Car.blog.br

Pesquisar este blog

VW Up! I-motion com 6.000 Km: revisões a cada seis meses

Categorias: , , 38 Comentários

O Volkswagen up! Imotion, modelo White-up!, objeto de nosso teste de longa duração chega aos 6 mil km rodados, e com pouco mais de 5.000 Km esteve na concessionária para troca de óleo e filtros, durante a revisão programada de seis meses.

Volkswagen up! - I-Motion

Um pouco antes de o up! I-motion entrar em período de revisão, notamos um ruído na parte dianteira do veículo quando se dava partida no motor. Colocamos o carro para andar bem devagar e constatamos que o barulho continuava. Entretanto, o ruído surgiu quando este Up I-Motion estava em uma concessionária buscando a editora que tinha deixado o nosso outro up! (move-up MT - veja detalhes aqui) para revisão, e então acionamos o atendente para dar uma avaliada na situação.

Ele constatou o ruído, mas não conseguiu detectar do que seria. Ele levou o carro para a oficina deles para avaliar o problema no elevador. Lá, ele chamou o chefe da oficina para fazer a verificação. O chefe da oficina pediu para levantar o carro no elevador. Pedimos para ele escutar o barulho com o veículo no chão. Ele entrou no veículo, acionou a chave de contato e, sem o motor pegar, dava para se ouvir um ruído. Falamos para se fazer pequenos deslocamentos do veículo para saber se ocorria o ruído. Ocorria também e era bem acentuado. O atendente explicou, então, que precisaríamos deixar o veículo por uns dois dias lá para eles analisarem o problema e posteriormente comunicarem à VW e esperar uma resposta deles. De acordo com o caso, o veículo poderia ficar lá além de dois dias.

Optamos por não deixar o carro na concessionária, pois iríamos ficar sem carro algum, já que o outro up! estava em revisão. Ocorre que, quando voltamos a andar com o carro, o ruído não mais se manifestou. Não se manifestou, inclusive, até o período de revisão, de modo que enviamos o carro à concessionária, e não falamos nada do ruído, pois o mesmo desapareceu. De qualquer forma, estamos atentos à eventual recorrência a desse ruído, e caso ele volte a ocorrer, iremos acionar a concessionária para verificação.

Revisão de 6 meses - qual a justificativa?

Uma questão crítica com relação à revisão do up! é que a Volkswagen exige a presença na concessionária a cada 10.000 Km ou a cada 6 meses (o que ocorrer primeiro). O problema é que o up! não conta com qualquer sistema de aviso de revisão a cada seis meses, o que obriga o proprietário a ficar constantemente atento aos prazos e quilometragens de revisão, com o risco de se perder a garantia.

As concessionárias aceitam aceitam o veículo com tolerância de 1.000 km ou um mês para mais ou para menos. A informação nos preocupou, pois quando nos demos conta de que o carro deveria ir para revisão de seis meses, já estávamos atrasados 29 dias. Ou seja, mais um dia e o veículo perderia a garantia. Entretanto, como o nosso up! não tem garantia, já que o compramos em leilão, não haveria maiores problemas, mas em uma situação normal, de carro com garantia, o consumidor poderia ser prejudicado, exatamente pela falta de um sistema que avise, no painel, sobre a necessidade de se fazer a revisão. Entendemos que o up! mereceria um sistema de alerta sobre manutenção programada, como existe no Golf 4,5, que é um projeto bem anterior ao up!, e informa no painel quando a revisão deve ser feita, se por quilometragem ou por tempo.

Atualização (23/05): O Up! tem um sistema de alerta de revisão. Quando está próximo ao período de revisão, surge a mensagem "INSP" no painel, para lembrar o motorista sobre a necessidade de inspeção programada.

