Car.blog.br

Pesquisar este blog

O que estão falando do Audi A3 Sedan Flex 2016 nacional?

Categorias: , 52 Comentários

A Audi do Brasil lançou oficialmente há poucos dias a versão nacional do A3 Sedan - veículo que chegou com a mesma estética, mesmo preço, mais itens de série, motor flex 28 cavalos mais potente com 25% mais torque, além de alterações na suspensão e transmissão para deixá-lo mais robusto e adequado à realidade das vias brasileiras. Este artigo traz uma coleção de opiniões sobre o comportamento do modelo nacional.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

O Emilio Camanzi considerou que a nova suspensão do A3 Sedan 1.4 Flex nacional "mostrou-se mais amigável com o solo brasileiro, deixando-o mais macio, confortável e silencioso internamente. Quanto à estabilidade, vai ser preciso ir a uma pista e andar no limite para sentir as diferenças que a maior altura da suspensão e o eixo traseiro semi-independente fizeram". Além disso, completou dizendo que "no chamado dia a dia, com as rodas de aro 17 e pneus de perfil baixo da versão Ambiente, não se percebe nenhuma diferença. O A3 Flex faz curvas com segurança."

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Com relação à nova transmissão automática de seis marchas adotada no A3 1.4 TSI Flex nacional no lugar da automatizada de 7 marchas do importado, Camanzi disse que "o câmbio faz o papel dele muito bem. Se as trocas não são tão rápidas como no de dupla embreagem (diminuindo bastante aquela sensação de esportividade), elas são suaves, colaborando no conforto e ajudando a baixar o estresse no trânsito congestionado. Ou seja, no uso diário não faz diferença". Entretanto, ele ponderou que "para quem quiser uma tocada mais animada, ele ainda tem posição esportiva de trocas automáticas e engates sequenciais em aletas atrás do volante – somente na versão Ambiente – ou na alavanca de seleção".

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Ainda com relação à transmissão, o jornalista Bob Sharp, do site Auto Entusiastas, em sua avaliação sobre o A3 Sedan 1.4 Flex nacional, comentando sobre o novo câmbio automático "epicíclico" de 6 marchas, Aisin fabricado no México, e sobre a elevação da altura de rodagem em 15 mm, apontou que são "alterações importantes", “de torcer o nariz, mas na prática, não".

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Segundo Sharp, as atuais transmissões automáticas — Aisin, ZF, GM — "são excelentes em todos os aspectos", e registrou o bom escalonamento ao apontar que o A3 Sedan,  a 125 km/h, "segue sereno a 2.200 rpm". Além disso, apontou uma vantagem da presença do conversor de torque, que é o fato de com tal tipo de transmissão, em marcha lenta, "o motor não fica fazendo força e elevando o consumo sem necessidade".

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Sobre a suspensão traseira, Bob Sharp sustenta que "uma boa multibraço é melhor que um bom eixo de torção", mas complementa dizendo que "no dia-a-dia", "a diferença é muito pequena" [entre a multilink do importado e a semi-independente do nacional]. Segundo o jornalista, somente em trechos com curvas muito sinuosas, como na "Via Dutra entre o topo da Serra das Araras e o retão de Resende", e andando em alta velocidade é que a superioridade da suspensão multibraço aparece.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Finalmente, o ex-editor chefe da Revista Quatro Rodas apontou uma vantagem do eixo de torção, que é o fato de "não precisar de alinhamento de rodas traseiras (nem tem como alinhar) por toda a vida do veículo", apontando que "não há por que criticar a Audi nessa questão".


No teste da Revista Quatro Rodas com o Audi A3 Sedan 1.4 Flex nacional, a publicação apontou que ao se substituir o câmbio automatizado de dupla embreagem pela automática com conversor de torque, "o piloto se ressente de falta de agilidade entre as trocas de marchas", mas a comparação dos resultados de desempenho entre os dois modelos aponta vantagem para o nacional, que foi 0,6 segundo mais rápido nas acelerações, e ostentou tempos similares nas retomadas.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Já a Revista Auto Esporte, comentando sobre o novo câmbio automático do Audi A3 Sedan nacional, disse que "não é tão rápido quanto o S-Tronic", mas é bastante suave no funcionamento, e que "está bem casado com o motor 1.4 TFSI Flex", registrando aceleração de 0 a 100 Km/h em 8,6 segundos - 0,9 segundos mais rápido que o importado. Além disso, foi melhor também em retomadas.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Com relação à suspensão, a Auto Esporte disse que "a Audi caprichou tanto no acerto do conjunto que mal d[a para sentir diferença no nível de conforto, que é elevado sem prejudicar a estabilidade".

