Car.blog.br

Pesquisar este blog

Chery EQ1 2020: nova versão do QQ elétrico - China

Categorias: , , , 18 Comentários

A Chery lança oficialmente na China o Chery EQ1 2019 - seu novo veículo urbano de acesso com motorização elétrica. A aparência e o interior do novo carro são atuais, com novos faróis e uma grade atualizada, de modo que a aparência geral é muito moderna.

Chery EQ1 2020

Na lateral há uma divisão na parte da coluna C, e uma lateral recortada que produz muitos reflexos de luz.

Chery EQ1 2020

Além disso, o carro também adota um estilo de design de duas cores para atender às necessidades individuais dos jovens consumidores.

Chery EQ1 2020

A extremidade traseira do corpo também é requintada e fofa, com uma roda de liga de alumínio de duas cores e quatro raios de 15 polegadas com um tamanho de pneu de 165/65 R15.

Chery EQ1 2020

Dentro do carro há um arrojado uso de estilo de design preto e cor laranja, com um volante de três raios e tela de LCD de controle, o carro novo enriquece ainda mais os efeitos visuais ao mesmo tempo ter um senso de tecnologia.

Chery EQ1 2020

Em termos de desempenho de potência, o Chery EQ1 usa um motor de acionamento síncrono de ímã permanente com uma potência máxima de 41 cv e um torque máximo de 120Nm. Enquanto isso, o novo carro também é equipado com uma capacidade nominal da bateria da bateria de lítio 35kWh, dados oficiais mostraram NEDC condição quilometragem total é 301 quilômetros.

Chery EQ1 2020

Vale ressaltar que o novo carro é equipado com um sistema de recarga em tomada doméstica de 220V. Há três modos de recarga.

Chery EQ1 2020

Em corrente contínua lento e rápido, e corrente alternada lenta. Em DC rápido, em 30 ele restaura 80% da bateria. Enquanto em um carregador AC (tomada doméstica)< leva de 5 a 7 horas para encher.

Chery EQ1 2020

Como um mini carro elétrico puro, Chery EQ1 é muito adequado para viagens diárias em cidade.

18 comentários:

  1. Tive a oportunidade de fazer um test drive no EQ1 e achei a proposta extremamente adequada ao trânsito das cidades.

    Se viesse ao Brasil por uns 50 mil, venderia muito. Acredito que a Caoa não deve demorar pra trazer.

    ResponderExcluir
  2. 50? não... será no minimo 80... a caoa né besta não... elétrico será modinha...

    ResponderExcluir
  3. Renault Kwid substitui este carro sem problemas e esta aí ao nosso alcance por um preço até justo!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não pode haver colisão.

      Excluir
    2. 3 estrelas no Latin Ncap....

      Excluir
    3. ``Só não pode haver colisão.´´

      bobagem.

      O Kwid tem 4 airbags de série.

      É mais seguro que a maioria dos carros no mercado, que em geral só têm 2 airbags.

      E a estrutura foi reforçada para atender à legislação brasileira.

      Ou seja, é igual a todos os demais carros populares de sua categoria (Gol, Mobi, Uno, Up!, Hb20, Onix, Ka, etc)

      Excluir
    4. Já leram o Longa Duração da 4R pra saber o que é Kwid "baratinho" como se diz aqui na região.
      Quanto ao chines pela primeira vez encontro um design chines próprio inédito, o problema da versão vendida aqui é que bateu desmancha.

      Excluir
  4. A mesma caolha que trouxe o Azera por 270k vai trazer esse aí por 150k.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos lá.

      Segundo um ex-executivo de montadora (que inclusive possui um blog automotivo), esses sedãs de alto luxo (CAMRY, ACCORD, e agora o AZERA) não vêm com finalidade de vendas lucrativas.

      São carros para vender poucas unidades, destinadas aos próprios executivos da marca na maior parte dos casos.

      Ninguém compra Camry.

      Mas os Diretores da Toyota-BR precisam rodar num bom carro.

      E eles vão rodar de Fusion? Passat? Óbvio que não. Tampouco de Corolla.

      Então eles trazem o carro. E se vender 20 por ano (vende até mais), o consumidor já pagou essa operação de importação pra eles. É o que basta.

      E digo mais.

      Eles sequer compram esses carros. São cedidos ou, quando muito, alugados a preços módicos para os executivos.

      Assim como os funcionários em geral também compram com generosos descontos em algumas marcas.

      Excluir
    2. Em suma, quando o Azera custava R$ 68,9 mil (era mais barato que um Corolla SE-G), tinha finalidade de vendas.
      Agora a coisa mudou de figura.

      Excluir
    3. Quanta bobagem. Na minha cidade tem muito Azera, Camry, Accord, Fusion, Passat... são apenas carros de baixo volume e ALTA lucratividade.

      Excluir
  5. Ótima opção para uso urbano.Infelizmente os preços dos veículos elétricos ainda estão impraticáveis.

    ResponderExcluir
  6. Sensacional pro dia-a-dia.
    Simplesmente perfeito.
    Os chinas vão dominar o mercado automotivo.
    Escrevam o que estou dizendo.

    ResponderExcluir
  7. Tendo como base estas imagens (principalmente do interior) podemos perceber que a Caoa-Chery pode trabalhar para trazer estas linhas para o QQ 2020.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez 2021, pq a linha 2020 já foi lançada e só mudaram o rádio da versão topo de linha.

      Excluir
  8. genti.....alguém sabe me informar se já saiu a comemoração dos 100/mil vw polo no Brasil.

    ResponderExcluir
  9. Se viesse por uns $80 mil seria uma boa opção urbana

    ResponderExcluir
  10. Se bater o dono morre eletrocutado

    ResponderExcluir

Comentários que contenham palavras de baixo calão (palavrões),conteúdo ofensivo, racista ou homofóbico serão apagados sem prévio aviso.