Car.blog.br

Pesquisar este blog

Golf Variant: opção racional e melhor que SUV compacto

Categorias: , , , 48 Comentários

O VW Golf nacionalizado, como já sustentamos em outras oportunidades, ficou melhor - para rodar no Brasil - que os importados da Alemanha e do México em virtude de sua suspensão reforçada - mais elevada, robusta e confortável -, da adoção da tecnologia flex no motor 1.4 tsi (que rendeu 10 cv a mais) e pela substituição da transmissão automatizada DSG de 7 marchas pela automática TipTronic de seis marchas. Entretanto, apesar das evidências técnicas e práticas do acerto do Golf nacional, há um séquito inconsolável que acredita que as soluções mecânicas criadas para os Golf que andam em Autobahn são adequadas para piso predominantemente off-road brasileiro. Mas esses não precisam se desesperar, pois há solução!

Novo Golf 2016 Variant

Sim, se você é fã incondicional da suspensão traseira independente multilink e da transmissão automatizada DSG , e está triste porque a Volkswagen do Brasil resolveu substitui-las por soluções mais robustas e adequadas à realidade brasileira no Golf fabricado no Paraná, não fique depressivo(a): há o Golf GTI (acima de R$ 120 mil) com tudo isso e mais um pouco (220 cavalos), e há também o Golf Variant, importado do México, que, por menos de R$ 100k mantém o conjunto mecânico transmissão + suspensão e o motor mono-combustível dos Golf importados, com 10 cv a menos que o nacional, e ainda te rende um enorme porta-malas de 610 litros - maior que o de qualquer SUV compacto do mercado brasileiro.

Novo Golf 2016 Variant

Assim, você leva para casa uma station com suspensão mais baixa e firme, que exige cuidados ao superar valetas e lombadas, que exige atenção constante ao alinhamento das rodas traseiras - que pode causar desgaste prematuro dos pneus, sobretudo se você pega pisos de baixa qualidade. E também a transmissão automatizada DSG de 7 marchas, que faz o tradicional ruído metálico na parte inferior ao passar por vias de pavimentação ruim - a regra no Brasil.

Novo Golf 2016 Variant

Ou seja, com este Golf Variant você terá um carro menos adequado ao piso brasileiro, de manutenção mais cara e frequente, e cujos supostos benefícios dinâmicos você não perceberá jamais, a não ser que resolva colocar seu carro em um autódromo para fazer curvas a mais de 200 Km/h. Mais ainda: você suportará os inconvenientes barulhos do câmbio DSG de 7 marchas em pisos de baixa qualidade, mas receberá em troca alguns imperceptíveis nanosegundos a menos em trocas de marchas. E para completar, você terá que ficar atento à quantidade de etanol na gasolina, pois seu motor não é flex.

Novo Golf 2016 Variant

Assim, para aqueles que repetem - mesmo sem saber muito bem os motivos - que a suspensão multilink e a transmissão DSG do Golf importado (e deste Variant) são "muito melhores" que a semi-independente e o câmbio TipTronic do Golf nacional, todos esses inconvenientes valem a pena, afinal, além da alma não ser pequena, segundo essa linha de raciocínio, a engenharia correta é colocar um carro para rodar no Brasil com suspensão e transmissão projetados para rodar nas vias dos EUA e da Alemanha.

Novo Golf 2016 Variant

Data venia, discordamos veementemente, e apesar de compreendermos que o Golf Variant, importado do México e vendido no Brasil conta com reforços para transitar em pisos acidentados, e que não faz sentido, do ponto de vista de produção, criar uma versão específica para o Brasil - que vende cerca de 100 carros por mês, consideramos que o ideal seria que o Golf Variant tivesse as mesmas soluções mecânicas do Golf Hatch fabricado no Brasil - suspensão semi-independente, câmbio TipTronic e motor flex.


