Car.blog.br

Pesquisar este blog

Carregando...

Fiat Toro: 1.8 Flex Automática x 2.0 Diesel - comparativo

Categorias: , , , 33 Comentários

A nova picape média da Fiat Chysler, Toro, chega ao mercado com duas opções de motor, 1.8 Flex de 139 cavalos e 2.0 Diesel com 170 cavalos. O motor flex está associado sempre com transmissão automática de seis marchas e tração 4x2, enquanto o 2.0 Turbo Diesel pode vir com transmissão manual de seis marchas, com tração 4x2 ou 4x4, ou automática de 9 marchas, neste caso sempre com tração 4x4.

Fiat Toro 2.0 Diesel x Fiat Toro 1.8 Flex Automática - comparativo

Sendo assim, ante a multiplicidade de variações, qual a melhor opção? É o que este artigo pretende responder.

Fiat Toro 1.8 Flex x Fiat Toro 2.0 Diesel - comparativo

Preços: 1.8 Flex Automática R$ 76.500 reais / 2.0 Diesel 4x2 Manual - R$ 93.900 reais / 2.0 Diesel 4x4 Manual - R$ 101.900 reais / Volcano 2.0 Diesel 4x4 AT9 - R$ 116.500 reais

No quesito preço, a versão com motor 1.8 Flex e transmissão automática sai com uma vantagem de R$ 17,44 mil reais relativamente à Toro 2.0 Diesel 4x2 com transmissão manual de seis marchas. Além disso, enquanto o modelo flex adota transmissão automática, esse de R$ 93,9 mil vem com câmbio manual, evidenciando a grande vantagem de custo x benefício do modelo flex.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática
Fiat Toro 1.8 Flex Automática 
Caso a transmissão automática seja considerada indispensável, e o consumidor queira um modelo diesel, terá que optar pela configuração topo de gama, Volcano 2.0 Turbo Diesel 4x4, com preço de R$ 116.500 reais, ou seja uma diferença nada desprezível de R$ 40 mil reais.

Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano

É importante considerar, porém, que o modelo diesel tem um desempenho melhor, e um consumo menor - que detalharemos mais adiante no texto - e, também,  opção de tração 4x4, não oferecida na versão flex.

Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano - interior

De qualquer forma, em termos de custo x benefício o modelo flex é o vencedor, por ser mais barato e vir de série com transmissão automática.

Toro Flex melhor em cidade, enquanto em off-road a Toro Diesel é a mais indicada

Uma característica que diferencia de forma muito pronunciada as versões diesel e flex da Fiat Toro é em relação ao sistema de tração. Enquanto a Fiat Toro 1.8 Flex Automática vem sempre com tração 4x2, os modelos diesel têm opções com tração 4x2 ou 4x4.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - interior
Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - interior
Dessa forma, caso o consumidor pretenda colocar sua Fiat Toro em pisos off-road, nos quais o uso do sistema de tração integral mostra-se fundamental, então há duas opções dentro da gama: Freedom 2.0 Diesel 4x4 Manual, de R$ 101.900 reais, ou Toro Volcano 2.0 Diesel 4x4 Automática de 9 marchas, a R$ 116,5 mil reais.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - interior
Fiat Toro 1.8 Flex Automática  - interior
Nesse contexto não há o que discutir: as versões diesel 4x4 (detalhes aqui) são as únicas opções viáveis, e, entre elas, entendemos que o modelo Volcano, apesar de R$ 15 mil reais mais caro, é o mais indicado em função do sua transmissão automática de 9 marchas ZF alemã, que praticamente não impõe perdas no powertrain, mantendo bom nível de desempenho comparado à Toro 2.0 Diesel Manual.

Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano
Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano
Ademais, essa transmissão tem funcionamento muito suave e rápido - assim com a caixa automática de seis marchas da Toro Flex - conferindo um conforto inigualável ao motorista. Em termos de ruídos internos e vibrações, também a Toro 2.0 Diesel automática surpreende positivamente, quase não apresentando diferenciais nesses aspectos quando comparada à versão 1.8 Flex. Em resumo: a Toro Diesel não transmite vibrações para o interior, e o nível de ruído interno é similar ao da flex.

Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano
Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel 4x4 Automática - Volcano
Por outro lado, caso o consumidor não pretenda colocar sua Toro em pistas extremamente difíceis, priorizando o uso urbano, então consideramos que a versão 1.8 Flex Automática é a melhor opção, especialmente a configuração Opening Edition (detalhes aqui), de R$ 84,5 mil reais.

Fiat Toro - porta objetos de 3 litros abaixo do banco do passageiro
Fiat Toro - porta objetos de 3 litros abaixo do banco do passageiro: mapa do estado é homenagem à Pernambuco
No test-drive que fizemos com os dois modelos, ficou claro que o maior torque do motor 2.0 Diesel da Volcano está lá, oferecendo respostas um pouco melhores que a Toro 1.8 Flex automática. Segundo a Fiat, enquanto a 2.0 Diesel acelera de 0 a 100 Km/h em 10 segundos, a Toro 1.8 Flex automática com etanol faz em 12,2 segundos.

Toro 2.0 tem desempenho melhor, não muito melhor, que o 1.8 flex

Entretanto, é preciso ressaltar que a diferença entre os dois motores não é "brutal". Sim, a Toro equipada com o 2.0 Turbo Diesel é um pouco mais rápida, mas não é muito mais rápida que o 1.8 Flex.

Fiat Toro 2.0 Diesel Automática - Prata

Em algumas medições que fizemos obtivemos um número de 11,5 segundos para o 0 a 100 Km/h para o Toro 2.0 Turbo Diesel, e 13,5 segundos para a Toro 1.8 Flex Automática. Em resumo, uma diferença de pouco mais de 2 segundos que não é muito significativa em uso urbano.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática  Branca
Fiat Toro 1.8 Flex Automática  Branca
Em uso mais rodoviário, porém, o motor 1.8 Evo Flex de 139 cavalos equipado com variador de fase se mostra bastante disposto acima de 4.000 RPM, evidenciando que em uso rodoviário o motor atende bem.

Fiat Toro 2.0 Diesel Automática - Prata
Fiat Toro 2.0 Diesel Automática - Prata
Já em cidade fica claro que um motor com mais torque em baixos regimes deixaria esta versão 1.8 Flex mais ágil. É claro que esse nível de performance da Toro 1.8 Flex AT6 não vai agradar entusiastas de desempenho, mas seu comportamento é adequado para sua proposta, tanto em uso urbano quando em estrada.

Fiat Toro - porta-malas

Seria desejável mais torque em baixa? Sim, mas em face do preço pedido pela Toro, seu peso e dimensões, consideramos o conjunto motriz aceitável.

Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel Volcano - Prata

Assim, concluímos que, para uso on-road, ou até mesmo trilhas leves, que não exige tração 4x4, a Toro 1.8 Flex Automática é a opção mais indicada, já que seu desempenho não é muito inferior ao da 2.0 Turbo Diesel, mas custa R$ 40 mil reais mais barata.

Consumo

Em relação ao consumo, aí sim temos uma vantagem significativa para a Toro 2.0 Diesel. Os dados de consumo de gasolina e flex são do INMETRO, enquanto os valores de consumo de diesel vieram de medições da Car and Driver.

Fiat Toro 1.8 Flex Automática (etanol)Fiat Toro 1.8 Flex Automática (gasolina)Fiat Toro 2.0 Diesel Automática
Consumo cidade [km/l]5,48,313,5
Consumo estrada [km/l]7,410,519,9
Consumo médio [km/l]6,39,2916,38
Preço médio do litro de combustível [R$]R$ 2,80R$ 3,70R$ 3,00
Gasto com combustível para rodar 15.000 km/ano [R$]R$ 6.667R$ 5.974R$ 2.747
Gasto com combustível para rodar 30.000 km/ano [R$]R$ 13.333R$ 11.948R$ 5.495
Gasto com combustível para rodar 60.000 km/ano [R$]R$ 26.667R$ 23.897R$ 10.989
Tempo para recuperar o investimento na diesel rodando 15.000 km/ano [anos]1012
Não se aplica
Tempo para recuperar o investimento na diesel rodando 30.000 km/ano [anos]56
Tempo para recuperar o investimento na diesel rodando 60.000 km/ano [anos]33

Na tabela acima nós colocamos os preços médios de etanol, gasolina e diesel informados pela pesquisa mensal da ANP (veja aqui), e calculamos o gasto total com combustível para rodar com a Toro 1.8 Flex Automática com etanol e gasolina e a Toro 2.0 Diesel em três cenários: 15.000 Km/ano; 30.000 Km/ano; 60.000 Km/ano.

