Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carregando...

Fiat Toro Flex: ruído interno de peça solta; consumo piora

Categorias: , , 73 Comentários

O Fiat Toro 1.8 Flex Automática do teste de longa duração já teve sua primeira medição de consumo com etanol aferida com um tanque completo, e obtivemos 6,46 Km/l. Além disso, neste texto vamos mostrar um ruído de peça solta que aparece sempre que se freia para pará-lo completamente, ou se acelera saindo da imobilidade.


O vídeo a seguir traz a medida de consumo de 6,46 Km/l, as razões pelas quais observamos uma piora nesse indicador (a primeira medição apontou 7 Km/l - veja aqui), e também, a partir dos 3m50s do vídeo nós mostramos a ocorrência do ruído interno, bastante elevado, o qual levaremos para verificação na concessionária.



Consumo piorou

Como mostramos no vídeo, o Fiat Toro 1.8 Flex Automático teve uma piora na média de consumo, que caiu de 7 Km/l medidos inicialmente, para 6,46 Km/l agora. Esse valor foi medido em um percurso 50% urbano e 50% rodoviário, com o ar-condicionado ligado 100% do tempo.


A piora no indicador nós atribuímos ao fato de estamos mais acostumados com as dimensões do Toro. Um carro de 4,92 metros de comprimento - 5 cm maior que um Ford Fusion - exige uma certa adaptação. E, durante esse processo, naturalmente anda-se com o carro em velocidades menores, com mais cuidado, o que acaba favorecendo o consumo.


Ocorre que, com o passar dos dias de uso contínuo, vamos nos acostumando com o tamanho da Fiat Toro e também com seu comportamento em curvas. Assim, naturalmente voltamos a andar nas velocidades mais elevadas, acelerando mais, e também contornando curvas mais rapidamente.

Comportamento em curvas

Aliás, sobre curvas, observa-se que a Toro tem um comportamento neutro, mas o centro de gravidade elevado e o ajuste macio da suspensão se faz notar claramente, já que a carroceria se inclina bastante. De qualquer forma, em velocidades compatíveis de contorno - mais baixas que a de um hatch médio ou sedã - ela não dá susto no motorista.


O resultado desse processo foi uma piora no indicador de consumo, para 6,46 Km/l, o qual, é importante frisar, ainda consideramos correto levando-se em consideração as dimensões, o peso (mais de 1.600 Kg) e o fato de ser um motor 1.8 aspirado associado a uma transmissão automática com conversor de torque.


Esse consumo é cerca de 3,6% pior que os 6,7 Km/l que obtínhamos com o Golf 2.0 Automático, que adotava essa mesma transmissão automática de seis marchas da Toro, mas era um carro 400 Kg mais leve, e com um motor não tão refinado como este da Toro.


Esse tanque de etanol inicial já acabou e estamos rodando agora com gasolina, e o computador de bordo está indicando um consumo médio de 9 Km/l. A nossa expectativa é que possa melhorar para 9,5 Km/l, que seria também similar ao que obtínhamos com o Golf 2.0 Automático com gasolina.


Fica o registro também que, com gasolina, a disposição e a agilidade da Toro fica um pouco comprometida, já que é possível verificar na prática a redução de potência dos 139 cavalos do motor com etanol para os 135 cv com gasolina. Apesar de a Toro não ser um carro de desempenho esportivo, continuamos a considerar que o motor está no limite para carregar os 1.600 Kg da picape, mas ainda assim é adequado para o seu uso.

Ruído interno

O primeiro problema apresentado pelo Fiat Toro no teste de longa duração foi o ruído - bem elevado - de componentes soltos quando se acelera ou freia o carro à imobilidade, algo que pode ser conferido no vídeo.


Esse ruído vem se manifestando há cerca de quatro dias, e, inicialmente, achamos que se tratava de uma algum objeto solto dentro do carro, no compartimento que fica abaixo do banco do motorista, mas constatamos que não havia nada lá.


Buscamos mais peças soltas dentro do carro e não encontramos nada. Dessa forma, levaremos o carro para a autorizada para verificação desse ruído que vem incomodando bastante, e quando tivemos um diagnósticos informaremos.

Comportamento em pisos acidentados

Outra experiência que fizemos com a Toro foi de colocá-la em vias acidentadas de terra, grama e lama, e observamos que não há ruídos de peças de painel soltas dentro do carro. Além disso, o curso da suspensão elevado dá segurança para superar esse tipo de terreno.


