Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW up!: facelift na Europa em 2016, nova geração em 2020

Categorias: , , , 27 Comentários

A Volkswagen prepara um facelift do carro sub-compacto up! para desembarcar na Europa a partir do segundo semestre de 2016. Posteriormente, até 2020, chega a nova geração do modelo, que terá novidades, como a introdução de uma versão mini-van e também de um SUV.

Volkswagen up! 2016

A nova geração do up! será oferecida apenas em configuração de cinco portas - que hoje tem ampla preferência do consumidores - e no formato hatchback. As demais configurações - SUV e Minivan - vão compartilhar a parte inferior da carroceria, painel frontal, suspensão, freios, direção, eletrônica e a plataforma modular. Os painéis exteriores e o teto, porém, são bastante diferentes um do outro. No caso da versão mini-van (Space-Up!), poderá ser usada portas traseira corrediça - similar à adotada no conceito Milano Taxi (imagem abaixo).

Volkswagen Milano Taxi

Já a versão SUV do up! terá rodas de maior diâmetro e alterações estéticas para dar ao carro um visual aventureiro (as versões convencionais transmitem a imagem de lazer). Não haverá roda pendurada na traseira. As demais variações do up! - Seat Mii e Skoda Citigo - diferenciar-se-ão, como hoje, pela dianteira e traseira, com o Mii com visual ainda mais esportivo, e o Citigo mais sofisticado.

Motores

A Volkswagen manterá os motores tri-cilíndricos no up!, mas a nova geração terá versões híbridas plug-in, como maior performance e autonomia. No caso das versões convencionais, o motor 1.0 passará a ter 105 cavalos, enquanto a versão turbo (TSI) terá ampliação do nível de potência para 116 cavalos.

Além disso, na Europa, versões diesel 1.4 com potências de 75 cv e 105 cv serão oferecidas.

Na parte de transmissão, a caixa manual de cinco marchas será totalmente nova. Já a automatizada de cinco marchas atual será substituída por uma unidade automática de seis marchas.

Fonte: AutoBild

Postagens relacionadas:

27 comentários:

  1. o remake ficou ótimo, tira aquela imagem de carro LEGO,
    pois no resto ele é muto bom, e muito superior ao concorrentes

    ResponderExcluir
  2. Agora sim ficou bacana esse Up!

    ResponderExcluir
  3. 105 Cavalos num motor 1.0 aspirado é como tirar leite de pedra, isso está certo ? Se for verdade, incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não acho isso não, até pq a honda tirava 160 cv de um motor 1.6 no vti, e nos dias de hj as motos 1000cc estão batendo os 200cv então 105 cv de potência não me impressionam, o que deve impressionar, é a rotação q vem o torque, pois se vier abaixo de 4000 rpm nesse motor será bem impressionante, tendo em vista q com o aumento de potencia em um aspirado a tendencia é do torque vim em alta, mas isso é a evolução natural dos motores!!

      Excluir
  4. O up! será reestilizado na Europa depois de 5 anos que foi lançado por lá (2011). Só isso mostra como o design sóbrio e elegante dele mantém-se atual por longos e longos anos. Enquanto isso, o Hb20 precisa de facelift depois de 3 anos de lançado.
    Aí, o consumidor que ficou "encantado" com o visual excessivo, espevitado e rebuscado do HB20, fica com um carro antiquado depois de 3 anos de mercado, com mais desvalorização. Enquanto o que compra o up!, que além de melhor (anda mais e bebe menos) que o HB20, fica com o carro mais atual por longos anos sem alteração, moderno e contemporâneo e com baixa desvalorização.

    Isso é mais uma prova empírica da ampla superioridade do design do up! sobre o do Hb20 e do Ka, que foi mostrado abaixo:

    http://www.car.blog.br/2015/05/volkswagen-up-design-superior-ao-do.html

    No fim das contas, é uma questão de cultura e escolaridade. O povo menos instruído e de baixa cultura gosta mais de design carregado (de baixa qualidade).

    Já as pessoas mais cultas e de maior escolaridade tendem a gostar mais de design funcionalista, limpo e sóbrio, como o do up!.

    Não é por outro motivo que um carro feito para a classe C, como o HB20, seja visto como "bom design". Mas se vc olhar os mercados mais desenvolvidos (SP e DF) o up! se sobressai, e, no segmento superior do mercado, quem domina é a Audi, com seus desenhos limpos, sóbrios e elegantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Questão de cultura e escolaridade?

      Excluir
    2. quem vende mais? Quem faz mais sucesso? Quem é o mais vendido hoje?

      Excluir
    3. O up! vende por volta de 30.000 unidades por mês entre Brasil, Europa, Argentina e Uruguai.
      O HB20 vende umas 9.000 por mês, só no Brasil.
      Ou seja, o up! vende mais de 3 x o HB20.
      Respondido?

      Excluir
    4. Rodrigo, em maio o HB20 vendeu mais que o dobro de up! e se olhar o tal "mercado mais desenvolvido" continua vendendo praticamente o dobro do up!

      Mas vem cá, vender mais ou menos não diz quem é melhor e sim aquele que mais agrada, acho boba esse briguinha...