Audi A3 Sedan 2016 Flex

A Revista Car and Driver apontou que "dá para sentir a diferença da suspensão traseira em curvas de alta velocidade", quando a "traseira não fica mais ancorada no asfalto como antes". Já sobre o transmissão, acrescentou que o câmbio automático TipTronic do nacional, com "engrenagens embebidas em óleo, é mais silencioso" que o câmbio adotado no modelo importado.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Com relação ao desempenho, a Car and Driver também mediu uma significativa melhora de desempenho no modelo nacional, que acelerou de 0 a 100 Km/h em 8,9 segundos - 0,7 mais rápido que o importado.

Motor, Direção e Acabamento

Com relação ao motor, todos os jornalistas apontaram que o modelo nacional é claramente mais potente que o importado, algo que pode ser inclusive sentido na condução diária, com acelerações vigorosas e precisas.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Outros pontos unânimes são a direção - precisa e segura - e as observações sobre o acabamento interno, que, segundo todas as avaliações, mantém o mesmo nível do observado nos modelos importados.

Vídeo - Audi A3 Sedan 1.4 Attration



Conclusão

De um modo geral, as impressões da imprensa automotiva sobre o Audi A3 Sedan 1.4 Flex nacional são bastante positivas, apontado que o carro brasileiro é mais confortável que o importado, em face do ajuste mais macio da suspensão, mantendo suas ótimas qualidades dinâmicas e o elevado nível de estabilidade do importado, mesmo com uma nova suspensão traseira.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Com relação à transmissão, as avaliações apontam que a troca foi correta, pois é uma caixa mais robusta e menos ruidosa que a usada nos modelos importados, formando um conjunto harmonioso com o novo motor flex, mais potente e vigoroso.

Audi A3 Sedan 2016 Flex

Esses aspectos, somados ao fato de que o A3 Sedan nacional tem o mesmo nível de qualidade de acabamento, assim como mais equipamentos, evidenciam que o Audi A3 Sedan 1.4 Flex nacional é um carro superior ao importado, pois é mais adequado à realidade das vias e das preferências do consumidor brasileiro.

Postagens relacionadas:

52 comentários:

  1. Este carro é muito bonito !!!! Top mesmo. E por incrível que pareça, acho que pela qualidade e pelo status da marca, vale as 100 mil dilmas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Civic G10 manda abraços e espera o A3 na linha de chegada.
      Com direito a lágrimas nos olhos de tanta alegria ...

      Excluir
    2. É o mesmo caso do Corolla Altis.
      Tem gente que acha que R$ 100 mil nele está bem pago, já outros não.
      Se desde o começo o A3 tivesse vindo com o TipTronic e a suspensão por eixo rigido acho que ninguém estaria falando mal, problema foi que a Audi/VW deixaram o público experimentar um belo pirulito, S-Tronic/DSG e Multi Link com aquele maravilhoso acerto dinâmico, e do nada tirou da boca de todo mundo o pirulito... E o que acontece quando se toma algo da boca de uma criança? Pois é.
      O problema é que depois de experimentar o melhor fica difícil querer voltar atrás.

      Excluir
    3. A audi tem que disponibilizar uma versão manual 6 como na europa! Se fizer apenas a3 automatico vai matar o carro, virando carro de velho!!! Desse jeito vou ter q comprar um golf!

      Excluir
  2. Os irmãos A3/Golf perderam em comportamento dinâmico e velocidade do cambio, mas ganharam potencia (principalmente o A3), conforto e durabilidade/confiabilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O A3 importado é mais confortável.
      Ganhou potência, mas perdeu autonomia também.
      O único ponto de destaque continuado do A3 é o refinamento interno, por empregar materiais de melhor qualidade.