Já o comportamento da Toro 4x2 com tração dianteira em vias enlameadas ou mesmo em grama molhada não é tão exemplar assim. Em artigo anterior (veja aqui) mostramos a dificuldade de sair de um aclive com grama, e agora observamos uma certa dificuldade para superar um lameiro.


Isso nos leva a concluir, inicialmente, que o Fiat Toro com tração 4x2, e com tração dianteira, não é um carro para enfrentar qualquer tipo de piso, e, inclusive exige cuidado para não atolar, dado que o carro é muito pesado e a tração dianteira acaba complicado a vida para sair de um piso de baixa aderência da imobilidade.


Nesse contexto, vai ficando claro que a opção correta para quem pretende andar em vias mais comprometidas é mesmo a Toro com tração 4x4, que só é possível adquirir com o motor 2.0 turbo diesel. Esta versão 4x2 é mais indicada para uso em cidade mesmo, ou estradas de terra bem leves.

Acabamento em plástico duro

Em relação ao acabamento interno, o Fiat Toro adota um painel feito integralmente de plástico duro. E, apesar de até agora não temos registrado ocorrência de ruídos de peças do painel soltas (o ruído interno que falamos anteriormente vem de peças soltas de baixo do carro), nós já tivemos um risco no acabamento da porta do motorista.


E esse risco se deve ao fato de ser um acabamento de plástico duro. Se fosse emborrachado certamente não teríamos incorrido nesses dois riscos - o que consideramos muito prematuro, visto que o carro tem apenas uma semana de uso.

Conclusão

O Fiat Toro 1.8 Flex Automático está se aproximando de 1.000 quilômetros rodados, com consumo de etanol de 6,46 Km/l, consumo de gasolina em torno de 9 Km/h, e com a ocorrência de um barulho de peças soltas embaixo do carro. Além disso, o painel de porta, revestido de plástico duro, já apresenta dois riscos.


No campo positivo o Toro se mostra competente para encarar curvas, com comportamento neutro, mas exige cuidado em função do elevado centro de gravidade.

73 comentários:

  1. 9 de gasosa na cidade não está mal. Sobre o eitanois, é por aí mesmo... Esse barulho debaixo do carro pode ser o cárter frouxo.

    ResponderExcluir
  2. Fiat né.... feito no Brasil e motor e-torq.... o que esperar ?

    ResponderExcluir
  3. Fazem tantos testes bestas mas o pratico até agora nada, carro carregado, não precisa estar sobrecarregado mas uma carona normal de uma família, alguma bagagem, fim de semana na praia ou montanha pois o motivo de andarem com esse pequeno trambolho na cidade é espaço para ser utilizado em viagens ou para carregar coisas.
    Falar que um carro "de carga" andando vazio já tem o desempenho no limite do aceitável já mostra que ele estará bem a quem quando exigido de forma útil.

    ResponderExcluir
  4. jamais deixaria de comprar golf para comprar um fiat beberão,e antiquado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O carro tem feio a mesma mesma média de consumo do golf 1.6 e é ele é beberão ´o golf não? Ser fá de uma marca deixa as pessoas totalmente cegas mesmo. Quanto a antiquado, não vou perder tempo escrevendo sobre algo totalmente diferente da realidade.

      Excluir
    2. Claro que não! Não nada haver um com o outro. Até por que vc nem tentaria levar nem sequer uma Biz em um golf, né. Propostas diferentes, ne?

      Excluir
    3. Ultimamente a internet se tornou um lugar chato pra caramba. As argumentações são tão superficiais que uma discussão não tem mais nem graça.
      Fiat Toro antiquado e beberrão... O mercado está uma droga por causa de pseudo entendidos como esse.

      Excluir
    4. Isso. A culpa do "mercado estar uma droga" é de meia dúzia de pseudo-entendidos de internet. Infelizmente nem todos são tarimbados e isentos especialistascomo você. Senta lá, japonês.

      Excluir
    5. Ah cara, vá catar coquinho. Você só aparece para querer pagar de diferentão dando respostas agudas como agulhas em um dedo.

      Excluir
    6. Esse Nelson realmente não da pra entender.Pra ele sua opinião e gosto pessoal estão acima de qualquer opinião de pessoas especializadas nisso, então nem adianta perder tempo discutindo com ele caro Rafael!!!!

