Car.blog.br

Pesquisar este blog

Fiat Mobi agrada pelo conforto ao rodar e prazer ao dirigir

Categorias: , , 26 Comentários

O Fiat Mobi chegou ao mercado brasileiro para disputar o segmento de sub-compactos, concorrendo com Volkswagen Up!, Chery QQ, Kia Picanto e Renault Clio. Cada um desses veículos procura se diferenciar por características específicas: o Up! pelo conjunto mecânico mais eficiente - é o mais rápido e econômico, elevado nível de segurança e bom aproveitamento de espaço (é o que oferece mais espaço); o Chery QQ pela relação custo benefício, oferecendo um carro completo no preço (R$ 31 mil) que os concorrentes vendem versões peladas; Kia Picanto pelo interior mais luxuoso e opção de câmbio automático; Renault Clio pelo preço mais barato. E qual o diferencial do Mobi? É o que este artigo procura responder.

Novo Fiat Mobi 2017

Depois de já termos feito alguns test-drives com o Mobi, podemos apontar alguns de seus diferenciais: suspensão com ajuste mais confortável e adequada às vias brasileiras; posição de dirigir elevada; boa aparência no interior, e design esportivo. Assim, fica claro que a Fiat quer conquistar o consumidor pelo seu lado emocional, oferecendo um design mais esportivo e agressivo, passeio mais confortável (suspensão macia) e interior bem acabado.

Novo Fiat Mobi 2017

A Fiat é talvez a mais "brasileira" das montadoras em operação no Brasil, e sua equipe de engenharia e de marketing conhece bem as preferências dos consumidores. Isso fica claro no ajuste de suspensão, design interno e externo e nas características mecânicas.

Novo Fiat Mobi 2017

Logo ao primeiro contato com o Fiat Mobi, nas primeiras aceleradas, fica claro que este sub-compacto tem uma grande diferença em relação ao seu principal concorrente, o Up!, no ajuste de suspensão. Enquanto o modelo da VW adota uma suspensão firme, dura mesmo, o Mobi tem um ajuste muito mais macio e confortável, bem adequado aos gostos do consumidor brasileiro.

Novo Fiat Mobi 2017

Evidentemente, ao se optar por privilegiar o conforto, no ajuste de suspensão, termina-se por sacrificar o comportamento dinâmico. Entretanto, no teste drive que mostramos no vídeo a seguir, nós forçamos em curvas de raio curto para saber a capacidade do Mobi contorná-las com segurança, e o resultado surpreende positivamente.



O sub-compacto da Fiat é muito estável mesmo quando se abusa em curvas, apresentando um comportamento neutro e muito previsível e progressivo. Perto do limite de aderência o modelo começa a sair tanto de frente quanto de traseira, sem sobressaltos, e basta uma aliviada no acelerador, ou mesmo com contra-esterço no volante para ele retornar à sua trajetória correta.

Ou seja, mesmo com um ajuste bastante confortável de suspensão, o Mobi agrada bastante até mesmo onde não é exatamente o seu objetivo - oferecer bom comportamento dinâmico.

Entretanto, como mostramos no vídeo, o ajuste confortável da suspensão do Mobi mostra seu valor ao trafegar em pisos de baixa qualidade e em velocidades elevadas. No teste andamos em velocidade elevada sobre um asfalto totalmente irregular e cheio de buracos e lombadas, e ficamos surpresos pelo fato de a suspensão absorver todas as irregularidades com competência, filtrando as imperfeições e oferecendo grande conforto interno.

Além disso, em nenhum momento a suspensão chegou ao fim de curso, mesmo quando passamos em velocidade em uma lombada. Não se ouviu nada. Nem sinal de amortecedores e molas chegando ao fim de curso, mostrando que essa suspensão do Mobi está muito bem adaptada à realidade das vias brasileiras.

Outros pontos que chamam a atenção ao se conduzir o Mobi são: baixo nível de ruído interno - pelo menos nesta versão topo de gama, Like On, de cerca de R$ 43 mil reais; leveza da direção, que, mesmo com assistência hidráulica, consegue ser tão confortável quanto à de assistência elétrica usada no Up!.

Ademais, a posição de dirigir é agradável, mesmo distanciando-se do posicionamento "alemão" do Up!. No Mobi, o motorista fica mais elevado, em posição mais sentada, e o volante é posicionado de forma mais inclinada e elevada - novamente uma clara concessão à preferência da maior parte dos consumidores.