Essa quase perda de prazo de revisão do nosso up! (que entendemos foi decorrente de o carro não ter passado pela revisão de entrega, visto que compramos o carro de leilão, mas os próximos intervalos serão informados pelo computador de bordo, então não haverá mais risco de perda de prazo) nos levou a questionar esse procedimento de revisão a cada seis meses ou 10.000 Km, que é uma "novidade". No passado, nos veículos VW, uma troca de óleo ocorria quando o veículo rodava os primeiros 5.000 km. Depois era de 10.000 em 10.000 km.

Sabe-se que as montadoras gastaram muito dinheiro em testes para fazer com que o óleo só fosse trocado a cada 10.000 km, e conseguiram isso. Então fica difícil entender quais os motivos que justificam obrigar o consumidor a uma revisão a cada seis meses, sendo que nessas revisões, mesmo que o carro tenha rodado apenas 5.000 Km, o óleo é trocado.

Volkswagen up! - I-Motion

O problema se agrava pois a troca de óleo não é barata, em torno de R$ 190 reais, fora o custo de outras peças como filtro de óleo, filtro de combustível, etc. E se não for feita, perde-se garantia.

Procedimentos de revisão - VW EUA e VW Alemanha

Tendo em vista que esse procedimento de revisão a cada 6 meses nos parece despropositado, procuramos verificar como a Volkswagen procede com revisão nos EUA (para o Golf) e Alemanha (para o up!), e descobrimos o seguinte.

Estados Unidos : revisão a cada 1 ano ou 16.000 Km

Nos EUA (clique aqui para acessar o site de manutenção programa da VW of America), a Volkswagen exige, para manter a garantia de seis carros, um prazo de um ano ou 10.000 milhas, o que corresponde a 16.000 Km.

Alemanha: revisão a cada 1 ano ou 15.000 Km

Já na Alemanha (veja detalhes aqui), para manter a garantia do up!, o consumidor tem duas opções de revisão: fixa ou flexível.

No caso da revisão "Fixa", o consumidor deve fazer uma troca de óleo a cada 15.000 Km ou 1 ano (o que ocorrer primeiro). A segunda revisão ocorre dois anos após a compra, ou 30.000 Km. A partir daí, as revisões ocorrem a cada intervalo de 1 ano ou 30.000 km + troca fluido de freio nos 3 primeiros anos, ou a cada 2 anos.

Já quem opta pela revisão do tipo "Flexível", o sistema do carro indica o momento de fazer a troca de óleo, de acordo com parâmetros de uso do carro, que ocorrerá em um prazo máximo de dois anos. As demais revisões para os demais componentes ocorrem a cada 1 ano ou 15.000 km.

Brasil

Ou seja, o procedimento de revisão a cada seis meses ou 10.000 Km usado pela Volkswagen do Brasil não tem paralelo nem nos EUA e tampouco na Alemanha. Nesses países as revisões ocorrem a cada 15.000 Km ou no mínimo 1 ano, enquanto no Brasil é a cada 10.000 Km ou seis meses. O consumidor brasileiro, durante o período de garantia, fica obrigado a fazer o DOBRO de visitas (e pagar no mínimo o DOBRO também) às concessionárias para manter a garantia.

Consumo

Consumo de Combustível - Volkswagen up! I-Motion
DatakmlitrosR$km/l
12/02/20152.48732,92102,02
?2.60712,1440
12,31
01/03/20152.97630,8795,05
16/03/20153.41736,49113,02
18/03/20153.59014,8546,02
28/03/20154.12141,31128,02
08/04/20154.30116,7952,03
20/04/20154.67028,488,01
24/04/20154.83814,5245
28/04/20155.08218,8858,51
07/05/20155.70744,97148,21
36109
18/05/20156.44025,9980,54
20/05/20156.61614,143,7


Como pode ser visto na planilha de acompanhamento de consumo acima, o nosso up! I-Motion vem apresentado uma média de consumo de gasolina de 12,31 Km/l, em um percurso 50% cidade, 50% estrada, com o ar-condicionado ligado 100% do tempo, e sem preocupação em economizar combustível.