De qualquer forma, este Golf Variant DSG mexicano é um carro confiável e robusto e de manutenção relativamente barata, mas seria melhor em todos esses aspectos se compartilhasse o projeto mecânico do paranaense.

Comportamento dinâmico

Posto isso, o fato é que este Golf Variant Highline 1.4 TSI DSG-7 agrada muito. Trata-se de uma station wagon com uma excelente capacidade de carga (um porta-malas com 200 litros a mais que o já ótimo porta-malas do Honda HR-V) e amplo espaço interno adequado para carregar todas as bagagens de uma família média brasileira.

Novo Golf 2016 Variant

Mas que soma a essa praticidade o comportamento dinâmico irretocável característico que faz do Golf um dos carros mais agradáveis, precisos e prazerosos de serem conduzidos. Este Golf Variant é tão estável, seguro, neutro e previsível quanto os Golf Hatch importados e nacionais. Ele não toma conhecimento de curvas mais desafiadoras, e as contorna de forma sublime. A direção - com assistência elétrica é precisa, segura e direta em altas velocidades, e macia e leve em manobras de baixa velocidade.

Segurança

Este Golf Variant conta com vários sistemas ativos e passivos de segurança, como controle de tração (ASR), controle de estabilidade (ESC), 7 Airbags, bloqueio eletrônico do diferencia (EDS), sensores de estacionamento dianteiro e traseiro - Park Pilot, sistema start-stop (desligamento automático do motor em paradas temporárias para economizar combustível), freio de estacionamento mecânico com função de assistência de subida (Hill Assist), freios com assistência de frenagem (BAS), freios com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e sistema anti-travamento (ABS), freios com sistema multicolision brake (freia o carro após uma colisão, para evitar impactos secundários).

Novo Golf 2016 Variant

O resultado de toda essa sopa de letrinhas de recursos de segurança se traduz em classificações máximas de segurança atribuídas ao Golf Variant pelo NCAP (5 estrelas) e IIHS (Top Safety Pick+), fazendo deste um dos carros mais seguros a venda no mundo.

Interior 

O interior é agradável e magnificamente bem acabado como o de todos os Golf 7. O motorista encontra uma posição de dirigir perfeita, um volante revestido em couro com comandos multifuncionais com ótima pega e um painel de instrumentos lógico, ergonômico, claro, eficaz e eficiente na transmissão de informações dinâmicas e nos comandos dos sistemas de informação e de entretenimento.

Novo Golf 2016 Variant

Os bancos desta versão Highline são de conformação mais esportiva, revestidos em couro sintético, enquanto o painel de instrumentos e os painéis de porta dianteiros adotam, além do couro, material emborrachado, conferindo o requinte construtivo adicional.

Novo Golf 2016 Variant

Além disso, o Golf conta com múltiplos porta-objetos espalhados no interior, e todos com o raro refinamento de virem revestidos em camurça - recurso que faz com que o interior mantenha-se absolutamente silencioso mesmo com uma grande quantidade de tralhas colocadas nos porta-objetos. 

Novo Golf 2016 Variant

No que respeita ao espaço interno, o Golf Variante surpreende muito positivamente: há espaço de sobra na dianteira e na traseira para cinco passageiros adultos, que contam todos com cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça reguláveis - melhorando o conforto e garantindo a segurança. Ademais, o ar-condicionado com comando digital, duas zonas de climatização, e saídas de ar para os passageiros traseiros, dá conta de refrigerar a cabine com competência, de forma rápida, e em silêncio.

Novo Golf 2016 Variant

Finalmente chega-se ao enorme porta-malas de 605 litros de capacidade volumétrica, e que pode chegar a 1620 litros com os bancos traseiros rebatidos, ou seja, espaço suficiente para uma família média brasileira.

