A Volvo Car Brasil se une ao projeto Ecovaga, uma iniciativa da Estapar, para a criação da primeira rede de recarga semi-pública para veículos híbridos e elétricos do País.
Volvo Cars terá 250 eletropostos em estacionamento Estapar
A Ecovaga é uma rede integrada com 250 estações de recarga em cerca de 100 pontos premium de estacionamentos da Estapar nas regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Distrito Federal. Os equipamentos a serem instalados trazem a tecnologia da Enel X e fornecem um carregamento inteligente, abastecendo 80% da bateria de um veículo elétrico em aproximadamente 3 horas.
Volvo Cars terá 250 eletropostos em estacionamento Estapar
O diferencial da Ecovaga, que agora tem a Volvo como a sua primeira parceira, é a experiência proporcionada ao cliente. O consumidor poderá, em tempo real, visualizar os pontos disponíveis, dirigir-se até o local e recarregar seu veículo em poucos minutos.
Volvo Cars terá 250 eletropostos em estacionamento Estapar
As ecovagas são especialmente sinalizadas para os veículos híbridos plug-ins e elétricos e contam com o acompanhamento de profissionais para o gerenciamento das instalações, manutenção da rede real time, energia e gerenciamento por meio de tecnologia e software que permitem o nível de serviço e de funcionamento dos equipamentos.
Volvo Cars terá 250 eletropostos em estacionamento Estapar
As 250 ecovagas estão sendo instaladas em estacionamentos premium administrados pela Estapar em shopping centers, aeroportos, hospitais, arenas, prédios comerciais e instituições de ensino. As estações de recargas serão disponibilizadas em 23 cidades em 10 estados, como São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Barueri (SP), Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Aracaju (SE), Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF), Campinas (SP) e Fortaleza (CE).

Parceria

Aos clientes das empresas conveniadas ao projeto, a rede Ecovagas oferece de forma gratuita o serviço de carregamento dos veículos elétricos. Ao se tornar parceria da iniciativa, a Volvo passa a disponibilizar esse benefício para os proprietários dos carros de sua marca, que terão apenas que custear a taxa de estacionamento dos seus automóveis.

Para usufruir da gratuidade do serviço, o cliente Volvo terá o seu veículo cadastrado no aplicativo da Ecovagas, a fim de garantir a elegibilidade de acesso às estações de recarga. A expectativa da Enel X e da Estapar de que os 250 pontos de recarga estejam concluídos até o final do primeiro trimestre de 2021.

Para os proprietários de veículos de outras montadoras não-parceiras do projeto, será possível o uso das ecovagas por um prazo inicial de até seis meses após o início da operação dos 250 pontos de carregamento para que possam usufruir a experiência do serviço. Encerrado este período, o sistema irá restringir o acesso apenas aos clientes das empresas parceiras ou emitir uma cobrança através do Vaga Inteligente pelo uso da nova infraestrutura.

4 Comentários

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

  1. 80% em 3 horas? Que piada.

    A rede de carga da Audi tem carregadores de 150 KW, que colocam 100 km em menos de 15 minutos.

    https://www.car.blog.br/2020/10/audi-porsche-e-vw-inauguram-rede-de.html

    Por isso que digo. Grupo VW muito à frente em eletrificação.

    ResponderExcluir
  2. Não tem sentido o que estão fazendo. Cada empresa fazendo sua rede. Isso não é eficiente. O governo teria que regulamentar isso, criar uma legislação, e obrigar que sejam padronizados, para que todos carros de qualquer marca possam usar carregadores.

    ResponderExcluir
  3. O governo so precisa diminuir gradativamente os impostos da energia eletrica e solar, o resto se ajusta sozinho pelo mercado.

    Energia barata possibilita um ganho economico exponencial. Por exemplo, a construcao civil amplia o uso de ferramentas eletricas diminuindo o tempo de execucao das tarefas (pintura). Carro eletrico e o fim do combustivel adulterado (bem, ainda existe o "gato" de energia...). A energia teria sua producao distribuida embora mantendo a perenidade do sistema nacional interligado. Ampliaria a modernizacao da industria (robos e maquinas), mantendo é claro empilhadeiras e outras maquinas a gas natural ou glp.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.

Postagem Anterior Próxima Postagem