Impressões

Durante os mais de 6.000 Km rodados com o up! I-Motion, a impressão que fica é que este carro cumpre o protocolo  para o qual foi criado: um carro ágil para uso urbano e pequenas viagens, econômico e versátil, eficiente e moderno.  Com certeza o melhor do seu segmento.

Volkswagen up! - I-Motion

O câmbio automatizado exige uma adaptação, principalmente para pessoas cuja expectativa é de que o Up! Imotion seja um carro automático. Não é. Ele facilita bem a condução principalmente para uso urbano mas tem suas restrições. Em ladeiras ele pede ajuda do freio de mão pois volta para trás, em subidas íngremes é preciso passar para o Manual para um melhor rendimento, e assim por diante.

Volkswagen up! - I-Motion

Entretanto suas vantagens são inúmeras: um carro seguro, gostoso de dirigir, com linhas modernas e elegantes.

Conclusão

Volkswagen up! - I-Motion

Estamos gostando muito da experiência com mais este "pequeno notável", agora automatizado, e que vem atraindo  a atenção de muitas pessoas quando estacionamos em vias publicas ou estacionamentos, e sempre recebemos elogios de manobristas e admiradores do carrinho.

Postagens relacionadas:

38 comentários:

  1. EUA e Alemanha né? Outro nível. Os carros lá nem sujam! Afora que nos países citados não tem tanto anda-e-para como aqui, isso acaba por reduzir muito a vida útil do lubrificante. De toda forma, continua sendo absurdo revisões a cada 6 meses, as atendentes das css não ligam para avisar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos nos EUA o que mais tem é o "anda e para". Estive recentemente em Los Angeles e o trânsito era infernal durante quase o dia inteiro.

      A VWB precisa fornecer uma justificativa razoável para isto.

      Excluir
    2. Paulo, a VW infelizmente não liga diferente da Ford que avisa uma semana antes.

      "O problema é que o up! não conta com qualquer sistema de aviso de revisão a cada seis meses"

      ...aqui de duas a três semanas antes da revisão aparece no painel "INSP" informando que o veículo deve ser revisado.

      A unidade de vocês deveria ter exibido essa informação.

      Excluir
    3. Além de aparecer "INSP" no painel (no marcador de km quando giramos a chave da ignição), sempre recebo uma carta (folder) da Volkswagen pelo correio, inclusive com o valor da revisão. Também volta e meia recebo e-mails da Volks e da concessionária. Além de já ter a data da próxima revisão marcada no manual de manutenção.

      Excluir
    4. Pessoal, vamos corrigir o post, pois realmente a editora que está fazendo o teste não tinha atentado para a questão do INSP.
      Sobre os contatos da concessionária, como compramos o carro de leilão, não houve intermediação de concessionária, por isso acreditamos que os contatos não são feitos como nos demais casos. Mas vamos colocar isso no post também.
      []s.

      Excluir
    5. Outro questão é que o carro foi comprado em leilão, então não passou pela revisão de entrega, o que pode ter levado a uma falta de programação do computador de bordo sobre a questão da revisão. Agora, como o carro passou pela primeira revisão, o sistema foi ajustado para informar corretamente. Acreditamos que a concessionária irá nos informar também por e-mail sobre os prazos, como ocorre nos demais casos.
      []s.

      Excluir
    6. Muito mimimi por mixaria.

      As montadoras sabem que brasileiro é cabeçudo e quer ter carro zero, mas também quer mendigar em combustível.

      Aqui temos combustíveis adulterados a rodo sendo vendidos. Temos estradas ruins e muita estrada de terra, o que abrevia a vida do lubrificante pelo motor funcionar mais tempo em condições severas.

      E reclamar de fazer revisão a cada 6 meses? Olha, melhor não ter carro então... Melhor andar a pé ou de bike. Faz bem pra saúde e ainda diminui a emissão de gases-estufa.

      O óleo tem que ser trocado a cada 6 meses do mesmo jeito... Então, qual a vantagem de ter revisão anual? Não muita... O preço não fica tão menor assim.