Desempenho e consumo

O powertrain formado pelo motor 1.4 TSI de 140 cavalos com transmissão automatizada DSG é capaz de acelerar os 1.357 Kg do Golf Variant de 0 a 100 Km/h em 9,5 segundos, para atingir uma velocidade máxima de 205 Km/h. Esses números se traduzem, na prática, em um carro extremamente ágil, com muita oferta de torque em baixos regimes, fazendo com que o carro se mostre muito prático e rápido tanto em situações de trânsito urbano quando em rodovias, quando as retomadas vigorosas transmitem segurança ao motorista em ultrapassagens.

Novo Golf 2016 Variant

E, apesar do desempenho excepcional, o Golf Variant tem consumo de combustível contido: 11,3 km/l de gasolina em cidade e 13,3 Km/l em estrada, segundo o INMETRO. Em nosso percurso padrão, 50% cidade, 50% estrada, com o ar-condicionado ligado 100% do tempo, obtivemos 13 Km/l de gasolina - basicamente o mesmo que o Ford Ka SE 1.0, o que evidencia a eficiência de operação do motor deste carro.

Mercado 

Os modelos station wagon são muito populares na Europa, mas estão em baixa no Brasil, onde o mercado tende mais para os chamados SUV´s compactos, como Honda HR-V, Peugeot 2008 e Jeep Renegade.

Novo Golf 2016 Variant

Trata-se de um comportamento irracional do mercado, visto que, para uso urbano e rodoviário, uma station wagon com este Golf Variant é uma opção mais lógica, já que oferece mais capacidade de carga, melhor desempenho, menor consumo, mais segurança e mais estabilidade que qualquer SUV compacto a venda no Brasil, por basicamente o mesmo preço - o Golf Variant parte de R$ 88 mil na versão Comfortline, chegando a R$ 105 mil na versão Highline DSG como a mostrada nestas imagens.

Novo Golf 2016 Variant

Dessa forma, para quem precisa de espaço para bagagens e passageiros e praticidade, o Golf Variant é uma escolha mais vantajosa e racional que modelos como Honda HR-V e Jeep Renegade.

Novo Golf 2016 Variant

É importante considerar, porém, que o Golf Variant ficaria ainda melhor e mais adequado para rodar em vias brasileiras, e, portanto, mais competitivo com os SUV´s compactos, se adotasse as mesmas soluções de motor (flex), suspensão (semi-independente) e transmissão (automática convencional TipTronic com conversor de torque) do seu irmão menor brasileiro, o Golf Hatch.

Vídeo - impressões dinâmicas do Golf Variant



Conclusão

O VW Golf Variant é um carro destinado àqueles que precisam de muito espaço interno para acomodar a família, e que não abrem mão do prazer de dirigir proporcionado por um hatch de temperamento esportivo, com ótima estabilidade, respostas prontas, mas com baixo consumo e muito silêncio e conforto a bordo.

Novo Golf 2016 Variant

Agradecimentos à concessionária autorizada Volkswagen V12 Motors (clique aqui para acessar seu site e aqui para página no Facebook), Telefone (61) 4063-7429

Postagens relacionadas:

48 comentários:

  1. Carro feio... carro de mãe americana levar a criança na escola... ou ir ao supermercado... nada mais que isso... Podridão essa Volkswagem... Aí vem falar de "identidade visual da marca"... rapaporra com isso... você compra um golf.. tem cara de fox... que tem cara de gol... Um Touareg... cara de gol, que tem cara de Jetta... volante igual... não muda nada de um pro outro... tudo a mesma cara... esses vw... O único "diferentão" o fusca... que já anunciaram aposentadoria pra 2018... Lixo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Va assistir na consecionaria mais proxima e garanta seu MOBI enquanto e tempo, ali sim, tem tecnologia de sobra kk

      Excluir
    2. Me diz então a diferença entre os vários modelos da Mercedes Benz, da BMW, enfim tudo igual meu fi....

