acho que a chery vai embalar no BR, pos tem carros bons (ja andei e tenho amigos que tem) aparenta ter um plano pra se posicionar definitivamente por aqui , esse t5 é belo e se vier na casa dos 75k automatico vai ser uma mamao com açucar !

    ResponderExcluir
  5. Os chineses estão evoluindo muito rápido na curva de aprendizado. Nós sempre ridicularizamos os seus carros, mas o trabalho persistente começa a colher frutos. Na adaptação para o mercado brasileiro muito importante desenvolver uma suspensão que aguente as nossas estradas.

    ResponderExcluir
  6. Não falam mais co sedam cupe o novo ARIZZO que veio no salão de s paulo há 2 anos atraz, era o alfa e o beta, o Beta e esse Suv, porque não inovar tudo? A chery tem de motar aqui os tops que eles tem na china, como fizeram com CIELO que não pegou, por muitos pecados, o pior deles e a capação de tecnologia, e um acabamento interno precário, Itens que esta melhorando com esses novos modelos

    ResponderExcluir
  7. Não falam mais co sedam cupe o novo ARIZZO que veio no salão de s paulo há 2 anos atraz, era o alfa e o beta, o Beta e esse Suv, porque não inovar tudo? A chery tem de motar aqui os tops que eles tem na china, como fizeram com CIELO que não pegou, por muitos pecados, o pior deles e a capação de tecnologia, e um acabamento interno precário, Itens que esta melhorando com esses novos modelos

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. afinal, estamos no segundo semestre de 2016 e nada do novo tiggo. quando será iniciado a venda aqui no Brasil?
    tenho um 2015 com 25.000 km nada a reclamar, exceto o consumo um tanto elevado

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Muito bacana, belo artigo, sigo de olha na Chery, parece que está ficando melhor do que a Jac...

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.