      Sinceramente, isso é desculpinha furada de quem não quer gastar com o carro.

      Excluir
    7. Quer dizer que depois disso tudo [combustível adulterado e estradas ruins] a gente ainda tem que aceitar esse tipo de abuso? Para mim isso é desculpa de quem NÃO TEM carro...

      Excluir
    8. Mas isso é um fato meu caro, seguimos apenas o manual do proprietário. Você que não deve ter carro, só fica no achismo...
      Agora se é abusivo ou não, é uma outra história.

      Excluir
    9. Ilustre Rogério H, deve ser dono de css.

      Excluir
    10. Gomes, nao tenho css.

      Paulo, se tu acha isso a meu respeito, esta dispensado, ok?

      Como o SDS frisou, sigo apenas o que diz o manual. Se tem quem prefira economizar com oleo no carro, entao melhor vender o carro e andar de bike...

      Ou entao, se tah inconformado com os prazos de revisao, eh facil... Muda de marca. A concorrencia tah ai pra isso...

      Excluir
    11. Sim, segue o manual e fica no prejuízo, tipo as velas Iridium que a Honda pede troca a cada 50 mil kms quando elas duram mais de 100 mil. Mas é isso aí, quem defende esses desnecessárias revisões de 6 em 6 meses ou é muito rico ou como disse o rapaz aí de cima, dono de concessionária... Meu carro tem revisão e anual se não der na km de 10 mil kms que eu estipulo como limite maximo de vida util do óleo do motor baseado nas minhas andanças entre trabalho, faculdade e diversão. Já está comigo a 4 anos, mandei trocar recentemente a junta da tampa de válvulas que começou a vazar por ressecamento e estava tudo limpo como deve ser.

      Excluir
    12. Tá bom, Paulo.

      Agradeço vossa preocupação com o meu dinheiro, mas, com todo o respeito, você não paga as minhas contas e tampouco me sustenta.

      Está dispensado (2)...

      Excluir
  2. Ue, mas não aparece a inscrição "insp" quando está no período de manutenção?

    Bom, pelo menos na css onde faço as revisões (Frankfurt - Ceasa), eles costumam me avisar por telefone e e-mail.

    ResponderExcluir
  3. O pessoal da css me ligaram na hora de fazer a revisão no meu, senão tinha esquecido também.
    Essas visitas a cada seis meses é somente para arrancarem nosso dinheiro.
    Carrinho estava com pouco mais de 4.000km quando foi feita.

    ResponderExcluir
  4. O que dizem é que o oleo lubricante mesmo sendo sintético perde a validade com 06 meses de uso, mesmo se o carro estiver rodado apenas 2000km neste periodo, será verdade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duvido. Há de se comparar com a concorrência e checar se é o mesmo óleo.

      Excluir
    2. Óleo é um composto orgânico (como um pedaço de carne) e tem um período de validade.
      O cruze aqui de casa as revisões são anuais, porém as trocas de óleo são feitas semestralmente.

      Se pessoal está reclamando de uma simples troca de óleo, melhor ficar sem carro logo...

      Excluir
    3. SDS, concordo.

      Querer ter carro e mendigar no óleo só pode ser burrice.

      Troco o óleo impreterivelmente a cada 6 meses. Óleo tem validade e perde suas propriedades com o tempo. Então, qual a vantagem de ter revisão anual?

      Bom é ter carro velho e gastar todo santo mês, 300, 400 pau no mecânico?

      Desde que só optei por ter carro zero km, só tenho gastos com carro a cada 6 meses.

      Então, não sai tão caro assim...

      Excluir
    4. Grafite, plástico e isopor também são um compostos orgânicos, aliás tudo que tem carbono é orgânico então esse papo furado [pior, comparando um óleo a carne] não cola.