      Fora isso, o A3 nacional é "simprão di tudu" ...

      Excluir
  3. Eu vejo da seguinte forma: Esse AUDI e um carro de entrada da marca, feito somente pra elevar as vendas do modelo, popularizou o A3 somente

    ResponderExcluir
  4. No vídeo fala que não dá pra perceber a diferença entre a suspensão Multilink vs eixo de torção. Hmm, certo, alemãs fizeram um sistema "melhor" só que não dá pra perceber a diferença. Sim, faz muito sentido essa afirmação. #sqn

    ResponderExcluir
  5. Só o tempo dirá se a mudança do DSG7 para o Tiptronic de 6 marchas foi boa ou não.
    Eu prefiro o DSG pela esportividade e economia.

    Agora uma pergunta: É verdade que a ford está pensando em substituir o Powershift por um automático de 6 marchas, devido aos inúmeros problemas apresentados pelo mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que mudem, esse powerShit é uma bomba.

      Excluir
    2. está sim, porem estão fazendo devagar pra nao assustar.... o problemashift tá deixando muita gente sem cabelo...

      Excluir
  6. Parabéns à Audi que fez uma tropicalização como se deve no A3 nacional, como fica claro pelas opiniões de gente que entende.
    Quanto aos orelhas leitores de ficha técnica, são irrelevantes. Se fosse que por esse pessoal, o Peugeot 408 THP e o Citroen C4 THP seriam os carros mais vendidos entre os sedãs médios...sqn. Isso dá a dimensão da relevância dos orelhas.

    A3 nacional ficou top. melhoraram o que já era quase perfeito. Parabéns Audi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha esposa tem um THP e eu um Audi A3. A audi deve ter feito um trabalho louco no aisin ( C4 também o usa) pois o trabalho do aisin e do dsg são incomparaveis.

      Excluir
  7. Tenho o A3 da Hungria. O câmbio é excelente, zuada ou som só se escuta se você estive em uma rua de calsamento e andando a 20 por hora e com a janela aberta para ouvir o som do câmbio. O s tronic é excelente, trocas rápidas e ágil e esportivo, o acerto do conjunto do A3 1.4 prima mais a economia do que o desempenho, tal que para quem tinha um cruze que fazia 6km/l está num carro que faz em média 11 a 12 km/l é uma grata surpresa. Com relação a suspensão multilink é excelente e melhor que a eixo de torção, minha esposa tem um C4 THP com o câmbio Aisin ( talvez o ajuste da audi esteja melhor) mas não tem nem comparação ao s tronic da audi, ela quando dirigi o audi diz que é muito melhor que o THP logicamente o thp anda muito mais. Só posso imaginar um motivo para a audi ter trocado estes dois itens, economia, mas já que está economizando e mantendo preços poderia ter dado mais itens de série ao A3 nacional. Dizer que multilink da problema então é bom avisar a BMW, Honda, Ford, Mercedes e a própria audi em seus outros modelos. Uma pena a mudança mas como aquu ninguém é piloto de corrida não faz muita diferença, só vou repetir já que tirou câmbio e suspensão deveriam ter dado mais itens de série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. então é bom avisar a BMW, Honda, Ford, Mercedes e a própria audi em seus outros modelos

      Não precisa. Elas já estão bem avisadas. O Honda Civic EXR 2.0 (multilink) tomou um pau feio do Corolla XEI 2.0 (eixo de torção). O Focus multilink sempre foi inferior em tudo ao Golf (eixo de torção).

      Na realidade, Honda, Ford é que precisam aprender com as duas maiores do planeta (VW e Toyota) como se projeta suspensão. Tanto VW quanto Toyota têm esquemas baseados em eixo de torção em seus carros mais vendidos do mundo (Corolla e Golf).

      Excluir
    2. O focus tem a mais elogiada suspensão dentre os hatches médios desde seu lançamento. E a Ford não fez o.... peraí..peraí... a suspensão boa não é essa. .. é essa outra. O Arnaldo Keller do autoentusiastas testou o 2016 e comparou a suspensão dele com carros superiores, só que com a vantagem de ser macia para nossas ruas. Ford não deve nada...