      Excluir
    3. Não estou questionando dinâmica, tampouco tecnologia. Absolutamente! Estou falando de design... que numa CCS Volkswagen não há empolgação por parte do cliente... visto que os principais modelos têm a mesma aparência frontal... exemplo... Barbatanas do GTI no fog lamps... Agora tem no Jetta,Fox e linha Gol.. Francamente! Falta de originalidade... Onde o cliente escolhe o carro pelo poder aquisitivo, não porque achou mais bonito e tal...

      Excluir
    4. que numa CCS Volkswagen não há empolgação por parte do cliente..

      Se vc quer um carro para ficar empolgadinha, para achar uma gracinha, ou que tem salzinho, vc não entendeu nada. Vá a uma concessionária da Hyundai, compre um HB20, coloque uma melancia em cima e saia feliz da vida, que pelo jeito é isso que vc quer.

      VW não é para você, esquece. VC ainda não entendeu nada.

      Excluir
    5. Ele tem razão qt a mesmice da VW mas não qt a não empolgar ... Ver um GTI, um beetle ( fusca ) , jetta , touareg e tiguan ... Eu me empolgo

      Excluir
    6. sem zoeira, que carro vc tem Fernando? poderia responder? é curiosidade

      Excluir
  2. Lembrei daquelas propagandas que passam de madrugada.
    "Você que come pouco e só engorda. Têm depressão e só piora. Sofre de olho gordo. Temos a solução!!! Pilulas gol f ei xo de tor cao, mas forte que scania"!! :)
    Sem tirar o mérito do carro, é claro.já tive um (alemao) e era uma diversão só. Um dos mais legais que já tive

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, se você é fã incondicional da suspensão traseira independente multilink e da transmissão automatizada DSG , e está triste porque a Volkswagen do Brasil resolveu substitui-las por soluções mais robustas e adequadas à realidade brasileira no Golf fabricado no Paraná, não fique depressivo(a):

      Excluir
  3. Não sei pq insistem nisso, quem compra SUV, além de andar em terrenos ruins e acidentados, quer um carro alto, nunca que um golf variant seria o ideal, parem de pregar essa filosofia de que TUDO da VW é melhor...

    ResponderExcluir
  4. Renegade e HRV automático custam aproximadamente 83 mil.
    Golf Variant beira os 100 mil
    Ou seja, 17 mil reais a mais

    Além disso, preço do seguro do Golf Variant é 2,5x maior que do Renegade e HRV

    Respeito as opiniões contrárias, mas não vejo racionalidade nenhuma em escolher o Golf Variant

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você não tem filhos pequenos não entenderá. Se tiver vai olhar o porta malas, o air bag de cortina para os filhos atrás e começará a entender

      Excluir
    2. piada não? 2,5x foi boa.

      Excluir
    3. Filhos todos tem, independente do carro, inclusive com um Chery QQ (que é um cisco de carro).
      Tem gente que anda inclusive de ônibus com filhos! Imagine só, que loucura!! Andar sem airbag e cinto de segurança!?

      Airbag de cortina você paga 3500 a mais no Renegade, por exemplo, e leva pelo menos mais 4 airbags.

      A diferença de preço ainda passa dos 10 mil reais.
      Para a maioria da população que trabalha muito, tem diversos gastos, penso que 10 mil reais ainda seja incompatível com a aventada "racionalidade" pela compra de um Golf Variant

      Excluir
    4. Jeep Renegade com porta malas de fiat Palio e beberrão, IX 35 com numero de concessionarias impressionante, dependendo da cidade você tem que fazer 100 km para fazer revisão, leio tanta besteira com a inclusão digital que as vezes fico revoltado com isso, paguei R$ 2.300,00 no seguro na região de Porto Alegre, comprei um Golf Variant em 08/2015, faço 17,5 km por litro com gasolina pura em viagem, cidade 13 km, torque de motor kkkk nem vou falar nada, tem sujeito ai criticando que vai morrer e não vai saber do que estou falando. Francamente, vou trocar a variant por outra daqui uns anos, tanto faz, Passat, Jetta ou Golf variant todas p mim são excelentes.