      Excluir
    7. Quem são as pessoas especializadas? Vocês dois?

      Excluir
  5. "carta do leitor dizendo que se arrepende de ter comprado uma Toro, em vez de ter esperado o golf devido a ruidos ..."

    ResponderExcluir
  6. "carta do leitor dizendo que se arrepende de ter comprado uma Toro, em vez de ter esperado o golf devido a ruidos ..."

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus os Haters como sempre não perdem uma, se não gostam do carro pra que perdem tempo em ler a analise do Blog sobre o veiculo??, e ressaltando que o blog esta de parabéns pelas analises sendo "imparcial" elogiando quando tem que elogiar e criticando quando tem que criticar. O que desanima mesmo e ver os Haters " é fiat né..mimimi" " tinha que ser fiat e blablabla..." mostrando simplesmente que suas analises são de puro ódio da marca no geral tornando suas opiniões totalmente "parciais" e sem fundamento nenhum...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que desde quando comecei a acompanhar o mundo automotivo na internet eu não via tanto ódio com uma marca como estou vendo agora para com a Fiat Toro.
      Esses caras estão literalmente torcendo para que o carro se desfaça em pedaços para poder saciar o ego deles, ego esse que eu não sei nem porquê está ferido, já que eles nem devem ter carros da Fiat (ou devem ter algum 1.0 pelado).

      Excluir
    2. Concordo Rafael!!!

      Chega a ser irritante essa perseguição besta que esses "Haters" fazem com carros da Fiat, falar que a Fiat tem carros defasados isso tudo bem é uma realidade, mas será que é somente ela??!!!E a Volks com gol e fox "maquiado", pois os projetos são tão ultrapassados como, e a GM com o moderno Onix que rachou o assoalho no teste de impacto o que falar, e a Ford com o Novo ka que também apresenta sérios defeitos. Ou seja, nenhuma dessas chamadas " 04 grandes" estão imunes a esses projetos defasados e com problemas, ai vem um "ixpertam" e fala que a Fiat é isso e mimimi, que é aquilo e blablabla, somente por como você bem disse não ter condições de comprar um carros desses, ai é mais fácil criticar e difamar do que analisar sem "a paixonite aguda" por uma marca de auto, ate por que o cidadão não ganha nada com isso...

      Excluir
    3. E por que você é Hater??? O que você ganha com isso????

      Excluir
    4. Não posso achar um produto ruim? Acho o motor velho e inadequado pro porte do carro. Direito meu. Esquisito é você se doer com isso. O que você ganha da Fiat? Nada.

      Excluir
    5. Eu não me incomodo com isso, a unica coisa que me incomoda é Haters que só criticam, simplesmente por criticar somente por que o carro não é da sua marca favorita de carro, eu não estou nem ai pra Fiat ou qualquer outra marca, diferente de alguns aqui compro o que acho bom pra mim. Mas ai vem você querer exigir que um carro 4x2 com motor flex com 1600 kg faça acima de 10 km/l e seja econômico andando principalmente com etanol já é de mais, e outra o próprio inmetro diz que o carro é etiqueta "A" em consumo em sua categoria tanto com etanol como com gasolinha, ai vem você soltando seu "ódio" todo ai pelo carro???!!!! tenha dó. Você não gostar de um produto é um direito seu, agora querer ficar falando abobrinhas somente por que não gosta não da!!!

      Excluir
    6. Não exijo nada. Estou afirmando o óbvio: o eTorq é um motor defasado e é inadequado pra um carro desse peso e com proposta de carregar mais de 600 kg.

      Excluir
    7. A questão aqui é muito mais você ser fanboy do que eu ser hater.

      Excluir
    8. Se eu fosse fan boy de qualquer marca ficava que nem você, quando falam mal de algum veiculo Toyota(principalmente o Corolla..). E outro obvio??Pra quem??? Pra você??Se uma entidade especializada em teste de consumo afirma que o carro é etiqueta "A" na sua categoria e em revista especializadas o comportamento dinâmico desde a versão flex é considerado aceitável, o que seria o obvio pra você??Somente sua opinião?!!!faz me rir Hater!!!

      Excluir
    9. Fale quem quiser. grite quem quiser. Se morda quem quiser. mas a Fiat esta a 13 anos como líder no Brasil em emplacamentos de carros novos. Simples assim.