Estética

O design é um dos principais apelos de vendas no mercado brasileiro, e a Fiat deu especial atenção à essa dimensão. Enquanto o Volkswagen Up! adota um design minimalista e sóbrio - resultado da aplicação dos princípios da escola funcionalista (veja aqui), o Mobi adota uma linguagem mais emocional e sanguínea.

Novo Fiat Mobi 2017

E isso fica claro principalmente em sua dianteira. O modelo conta com enormes faróis afilados que adentram os para-lamas, para-choque proeminente e recortado, capô do motor encorpado, resultando em um visual bastante imponente e esportivo. Ao se observar o Mobi de frente tem-se a impressão de que ele é muito maior do que realmente é (3,54 metros de comprimento, 6 cm menor que o Up!), e que ele ofertará um grande desempenho (algo que não é correspondido pelo motor).


As linhas marcantes continuam nas laterais. As caixas de rodas são enormes e recortadas, e há muitas linhas de estilo. O formato da área envidraçada segue uma cunha em direção à coluna C, enquanto as lanternas invadem a lateral de forma muito agressiva. Ou seja, novamente um aspecto esportivo e agressivo, que sugere também modernidade.

Novo Fiat Mobi 2017

E finalmente temos a traseira, onde se destaca a tampa do porta-malas em vidro preto, assim como as enormes lanternas. Há uma certa personalidade nessa estética, mas fica a impressão que a dianteira é mais bem resolvida.

Novo Fiat Mobi 2017

Assim, o aspecto visual do Mobi tende também a agradar a maior parte dos consumidores brasileiros, que gostam de carros com linhas mais ostensivas e chamativas, e também que aparentem maiores dimensões.

Interior

Combinando com o visual externo, o interior do Mobi é vistoso e com aspecto de sofisticação. Nesta verão Like On, topo de gama, o volante tem comandos multifuncionais e detalhes em black piano.

Novo Fiat Mobi 2017

Esse tipo de revestimento brilhante está presente também nos difusores de ar do painel e na moldura do ar-condicionado. O painel, em peça única, tem texturas que conferem um requinte adicional ao visual.

Novo Fiat Mobi 2017

Já o cluster de instrumentos é caracterizado pelo circulo central do velocímetro, e dois semi-círculos laterais do contagiros (esquerda) e medidor de combustível (direita).

Ainda no centro do velocímetro há um visor de LCD de formato retangular, que traz informações do computador de bordo, odômetro parcial, informações dinâmicas e de conveniência.

Novo Fiat Mobi 2017

O sistema de som fica em posição elevada, e, apesar de o formato sugerir se tratar de uma central multimídia, trata-se de um sistema mais simples, com rádio AM/FM, que permite conectividade Bluetooth e USB.

Novo Fiat Mobi 2017

A impressão de sofisticação do interior é reforçada também pelo tipo de revestimento adotado nesta configuração. Trata-de um material com textura bem agradável, e toque macio, assemelhando-se ao veludo.

Novo Fiat Mobi 2017

O aspecto dos revestimentos dos bancos realmente chama a atenção pelo bom gosto das cores - preto sobre cinza - e pela impressão de material de qualidade.

Novo Fiat Mobi 2017

Em relação ao espaço interno, na dianteira pode-se dizer que é adequado a atende bem inclusive pessoas de maior estatura. O problema mesmo fica na traseira, onde há pouco espaço para as pernas dos passageiros. Se o motorista tiver acima de 1,75 metros, o encosto dianteiro fica muito próximo do banco, causando desconforto.


O porta-malas é outro ponto negativo. A capacidade é de 225 litros, há um Cargo Box no interior -uma solução bem menos engenhosa que o sistema S.A.V.E. adotado no Up!.

Novo Fiat Mobi 2017

De qualquer forma, o Mobi se destaca por ofertar rebatimento 40/60 do banco traseiro, permitindo uma ampliar o espaço para bagagens quando há 1 ou 2 posições no banco traseiro não ocupadas.

Novo Fiat Mobi 2017

Além disso, com o encosto totalmente rebatido e o Cargo Box no porta-malas, há um grande volume traseiro, e de formato plano, permitindo o transporte de volumes maiores.