      Excluir
    3. O focus tem a mais elogiada suspensão dentre os hatches médios desde seu lançamento.

      O Focus nunca foi páreo para o Golf em nada, muito menos em comportamento dinâmico. Quando o Golf usava como padrão eixo de torção (Golf IV), a Ford tentou multilink para ver se chegava perto do Golf.
      Mas a implementação da Ford é extremante incompetente. E implementação é tudo, como fica claro em Civic x Corolla. O Civic tem multilink e o Corolla eixo de torção. Só que o Corolla é muito mais macio e confortável, e mesmo assim tem melhor comportamento que o Civic, como ficou claro no teste do acelerados, onde o Corolla 2.0 (eixo de torcao) surrou o Civic 2.0 (multilink).

      Então vemos que é uma questão de competência técnica que há na VW e na Toyota e na Audi para projetos de suspensão, e não há na Ford, e na Honda. É simples.

      O problema dos orelhas é que eles só olham a ficha técnica. Não sabem nada tecnicamente e só repetem as baboseiras que leem em outro lugar.

      OS fatos estão aí: Corolla (eixo) humilha o Civic (multilink) na pista. E ainda é mais confortável.

      O Golf IV até hoje é melhor que qualquer Focus, inclusive o Focus III.

      Excluir
    4. Abriram as portas do hospício? Não, cara, que loucura... Isso aí que você falou é tudo loucura

      95% das publicações, nacionais ou estrangeiras, sempre elogiaram o comportamento dinâmico e o acerto do Focus, considerando superior ao Golf, inclusive o VII. Se comparar com o Golf IV então, é covardia. Aprenda que existe uma diferença: o Golf costuma ganhar os comparativos entre o Focus, por ser, no geral, um carro superior. PORÉM, quase sempre vão dar vitória para o Focus em dirigibilidade, acerto da suspensão e comportamento dinâmico. Quem já dirigiu os dois também diz o mesmo.

      Então se tem alguém sendo orelha aqui, é você. Acha que sabe tudo sobre carro, mas deve conhecer bem só a Mercedes com capacidade para 40 pessoas em que você anda todo dia. Mas olhe pelo lado positivo: você tem um motorista!

      PS.: a maciez ou a dureza de um carro não se resume apenas na diferença entre multilink e eixo de torção. É possível ter multilink macio assim como ter eixo de torção duríssimo, em que você sente cada imperfeição ecoando no seu corpo.

      Excluir
    5. O que afirmo sobre a suspensão do focus não é orelhada e nem ficha técnica. Citei exemplo e não o meu ponto de vista. Neste blog, várias pessoas já disseram isso em detrimento da suspensão do golf. Agora a Vw vem com eixo de torção para deixar o carro mais macio. Quem está imitando quem? Eu concordo com o que vc diz sobre orelhada, principalmente aquelas em que o sujeito usa a ficha técnica quando lhe convém, porque quando não dá mais pra usar, a referência muda. A vw tem seus méritos. Por que tirar o das outras marcas?

      Excluir
    6. Carlos tinha sumido...depois do baque quando viu o A3 nacional, resolveu tomar os remédios de forma controlada e largar dessa vida de defensor ferrenho da VW que ultimamente tem causado tanta decepção. Agora pelo jeito andou esquecendo dos remédios de novo. Carlos ao proferir tanta bobagem, esquece que o Audi Ambition e o Golf GTI estarão com a suspensão multilink presente.

      Excluir
    7. Coitados. Tem mané aqui querendo falar que Focus é melhor que Golf? rs.rs..
      Sabem de nada, inocentes.

      O Golf VII superou BMW 125i e Mercedes-Classe A. Não sobrou pedra sobre pedra dos dois.

      Focus não dá nem para o cheiro. Nunca deu e nunca dará.

      Veja comparativo de impresa aelemã:

      http://www.car.blog.br/2013/05/golf-gti-7-supera-bmw-125i-focus-st.html

      A Ford está com engenharia do século XX ainda. O Focus é 250 Kg mais pesado, 10 cm maior, tem menos espaço interno e menos segurança que o Golf.