      Excluir
    5. O HB20 é vendido em versões 1.0 e 1.6, e é um compacto, que é um segmento que no mundo inteiro vende mais que os sub-compactos como o up!.
      Mas o HB20 é tão "bão", que a Hyundai só vende ele no Brasil. Na Europa ela vende o I20, bem superior ao HB20.
      E mesmo o up! sendo sub-compacto só com motor 1.0, ele vende mais de 3 vezes o HB20 em âmbito global. Fatos, apenas fatos.

      Excluir
    6. CARLOS, SABE DIZER QUANDO TERÁ ESSE FACELIT DO UP NO BRASIL???? PORQUE AQUI ELE FOI LANÇADO EM 2014, SERÁ QUEM EM 2016 OU 2017 JÁ TERÁ ESSE FACELIT????

      Excluir
  5. Respostas
    1. No Brasil o face-lift deve chegar em 2035 e a segunda geração em 2060, quando o Up! europeu já estiver na décima geração. (rsrsrs)

      Excluir
    2. Aqui mais uns 2 anos já vem de "carinha nova", Brasileiro adora um Facelift...

      Excluir
  6. Gostei dessa frente no UP. O carrinho é muito bom (seguro, econômico, anda bem, boa dirigibilidade). Se tivesse um visual mais "agressivo" (como esse das fotos) e um interior mais arrojado, daí cairia de vez no gosto do público. Teria tudo pra disputar os primeiros lugares em vendas. Acredito que o UP ainda vai fazer história no Brasil. Uma nova geração pode levar o carro, que já é bom, a um melhor destaque no mercado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parte que mais gostei da notícia foi sobre a nova caixa de marchas, pois a atual aqui vem me dando dor de cabeça e me transmitindo baixa qualidade, já perdi as contas de quantas vezes "paguei mico" arranhando a 1ª, acho que já gastei a engrenagem...

      Excluir
    2. O câmbio do up! é de longe o melhor que tem no mercado. Engates curtos, precisos e macios, elogiado por todos os jornalistas especializados.
      Se o seu carro apresenta dificuldade de engatar a primeira, o problema esta certamente naquela peça que fica entre o volante e o assento.

      Excluir
    3. Exatamente. Nunca arranhei a caixa do meu Cross Up, chegando aos 10.000 km.

      Excluir
  7. custava esse desenho desde a primeira geração?

    ResponderExcluir
  8. Maior escolaridade vai de up! Carlos? E os compradores de HB20 são menos instruídos... Qualquer justificativa, mesmo que o design do HB20 seja mais carregado, é incontestável que tanto internamente como externamente é mais bem elaborado e agradável aos olhos do que o up!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não perca seu tempo com "papo de vendedor" e o rei das contradições, segundo ele os mais instruídos do Brasil são Paulistas e Cariocas e por lá o HB20 vende praticamente o dobro do up!

      Pode Arnaldo!?

      Excluir
    2. Evidentemente vc não entende nada de design. O up tem um design superior ao do HB20, como mostrado abaixo:

      http://www.car.blog.br/2015/05/volkswagen-up-design-superior-ao-do.html

      O HB20 está longe de ter um "design bem elaborado". Aliás, o design do HB20 é de baixa qualidade, que prejudica a função em detrimento da forma. O interior do HB20 é claustrofóbico, pois a área envidraçada ficou pequena porque a Hyundai quis subir a linha de cintura do carro. Com isso as pessoas sentem-se afundadas dentro do HB20, e, pior, a visibilidade interna é péssima. Um desastre.
      O design do HB20 é tão de baixa qualidade, que ele em 3 anos de mercado já vai sofrer facelift, mostradno que o design dele envelhece aceleradamente, prejudicando o consumidor, que fica com o carro desvalorizado e com aspecto velho em pouco tempo.
      O interior do HB20 é outro desastre, com o painel todo espevitado, cheio de reentrâncias. O cluster de instrumentos tem iluminação excessiva, e o é muito confuso, com linhas dividindo os instrumentos que poluem o visual e dificultam o motorista ver a informação correta, afetando a segurança, pois o motorista desvia muito a atenção da pista procurando a informação no interior.
      O HB20 é um carro feito para a "nova classe C" brasileira, que ainda tem baixa cultura e baixa escolaridade, e, portanto, gosta de desenho rebuscado e excessivo, de mal gosto.

      Excluir
  9. Gosto muito do design atualmente usado no Up, o diferencia de tudo que existe no Mercado; mas. é preciso reconhecer que o Mercado exigiu mudanças e a VW vai responder rápido inclusivo aqui no Brasil. Como foi comentado no blog, o carro é muito bom, contudo precisa de uma forma design que agrade a maioria, não apenas a mim e outros tantos.

    A VWB não deverá perder tempo pois, analisando bem não será muito investimento em mudar aquela frente, apenas capuz e para-lamas, o resto é tudo plástico moldado.

    ResponderExcluir
  10. EM 2016 FACELIT NA EUROPA, SERÁ QUE EM 2017 JÁ VEM O NOVO DESIGN PRO BRASIL???? TOMARA QUE NÃO PORQUE ACABEI DE COMPRAR 2 UP, E 1 DELES TSI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos 2 kkkkkk Mas eu acho quase impossível fazerem um Up 1.0 aspirado com a mesma potência do UP TSI que temos hoje. Concorda amigo?

      Excluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.