Performance

O Fiat Mobi adota um motor fire 1.0 quatro cilindros de 75 cavalos, associado a uma transmissão manual de cinco marchas. É um conjunto confiável e robusto, mas pouco eficiente.

Novo Fiat Mobi 2017

O resultado é que o Mobi, entre os sub-compactos e compactos, é o que oferta o menor desempenho e o maior consumo (veja detalhes aqui). Com gasolina, ele acelera de 0 a 100 Km/h em 17,5 segundos.

Novo Fiat Mobi 2017

E isso fica claro ao se conduzir o Mobi, sobretudo para quem está acostumado com a agilidade do Up! MPI. O Mobi demora a subir de giro e a ganhar velocidade, mesmo com o motor galgando elevadas rotações.

Novo Fiat Mobi 2017

O câmbio, por sua vez, tem um curso longo e engates corretos, mas muito longe da precisão e suavidade observada no câmbio do Up!.

Conclusão

Respondendo a questão formulada na exordial, o Fiat Mobi se destaca pelo fato de ser, de todos os sub-compactos, o único que foi criado e projetado para atender às preferências dos brasileiros.

Novo Fiat Mobi 2017

Assim, ele pode não ter um conjunto mecânico tão eficiente quanto o Up!, e ficar muito longe da boa relação custo x benefício do QQ, mas ele agrada pela suspensão macia e confortável, design agressivo e acabamento interno que transmite impressão de sofisticação e requinte.

Postagens relacionadas:

26 comentários:

  1. Ficou bem legal esse caixote de pedreiro no porta malas, aqui em sampa vc em lojas de material para construção.

    ResponderExcluir
  2. quantos litros ele carrega com os bancos inclinados?

    ResponderExcluir
  3. Todos os elogios ao Mobi esbarram no ultrapassado motor, enquanto não vem é melhor esperar. E o espaço traseiro pros ocupantes, sofrível.
    Continuo esperando pelo crash test do LNCAP, sem resultados de impacto do Mobi, pra mim é um carro fora da lista de opções de compra de gente razoavelmente informada, é como colocar a mão em cumbuca.

    ResponderExcluir
  4. Pelo título da matéria até me surpreendi; pensei que iam ser mais críticos logo de cara ao modelo, não que no decorrer da matéria não tivessem tecido algumas críticas mas no geral novamente me surpreendeu bastante a maneira que abordaram o carro. Pensei que iam enfatizar bastante a superioridade do UP, e a parte mecânica defasada do Mobi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem é preciso enfatizar a superioridade do Up; é tão visível que é desnecessária.

      Excluir
  5. A praga das caixas do fosforo com rodas se espalha pelo nosso pais ....

    ResponderExcluir
  6. Vamos ser sinceros!!!! Esse carro é horrível! Pequeno e ruim e caro!!! Versão top aqui aonde moro 48 mil, Pagando a vista fazem por 46 mil.... meus amigos a cada ano que passa carro fica mais caro ainda no Brasil ... fox chegando a quase 80 mil, Fiesta a 70 mil... um verdadeiro absurdo! Parem de comprar carro! Parem pra pra pensar que vocês estão levando carros que são projetados e devem ser vendidos em países pobres da África e Ásia...

    ResponderExcluir
  7. Não compraria este carro, primeiro por não ter tecnoligia moderna e segundo não vale o que cobram.

    ResponderExcluir
  8. Bom, eu fui fazer um testdrive só por curiosidade, uma vez que não pretendo trocar os 2 ups aqui de casa.
    Á primeira vista, como mencionado no blog, o design impressiona pelo impacto que suas linhas provocam.
    Eu, particularmente, gostei bastante.
    Suas linhas são modernas e remetem à um carro de categoria superior.
    De todos os subcompactos no mercado (up, Clio, Picanto,etc), ele é o que mais impressionante positivamente.
    Também me chamou atenção o bom acabamento, materiais e montagem do carro. Tudo muito bem encaixado, sem rebarbas aparentes e materiais de bom acabamento.
    Agora, o que pega mesmo é quando você vira a chave e sai com o carro. Uma lesma seria um termo menos pesado prá classificar seu desempenho. Horrível.
    Falta torque em baixas rotações, o que considero o mais grave para um carro com proposta de citycar.
    Só a partir de 4/5000 rpm o carrinho pega embalo.
    Concordo que a suspensão, posição do motorista e estabilidade estão adequados à nossa realidade, mas é desanimador pagar quase 43 temers na versão mais "completa" num desempenho tão xinfrim!
    A comparação com o up é inevitável!
    O Mobi, no geral, é um bom carro, inadequado, na minha opinião, para o uso urbano a que se propõe.
    Entre o up e Mobi, há uma diferença abissal em qualidade construtiva e comportamento dinâmico.
    Vale à pena comprar um Mobi?
    Não, não vale mesmo.
    Pelo preço dessa versão, vale muito mais a pena juntar mais uns 3k e partir prá um up TSI.
    No up, você sabe que tem um carro com nível de qualidade padrão europeu, afinal ele foi projetado e vendido para o exigente mercado europeu.
    Já o Mobi, foi projetado e vendido para o ignorante consumidor brasileiro.
    Essa foi minha experiência e minha opinião do pequeno Fiat.