      E o Focus III ainda não chegou nem no Golf IV, que dirá do Golf 7.

      Na última reestilização do Focus, a Ford mexeu mais uma vez na suspensão do Focus, para que????? Sim, para tentar imitar ainda mais o Golf.

      Golf: o mais imitado e copiado. Jamais igualado.

      Excluir
    8. https://www.youtube.com/watch?v=E-gGo_-BImM
      https://www.youtube.com/watch?v=A1I-VctiQpc

      Nossa Carlos estou vendo como o focus não dá nem para o cheiro!

      Excluir
    9. Veja: Palio (eixo de torção) X Sandero RS (eixo de torção)

      Palio mais macio e mais confortável que o Sandero RS. Aliás, o Sandero RS é duríssimo, cada imperfeição na pista é uma tortura.

      Veja: Focus (multilink) x Civic (multilink)

      Focus mais macio e confortável que o Civic.

      Então: não, a diferença de maciez não se resume ao tipo de suspensão (multilink x eixo de torção), e sim da calibração adotada.

      Excluir
    10. Carlos, eu disse (e as publicações também) que o Focus é melhor que o Golf nos aspectos mencionados, mas isso não quer dizer que o Ford seja melhor que o Volkswagen, pelo contrário.

      Entendeu ou quer que eu desenhe?

      Excluir
    11. Tive o Jetta 2.5 (multilink) e meu irmão um Focus 2.0 (multilink): ambos eram excelentes "na tocada esportiva", mas o Ford conseguia ser mais macio. Nesse ponto, considero que a suspensão do Focus era superior a do Jetta 2.5 - não sei se o Golf multilink é mais macio, mas desconfio q, pela regra da VW, tenha um acerto mais firme como era o Jetta.

      Excluir
  8. + 30 mil e eu levo um fusion com tudo o que eu tenho direito, e é mais espaçoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fusion é uma banheira molenga que não aguenta nem uma curva de esquina. A suspensão é tão molenga que bate em todos as lombadas.
      O Fusion tem problemas de desalinhamento também de carroceria, é tem desempenho inferior, e consumo muito superior.
      Fora que o estilo do Fusion é INFANTIL O que é aquela traseira com lanternas que parece uma árvore de natal. Que coisa mais ridícula.

      O A3 é outro nível de carro. O sujeito que compara um Audi A3 com um Ford deixa claramente transparecer que não entende absolutamente nada de carro, então esse povo merece mesmo um Fusion.

      Excluir
    2. Um acréscimo de "apenas" 30 mil, isso não deve ser nada para vc né.

      Excluir
    3. Baseado em quais fatos você afirma que o fusion tem a carroceria torta? Só se for no seu ódio de recalcada....tosco e fútil

      Excluir
    4. Vou continuar preferindo o elegante, tecnológico e confortável fusion do que este A3 pé de boi, capado, superfaturado e utilizando câmbio e suspensão obsoletos!

      Excluir
    5. Só o Carlos acha o estilo do Fusion "infantil". Esse quesito é elogiadíssimo na Europa e nos EUA.

      Pois é...

      Excluir
  9. Qual a verdade? Foi corte de custo pra manter a faixa de preço.
    A vw/Audi pode ter feito um ajuste adequado do carro? SIM. Mas não deixa de ser um retrocesso tecnológico.

    ResponderExcluir
  10. R$ 90 mil tá de bom tamanho num carro que não vem com bancos em couro e volante multi função. Por R$ 100 mil tem opções melhores ( Fusion ), até por menos ( Jetta tsi ) para pgto. à vista, Aliás esse carro nacional já é encontrado com desconto nas ccs.

    ResponderExcluir
  11. Jetta pode andar muito mais mas internamente o audi da de 10 a zero. Como meu objetivo não é correr e sim conforto e economia vou de audi. O acabamento interno dele é show. Fusion para mim não compete nem com audi, BMW ou marcedes. E vou dizer mais prefiro andar no A3 que na 118i e série A.