      Excluir
  5. Tenho um golf mexicano e me arrependo um pouco do meu carro, deveria ter trocado meu cruze LT que eu gostava demais em 1 SUV, serão 2 anos de agonia sem trocar de carro...

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eh....sempre o mesmo papo chato. Queria entender esta matematica: golf nacional com 10 CVs a mais,ou seja,com 150CV+Tiptronic mas mesma performance do importado d 140CVs+DSG7...como pode ne?simples...este 10cvs a mais sao pra compensar a lerdeza do robusto tiptronic....simples assim. E esta wagon tbm acho um tiro no pe aki no brasil.hj a modinha sao os SUVinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo,simples...este 10cvs a mais sao pra compensar a lerdeza do robusto tiptronic....simples assim(2)

      Excluir
  8. Já vou para 16000km com meu Golf comfortline DSG TSI 14/15. Sem barulho na suspensão, sem barulho no DSG, com os pneus em dia.
    Mas de fato ele parece ancorado ao chão em curvas rápidas, silencioso que só se ouve o rolamento dos pneus e mais nada, é uma delicia de dirigir.
    O fato é: quem dirige o golf, quer o golf... Quem nunca dirigiu, fica aí repetindo opiniões dos outros.
    Meu próximo carro, quando este chegar aos 100.000km rodados, será um golf.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entenda, só fanboy fala mal do Golf.
      O GOlf é o melhor hatch médio do mercado, o porém dele é só o preço, que alias estragou com todo o segmento... Focus Titanium Plus por R$ 100 mil é piada de péssimo gosto.
      E ai você quer um Golf Variant bem equipado com, no minimo, os belíssimos faróis bi Xenom com LED (sou chegado em uma assinatura LED bem legal). Só com o opcional que o contem, o carro passa para R$ 119.454,00.
      O problema é só preço, pois o carro é ótimo.

      Excluir
  9. A matéria é o argumento são bons. O golf também é um dos melhores carros do mundo. Só tem um problema quem quer comprar um suv, pesquisara opções entre os suvs compactos, se quiser uma perua e dispor dessa grana com certeza essa é a melhor nesse preço. Se a vw quer competir com os suvs compactos ela que traga um. Aí sim vcs podem comparar a vw com outras. Enquanto isso é o mesmo que comparar Hatch com seda. Esportivo com familiar. Utilitário com passeio.

    ResponderExcluir
  10. Suspensão multilink e DSG7 não prestam. Muito melhor eixo de torção e AT6. Fico de HRV, mais confiável e mais adequado ao Brasil.

    ResponderExcluir
  11. Esse Golf Variant é muito top. Agora, com relacao aos comentários sobre o Golf comum, por que o blog ficava babando ovo pela suspensao multilink e pelo dsg quando veio o alemao e depois o mexicano? Falta coerência.

    ResponderExcluir
  12. Inaugurada a categoria "post mimimi". Hahahaha

    ResponderExcluir
  13. A mundo sempre foi regido pela moda e não é diferente nos autos ..é um carrão , mas a onda da vez é SUV" popular "

    ResponderExcluir
  14. A VW acertou com a mudança no painel do Gol, já está no top3 resta saber quando chegará um SUV compacto, para melhorar as vendas. Essa Variant é carro para poucos...

    ResponderExcluir
  15. Lógica do blog "vou comprar um SUV, mas... que tal uma RS6?"

    ResponderExcluir
  16. A escolha por um SUV compacto se dá por diversos fatores, por modismo, pela posição elevada de direção, porte do carro e altura em relação ao solo. Coisas que uma perua não tem. Que o Golf é um carro bem acima de media não tenho dúvidas. Mas hoje quem tem 100 mil para comprar um carro vai de SUV ou de Corolla e nem toma conhecimento de que existe um Golf variant.