Os dados mostram que o custo de combustível para rodar com a Toro 2.0 Diesel são em média 50% mais baixos que o de gasolina, e 60% menores que o de etanol. Entretanto, como a Toro Diesel é cerca de R$ 40 mil mais cara, calculamos o tempo que esse investimento adicional retornará para o consumidor.

As três últimas linhas da tabela mostram que quanto mais se roda, mais rápido o investimento da versão diesel retorna. Para um uso de 15.000 km/ano, o consumidor levará 12 anos para recuperar os 40.000 reais investidos na diesel, número que cai para 6 anos rodando 30.000 Km/ano, e para 3 anos caso se rode 60.000 Km/ano.

Dessa forma, tendo em vista um horizonte de três anos para ficar com o carro, consideramos que apenas consumidores que rodam acima de 60.000 km/ano terão vantagens em optar pelo modelo diesel.

Para os demais padrões de uso, e caso não seja necessário a tração integral 4x4, a Fiat Toro 1.8 Flex automática é mais vantajosa.

Vídeo - Test-Drive Fiat Toro 1.8 Flex Automática x Fiat Toro 2.0 Turbo Diesel Automática



Conclusão

A Fiat Toro 1.8 Flex Automática mostrou um desempenho que está longe de empolgar, mas adequado à sua proposta. A Toro 2.0 Diesel AT9, por sua vez. tem um pouco mais de agilidade em cidade, mas essa diferença não é "brutal" relativamente à 1,8 Flex.

Fiat Toro: flex ou disel? qual a melhor opção?

Entretanto, como a 1.8 Flex é muito mais barata, ela se mostra mais vantajosa para uso em cidade e em trilhas leves. Já quem roda além de 60.000 Km/ano e/ou precisa de tração 4x4, a Toro Diesel é mais indicada.

33 comentários:

  1. Eu também compraria a versão AT6 à gasolina sem problemas.

    ResponderExcluir
  2. Excelente comparativo, inclusive do custo total do carro/ano considerando preço, consumo e custo do combustível, esclarecedor! Parabéns ao blog pela matéria!
    Eu compraria essa Toro Flex AT6 sem problemas!

    ResponderExcluir
  3. excelente comparativo, poderiam fazer um comparativo com outras pick-ups maiores (apesar que tem pick-up média levando pau de uno mille).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menos a Ford ranger a melhor da categoria.

      Excluir
    2. Vi algo assim esses dias mas no caso uma amarok.

      Excluir
    3. Isso é pura besteira, levar pau de Mille. Mille não consegue nem subir ladeira em cidade se não embalar! Coloque o Mille no meio de um aclive com barro e tente sair.

      Excluir
  4. Eu acho que a diesel 4x2 é bem interessante.

    ResponderExcluir
  5. Essas diesel manuais vão vender muito. Não tem concorrente no mercado nessa faixa de preço.

    Agora o consumo da diesel está superestimado. Nem o Renegade diesel faz 19km/l na estrada. Um valor mais real seria 15km/l na estrada e 9-12km/l na cidade.