    ResponderExcluir
  12. O que é difícil de engolir nesse Audi (considerado premium) é não vir com sensores de estacionamento dia/tra...e não ter bancos elétricos já a partir da versão acima da de entrada.
    Pra mim não admito isso num carro premium... já não compro!!!

    ResponderExcluir
  13. O que tem de bom nesse Audi:
    - design: frente intimidadora e traseira bem resolvida;
    - acabamento;
    - painel limpo: todo o necessário está ao alcance do motorista; painel feito para privilegiar a atenção do motorista ao ato de dirigir; painel limpo valoriza a qualidade do acabamento emborrachado;
    - suspensão: mais alta não ficou estranha como aparentava naquele A3 com pintura personalizada; suspensão privilegia o conforto e atende 90% do uso da grande maioria.

    O que ficou ruim:
    - preço dos opcionais totalmente fora da realidade. Carro deveria vir com couro, gps, rodas e teto já tendo em vista a redução de custos devido à produção nacional e à simplificação de alguns componentes;



    ResponderExcluir
  14. Eixo de torção melhor que multilink? ??????
    Claro. ...claro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Veja Corolla (eixo de torção) x Civic (Multilink);

      Corolla mais macio e mais confortável que o Civic.

      Corolla mais rápido em pista que o Civic (provado pelo teste do acelerados, onde o Corolla humilhou o Civic).

      Golf IV (eixo de torçao) melhor e mais estável que qualquer Focus, inclusive o Focus III (multilink).

      Qual carro traçao dianteira mais rápido em Nurburgring? Megane RS, com eixo de torção.

      Aprendeu?

      Excluir
    2. Golf IV melhor que Focus multilink?

      Carlos tá fumando erva estragada... hahaha!

      Excluir
  15. "Suspensão traseira: não adiantam argumentos, uma boa multibraço é melhor que um bom eixo de torção. Ponto final. Todavia, no dia-a-dia, e na 'pátria faturadora com multas por excesso de velocidade' chamada Brasil, a diferença é muito pequena." - Bob Sharp.
    Como eu já havia comentado em uma publicação no Facebook.
    Bom, ele ta aí, compre quem desejar. Eu não possuo fundos para um veículo como este, confesso. Fico com meu atual com seus 1.6L 16V Comando variável, ar digital e painel macio (Só o painel já o resto chega a parecer que desgasta rápido).

    ResponderExcluir
  16. Quanto absurdo!!! Pagar 100.000 num carro com tecnologia defasada parece piada. Devíamos ter vergonha de permitir a comercialização de produtos como este, e alguns ainda batem palma pelo retrocesso. Então você que mora na roça, com rua esburacada, onde a velocidade máxima da via é de 60 km/h, que não precisa fazer curva fechada, e quer chamar atenção, realmente o A3 Cross brazuca irá atender à sua necessidade. Mas não vale contar vantagem dizendo que o seu carro é o mesmo que passa nos filmes americanos e europeus, pois só a embalagem que é semelhante...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que você é apenas um leitor de fica técnica. Não tem conhecimento técnico para discutir a questão, então fica falando bobagem.

      Vamos aos fatos: o Audi A3 nacional: motor mais potente, deixando ele 1 segundo mais rápido no 0 a 100 Km/h que o importado. Isso números de testes de todas as revistas. E ainda ficou mais econômico que o importado, segundo o INMETRO.

      E não contente, a Audi ainda colocou uma suspensão traseira mais robusta, que não exige alinhamento das rodas traseiras, mais elevada (ajudando a passar em buracos sem ralar) e ainda mais macia e confortável, sem perda de estabilidade.

      E ainda dotou o A3 nacional com uma transmissão do tipo que a BMW usa em seus carros, e na linha Audi só entra em modelos mais caros, que é um câmbio automático epicíclico, mais robusto que o automatizado que é usado no Importado.

      Ou seja, a Audi do Brasil investiu, aperfeiçoou o projeto, gastou mais, e produziu um A3 nacional melhor que o importado, adequado ao Brasil.

      Isso se chama: respeito ao consumidor brasileiro. Parabéns à Audi. E que outras empresas sigam o exemplo.