    ResponderExcluir
  17. Inaugurada a categoria "post mimimi". Hahahaha

    ResponderExcluir
  18. tem mais de 100 golfs entre mexicanos e alemaes e esse mimimi que desalinha suspensao multibracos traseira so leito aqui, unicamente nesse site e mais em lugar nenhum. Ate a revista quatro rodas criticou na materia falando do audi brazuca. Mas tudo bem, pelo menos o carro esta ai, mantendo ao menos o motor turbo e a qualidade alema que e indiscutivel.

    ResponderExcluir
  19. Quanto mimimi, senti uma mágoa na matéria. Ao invés de falar do carro pela milésima vez, ficaram novamente falando do papo chato e cansativo de câmbio/suspensão e bla bla bla.
    Carblog vamos sair um pouco disso.

    ResponderExcluir
  20. Esse Golf Variant é uma máquina e tanto. Espaçoso, confortável, anda bem, é bonito, econômico, enfim, só tenho elogios a esse carro.

    ResponderExcluir
  21. Quanto mimimi, senti uma mágoa na matéria. Ao invés de falar do carro pela milésima vez, ficaram novamente falando do papo chato e cansativo de câmbio/suspensão e bla bla bla.
    Carblog vamos sair um pouco disso.

    ResponderExcluir
  22. Viu a roubada de terem colocado Golf x Golf ??? O blog não consegue nem defender mais seus carros prediletos (que são bons, diga-se de passagem...). A matéria que deveria sobrepor a Variant aos ditos SUVs teve que levar 2 ou mais parágrafos depreciativos desnecessários... Renegade, HRV, Eco, Duster, Tracker, todos são bons carros, mas passam vergonha em desempenho, segurança, economia, dirigibilidade e até conforto perto do Golf... Não consigo nem falar dos itens do meu carro nas rodas de amigos, para não ficar chato... Moro perto de São Paulo, em minha cidade tem a magnífica invenção do asfalto, que por mais que não seja uma maravilha, vira irrelevante perto do meu carro... "Nada que chegue no cárter"... Viajo pra praia, para o interior, vou agora pegar mais de 400km e realmente acreditam que passarei algum aperto, algum arrependimento? Ahahahahahaha

    Golf Importado e Golf Nacional são ótimos carros. Se Renegade, HRV e Variant custassem até 75 mil, Variante seria 10 vezes melhor, é óbvio. É muito mais fácil e lógico assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tem alguém colocando "Golf contra Golf" não é este blog.
      O que nós colocamos explicitamente é a nossa opinião de que o Golf nacional é melhor, para a realidade brasileira, que os importados.
      Mas, deixamos bem claro neste artigo também, que os importados são ótimos carros, como é o caso deste magnífico Golf Variant, só que, se este Golf Variant seria ainda melhor se tivesse as mesmas soluções do Golf nacional.

      Excluir
    2. Entendo a tentativa Sérgio... Mas, na prática, foi o que aconteceu. Se me permite uma sugestão, o ideal para o lançamento do Golf Nacional era simplesmente apontar as vantagens que ainda existem sobre a concorrência...

      Óbvio que deve haver Golf importado com problema, há Audi, Ferrari, Mercedes com problema. Tudo o que é produzido corre esse risco. Mas, quem tem o carro ou pesquisa sobre carro, sabe que as críticas a um para favorecimento do outro, perante a coerência da qualidade do Golf até o momento, é extremamente desnecessário.

      Sério cara, tenho o Alemão há quase 2 anos e nada de problema. Cuido do carro, faço as revisões e boa. Continuo com o carro com desempenho e estabilidade de 2.0, com consumo de 1.0.

      Cada crítica a DSG, Multilink e ao Motor Turbo, generalizando todos como um problema, mais gera confusão e prejudica o próprio Golf Nacional, que o ajuda... Mas enfim, essa é a minha opinião... Se os demais proprietários ou se o público do blog pensar diferente, fiquem à vontade para continuarem nessa linha...