      Excluir
  8. Nossa q barulho é esse! Pode ser algo simples, mas pode ser algo grave como a falta de aperto de algum parafuso na montagem. Provavelmente a concessionaria irá dizer q não era nada. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  9. Com só MIL km ja está com problemas? Que dira com 10.000 km!

    ResponderExcluir
  10. Problemas que todos os carros recém lançados sofrem. Por isso que sempre que escolho comprar um lançamento espero pelo menos 1 ano após o início das vendas. Eu por exemplo tenho vontade de comprar um Renegade, porém só von fechar o negócio no fim deste ano.

    ResponderExcluir
  11. Tive surpresa ao ler essa matéria falando sobre Fiat toro flex de baixo consumo e barulho dentro da plataforma deste carro,e não compro mais, serivu como alerta. Acorda aí Fiat toro....!!!

    ResponderExcluir
  12. Os comentários são sempre ótimos, mesmo quando são ruins!
    Gostaria que todos que estão reclamando do consumo da Toro falassem que carro possuem e qual o consumo... nunca tive utilitário, mas o consumo apresentado até aqui não parece ruins...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são tão ruins os números do consumo, o problema é que a grande maioria dos internautas possuem golf 7 (não sei por que ele só vende 1000/mês) ou só são haters mesmo, e ai não avaliam o carro dentro da categoria ou da proposta do mesmo. Veja aí à primeira pérola ''jamais deixaria de comprar um golf pra comprar um Fiat antiquado e beberrão '', simples assim.

      Excluir
    2. O golf mexicano da minha irmã faz 8.5 na cidade/gasolina, nada de excepcional.

      Excluir
    3. Alias, meu civic 2014 1.8 at faz 6.5 no alcool/cidade, e deve ser mais leve que essa Toro.

      Excluir
    4. Esse consumo não é ruim, ainda mais em se tratando de Etanol.
      O que está acontecendo é puro ódio, o motor eTorq com as mudanças feitas é até bem competente, porém isso não entra na cabeça de muita gente.
      "O Golf 1.4 TSI faz mais, nunca trocaria ele por uma Toro". Eu também não, mas vejam só o que o Golf nacional virou. O melhor dele, que é o motor, agora tem preço de sedã/Hatch medío completo e isso na versão de entrada.
      Ano adianta, é puro ódio, e aposto que é questão de tempo até alguém comparar o consumo de uma pickup 1.8 com o consumo do Up! TSI.

      Excluir
  13. Consumo de 6,46 km/l com álcool em um carro de motor 1.8 16v com 1.600 kg é muito alto? Está excelente. Consumo alto foi o gol g4 1.0 que usei que fez 6 km/l sem ter direção hidráulica e ar condicionado. O carro era um pé de boi sem conforto nenhum e não fez nem 400 km/l com tanque cheio. Parece que estão tentando denegrir o fiat toro. Esse consumo está muito bom para o porte do carro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com 50% estrada? Está sim ruim. Lembre que o carro estava VAZIO. Agora imagine com 4 ocupantes e carga. Mostra que o motor é inadequado, PONTO.

      Excluir
  14. Consumo de 6,46 km/l com álcool em um carro de motor 1.8 16v com 1.600 kg é muito alto? Está excelente. Consumo alto foi o gol g4 1.0 que usei que fez 6 km/l sem ter direção hidráulica e ar condicionado. O carro era um pé de boi sem conforto nenhum e não fez nem 400 km/l com tanque cheio. Parece que estão tentando denegrir o fiat toro. Esse consumo está muito bom para o porte do carro.

    ResponderExcluir
  15. ESSE TORO TÁ MAIS E PRA BEZERRO MESMO.
    TALVEZ O TURBO DIESEL VALHA A PENA, MAS AI JÁ FICA CARO NE.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Fiz o teste drive na toro e discordo da matéria que disse que a diferença de desempenho da Flex e da diesel sao ínfimos. Na verdade, a diesel tem muito mais torque, principalmente em retomadas.
    Quanto aos efeitos colaterais de um lançamento, nem discuto, pois isso é normal.
    Tenho um Honda city e uma Fiat strada,ambos fazem uma média com gasolina em cidade de 13 kl e 11,5kl respectivamente.
    Agora a toro é diferenciada em tudo, pois percebo que a strada trabalha com a rotacao muito em baixa, a ponto de comprometer seu arranque e retomadas.
    Digo porém que o propósito da Strada é carregar peso (principalmente a CS e CE) e afirmo que ñ tem diferença em torque ou em consumo (parece que estou trafegando sem peso).
    Resumindo,se vc deseja ter uma Picape abaixo de 90 mil totalmente completa e imponente,a melhor opcao é essa!