    ResponderExcluir
  6. Na verdade há que se considerar também outros fatores... Primeiro: a Toro Freedom 1.8 flex AT na versão de entrada é básica,não oferecendo nem mesmo faróis de neblina,além de vir com rodas de aço e calotas e possuir tração 4X2 é bem menos equipada que a versão Volcano Diesel AT9.
    Segundo: É sabido que a desvalorização de um utilitário a gasolina é bem superior a um similar a gasolina,ou flex e que essa diferença com o tempo tende a representar uma perda bem maior pra quem optou pela versão flex.
    Terceiro:Para equiparar as duas versões em opcionais,teríamos que equipar a versão,no mínimo,com o Kit Opening Edition.o que elevaria o preço a 84.400,00 e a diferença cairia para 32.100,00.
    Considerando o fato de estarmos comparando um veículo utilitário Flex 4X2,com outro Diesel automático 9 marchas e 4X4!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só estão vendendo a diesel top por 123 mil com trocentos acessórios. A Opening Edition que é extremamente completa custa 86 mil porque também estão incluindo mais itens.
      PARABENS ao site pela matéria, nenhum outro grande veículo de comunicação fez matéria tão esclarecedora. Acabei de comprar uma opening edition 1.8 porque fiz minhas contas e deu por cima este valor de tempo para valer a pena o consumo e como também dirigi as duas e notei muito pouca diferença, achei o custo benefício da 1.8 opening edition excelente.
      Ah, e no meu caso que fico em média 2 anos com um carro, vale ainda mais pena (rodo 15km ano).
      Parabéns Car Blog!

      Excluir
  7. Corrigindo: "a desvalorização de um utilitário a Diesel é bem menor..."

    ResponderExcluir
  8. Soma se aí o valor do seguro que vai ser muitíssimo mais elevado no diesel do que na Flex e também a manutenção, seja básica ou extraordinária.

    ResponderExcluir
  9. Dessa vez dou os parabéns a carblog pela matéria. Até parece ser a Toro uma VW pela forma que foi tratada. Continuem assim, elogiando bons automóveis da Volks e das outras marcas também. Acredito que a Toro é o único Fiat que eu teria,dessa vez e finalmente acertaram.

    ResponderExcluir
  10. Quem precisa de força pra carregar peso e enfrentar terrenos ruins só vai ficar em dúvida entre a transmissão manual ou automática da versão diesel, nem vai pensar na Flex, a menos que não tenha cacife pra pegar a diesel, mas aí só vai olhar a flex mesmo.

    Quem só vai usar a Toro pra ir Shopping e enfrentar lombadas e asfalto ruim não deve gastar mais de 100 mil pra pagar de playboy num Fiat, sendo que pode pegar um Jeep Renegade por valores aproximados.

    Já, quem, de fato, tiver dúvida entre pegar Flex ou Diesel é porque não tem noção nenhuma de qual carro comprar, ou seja, é gente que não é autoentusiasta e, portanto, não acompanha blogs automotivos. É o tipo de consumidor comum que tá em dúvida entre Golf e Corola e agora vai querer fazer test drive na Toro.

    De qualquer forma, o comparativo é bom pra sabermos que tem gente no carblog que enxerga outros carros além de Up e Golf.

    ResponderExcluir
  11. melhor comparativo que li até o momento. me deixou até mais tranquilo para pegar a flex.

    ResponderExcluir
  12. Ótimo comparativo, com certeza a versão diesel seria indicado para fora de estrada ou para quem esta com dinheiro sobrando para usá-la somente na cidade. Quanto ao desempenho, também concordo com o blog e considero o mesmo adequado, acho que ninguém compraria uma pickup pensando no desempenho de um Golf. Nas fotos não tinha gostado da frente, mas ao vivo ela é bem bonita, suponho que a versão de entrada vai matar as vendas da Strada e Saveiro nas versões top.

    ResponderExcluir
  13. Fiz teste driver na toro achei melhor que a oroch em acabamento mais perde pro renegade agora a flex 1.8 tem a sensação de está dirigindo um carro 1.3 ou 1.0 turbo quem pensa em comprar a 2.0 diesel é a melhor opção.

    ResponderExcluir
  14. Eu compraria a 1.8 Flex AT6 pelo único motivo de ser mais robusto e de manutenção mais barata, pois o câmbio AT9 tem mais peças (por que são 9 marchas) o que torna a manutenção mais complicada e mais cara. Conclusão: O câmbio AT6 é mais robusto, tem manutenção mais barata e é o mais indicado para rodar pelo nosso solo lunático.