      Excluir
    3. Carlos, não fazemos crítica ao DSG, multilink ou ao motor turbo mono.
      É fato que a suspensão multilink é tecnicamente superior ao sistema semi-independente, mas também é fato que o semi-independente, quando bem implementado é uma ótima solução. E isso fica claro na implementação do Corolla e do Golf. Quem já andou no Golf GTI mK4,5 de 193 cv sabe muito bem o quão neutro e estável é esse carro, e usa suspensão semi-independente.
      E é impossível negar também que multilink não faz sentido no Brasil, visto que seus benefícios não são sentidos nas velocidades que são permitidas no Brasil. Então, para o Brasil, a suspensão que foi adotada no Golf TSI é a opção correta, pois é mais robusta (Não desalinha a traseira), mais leve (11 Kg mais leve), de manutenção mais simples, e ainda permite um ajuste mais macio, favorecendo o conforto.

      No caso do câmbio DSG, nós também o amamos. Já fizemos vários testes e a transmissão é magnífica, rápida, e de trocas imperceptíveis. Mas é fato também que ela é ruidosa em vias de baixa qualidade, e isso num cenário como o brasileiro, em que o piso de baixa qualidade é regra, significa ruído full time, e o consumidor médio tb não aceita isso, gera reclamações e etc.
      Mais ainda, há sim casos de problemas com essa transmissão, trocas de mecatrônica e etc. E por mais que digam que "todo carro tem problema", o fato é que a transmissão AISIN TipTronic do Golf nacional tem problema ZERO.

      E essa transmissão AISIN é muito rápida e silenciosa também. É menos eficiente que a DSG7? Sim, é. Mas é o preço que se paga pela robustez muito maior, e entendemos que essa escolha é correta, para o cenário brasileiro. Quem quer a máxima eficiência, para o máximo desempenho, tem o Golf GTI com o DSG6.

      E o motor flex é outra vantagem enorme, não só pelos 10 cv a mais, mas sobretudo pelo fato que deixa o motorista tranquilo quanto ao combustível.

      um abraço~!

      Excluir
    4. Mas aí que está a diferença... Desde a primeira matéria sobre o assunto nunca critiquei a solução da VW para o Golf nacional, pelo simples motivo de acreditar na qualidade dos equipamentos e, principalmente, pela defasagem da concorrência, que ainda está anos atrás... Pronto, resolvido. Desde meu primeiro comentário, meses atrás, apontei que o Golf ainda seria a melhor escolha... Se a VW resolveu não baixar o preço apesar da troca, a decisão é dela e a consequência também...

      Então, muitos de nós não duvidamos do acerto da suspensão de Golf, do Corolla, do câmbio AISIN, enfim, nada disso... Há sempre quem critica sem embasamento, mas há também quem sabe ser ponderado... O problema começou quando começaram a tentativa inválida de depreciar um para defender o uso do outro... Se você está dizendo que essa não era a intenção do blog, acredito, por que iria duvidar? Mas o fato é que isso transpareceu muitas vezes, até nessa página mesmo. Pode ler com calma...

      Não percebo o multilink apenas no autódromo... Todo dia, em uma curva simples de alta perto da minha casa, percebo o realinhamento do carro, a estabilidade transmitida, enfim, diferente de todos os carros que já dirigi... Não precisava criticar a suspensão mais moderna, bastava dizer que o acerto do nacional ainda permite essa estabilidade...

      Mas enfim, esse foi só um exemplo... Valeu pela atenção, espero poder ter contribuído com o blog e com os visitantes...

      Excluir
    5. Eu vejo que o Golf 7 quando chegou ao Brasil depois de muito tempo de Golf desatualizado, acabou levando uma série de pessoas a comprá-lo, pessoas que nunca tiveram Golf´s anteriores.

      E aí essas pessoas ficam maravilhadas com o comportamento dinâmico do Golf, e acham que isso é decorrente de multilink. Não é. Isso é Golf em sua essência.