      Excluir
    5. Atualmente rodo com um White Up manual por todo tipo de estradas e ruas/avenidas e quase sempre muita poeira, não há como no interiorzão deste país não substituir o óleo do motor e filtro a cada 10 mil km ou seis meses, no Brasil, menos é mais; Europa e USA não são parâmetros, a gasolina é muito melhor e estradas muito superiores, outro mundo. Chegando aos 11 mil km, com pouquíssimos problemas, bomba de gasolina trocada, esguicho traseiro foi colocada a válvula de retenção e reapertado vidro do motorista, no resto só alegria, carro excelente e muito forte. Instalei um protetor do cárter e caixa pra aguentar a buraqueira e a infestação de quebra-molas, muito util.

      O White Up i-motion daqui de casa é só alegria, chegando aos 4 mil rodados com ZERO problema. Carro muito agradável de guiar.

      Excluir
    6. Paulo Freire:
      Minha analogia para o pedaço de carne é que ela estraga com o tempo, o mesmo acontece com o óleo, muito embora há adição de alguns aditivos para prolongar sua vida útil.

      Tanto a GM quanto VW adotam o período de 6 meses para troca do óleo. Entretanto, VW considera como revisão...
      É o que falei, se não quer gastar com óleo, melhor ficar sem carro, haja vista a quantidade de carros judiados com apenas alguns anos de uso.


      Excluir
    7. Todo caso, é meio estranho um período tão curto para troca de óleo. Óleo sintético (como o usado do up!), são mais estáveis que os óleos minerais que geralmente perdem a validade em 6 meses. Tanto que na ford e na fiat (que geralmente usam óleos sintéticos) a maioria das revisões é anual.

      Excluir
    8. A Ford exige troca de oleo a cada seis meses também.
      E a Fiat sim tem revisão de ano em ano, mas ela só dá garantia de 1 ano, enquanto VW dá de 3 anos.

      Excluir
    9. Ford aumentou o período entre revisões para até 1 ano, como esclarecido na 4R. A Honda usa óleo mineral e tem revisões a cada ano ou 15 mil kms, então não se explica esse prazo curtíssimo em um óleo sintético, a não ser tirar o maximo de dinheiro do cliente, lembrando que a evasão das concessionárias por clientes insatisfeitos com os serviços prestados é imensa, tem que oferecer serviços melhores, não mais tempo de garantia.

      Excluir
    10. A primeira revisão da Ford é com 6 meses ou 5.000 Km:

      http://www.ford.com.br/servico-ao-cliente/revisao-preco-fixo/veiculos2015/1a-revisao

      A Ford aumentou o prazo de revisão para 1 ano, mas criou a "visita a concessionária a cada 6 meses para trocar óleo".

      Excluir
  5. o pessoal da css sempre me ligou na hora de fazer a revisâo do meu TAKE up! . e o painel ja acusou a hora de fazer a revisao .. aparece INSP. carro esperto 16.2 km/l na cidade com gasolina comum e 12.3 km/l etanol ! o meu está com barulho na suspensao 16.320 km rodado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu também está com barulho na suspensão.
      Havia um, na porta, que foi sanado com lubrificante. Fui orientado por alguém daqui do Blog (não recordo quem) a lubrificar a trava, deu certo.
      Engraçado que, depois que fiz revisão, este INSP apareceu, e continua.

      Excluir
    2. Gomes, se esse ruído for uma batida meio seca na suspensão quando se passa num buraco mais fundo ou em lombadas muito acentuadas, é por conta de um calço que a VW colocou na suspensão para deixar o carro mais alto devido às nossas "ótemas" ruas e estradas...

      Teve um rapaz que tirou esse calço da suspensão e resolveu o problema... Só que o carro ficou mais baixo uns 2 cm.

      O "INSP" tem como reprogramar pelo painel de instrumentos... Explica no manual e dá pra fazer você mesmo. Assim, ele some...

      Excluir
    3. Não é batida seca, não, é um "grilo".
      Aquele mesmo barulho característico de veículos com suspensão com feixe de molas ( Uno Mille, S10, Strada...).