    ResponderExcluir
  18. Este camionete é um utilitário portanto como comparar com qualquer automóvel
    Onde está o discernimento? Considere o peso.a aerodinâmica a quantidade maior de peças móveis. A proposta do veículo 6 km com litro de álcool tá mais do que bom. Não sou fã boy e se precisasse de uma pick up de verdade compraria uma de verdade com chassi motor diesel 200 hp daquelas que puxam caminhões atolados na br 364. Havia um slogan da Ford muito bom anos atrás que dizia : campo não é lugar de frescura!

    ResponderExcluir
  19. Os haters nao perdem tempo !! Mano, esses FIAT Toro sao da primeira leva de fabricacao, e normal acontecer problemas assim que o carro e lancado. Daqui a um ano, a FIAT vai ouvindo os proprietarios e vai corrigindo possiveis falhas. O carro esta a amadurecer ainda

    ResponderExcluir
  20. Eu não compro carro da Fiat a 15 anos e acho que vai demorar mais um pouco,Fiat Brasil so tem carroça.

    ResponderExcluir
  21. Eu não compro carro da Fiat a 15 anos e acho que vai demorar mais um pouco,Fiat Brasil so tem carroça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em partes com você, a Fiat sempre fez carros meia boca, mas vc deveria conhecer o carro antes e ler um pouco sobre globalização. Este carro poderia ter a bandeira da Jeep, ou Dodge, pare de falar mal por falar.

      Excluir
  22. A reportagem disse foi consumo 50% estrada e 50% cidade.. Por isso a média de 6,50 e ruim...
    Se fosse só cidade seria aceitável...
    Mas não é... deveria ser melhor pq rodou boa parte do tempo na estrada..
    O consumo e ruim!!

    ResponderExcluir
  23. A reportagem disse foi consumo 50% estrada e 50% cidade.. Por isso a média de 6,50 e ruim...
    Se fosse só cidade seria aceitável...
    Mas não é... deveria ser melhor pq rodou boa parte do tempo na estrada..
    O consumo e ruim!!

    ResponderExcluir
  24. Quanto ao barulho, já foi verificado se o macaco/ferramentas embaixo do banco do motorista de alguma maneira se soltaram? Forte abraço.

    ResponderExcluir
  25. Não existe milagre. Se com 1000kg esse motor ja tinha fama de beberrão imagina com 1600kg e conversor de torque.
    É uma baita camioneta a versão diesel cá provar isso. pena não ter um motor a gasolina etanol decente.

    ResponderExcluir
  26. Que barulho mais estranho esse! A verdade é que as primeiras unidades sempre terão algum problema, isso já é esperado. Mas com tão pouco tempo de uso é fora do comum, só espero que não seja nada grave!
    Pode ser na parte inferior do carro, com alguma peça mal fixada, alguma peça no cofre do motor, suspensão, transmissão; enfim o campo para advinhações é repleto.
    Mas nos mantenha informado sobre o "barulho estranho"!

    ResponderExcluir
  27. Esse barulho que vem debaixo do carro, seria o escapamento que soltou dos coxins flexíveis? Também pode ser o peito de aço (plástico) batendo com alguma fixação frouxa ou até a proteção da polia do motor com fixação solta.

    ResponderExcluir
  28. Peguei a minha semana passada (1.8 Opening Edition). Até o momento nada a reclamar, achei o carro delicioso de guiar, mais conforto que meu A3 Sedan.
    Única reclamação até o momento, foi que não notei que o multimídia não tinha entrada para CD e não me avisaram que este carro tem o tanque de partida a frio.

    ResponderExcluir
  29. Ter o "famoso" tanquinho para a partida a frio não é problema! Meu Corolla também tem esse tanquinho e nunca passei raiva com ele! Pela capacidade que é 0,6 litros; ele te garante um montão de partidas! Aproveita e curti o carrão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou esperando a minha 1.8 chegar. Ja comprei mas não recebi. rafael. A sua esta com quantos Km rodados?