    ResponderExcluir
  9. Desde que lançou, não vi nenhum na rua.
    Será um fracasso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já vi um.
      Porém é que esse carro está demasiadamente caro pelo que oferece. Nada de novo por um valor mais alto ou igual que a concorrência. Porém muito provavelmente irão desovar inúmeras unidades para frotistas e empresas.

      Excluir
  10. Uma bosta.

    Fiz o teste drive e não gostei. O banco não tem regulagem de altura. Os pedais são deslocados para a direita e são muito juntos. O espaço para o pé esquerdo é muito recuado, evidenciando que a caixa de roda invade o espaço do motorista.

    O câmbio é impreciso e a alavanca parece de um caminhão. Botões do ar-condicionado frágeis, pareciam que iam soltar da minha mão.

    No geral achei bem abaixo do UP!, sem considerar a motorização.

    ResponderExcluir
  11. É um projeto novo, mas com esse motor não dá. Lerdo e beberrão. Não vai ganhar do up nunca.

    ResponderExcluir
  12. Esse carro e um lixo com tampa de vidro. Na realidade nao existe motivo nenhum pra compra um mobi ao inves de um up!. Acabamento e muito tosco, na pratica nao existe um ponto positivo a favor do mobi. E as pessoas ja estao reconhecendo tanto e que a FIAT ja ta se desesperando pra vender oferecendo 10 mil de entrada e o restante sem juros. Passo

    ResponderExcluir
  13. Eu não entendo todos falam do acabamento dos carros da FIAT mas nunca vi ninguém reclamar donos de carros da FIAT que tem peças mal encaixadas e tal.mas já vi e vejo muitos reclamarem do KA. Tá certo q o Mobi tem motor velho e beberrão, mas preferia gastar meu dinheiro e comprar um Mobi do q um Ka q tem motor novo porém o acabamento e fora q já vi no YouTube donos de KA reclamando até de pinturas mal feitas no Ka bosta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quer gastar bem o seu dinheiro, compre um Up e seja feliz por dezenas de milhares de quilometros.

      Excluir
  14. Concordo q carros da FIAT tem muito Plástico mas é dai os carros são bons e duráveis difícil dar problemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual o seu conceito de bom?

      Nível de segurança baixo, desempenho sofrível, consumo alto, materiais de baixa qualidade, espaço exígüo, conforto limitado, lista de equipamentos somente o legal e mínima.

      Para mim, fica difícil comprar fiat, gm e renault. O preço é um pouco menor do que os outros, mas oferece muito pouco, também.

      Excluir
  15. Prefiro esperar mais 1 ano e comprar um Jeep Renegade.

    ResponderExcluir
  16. Compra um uno mesmo, já está aí tanto tempo.

    ResponderExcluir
  17. Fiação exposta no porta-malas em pleno século XXI...

    ResponderExcluir
  18. Não gostei, pequeno demais, não tem motor moderno, não se destaca em nada
    melhor poupar um pouco ou ir em um seminovo, ka, up,hb20,onix ou proprio uno.
    Ou ainda espera o kwid

    ResponderExcluir
  19. Fui à concessionária conhecer pessoalmente. A impressão que tive é que é um carro pequeno, super apertado principalmente para os ocupantes do banco traseiro, um porta malas praticamente inexistente....acabamento todo em plástico!!! Carro ridículo!!! Pouco carro pra muito preço!!!

    ResponderExcluir
  20. Será que tirará vendas do UNO e Palio?

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.