      Excluir
  6. Uma ressalva ao texto: Até a linha 2004 a troca de óleo era com 15 000 KM e as revisões eram de 30 000 em 30 000 KM (serviço de inspeção). Na linha 2005 a troca de óleo passou a ser de 10 000 em 10 000 KM e o ''serviço de inspeção'' de 15 000 em 15 000 KM. Foi neste ano/modelo (2005) que a garantia para ''powertrain'' passou a ser de 3 anos.

    ResponderExcluir
  7. Depois voces reclamavam das revidoes da ford que era 6 meses ou 10.000 so que na ford mudou, 6 meses e so a primeira as demais sao 12 meses ou 10.000 km o que atingir primeiro, a primeira do ford ka de 6 meses custa 224,00 dilmas.

    ResponderExcluir
  8. O óleo específico pro motor do Up segue a nova norma 508 88 da Volkswagen. Fiquem atentos, pois o Castrol Magnatec 5W40 ainda é vendido também na norma 505, que é a antiga. O novo vem escrito "508 88" na frente da embalagem e o lubrificante tem cor verde.

    Eu faço as trocas de óleo nas revisões, mas comprei 1L desse novo óleo Castrol pra deixar em casa, caso precise completar. Ele foi lançado há poucos meses para compra em frasco de 1L nas lojas de autopeças. Custa R$ 35,00 o litro.

    Esse regime de revisões a cada 6 meses é chato de seguir, mas a troca do óleo nesse intervalo de tempo é muito benéfica pro motor. Já li em fóruns gringos que a durabilidade dos EA211 é realmente muito alta, a Volks caprichou nessa nova família de motores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato...

      Mas sabe como brasileiro eh... Compra carro zero, mas quer mendigar com oleo.

      Depois fica com esse mimimi aqui.

      Excluir
  9. eu penso o seguinte, nada de troca de óleo com 10 mil e nem a cada 6 meses, mas sim a cada 7 mil ou a cada 4 meses. Troca de filtros alternados.
    Combustível, só aditivada.
    trocaq do óleo do cambio, ainda nao se falou, mas a cada 40 mil.
    Quer ter um carro por muito tempo, tem q meter a mão no bolso nas revisões preventivas, preferencialmente antes do prazo estabelecidos.
    Temos q tomar cuidado tb com os manuais, ter como parâmetro e confrontar com usuários.

    Exemplo, muitos mecanicos da honda dizem q nao precisa trocar óleo do cambio automático, MENTIRA, troca-se sim, recomendado a cada 80 mil km, mas na práticos, muitos usuários trocam com 40 e tem um cambio p muito tempo.

    Motorista de taxi, pergunta qual frequencia q trocam o óleo do motor? rodam 200 mil ou mais sem problema.

    concordo com o colega Rogerio, nao quer gastar com óleo? com manutenção preventiva? então compre uma bike elétrica, pronto....

    abç a todos

    ResponderExcluir
  10. Bom. O UP no Brasil é um carro MODIFICADO, é só medir o UP vendido na Europa, ou nos EUA e lá o UP é menor. No Brasil ele foi alongado para fins de atender o mercado brasileiro, e este procedimento deixou o UP menos estável que as versões vendidas lá fora. O UP é um carro tipicamente urbano, não recomendo usá-lo para viagens. Super econômico. Antes que alguém fale que não é... Aqui os carros não tem como ser econômicos devido a três coisas fundamentais. 1-As péssimas condições das nossas estradas e a condição do asfaltato sem padronização nem qualidade feito de modo negligente e irresponsável SEMPRE. 2-A corrupção: Combustível ADULTERADO. 3-MOTORES ANTIGOS, só muda a aparência do carro, e sempre tem OTÁRIO pra comprar tecnologia antiga e se achar. Tem inúmeros exemplos dessas tralhas no mercado e de todas as montadoras.

    ResponderExcluir
  11. Isso acontece com Gol tb. Meu prox carro nao sera um VW por causa disso. Nao sou otario.

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.