    ResponderExcluir
  15. Ótimo carro, a Fiat acertou a mão dessa vez! Agora o blog só esqueceu de comparar os dados de desempenho/consumo da Toro com os do Up!.

    ResponderExcluir
  16. Mas o comparativo foi muito bom mesmo, completo e minucioso. Parabéns ao blog!

    Poderíamos ver um comparativo entre a Toro Flex AT6 e a Duster Oroch também.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Como muitos ai em cima já citaram, parabéns mais uma vez ao Blog, por mais essa matéria completa, creio eu que quem buscava saber as principais diferenças e vantagens tanto da versão Flex e Diesel, já estará bem satisfeito com esse comparativo. Seria interessante assim que possível como bem citou o caro William oferecer um comparativo entre ela e a Oroch para ver qual vale mais a pena adquirir, já que ambas são da mesma categoria!!!

    ResponderExcluir
  18. Cometeram o mesmo erro na avaliação do renegade, esqueceram que na hora da revenda, a versão a Diesel é mais cara também, então de 10 anos cai para uns 5 para rever o investimento.

    ResponderExcluir
  19. Adorei o carro qdo fui a uma concessionária. Tenho uma Duster e pensei na Oroch mas realmente a Toro é muito mais bonita e com mais opcionais. Gostei da Freedon Opening edition. Uma dúvida: na concessionária me falaram que esta versão vem sem o GPS. Alguém sabe se procede? Minha maior preocupação: apesar da ótima matéria faltam dados do desempenho da 1.8. Qual o tempo de 0 a 100? Será que este motor dá conta do carro? Afinal um fiat freemont tem quase o mesmo peso e um motor 2.4 com potencia de 172 cv.

    ResponderExcluir
  20. Adorei o carro qdo fui a uma concessionária. Tenho uma Duster e pensei na Oroch mas realmente a Toro é muito mais bonita e com mais opcionais. Gostei da Freedon Opening edition. Uma dúvida: na concessionária me falaram que esta versão vem sem o GPS. Alguém sabe se procede? Minha maior preocupação: apesar da ótima matéria faltam dados do desempenho da 1.8. Qual o tempo de 0 a 100? Será que este motor dá conta do carro? Afinal um fiat freemont tem quase o mesmo peso e um motor 2.4 com potencia de 172 cv.

    ResponderExcluir
  21. 116k. preço da amarok TD 4x4 quando lançaram...bah...que fase...que fase.

    ResponderExcluir
  22. Gostaria de mais dados, performasse e consumo da versão a diesel, porém com cambio manual de 6 marchas. Pelo preço, poderia ser mais interessante. Alguém tem esses dados para publicar?

    ResponderExcluir
  23. Hoje realizei o teste drive na diesel 4x4 at9 e na toro at6. Achei amarrada a 1.8, mas sabendo conduzir ela responde, porém eleva o consumo. A diesel sem comentários, excelente. Mas para quem busca um carro para cidade e vez ou outro faz viagens em lugares que qualquer saveiro passa, eu aposto na 1.8 flex. Inclusive levando em conta a manutenção. Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  25. Finalmente um esclarecimento com números e projeções capazes de dirimir quaisquer dúvidas para quem pretende adquirir um Toro. Eu mesmo estava dividido entre as opções apresentadas. Acabo de me decidir .Sem dúvida, Toro flex. Opening edition.Agradeço pela matéria.

    ResponderExcluir
  26. Finalmente uma matéria capaz de dirimir quaisquer dúvidas no sentido de orientar o consumidor a tomar a melhor escolha entre as versões Toro. Muito esclarecedor. Acabei de tomar a minha decisão.Sem dúvida o Toro flex atende as minhas expectativas. Fico com o Toro Opening Edition. Obrigado pela matéria.

    ResponderExcluir
  27. Finalmente uma matéria capaz de dirimir quaisquer dúvidas no sentido de orientar o consumidor a tomar a melhor escolha entre as versões Toro. Muito esclarecedor. Acabei de tomar a minha decisão.Sem dúvida o Toro flex atende as minhas expectativas. Fico com o Toro Opening Edition. Obrigado pela matéria.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.