      Excluir
  17. Então, a VW retirou a suspensão com eixo de torção do Jetta e o deixou mais estável e confortável... Quem sera que está certo hein?

    ResponderExcluir
  18. Quando a Honda lançou o NEW CIVIC com um padrão mais baixo nos Estados Unidos, houve tanta reclamação que a Honda pediu desculpas pelo que fez. E depois disso, melhorou o CIVIC até sua nova versão 2016 que é considerada um primor. Temos que reclamar e exigir produtos no mesmo nível do primeiro mundo. Nada de baixar a guarda e engolir qualquer coisa. Já chega disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta besteira! Falta de conhecimento é complicado.
      Trazer carros iguais aos da Europa para o Brasil é totalmente inadequado, pois nossas vias são esburacadas, cheias de valetas e lombadas. Então esses carros não aguentam o tranco no Brasil.

      O que temos que exigir é que as demais montadoras façam como a Audi e a VW: façam carros no Brasil que sejam melhores que os importados.

      veja o Audi A3 nacional: motor mais potente, deixando ele 1 segundo mais rápido no 0 a 100 Km/h que o importado. Isso números de testes de todas as revistas. E ainda ficou mais econômico que o importado, segundo o INMETRO.

      E não contente, a Audi ainda colocou uma suspensão traseira mais robusta, que não exige alinhamento das rodas traseiras, mais elevada (ajudando a passar em buracos sem ralar) e ainda mais macia e confortável, sem perda de estabilidade.

      E ainda dotou o A3 nacional com uma transmissão do tipo que a BMW usa em seus carros, e na linha Audi só entra em modelos mais caros, que é um câmbio automático epicíclico, mais robusto que o automatizado que é usado no Importado.

      Ou seja, a Audi do Brasil investiu, aperfeiçoou o projeto, gastou mais, e produziu um A3 nacional melhor que o importado, adequado ao Brasil.

      Isso se chama: respeito ao consumidor brasileiro. Parabéns à Audi. E que outras empresas sigam o exemplo.

      Excluir
    2. Lembro desse caso, a Honda ficou com a imagem bem arranhada nos EUA. Mas é aquele esquema: americano não sabe nada, brasileiro sabe tudo.

      Excluir
    3. E só o Carlos acha que a VW vai "gastar mais" com essas mudanças... pode ter investido um pouco para fazer as alterações, mas poupa uma bela grana a cada carro vendido.

      Excluir
  19. Show de informação, conhecimento técnico e imparcialidade. Desta vez serei obrigado a dar a mão à palmatória...Parabéns, comentário perfeito, Carlos!

    ResponderExcluir
  20. Acho que sou muito desinformado.... Apesar de ler muitas matérias a respeito.... De sites ingleses e americanos .... Antes de ter comprado meu ridículo dsg... Multlink.... Também uso podium.... Putz.... Flex é melhor... Rsrsrs... Só rindo mesmo.... Bom, ninguém é obrigado a comprar gato por lebre... Então quem sabe seremos ouvidos um dia? Reclamem sempre... E nao aceitem desculpas....

    ResponderExcluir
  21. Esse carlos4carros só pode tá de brincadeira ou então é pago pela Audi Brasil p/ tentar justificar o impossível.

    O Baghdad Joe acertou. A cada carro desse fabricado com essa câmbio mequetrefe e suspensão de carro de rally (podiam ter colocado logo feixe de mola) a Audi economiza uma boa grana aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo que está testando o carro está dizendo que está melhor. O Top Speed testou e disse que o A3 nacional flex ficou bem melhor que o importado, especialmente por conta do câmbio.

      https://www.youtube.com/watch?v=MzcNg9xt2rI

      Excluir
  22. A questão que não foi comentada na discussão do forum é a diferença entre as ruas, avenidas, estradas brasileiras e as alemãs. Na Alemanha sabem construir boas estradas e conservá-las. No Brasil as estradas públicas são a consequencia mais visível da roubalheira existente no País. Portanto, a Audi está certíssima em fazer escolhas acertadas de suspensão traseira e cambio que funcionam bem nas estradas ruins brasileiras.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.