      O Golf não é um carro que guarda semelhança estética de uma geração para a outra. Ele é também similar em comportamento dinâmico, ergonomia, ajuste de suspensão.

      Eu que tive vários e vários Golf 4,5 de tudo quanto é tipo, e ainda acho o 4,5 um dos melhores Golf de todos os tempos, quando andei a primeira vez em um Golf 7 me senti em casa. Os comandos, posição de dirigir, comportamento do carro em curvas, reações, etc, é tudo muito familiar.

      O Golf GTI 2009 de 193 cavalos é até hoje um dos mais estáveis e neutros carros que já tive, e ele tem suspensão traseira semi-independente e não é multilink.

      Então, acho estranho pessoas que nunca dirigiriam um Golf nacional dizerem que o importado é melhor. Aliás, pessoas que jamais andaram em um Golf 4,5 e dizem que o Golf 7 com multilink é o máximo. O Golf 4,5 é o máximo da mesma forma em termos de comportamento dinâmico.

      O Golf 7 nacional idem, é até melhor que o importado, pois é mais macio e com suspensão elevada. E quem diz que consegue perceber diferença de um importado, está mentindo, pois não dá para perceber nada. Simples assim.

      A questão é que essa suspensão multilink não faz sentido no Brasil. Não tem lógica. Não é só uma questão de alinhamento traseiro. A questão é que ela é mais cara, mais pesada, de manutenção mais onerosa, e não retorna para o consumidor do carro benefício algum.

      |Tem gente que fala: "ah, mas eu sou cuidadoso e faço alinhamento". OK, mas a maioria das pessoas nem sabe que tem que fazer alinhamento da traseira, e com o tipo de piso q temos no Brasil, a suspensão desalinha, a direção elétrica neutraliza, e os pneus passam a ser consumidos de forma acelerada.

      É por isso que a suspensão do Golf TSI nacional é infinitamente superior para o caso brasileiro. Ela é mais robusta, não desalinha, é 11 Kg mais leve, manutenção praticamente inexistente. E não tem prejuízo algum para o consumidor em termos de comportamento dinâmico. Na realidade tem vantagens: mais macia e confortável, ,ais robusta, 1,5 cm mais elevada, menos susceptível a valetas e buracos.

      É por isso que considero que esta Golf Varant é ótima, mas ficaria melhor com a suspensão, transmissão e motor flex do Golf nacional.

      Excluir
  23. Vocês fazem questão de sempre apontar que o motor nacionalizado FLEX possui um acerto maior do que o monocombustível, inclusive ressaltando que possui 10cv a mais, mas o que vocês não apontam é que o desempenho ficou mais fraco, tanto na arrancada quanto na velocidade final, então qual a vantagem de apontar 10cv a mais quando o desempenho piorou???

    ResponderExcluir
  24. Caro Hemerteson Muniz,eh simples a resposta:piorou pois o "excelente" cambio tiptronic d 6 marchas roubou esta potencia extra do importado...Pronto...quer ver?La vem as criticas..rsrsrs.Mas matematica eh simples: 140cv com DGS7 = 150cv flex com Tiptronic.

    ResponderExcluir
  25. Faltou a lanterna de Led.. por este preço deveria ter.

    ResponderExcluir
  26. Alguém pode me tirar uma dúvida: o espaço interno deste carro (sem contar o porta malas) é maior do que o do golf hacht?

    ResponderExcluir
  27. Acabei de comprar uma Golf Highline, estou muito contente com o carro, antes de comprar ele fiu ver a HRV que nao cabe ng e com a tecnologia bem inferior a golf, fui ver tb uma Crv , alem de muito caro, tb perde em tecnologia para golf highline , quem compra carro coreano nao sabe o a diferença entre uma tecnologia alema, e coreana, e o Japones sabe fazer apenas vara de pesca!

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.