      Excluir
    2. Cláudio, está com 200km . Coloquei gasolina e no meu trajeto 60% estrada 40% cidade, está fazendo 11km litro.
      Marcos, quanto ao tanque de partida a frio, sim, não é problema não, só achei mancada a concessionária não me passar isso na entrega do carro. Aliás, o complicado de comprar um carro caro em uma concessionária de marca popular, é o atendimento, nivelado sempre para baixo. Mas sei que isso acontece também na GM e Ford.

      Excluir
    3. De fato, o atendimento é nivelado sempre para baixo, é uma pena. Mas agora que você possui o carro nada te impede de continuar a aprender sobre ele, a internet está cheia de informações importantes e até interessantes sobre o carro.
      Quanto a multimídia não ter CD, é só ir no Mercado Livre que já tem CM disponível para a compra! Melhor do que sofrer com essa tela de "gameboy"!

      Excluir
    4. Rafael Teixeira, a revista Auto Esporte fez o seguinte comentário sobre a direção elétrica do Toro: "A direção elétrica guarda o principal ponto negativo do modelo, já que é leve para manobrar, mas deveria ser mais direta em altas velocidades". Como você informou que seu trajeto é de 60% estrada, poderia nos passar as suas impressões? Sobre o consumo, acho que está excelente para a categoria. Veja, a Ford Ranger Sport 2.5 CS 2016 (que tem as dimensões maiores que o Toro) tem um consumo de 4 km/l com álcool (na cidade) e 5 km/l com gasolina (na cidade). Vale frisar também que no futuro, deve ser lançada uma versão básica do Toro 1.8 flex manual. Com relação a não possuir entrada para CD, utilize o Bluetooth para reproduzir as músicas do celular, mais prático.

      Excluir
  30. Tenho fiat toro nova e esta com mesmo barulho tambem na 4 porta e tambem na direçao ela foi para concecionaria e ja faz 2 dias e ainda nao tenho informaçao estive vendo ela eles desmontaram todo painel vcs ja tiveral algo parecido

    ResponderExcluir
  31. Vocês não sabem o que é consumo alto.consumo alto é a sedenta da minha s 10 flex 2015 motor 2.5 da colorado americana que está fazendo 4.0 km por litro.

    ResponderExcluir
  32. Vocês não sabem o que é consumo alto.consumo alto é a sedenta da minha s 10 flex 2015 motor 2.5 da colorado americana que está fazendo 4.0 km por litro.

    ResponderExcluir
  33. Boa noite!
    Tenho um Toro igual ao teste, está com um barulho na suspensão dianteira lado do motorista. Ainda não levei a concessionária, mas é muito desagradável um carro 0 km apresentando este barulho!!!

    ResponderExcluir
  34. Boa noite!
    Tenho um Toro igual ao teste, está com um barulho na suspensão dianteira lado do motorista. Ainda não levei a concessionária, mas é muito desagradável um carro 0 km apresentando este barulho!!!

    ResponderExcluir
  35. Boa noite!
    Tenho um Fiat Toro igual ao do teste, meu carro está com 3.000km, começou apresentar um barulho na suspensão dianteira lado do motorista,parece mola ou amortecedor, como moro no litoral de São Paulo, e a concessionária que adquiri o veículo fechou, estou tendo dificuldades para agendar uma pré revisão.
    Acho muito desagradável adquirir um veículo 0 km e já estar tendo problemas!

    ResponderExcluir
  36. Boa noite!
    Tenho um Fiat Toro igual ao do teste, meu carro está com 3.000km, começou apresentar um barulho na suspensão dianteira lado do motorista,parece mola ou amortecedor, como moro no litoral de São Paulo, e a concessionária que adquiri o veículo fechou, estou tendo dificuldades para agendar uma pré revisão.
    Acho muito desagradável adquirir um veículo 0 km e já estar tendo problemas!.... Meu carro anterior era um Corolla altis 2015,já estou arrependido pela troca de bandeira!!!!...... Carro japonês não vêm com todas estás frescuras, más a mecânica é nota 10.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não perde garantia se fizer isso. Leve a um mecânico tire a bateria e a cesta da bateria. Veja se o coxim não rasgou. Não tire o coxim. Remonte e leve na concessionária. Só tire os parafusos sem marca de tinta.

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.