A Fédération Internationale de l'Automobile (FIA) revelou, em Mônaco, o carro de corrida Formula E de terceira geração. O Gen3 é o primeiro carro de corrida do mundo projetado e otimizado especificamente para corridas de rua, e vai estrear na 9ª temporada do ABB FIA Formula E World Championship.
Fórmula E Gen3 revelado com tração AWD e supera 322 km/h
Sete dos principais fabricantes de automotivos do mundo se registraram na FIA para competir com o novo Gen3 na 9ª Temporada do Campeonato Mundial de Fórmulas ABB FIA com testes de pré-temporada neste inverno. São eles: DS Automobiles (França); Jaguar (Reino Unido); Mahindra Racing (Índia); Maserati (Itália); NIO 333 (Reino Unido/China); Nissan (Japão); Porsche (Alemanha).
Fórmula E Gen3 revelado com tração AWD e supera 322 km/h
O Formula E de 3ª geração atinge velocidade máxima acima de 322 km/h / 200 mph, sendo que mais de 40% da energia usada em uma corrida produzida pela frenagem regenerativa.

Cerca de 95% de eficiência energética vem de um motor elétrico que fornece até 350kW de potência (470BHP), em comparação com aproximadamente 40% para um motor de combustão interna.

Outra novidade é que é o primeiro carro fórmula com motorizações dianteiras e traseiras. Um novo trem de força dianteiro adiciona 250kW aos 350kW na traseira, mais que dobrando a capacidade regenerativa do atual Gen2 para um total de 600kW.

Capacidade de carregamento de velocidade ultra-alta de 600kW para energia adicional durante uma corrida, quase o dobro da potência dos carregadores comerciais mais avançados do mundo.
Fórmula E Gen3 revelado com tração AWD e supera 322 km/h
Outra novidade é que o novo Formula E não contará com freios hidráulicos traseiros, com a adição do trem de força dianteiro e sua capacidade regenerativa.

12 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. Ué? Mercedes correu da raia?? kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei lá... ninguém liga para Formula E, nunca foi importante e nunca teve relevância como esporte mundial

      Pq vc fugiu da matéria das vendas na Europa? Ficou com vergonha?
      kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Onde realmente importa, que é a Fórmula 1, a Mercedes vem ganhando o campeonato há 8 temporadas seguidas

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Mercedes-Benz_na_F%C3%B3rmula_1

      Enfim... mais uma enrabada no traseirinho da Carla

      Excluir
    3. Abraço

      https://i0.wp.com/www.benzinsider.com/wp-content/uploads/2015/03/lewis-hamilton1.jpg

      Excluir
    4. https://www.esportelandia.com.br/wp-content/uploads/2019/07/Mercedes.jpg

      Excluir
    5. Isso é passado. Hamilton sendo currado sem dó tanto pelo Vertappen quanto pelo Russell. Mercedes sendo currada por todas. E a Porsche fazendo acordo com a Red Bull, equipe do campeão, e que tem o carro mais rápido da atualidade. Audi comprando a Aston.
      O importante é iolhar para o futuro.

      Excluir
  2. Esses carros de F-E estao agora com 350 Kw no motor e mais 250 KW na dianteira de regeneração, o que da 600 Kw, ou mais de 800 cv. Esses carros estao acelerando de 0 a 100 em menos de 2 segundos e chegando a mais de 320 kmh.
    Esses carros eram ridiculamente lentos na G1, melhoraram na G2, e agora estão próximos do F-1 no Gen3. Ainda não é tão rápido quanto um F-1, mas já está muito próximo e é muito rápido. Essa é a tecnologia do futuro. E quem está ai?A Porsche. Que estará tb na F1, junto coma Audi. A mercedes fugiu da raia.

    ResponderExcluir
  3. Isso é irrlevante saber ou nao dirigir para opiniar tecnicamente sobre carros,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah tá... Mesma coisa que alguém que não sabe cozinhar opinar sobre técnicas de cocção... (Sou casado com uma chef de cozinha, tenta explicar essa sua teoria pra ela ou para os colegas de profissão).

      Excluir
  4. Beleza que melhoraram a velocidade, mas continuará irrelevante como esporte, os carros não duram toda a prova e o cara tem que se segurar e andar em ovos pra não ficar sem bateria, quando um dia fizerem um carro que aguente o mesmo tranco que um F1, e com mesma velocidade, aí sim será um pouco relevante, enquanto isso será só reduto de pilotos fracassados da F1...

    ResponderExcluir
  5. Para os lunáticos que defendem a F-E, nem coloca a F-1 no assunto, só compara uma corrida de F-E no aeroporto de Tempelhoff (Berlin) x as 500 milhas de Indianápolis.

    Tentem só imaginar o que é emoção de verdade...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem